Eurico Miranda, que já foi presidente do Vasco anteriormente (três vezes) foi novamente eleito em 2014 e comandará o clube carioca pela quarta vez. Ele tomou posse do cargo nesta terça-feira (02/12), quando começará seu novo mandato pelos próximos três anos. Porém, apesar de o dirigente estar longe do foco nos últimos anos, há algum tempo ele segue interferindo nas decisões em São Januário.

Nesse retorno à presidência do cruz-maltino ele já anunciou algumas das suas primeiras medidas na nova gestão, ou como o próprio Eurico fez questão de frisar também se referindo à antiga administração do clube, os primeiros compromissos prometidos pelo novo dirigente, que é a mescla entre experiência e juventude em alguns cargos da diretoria.

Por outro lado, todos os integrantes das vice-presidências da nova diretoria serão pessoas que fizeram parte das antigas gestões de Eurico Miranda. O cargo de vice de finanças é considerado estratégico pelo presidente, não é remunerado como todos os cargos estatutários do clube, terá mais responsabilidades na nova gestão Eurico e será ocupado por Marcos Pereira de Carvalho. Para tomar posse dessa função, é preciso ser conselheiro do Vasco. O responsável por esse cargo no último mandato do atual presidente era Amadeu Pinto da Rocha, que faleceu no ano passado e era considerado um grande colaborador do cruz-maltino.

O segundo vice-presidente geral, Silvio Godói, deve acumular o cargo da vice-presidência de comunicações. José Luiz Moreira será novamente o vice de futebol. Marco Antônio Monteiro será nomeado presidente de marketing e vai acumular o cargo da presidência de relações públicas e de divulgação, que serão unificados. Já o departamento jurídico, terá o retorno de Paulo Reis.

Confira abaixo a lista dos possíveis nomeados para cada cargo da nova diretoria do Vasco da Gama, comandada por Eurico Miranda e que ficará no comando DP clube até 2017:

– Presidência: Eurico Miranda;

– 1ª Vice-Presidência: Fernando Horta;

– 2ª Vice-Presidência: Silvio Godói;

– Vice-Presidência do departamento médico: Egas Manoel Fonseca;

– Vice-Presidência do Jurídico: Paulo Reis;

– Vice-Presidência de Comunicações: Silvio Godói;

– Vice-Presidência do Departamento de Patrimônio: José Cardoso Joaquim;

– Vice-Presidência do Departamento de Finanças: Marcos Pereira de Carvalho;

– Vice-Presidência do Departamento Infanto-Juvenil: José Mourão Gonçalves;

– Vice-Presidência de Relações Especializadas: Denis Carrega Dias;

– Vice-Presidência de Marketing e Divulgação e Relações Públicas: Marco Antônio Monteiro;

– Vice-Presidência de Desportos Terrestres: Francisco Villanova;

– Vice-Presidência de Desportos Náuticos: Antônio Lopes;

– Vice-Presidência de Desportos de quadra e salão: Fernando Lima.

Por João Calvet

Vasco


O Palmeiras sempre dá notícia. E geralmente não das melhores, para tristeza de sua enorme torcida. Em 1914 quando o Palestra Itália foi fundado, nem o mais pessimista de seus fundadores imaginava quem 100 depois nada haveria para comemorar. Restou aos torcedores do século XXI torcer apenas para que o time não seja novamente rebaixado. Torcer que essa mancha novamente não recaia sobre a Sociedade Esportiva Palmeiras. Um grande clube, com uma torcida apaixonada, ídolos inesquecíveis.

Imaginar que um clube, como o Palmeiras, que já representou a seleção brasileira, torne-se apenas um clube medíocre. O atual presidente, Paulo Nobre, se diz um torcedor fanático, de arquibancada. Além disso, um empresário de sucesso. Aliar amor ao clube com sua experiência em gestão parecia o caminho certo para um glorioso centenário, com no mínimo o clube disputando as primeiras posições, uma vaga na libertadores, disputar os clássicos contra Corinthians, São Paulo, Santos e outros em pé de igualdade. Mas nada disso aconteceu. A diretoria se mostrou confusa, arriscou trazer um técnico argentino que conseguiu a pior sequência histórica de derrotas que jamais um técnico palmeirense conseguiu. Jogou a equipe na lanterna da competição. Deixou na equipe jogadores fracos, que somados aos já frágeis atletas do Palmeiras, resultou numa equipe medíocre, que provavelmente nem conseguiria se manter entre os 4 melhores da Série B.

Paulo Nobre gere o clube no ano do centenário, aliado a inauguração de um dos melhores estádios das Américas. Moderno, que combina com equipes europeias de ponta. E porque não montar uma equipe a altura da estrutura que o clube possui? Porque insistir em jogadores que são expurgos de outras equipes?

Se permanecer na série A de 2015, o Palmeiras terá de ser reinventado. Tanto na administração quanto no comando técnico. O torcedor não aguenta mais ser chacota constante de outros torcedores, principalmente torcedores de seus maiores rivais.

O Palmeiras enfrenta ainda neste mês uma nova eleição. Paulo Nobre disputa a reeleição. O que tem de bom a mostrar? Desta vez os sócios participam. Vamos aguardar.

Por Luciana Viturino

Palmeiras


Uma das maiores e mais vibrantes torcidas do Centro-Oeste brasileiro, torcedores fanáticos, tão fanáticos que muitos já perderam a vida em confrontos entre torcidas organizadas, principalmente em confrontos com as torcidas do Goiás. Mas os últimos anos têm sido de sofrimento para os torcedores do Vila Nova. Amargaram o rebaixamento no campeonato goiano. Vergonhoso para um clube de tanta tradição e com tantos títulos goianos como o Vila Nova.

Como qualquer empresa, tem de mudar, tem que se reinventar. Precisa de uma administração séria, com foco voltado para estabilizar o clube e depois pensar em alguma coisa maior. Quem se lembra que no começo do ano a vinheta de chamada do clube para o campeonato Brasileiro da série B era: Vila Nova – Rumo a série A? Uma vergonha iludir o torcedor desse jeito. Logo no início do ano, queda no goianão, uma tragédia para o clube e para a torcida. E o clube também está à beira da falência, moral e financeira. Ninguém quer colocar dinheiro no clube, os salários estão atrasados, despesas de rotina em atraso, patrocinadores fogem. O Vila Nova terá que ter muita sorte para não amargar mais desastres em 2015. Uma queda para a série D, analisando a atual conjuntura do clube não está descartada. Uma queda é possível, assim como não retornar a elite do futebol goiano. Não há dinheiro. Não há confiança. O público desapareceu dos estádios, ninguém quer estampar sua marca numa camisa que só despenca.

Mas vale a pena insistir. O Vila Nova tem uma torcida apaixonada, que sofre com os desmandos praticados no clube. É uma torcida que toda vez comparece, que espera um bom resultado. Só que vai indo, os campeonatos vão avançando e nada muda. Qualquer um desanima. Mas 2015 vamos acreditar numa diretoria mais séria, mais comprometida, com um clube de tantas glórias como o Vila Nova goiano.

Retorna a amargar a série C. Não tem dinheiro. Nem ninguém disposto a investir. Será o fim? Só 2015 nos dirá.

Por Luciana Viturino

Vila Nova GO

Jogo Vila Nova-GO

Fotos: Divulgação


O time do Cruzeiro é considerado na atualidade a melhor equipe do futebol brasileiro. Uma das peças chave desse sucesso vem sendo o investimento que a diretoria celeste realizou nos últimos anos na manutenção e aquisição bons jogadores, por valores acessíveis.

Líder isolado do Campeonato Brasileiro 2014 e já campeão antecipado do 1º turno, o Cruzeiro vem fazendo a diferença no cenário esportivo nacional. Com estilo de jogo fácil, envolvente, inovador e com um contra ataque mortal, a equipe vêm chamando a atenção de outras equipes do mundo, que tentam descobrir o porquê do sucesso da equipe celeste por muito tempo, sem que haja a perda de ritmo.

Outro ponto que chama a atenção é o trabalho desenvolvido pelo técnico Marcelo Oliveira, que está no comando da equipe há mais 1 ano e meio. O técnico foi contratado pelo Cruzeiro em 4 de dezembro de 2012 e chegou meio desacreditado pela torcida, pelo fato de ter sido um dos ídolos do arquirrival Atlético Mineiro no passado. O treinador assumiu o grupo, caiu nas graças da torcida e em 2013, conquistou o Campeonato Brasileiro.

Em recente entrevista para a imprensa, o Gerente de futebol do clube celeste, Valdir Barbosa, afirmou que a receita de sucesso do time no campeonato Brasileiro é o planejamento do grupo, uma boa assessoria fora de campo, salário em dia, o trabalho da equipe, a confiança no técnico, as parcerias e o investimento que o clube têm feito em jovens promessas do futebol brasileiro, como exemplo os jogadores Marlone e Neílton, já se antecipando a possíveis vendas de jogadores titulares no final do ano.

Por fim, o sucesso da equipe celeste tem rendido bons frutos aos cofres cruzeirenses. Nos últimos anos, a diretoria já arrecadou mais de R$ 20 milhões com vendas de ingressos e espera aumentar mais as receitas do clube e coroar com êxito a conquista de mais títulos em 2014.

Por Valter Falinacio

Cruzeiro

Cruzeiro

Fotos: Divulgação

 


O São Paulo, que chegou a ser ameaçado de rebaixamento no Campeonato Brasileiro de 2013, espera fazer uma temporada bem melhor em 2014.

O time, comandado pelo treinador Muricy Ramalho, acredita que tem tudo para disputar o título do paulistão e conquistar seus objetivos nos outros torneios a serem disputados. O volante Wellington está muito confiante com a melhora do tricolor paulista. Ele, que foi um dos destaques do clube no ano anterior, afirmou que o time está num processo de evolução e entrosamento que, certamente, serão indispensáveis para a equipe do Morumbi jogar com mais vontade e vencer os campeonatos. 

O volante explicou que o importante é conquistar títulos. Que é isso que todos, sobretudo a torcida, desejam. De todo o modo, apesar da confiança do atleta, uma pergunta parece continuar: será que dá para confiar no time do São Paulo?

Wellington renovou seu contrato até 2018, foi valorizado pela diretoria e deixou bem claro que nesse novo ano tudo será diferente.

O volante do tricolor afirma que evoluiu muito desde que estava nas categorias de base, que aprendeu muita coisa nesse tempo e que, por conta disso, se sente mais preparado para os desafios que estão chegando.

Um detalhe interessante é que o jogador já está na sua sétima temporada com o São Paulo. O único atleta com mais jogos que ele no atual elenco do clube é o ídolo da torcida, o goleiro Rogério Ceni. 

Com a conquista do Campeonato Paulista de 2014, disse Wellington, a equipe ficará mais forte para a Copa do Brasil e o Brasileirão, pois, como sabemos, o grande objetivo do clube é voltar a disputar a Taça Libertadores da América. 

O grupo já teve algumas mudanças como a saída do zagueiro Lúcio, que foi para o Palmeiras, e a contratação do lateral Luis Ricardo. 

Por Juan Wihelm

SPFC

Foto: Divulgação


Nesta sexta-feira, o técnico do Cruzeiro (Marcelo Oliveira), confirmou entre os titulares para o jogo deste fim de semana contra o Naútico, o atacante Ricardo Goulart. Como justificativa, o camandante celeste disse que sua escolha se baseia no entrosamento existente entre Goulart e o lateral esquerdo Egídio.

Estes dois jogadores já atuaram juntos antes de ir para a Raposa. Eles estavam presentes na campanha vitoriosa do Góias em 2012, e portanto, estavam entre os responsáveis no acesso do esmeraldino a séria A do Brasileirão. Ricardo Goulart participou de forma ativa e com destaque na campanha que levou o Góias a divisão de elite do futebol brasileiro, balançando a rede 12 vezes naquela temporada.

Como o Cruzeiro perdeu alguns dos jogadores na posição, sobrou ao atancante sua primeira oportunidade como titular da equipe no campeonato brasileiro. Muito feliz com a chance de mostrar seu trabalho desde o início da partida, Goulart transpareceu estar muito tranquilo para o jogo. Devido à experiências passadas com o treinador e o trabalho bem feito nessa temporada, o jogador já está adaptado a forma de trabalho do técnico Marcelo Oliveira.

Ricardo Goulart vai entrar no lugar do atancante Luan, suspenso. Além disso, Borges e Dagoberto ainda se encontram em recuperação de lesões. Por esse fatores, o jogador que chegou a ser titular no início da temporada, tem nova chance com a camisa do Cruzeiro.

Por Natália Mayrink De Lazzari


Peter Siemsen, presidente do Fluminense, afirmou a decisão no último sábado, em uma palestra realizada no Columbia Business School, de comprar um time de futebol nos Estados Unidos.

O presidente afirmou que o projeto faz parte dos planos de expansão do clube. "Vamos reforçar não apenas a nossa marca, mas também a nossa imagem de excelência em gestão de futebol, ao mesmo tempo que desenvolvemos novos mercados consumidores", disse.

Siemsen afirmou, que no começo o clube não estará envolvido em compra e venda de jogadores. "Nós já temos parcerias com outros clubes para fazer isso em todo o mundo", disse.

Ele chegou a afirmar, que serão levados 8 jogadores brasileiros para formarem a base do futuro time.

Quanto aos custos envolvidos, Peter disse "considerando o custo do projeto, o que faz mais sentido para nós é entrarmos sozinhos e ver se precisamos de uma empresa como parceira mais tarde".

A decisão sobre qual time será comprado deverá sair em maio, quando Peter viajará para os EUA.

O time fará treinos em Orlando, nos EUA, entre os dias 16 e 21 de junho, no CT do Orlando City. No dia 22, o time disputa contra o Orlando City pelo USL Pro (equivalente a 3ª divisão) em um amistoso no Citrus Bowl.

Por Atila Felipe


O Galo não para, e nessa quarta-feira, 20/03, anunciou mais um reforço para a temporada 2013. O nome da vez é Josué, que estava no Wolfsburg da Alemanha, e que no Brasil jogou no Goiás e no São Paulo, onde foi campeão da Libertadores e do Mundial de Clubes em 2005.

De acordo com o site do time alemão, o volante assinará um contrato de dois anos com o clube de BH, e no mesmo portal a diretoria do clube agradeceu os serviços prestados pelo atleta brasileiro.

Josué já trabalhou com o técnico Cuca em 2003 no Goiás e o treinador teve papel importante na contratação do volante junto ao São Paulo em 2004, quando indicou o jogador.

No Galo, Josué travará disputa pela posição de titular com Pierre, Leandro Donizete, Richarlyson e com o penta-campeão do mundo Gilberto Silva.

Kalil tem investido pesado desde que assumiu a presidência do clube de Minas Gerais, trazendo jogadores como Ronaldinho, Jô, Víctor, Gilberto Silva, Diego Tardelli e outros.

Cuca tem, sem dúvida alguma, um dos melhores elencos do futebol brasileiro, sendo favorito para ganhar todos os títulos em disputa na temporada: Mineiro, Copa do Brasil, Libertadores e Brasileirão.

Por Vinicius Cunha


O Vasco da Gama, antes irredutível, admite que o "mito" Dedé deverá deixar o São Januário no meio do ano. Clubes como Corinthians, fizeram grande pressão para contar com o bom zagueiro, porém o Vasco renovou o contrato do atleta e firmou cláusula que só se admite a venda do jogador após 1º de julho deste ano.

Em entrevista recente a uma rádio do Rio de Janeiro, o diretor, Cristiano Koehler, admitiu que é muito difícil segurar o zagueiro, pois este tem objetivos na carreira, como independência financeira, respirar novos ares, sendo inviável iludir a torcida com a promessa de segurar Dedé.

Cruzeiroe Grêmio também acenaram como possíveis destinos do jogador no começo do ano, mas esbarraram na inflexibilidade da diretoria cruz-maltina. Mesmo não estando em boa fase, o "mito" tem mercado no Brasil e em vários lugares do mundo, pois é um zagueiro rápido, inteligente e ainda sabe fazer gols.

Quase todo o time titular da temporada 2012 já deixou o Vasco, jogadores como Fernando Pras, Felipe, Juninho Pernambucano, Alecsandro e Nílton estão na leva. Dedé deve se juntar ao "time" ainda em 2013. 

Por Vinicius Cunha


O Verdão, que estreou com vitória na Copa Libertadores 2013, não se saiu bem na primeira partida fora de casa e perdeu para o Libertad do Paraguai.

O clube paulista vinha de uma série de sete jogos sem derrota, mas na noite de quinta-feira, 28/02, o time de Gilson Kleina foi totalmente dominado e não suportou a pressão. No fim do jogo deu Libertad com 2 tentos a 0, gols de Pablo Velásquez e depois Pedro Benítez.

Os anfitriões chegaram aos seis pontos na competição, assumindo a liderança do grupo, enquanto o Palmeiras continua com três e agora é o terceiro colocado da chave.

Libertadores é assim mesmo, o mais importante é vencer em casa e se possível for, "beliscar" alguma pontuação fora. No fim de semana o Palmeiras não jogará pelo Campeonato Paulista, pois teve o jogo contra o Paulista de Jundiaí adiado. Oportunidade para o time descansar e treinar para enfrentar o Tigre da Argentina na próxima quarta-feira, 06/03, mais uma vez fora de casa. 

Se quiser se classificar para as oitavas de final, o próximo compromisso pela competição sulamericana requer pontos e será crucial. Mas que a torcida palmeirense não se iluda, pois o principal objetivo do time na temporada é voltar à primeira divisão do Brasileirão.

Por Vinicius Cunha


Na última Terça-feira, 26/02, o ex-técnico da seleção portuguesa, Luís Felipe Scolari, Felipão, esteve em Portugal, participando de um fórum de treinadores e admitiu que promoverá mudanças na seleção brasileira.

O treinador disse que não gostou do posicionamento do time e também de uma série de detalhes. Antes da estreia na Copa das Confederações, o Brasil fará 5 amistosos e o treinador está disposto a encontar o time ideal dentro deste prazo.

As seleções adversárias são estas: Itália; Rússia; Chile; Inglaterra e a França. Ambas com bons times. Destaque para Azurra, tetra-campeã do mundo, e para os ingleses, vencedores do último amistoso que o Brail fez.

No fórum, o treinador comentou sobre vários assuntos, dentre eles, a hipótese de convocação de algum jogador que atua no futebol portuguẽs, a ausência do baixinho Romário na Copa de 2002 e sobre a facilidade que tem em treinar craques.

Felipão afirmou que tem um carinho especial pela seleção lusitana e que torce muito para que Portugal consiga uma das vagas para a Copa de 2014. O tempo não para e a seleção canarinho ainda precisa de reajustes. Que o treinador do pentacampeonato ajuste os "parafusos" e que o Brasil faça bonito na Copa das Confederações e, principalmente, na Copa do Mundo.

Por Vinicius Cunha


O Vasco se prepara para estrear no Campeonato Carioca 2013, o primeiro desafio do cruzmaltino será nesse sábado (19 de janeiro) diante do Boa Vista. Ainda em busca do time ideal, o técnico Gaúcho e o Diretor técnico Ricardo Gomes, promovem mudanças no elenco titular.

Diante do Ajax no último domingo (13 de janeiro), a equipe titular teve a presença de John Cley, uma surpresa, uma vez que o garoto recém-subido das categorias de base não vinha sendo muito aproveitado, mas ao que tudo parece sua chance chegou.

Agora as novidades chamam por nome de Pedro Ken e Filipe Souto, os dois jovens jogadores treinaram no time titular e devem começar jogando diante do Boa Vista. Vale lembrar que ambos são recém-chegados à São Januário e adotam o discurso de “ganhar espaço”.

O Vasco começa o Campeonato Carioca de 2013 com a missão de voltar a ser campeão, o último título foi em 2003. Em 2012 o cruzmaltino perdeu a decisão dos dois turnos.

Vasco e Boa Vista se enfrentam sábado, é o início da caminhada do gigante da Colina e a torcida espera que 2012 seja bastante produtivo para o alvinegro carioca.

Por Gabriel Frigini Reis


O clima não anda muito agradável no time Real Madrid, pois as questões e problemas entre seu técnico Mourinho e o restante da equipe estão cada dia mais acirradas.

Além de embates com jogadores do time, Mourinho agora não está muito amigo da presidência do time.

Isto porque, segundo o jornal Marca, o presidente do Real Madrid Florentino Pérez não aceitou a indicação que o técnico fez para a ida do jogador brasileiro Lucas para o time espanhol.

De acordo com os rumores, Pérez preferiu contratar o croata Modric por considerar 43 milhões de euros por Lucas um valor muito elevado.

Além disso, Mourinho e a diretoria discordaram com relação a um novo goleiro para substituir Iker Casillas.

Apesar de todas estas questões, a presidência do clube informou que não irá interferir no trabalho de Mourinho principalmente com relação à escalação de jogadores.

Por Ana Camila Neves Morais


O Vasco da Gama passa por um momento extremamente difícil, a Diretoria está perdida, salários estão atrasados, jogadores deixando o clube e agora Dinamite trava uma guerra contra Romário. O ambiente não é bom, e as perspectivas para 2013 parecem ser as piores possíveis, há quem diga que o cruzmaltino irá ser rebaixado no brasilerão do ano de vem.

Fernando Prass já deixou São Januário, o goleiro agora defenderá o Palmeiras, o constante atraso de salários pesou na decisão do experiente jogador. Juninho pode estar deixando o rio, o destino do Reizinho possivelmente será os Estados Unidos, mais precisamente para o Red Bull. Lembrando que o meia fará companhia a Thiery Henry e Rafa Marquez em terras americanas.

Éder Luis é outro que deve estar deixando São Januário, o atacante recebeu uma proposta do Grêmio e ao que indica, o camisa 7 da colina jogará pelo tricolor gaúcho em 2013. Outro que também pode sair é Carlos Alberto, o meia tem propostas de clubes do Brasil e do exterior, no entanto, a saída do jogador é comemorada por parte da torcida.

2013 possivelmente será difícil para o Vasco da Gama, em breve novas informações.

Por Gabriel Frigini Reis


O novo técnico da seleção brasileira de futebol é Luiz Felipe Scolari o qual irá usar a Copa das Confederações que vai acontecer no ano de 2013 para decidir o time que vai integrar a seleção brasileira para a Copa do Mundo de 2014.

Apesar disso, Felipão falou em entrevista coletiva concedida nesta sexta-feira, dia 30 de novembro de 2012, que pode chamar atletas de um ano para o outro.

O técnico considera, ainda, que a Copa das confederação será importante para avaliar o comportamento dos jogadores em partidas com adversários fortes semelhantes aos que vão acontecer no Mundial de 2014.

Fonte: Reuters

Por Ana Camila Neves Morais


Bastante satisfeito com a classificação  para as quartas de final da Copa Sul-Americana, conquistada com a vitória por 2 a 1 sobre o Barcelona do Equador, o técnico Luxemburgo demonstrou bom humor na entrevista coletiva nos vestiários do Estádio Olímpico e elogiou o trabalho realizado  em parceria com dirigentes e jogadores do Grêmio.

Sem previsão de renovação de seu contrato para 2013, após a eleição de Fábio Koff para a presidência do time, o treinador falou sobre as possibilidades de deixar o clube em dezembro com a conquista da competição continental. Contudo, preferiu exaltar o projeto feito nesta temporada.

“A Sul-Americana é uma possibilidade muito legal para ganhar um título, mas o futebol não é uma ciência exata. Você não ganha nada no futebol se não fizer planejamento. Se o Grêmio dispensar todo mundo no final do ano e comprar outros 20, vai voltar a capengar. Futebol é planejamento”, afirmou Luxemburgo.

Diante das incertezas, o técnico espera que, ao menos, o projeto tenha continuidade. “Mostrei minha proposta: criar, junto com a diretoria, uma base sólida. Criar um time técnico e guerreiro, que atraia o torcedor e recupere a autoestima dele. O adversário tem que saber que vamos fora de casa para ganhar. Quem estiver aqui no ano que vem vai colher esses frutos, pois a base está implantada”, destacou.

Segundo Luxa, a boa fase gremista é fruto de uma boa conexão com os jogadores e o respeito às qualidades de cada um deles.

Por A.V.S





CONTINUE NAVEGANDO: