O poderoso clube espanhol Real Madrid, atual campeão da Liga dos Campeões, aumentou o poderio de seu elenco após fechar a contratação do volante brasileiro Lucas Silva, que atuava pelo atual campeão brasileiro Cruzeiro.

O clube merengue pagou 14 milhões de euros (cerca de R$ 40,5 milhões) pela negociação do volante que foi um dos maiores destaques da Raposa e do Campeonato Brasileiro de 2014. O jogador, de 21 anos, foi apresentado na manhã da última segunda-feira (26/01) e logo na tarde do mesmo dia já realizou seu primeiro treino junto com o elenco principal do Real Madrid, quando já teve seu primeiro contato com alguns ídolos e novos companheiros de equipe como o craque e atual melhor jogador do mundo Cristiano Ronaldo, Gareth Bale, e o volante alemão Tony Kroos, com o qual Lucas Silva revelou já imaginar fazer dupla no meio-campo merengue.

Além do brasileiro Marcelo e o naturalizado português Pepe, com os quais o volante também se juntou. "O meio-campo do Real tem atletas de muita qualidade, o Kroos é um deles. Eu acompanho a carreira dele há algum tempo e estou orgulhoso de poder jogar com ele. Pretendo seguir os passos dele e, quem sabe um dia, poder atuar ao seu lado na equipe", exaltou Lucas Silva. Porém, com a atual formação do ataque do Real Madrid, com Cristiano Ronaldo, Bale e Benzema, a concorrência que Lucas vai enfrentar no setor intermediário do time não será muito fácil, pois lá a equipe de Madrid tem também outros seis atletas que disputam três vagas. São eles os alemães Khedira e Kroos, o colombiano James Rodríguez, e os espanhóis Isco e Illarramendi, porém, o último dessa lista (Illarramendi) pode vir a trocar os Galáticos por outro clube também espanhol, o Athletic Bilbao.

Depois de ser apresentado oficialmente, fazer embaixadas com a bola e chutar algumas para as arquibancadas onde haviam cerca de 300 torcedores que estavam no estádio para recebê-lo, Lucas Silva, que vestirá a camisa 16, garantiu estar pronto para jogar e disse ter sentido frio na barriga ao pisar no estádio Santiago Bernabéu. "Senti um frio na barriga ao pisar no estádio Santiago Bernabéu. Foi muito boa a sensação que tive e me sinto pronto para começar a jogar aqui. Estou com mais de 80% do máximo que posso render, pois fiz pré-temporada durante uma semana com o Cruzeiro e realizei atividade física e trabalho com bola", garantiu o volante.

Por João Calvet

Lucas Silva

Foto: Divulgação


O Mundial de Clubes da FIFA de 2014 aconteceu neste ano sem a presença de times brasileiros. Porém, como esperado, a final aconteceu entre o vencedor da Liga dos Campeões e o ganhador da Taça Libertadores da América.

O time sul-americano representando o continente no mundial foi o argentino San Lorenzo, clube do Papa Francisco, que chegou até à decisão, após vencer o Auckland City, clube neozelandês, por 2 x 1.

Do outro lado estava o Real Madrid, considerado o melhor time de futebol da atualidade, que venceu neste ano a Copa do Rei, a Supercopa da Europa e a Liga dos Campeões, além de ser o único time a ter 100% de aproveitamento até este momento na edição da Champions 2014/2015. Na semifinal, venceu o Cruz Azul, do México, em uma vitória fácil por 4 x 0.

A grande final da competição aconteceu no último sábado, dia 20 de dezembro, no Grand Stade de Marrakech. Antes do jogo, houve a disputa pelo terceiro lugar, que foi decidida nos pênaltis após um empate por 1 x 1 no tempo regular. O time neozelandês levou a melhor, com um resultado de 4 x 2 nas cobranças dos tiros livres.

A partida começou com grande agressividade no ataque do Real, sendo praticamente o único atacar, enquanto o San Lorenzo tentou se fechar ao máximo para evitar uma goleada dos espanhóis. Houve grande reclamação da arbitragem e diversos cartões amarelos aplicados logo no primeiro tempo.

Os ataques dos europeus acabaram dando certo aos 36 minutos do primeiro tempo. Após um chute de Bale defendido pelo goleiro, o Real teve um escanteio ao seu favor. Toni Kroos cobrou pela esquerda e Sergio Ramos apareceu no meio da área para inaugurar o placar.

Na volta do intervalo, os madrilenos precisaram de apenas 5 minutos para marcar novamente e definir a partida. Bale recebeu a bola livre na grande área e chutou fraco para o gol, porém, o goleiro Torrico falhou e a bola acabou entrando.

A partida terminou em 2 x 0, com o Real Madrid conquistando seu quarto Mundial de Clubes, se igualando ao outro europeu Milan, que também tem quatro títulos na competição.

Por Rannier Ferreira Mendes

Foto: divulgação


Faltando poucos dias para estrear no Mundial de Clubes no Marrocos, o Real Madrid enfrentou o Almería pela 15ª rodada do Campeonato Espanhol, competição em que o clube está em primeiro lugar na tabela, e garantiu uma goleada de 4 x 1.

O bom momento da equipe é bem expresso em seus resultados, já que vem de um aproveitamento de 100% na fase de grupos da Liga dos Campeões – torneio que venceu na última edição e garantiu sua vaga no Mundial – e, com a vitória nesse jogo, completou 20 partidas sem perder.

Outros méritos do clube é possuir como principal jogador o português Cristiano Ronaldo, que venceu a Bola de Ouro do ano de 2013, prêmio dado ao melhor jogador do ano, e está novamente entre os 3 indicados à Bola de Ouro deste ano.

O jogo foi na casa do Almería e começou com bastante vontade por parte de ambos os times. Porém, o primeiro gol saiu apenas aos 33 minutos do primeiro tempo, após Isco receber um cruzamento de Benzema, livrar-se do defensor e chutar para o gol.

A resposta do time da casa veio em 5 minutos, com uma sobra para o meio-campista Verza, que chutou no canto, sem chances para o goleiro Casillas.

Porém, a festa da casa não durou muito, já que apenas 3 minutos depois, Gareth Bale marcou e passou a vantagem no placar novamente para o Real.

O time visitante voltou do intervalo com muita força, com jogadas de quase gol, porém a maior força veio quando, aos 17 minutos do segundo tempo, Iker Casillas defendeu um pênalti a favor do Almería.

Perdida a chance de empate, o clube da casa se entregou para o adversário e foi quando ninguém mais que Cristiano Ronaldo marcou duas vezes, uma aos 35 e outra aos 43 minutos do segundo tempo, selando o placar de 4 x 1 para o Real Madrid.

A estreia do clube espanhol no Mundial de Clubes acontecerá na terça-feira, dia 16 de dezembro, em Rabat, às 17:30.

Por Rannier Ferreira Mendes

Foto: divulgação


O volante Lucas Silva, que pertence ao Cruzeiro, é alvo de um dos gigantes do futebol mundial, Real Madrid, para ser contratado e se transferir para a Espanha na próxima janela de transferências internacionais.

É o que diz o diário "Marca", de Madrid, em uma publicação divulgada na última sexta-feira (28/11). Segundo as informações do jornal espanhol, o clube Merengue estaria disposto a pagar 12 milhões de euros (cerca de R$ 37,3 milhões) por ele, mas a Raposa só estaria disposta a fechar o negócio com os espanhóis por 15 milhões de euros (aproximadamente R$ 46,6 milhões). Lembrando que Lucas Silva é revelação do próprio Cruzeiro, foi uma peça muito importante para ajudar o time mineiro a conquistar o seu bicampeonato Brasileiro (dois títulos seguidos) e que gerou a conquista do quarto título brasileiro no total, e tem contrato com o Cruzeiro até 2017. É um volante versátil e também é integrante da Seleção Brasileira Sub-21.

O Real já havia tentado contratar o jogador anteriormente, mas a negociação não foi fechada. Porém, com as recentes lesões sofridas por dois volantes do time, o alemão Sami Khedira e o croata Luka Modric, a contratação de Lucas Silva, de 21 anos, tornou-se uma enorme prioridade para o clube de Madrid, que deseja muito que o atleta brasileiro se transfira para a Espanha ainda no meio dessa temporada europeia, já na próxima janela de transferência, ou no máximo em junho, para o início da temporada 2015/2016.

Com o Cruzeiro já campeão brasileiro e também tendo encerrado sua participação na Copa do Brasil, com o fim da competição, a equipe de Belo Horizonte já deve estar se permitindo pensar nas férias, o que em teoria também permitiria ao jogador da Raposa ter mais tempo disponível para receber o assédio dos grandes clubes europeus com suas propostas, que como sabemos podem ser tentadoras, e analisá-las com mais calma.

Por João Calvet

Lucas Silva do Cruzeiro

Foto: Divulgação


É, amigo, está chegando a hora! Nesse fim de semana acontece o clássico Real Madrid e Barcelona, Barcelona e Real Madrid.

É bem verdade que nos últimos dois jogos entre as equipes na Liga, o time catalão saiu vitorioso, tanto no Camp Nou, quanto no Santiago Bernabeu. Entretanto, os merengues venceram a final da Copa del Rey sobre o grande rival, com um belo gol, no finalzinho, de Gareth Bale. Logo, podemos dizer que, nos últimos confrontos, a disputa está empatada, levando em conta a “margem de erro”.

Além dos atributos usuais de um jogo deste porte entre duas grandes equipes, o clássico vai marcar o retorno de Luisito Suarez aos campos, após cumprir suspensão por morder o zagueiro Chiellini no jogo entre Uruguai e Itália.

Foto: divulgação

A partida deste sábado (25) vai ser a primeira da temporada entre os gigantes espanhóis, e pode dizer muito sobre o que esses times vão apresentar durante o ano. O Barcelona, que ao final da temporada 13/14 vinha sofrendo muitas críticas, parece ter vindo pra provar que ainda é o grande Barcelona de títulos em sequência e domínio na Europa. No momento, graças a sua dupla de ouro, Neymar e Messi, ocupa a primeira posição na La Liga.

Já o Real Madrid tem como objetivo da temporada se reafirmar. O atual campeão europeu de clubes vem pra mostrar que ainda é ele quem manda na Europa e que é merecedor do título de campeão. Apesar de ter passado por alguns apertos no começo do campeonato, o time parece ter se acertado com as novas peças e tem feito bons jogos.

Mas o grande causador da boa fase do time só podia ser um: o melhor jogador do mundo da temporada de 2013, Cristiano Ronaldo, que está simplesmente destruindo o campeonato nacional. O gajo já marcou 15 gols em oito rodadas. Mais gols que muitos grandes times da europa em seus respectivos campeonatos. 

Para citar alguns exemplos: Arsenal e Borussia Dortmund, James Rodríguez e Toni Kroos já se sentem em casa no meio campo e prometem partir pra cima da defesa catalã.

O jogo promete, os jogadores prometem, tudo em torno desse clássico só pode nos fazer pensar que grande jogo está por vir. E como é bom ver esses craques fazendo história a nossa frente.

Por Pedro Bartras


Parece que os bons ventos estão soprando a favor de Kaká. O meia tem estado bem próximo ao novo treinador da equipe do Real Madrid, Carlo Ancelotti. O técnico veio para substituir José Mourinho e está dando novas chances ao jogador, situação bem diferente a que ocorria quando Mourinho estava dirigindo o time.

Bom diferente da situação apresentada pela imprensa espanhola, Kaká tem sim espaço no time e está participando ativamente das primeiras atividades dirigidas pelo novo técnico nesta etapa de pré-temporada.

Outro “faixa” do brasileiro seria  Zinedine Zidane, atual auxiliar técnico do clube merengue. Eles estariam conversando e se entendendo muito bem, fechando parceria.

O atleta do Brasil está bem animado com a vinda de Ancelotti para o time, isto porque o técnico sempre deixou claro o interesse em trabalhar com Kaká, principalmente pelo fato de conhecer o seu futebol de perto, visto que se conhecem a seis anos, desde que os dois trabalhavam no Milan entre os anos de 2003 e 2009.

O brasileiro está sentindo-se muito bem com a sua equipe a ponto de publicar uma foto dele e de seus colegas, todos animados.

Kaká está no Real Madrid desde 2009, entretanto, não conseguiu muitas oportunidades no time, isso provavelmente será contornado de agora em diante.

Por Melina Menezes.


A temporada 13/14 está na iminência de se iniciar, e o Real Madrid promete vir forte, com o intuito de conquistar todos os campeonatos possíveis. Para isso, na sexta-feira, dia 12 de julho, anunciou a contratação do meia-atacante Asier Illarramendi, que estava no Real Sociedad.

Para contar com jogador, o Real Madrid pagará a quantia de 30 milhões de euros, o equivalente ao valor integral da multa rescisória do atleta, e arcará com o salário de 2,5 milhões de euros ao ano, de acordo o que tem declarado a imprensa espanhola.

Asier Illarramendi tem 23 anos, e o acordo entre Real Madrid e o jogador já estava selado há algumas semanas, no entanto, o Real Sociedad vinha dificultando o negócio, e enquanto não teve a garantia do pagamento, não liberou o jogador, que vem, a princípio, para substituir Callejón, que foi negociado com o Napoli.

Asier Illarramendi reiterou que a decisão de deixar o Real Sociedad não foi uma tarefa fácil, mas não poderia deixar de aceitar a proposta do Real Madrid, reconhecendo que a mesma é única e especial, ou seja, irrecusável.

Com a aquisição de Illarramendi, o setor de meio-campo do Real Madrid contará ainda com as seguintes opções: Kaká, Di María, Khedira, Xabi Alonso, Casemiro, Isco e Ozil.

Por Vinicius Cunha


Há alguns dias atrás, o PSG viu Leonardo, diretor esportivo do time, pedir demissão. Além disso, quase que diariamente vem sendo especulada a saída de Thiago Silva para o Barcelona. Se não bastasse o citado, agora é o Real Madrid que está atrás de um jogador do time de Paris, e não é qualquer atleta, já que se trata de Ibrahimovic, o principal destaque do clube.

De acordo com o canal televisivo "Sky Sport", o empresário de Ibra, Mino Raiola, esteve reunido com a cúpula do Real Madrid na quarta-feira, dia 10 de julho, com o intuito de ouvir uma possível proposta do clube espanhol. Um dos pontos a favor do Real é o fato de Carlo Ancelotti ser o treinador do time. O técnico é o mesmo que trabalhou com Ibrahimovic na última temporada, ambos defendendo o PSG.

Outra pista de que Ibra pode deixar a equipe francesa é a recente contratação de Cavani, junto ao Napoli, por 63 milhões de euros. A vinda do uruguaio já teria sido concretizada visando a possível reposição da perda do atacante sueco, que está no PSG desde a temporada passada, quando foi contratado por 24 milhões de euros.

No time francês, Ibrahimovic conquistou o campeonato nacional, além de se sagrar artilheiro da competição.

Por Vinicius Cunha


O zagueiro Pepe, brasileiro naturalizado português, está no Real Madrid desde 2007, e no clube viveu altos e baixos, em alguns momentos como titular incontestável, e já em outros como mero coadjuvante; alvo de várias equipes para a próxima temporada, Pepe deverá permanecer no Real, já que o clube não quer liberá-lo, apesar das boas propostas que vêm aparecendo.

A última proposta pelo zagueiro Pepe veio da Inglaterra, mais precisamente do Manchester City, que chegou a oferecer 25 milhões de euros pelo defensor, mas a mesma foi rejeitada, já que a permanência do zagueiro teria sido um pedido pessoal do novo técnico do clube, Carlo Ancelotti.

De acordo com o jornal espanhol "Marca", a recusa não se deve apenas ao fato de Carlo Ancelotti contar com o jogador para a próxima temporada, mas também pelo temor em negociá-lo e depois não encontrar alguém com potencial semelhante no mercado.

No atual elenco do Real Madrid são poucas as opções para Ancelotti, que além do luso-brasileiro, conta apenas com Sergio Ramos e Varane; a temporada 12/13 não foi das melhores para Pepe, principalmente o 1º semestre de 2013, por ter se envolvido em atritos com o ex-treinador, José Mourinho, e ser cogitado a deixar o clube.

Por Vinicius Cunha


O técnico italiano Carlo Ancelotti assumiu uma das missões mais complicadas de sua carreira, reerguer o Real Madrid. Sem conquistar  nenhum título na temporada passada, o time merengue está pressionado para levantar um troféu. Como todo time que fracassa em uma temporada, é certo que o maior time de século irá reformular seu elenco, o que está atraindo o interesse dos clubes europeus para reforçar seus elencos com os " renegados" do time espanhol.

A situação mais complicada é do meia brasileiro Kaká, haja vista que o alto valor de seu salário torna difícil sua negociação. Apesar do novo treinador do time ter um bom relacionamento com o jogador, considerando que o jogador brasileiro foi eleito o melhor do mundo quando era treinado por Ancelotti. O time de Madrid pretende se livrar do jogador de qualquer maneira, cogitando envolver seu nome em negociações para contratação de jogadores.

Os argentinos Angel Di Maria e Gonçalo Higuain já manifestaram publicamente o interesse de deixar o futebol espanhol, tendo clubes do futebol italiano e inglês manifestado o interesse de adquirir os dois bons jogadores.

O português Fábio Coentrão e o espanhol José Callejón também estão insatisfeitos, assim como a própria diretoria do clube com os jogadores, razão pela qual em breve serão negociados. As dispensas dos jogadores têm duas motivações: um pedido do novo técnico de trabalhar com um elenco reduzido e captar dinheiro para manter o Cristiano Ronaldo.

Além do mais, a equipe busca recursos para contratar Gareth Bale, o qual custará uma grande fortuna ao clube espanhol, já que o Tottenham não irá liberar o jogador facilmente.

Por Renan Valmeida do Nascimento


Agora é oficial: Carlo Ancelotti é o novo treinador do Real Madrid, e o italiano afirmou que pretende observar Kaká, antes de dar o aval ou não, para que o meia-atacante permaneça no grupo; no entanto a imprensa espanhola tem declarado que a intenção da diretoria do Real Madrid é negociar o brasileiro, devido ao alto salário deste.

Caso não permaneça no Real, o destino mais provável de Kaká seria seu ex-clube, o Milan, que de acordo com vários periódicos italianos, prefere o japonês Keisuke Honda ao brasileiro; um dos motivos seria a idade do asiático, 27, quatro a menos que Kaká.

Honda é titular absoluto da seleção japonesa, que disputou, recentemente, a Copa das Confederações, no Brasil, sendo eliminada ainda na primeira fase; o jogador atua pelo CSKA da Rússia, e custaria "apenas" 2 milhões de euros aos cofres italianos.

Pesa a favor de Kaká o fato do brasileiro ser ídolo da torcida do clube, já que neste ganhou inúmeros títulos, e em 2007 foi considerado o melhor jogador de futebol do mundo, prêmio concedido pela FIFA. Kaká jogo no Milan entre os anos de 2003 a 2009.

Por Vinicius Cunha


O Real Madrid não conseguiu atravessar o negócio entre Barcelona e Santos, para contar com Neymar para a próxima temporada, mas nem por isso deixará de ter bons valores nos próximos campeonatos. No sábado, 22 de junho, a imprensa da Espanha divulgou que o Real chegou a um acordo com o Málaga, e terá o meia-atacante Isco no elenco.

Isco assinará contrato de cinco anos com o Real Madrid, e este pagará ao Málaga a quantia de 30 milhões de euros pela contratação, além da cessão de algum jogador do elenco; o nome do atacante Denis Cheryshev é o mais comentado.

Ainda não há uma data oficial para que o craque Isco seja apresentado aos torcedores do Real Madrid, mas o clube já sabe que será no começo de julho. Antes de chegar a um acordo com o Málaga, Isco quase foi parar no Manchester City, que na semana passada fez proposta de 25 milhões de euros pelo espanhol.

Francisco Román Alarcón Suárez, Isco, tem 21 anos, e é tido como uma das promessas mais valiosas do futebol espanhol. Antes de jogar pelo Málaga, o jogador teve passagem pelo Valencia, clube em que foi revelado. Antes de Isco, o Real Madrid já tinha acertado as contratações do lateral Daniel Carjaval e do volante brasileiro Casemiro, que pertencia ao São Paulo.

Por Vinicius Cunha


O futebol espanhol está a cada dia que passa mais dominante, e o país não conta apenas com uma equipe principal no topo de sucesso, já que o time sub-21 da Espanha também está fazendo bonito em campo, em especial na Eurocopa da categoria.

Todos os jogadores da equipe já são profissionais, e a grande maioria é até titular em suas equipes. O maior destaque é o meia Isco, 21 anos, titular do Málaga, que já despertou o interesse de Manchester City e Real Madrid, e que faturou o prêmio de revelação da última temporada ("Golden Boy") do futebol espanhol.

Isco afirmou que ainda não decidiu qual será seu futuro, reiterando que só sai se o Málaga for bem compensado, mas confirmou que as propostas já foram feitas, e que tanto o jogador quanto o clube estão em processo de análise das mesmas.

Na próxima temporada, o treinador do Manchester City será Manuel Pellegrini, que estava no Málaga, e assim Isco estaria mais propenso a aceitar a oferta inglesa, por já ter trabalhado com o treinador, mas apesar da propensão, não tem nada definido.

Por Vinicius Cunha


A próxima temporada promete uma śerie de novidades no Real Madrid, e uma delas deverá ser a presença de Zidane no banco de reservas, não como jogador, e nem muito menos como técnico; o papel de "Zizu" será de auxiliar o treinador, que deverá ser Carlo Ancelotti, ainda vinculado ao PSG.

Foi o italiano Carlo Ancelotti quem teria sugerido a ideia ao ex-craque Zidane, e este parece ter gostado, já que pretende ocupar um cargo que não traga muita exposição na mídia. O presidente do time, Florentino Pérez, já pensa diferente e quer Zidane como diretor esportivo, mas não deverá se opor ao desejo do ídolo.

Experiente, Florentino analisou Zidane como futuro treinador, já que o francês gosta de treinamentos, mas reiterou que falta ao ex-jogador a rodagem necessária, e que só o tempo lhe proporcionará isto, ou seja, Carlo Ancelotti estará incumbido de executar tal missão.

O temor de Zidade, em assumir um cargo de diretor esportivo, é a falta de proximidade com a imprensa, já que é um cargo que necessita de intenso relacionamento com os jornalistas; o próprio ex-atleta está com a tarefa de arrumar alguém com qualificação para a função, mas nenhum nome foi comentado até o momento.

Por Vinicius Cunha


Não é segredo para ninguém do mundo esportivo que Carlos Ancelotti é a opção número 1 para substituir José Mourinho no Real Madrid, porém o PSG, clube que Ancelotti tem contrato em vigor, não abre mão de receber uma compensação financeira para concretizar a negociação.

Além de uma quantia em dinheiro, uma das condições para liberar Ancelotti é que o Real, no mínimo, abra negociação por Cristiano Ronaldo. De acordo com o periódico "L'Equipe", o PSG estaria disposto em colocar como valor inicial por CR7 cerca de 100 milhões de Euros.

O contrato do treinador italiano com o PSG vai até junho de 2014, mas a especulação de sua saída é muito grande. A cúpula do clube francês teme que a iminente saída de Ancelotti possa fazer com que alguns jogadores também resolvam deixar o grupo. O acerto com um novo treinador é um dos principais objetivos do PSG.

Arsene Wenger é o nome mais cotado para comandar Ibrahimoc, Lucas e companhia, mas nomes como o de José Mourinho e de Roberto Mancini também já foram cogitados. Nos próximos dias as especulações podem se concretizar.

Por Vinicius Cunha


Emprestado ao Real Madrid até 30 de junho, o volante Casemiro, que tem os direitos federativos "presos" ao São Paulo, agradou os diretores do clube espanhol, em campo e fora dele, o que fez com que o Real fizesse novo contato para contar com o futebol do volante brasileiro, mesmo sem ter a certeza se o atual treinador, José Mourinho, continuará no clube.

De acordo com o dirigente são-paulino, João Paulo de Jesus Lopes, realmente o Real Madrid entrou em contato para continuar com o atleta, porém o possível desfecho só será decidido no fim de junho ou início de julho, período de transferências e pré-temporada na Europa.

O São Paulo aceita negociar Casemiro somente em definitivo, e não aceitará nova proposta de empréstimo; especula-se que a cúpula tricolor espera receber em torno de R$ 15 milhões pelo jogador; caso o Real não aceite pagar o valor, o volante seria reintegrado ao São Paulo para disputa do Brasileirão e da Copa Sul-Americana.

Quem deverá deixar o clube no fim do ano é outro volante, Denílson, que pertence ao Arsenal da Inglaterra, e não terá seus direitos federativos adquiridos; um dos motivos é o alto valor, que não foi divulgado, e outro seria a boa "leva" de opções no elenco.

Por Vinicius Cunha


Borussia Dortmund venceu o Real Madrid por 4 a 1Um dia após o Bayern de Munique golear o Barcelona por 4 a 0, por uma das semifinais da Champions League 12/13, o outro jogo "Alemanha x Espanha" também teve goleada, porém desta vez foi o Borussia Dortmund quem conseguiu a proeza de golear um time espanhol, o Real Madrid, por 4 a 1, dando um passo importante para a classificação à final da competição.

Os quatro gols do Borussia foram marcados pelo polonês Lewandowski (um deles de pênalti), enquanto o português Cristiano Ronaldo descontou para o time espanhol. Os dois atletas citados disputam ponta a ponta a artilharia da Champions, aquele com 11 gols, este com 12.

Entre as duas equipes, o único brasileiro presente em campo na quarta-feira, 24/04, em Dortmund, foi Kaká, que no decorrer do jogo entrou no lugar de Xabi Alonso; Pepe atuou os 90 minutos, mas mesmo tendo nascido no Brasil, naturalizou-se português e defende a seleção europeia.

A próxima partida entre Real Madrid e Borussia Dortmund será na terça-feira, 30/04, no Santiago Bernabéu, em Madrid. Para se classificar, o Real precisa vencer o time alemão por 3 a 0, ou por quatro gols de diferença. Caso o placar se repita, a classificação será decidida na prorrogação, ou até mesmo nos pênaltis, caso necessário.

Por Vinicius Cunha


Após assumir publicamente que não seguirá no Real Madrid, após o término da temporada 2012/2013, o treinador José Mourinho nem deixou o comando do clube espanhol e já é especulado em outros ares: no PSG, Chelsea e mais recentemente no Monaco da França.

De acordo com o periódico inglês "The Daily Mirror", Mourinho recebeu proposta milionária do Monaco, já que a meta de Dmitry Rybolovlev, proprietário da equipe, é tornar o clube no maior do mundo, e vê no treinador a pessoa ideal para realizar o objetivo.

Outro interessado em ter José Mourinho é o já citado Chelsea, onde o treinador já trabalhou entre 2004 e 2007, e o mesmo teria pedido aos "Blues" cerca de 12 milhões de Libras ao ano, o que daria aproximadamente R$ 40 milhões anuais a ser descontado nos cofres do time inglês.

No futebol, nem tudo o que se fala pode ser levado a sério, e o próprio tabloide inglês anunciou há alguns dias atrás que Mourinho pode repensar sua decisão e cumprir o contrato com o Real até 2016. Resta esperar a temporada terminar para ver o fim desta "novela".

Por Vinicius Cunha


O Real Madrid está nas semifinais da Champions League, campeonato de clubes mais importante da Europa, porém logo após o término dele, independente da conquista do título, José Mourinho, treinador da equipe, já comunicou ao presidente Florentino Pérez que não irá continuar no cargo; informações do periódico espanhol "Mundo Deportivo".

No Real Madrid o "Special One" ganhou três títulos: 1 Campeonato Espanhol em 2011/2012, 1 Copa do Rei em 2010/2011 e 1 Supercopa da Espanha em 2012. Em 2011 José Mourinho foi considerado o melhor treinador do Mundo, de acordo com a FIFA, e em relação ao ano de 2010.

O comunicado teria acontecido na Turquia, onde o elenco do Real esteve durante a semana, em virtude do confronto com o Galatasaray; na reunião de aviso, até mesmo o diretor José Ángel Sánchez estaria presente.

Motivações para a saída são o que não faltam, as principais são as seguintes: relação conturbada com a imprensa espanhola e problemas pessoais com alguns jogadores, como o goleiro Iker Casillas e o defensor Sergio Ramos.

O vínculo trabalhista entre o treinador português e o Real Madrid vai até 2016; já o destino deverá ser a Inglaterra, onde Mourinho trabalhou entre 2004 a 2007, dirigindo o Chelsea.

Por Vinicius Cunha


Galatasaray e Real Madrid se enfrentaram em mais um jogo das quartas de final da Champions League, desta vez a partida de volta, disputada na terça-feira, 09/04, no Turk Telekom Arena, em Istambul.

Na primeira partida, disputada em Madrid, o Real venceu por 3 a 0 e tinha larga vantagem no jogo na Turquia, porém o Galatasaray deu trabalho aos espanhóis e venceu o jogo por 3 a 2, o que não foi suficiente para garantir a classificação.

Quem marcou primeiro foi o Real Madrid, logo aos oito minutos, quando Cristiano Ronaldo recebeu cruzamento de Khedira e apenas tocou para o gol. O primeiro tempo terminou com apenas o gol de CR7.

Na segunda etapa, o jogo foi outro e saíram outros quatro gols: três do Galatasaray, marcados sucessivamente por Eboué, Sneijder e Drogba, porém Cristiano Ronaldo fez mais um e descontou para os "Galáticos".

No final, quem ficou  com a vitória foi o Galatasaray, no entanto na soma dos dois resultados deu Real Madrid 5 a 3 e os espanhóis se classificaram para as semifinais do Champions League. Na outra partida de terça-feira, o alemão Borussia Dortmund venceu o Málaga por 3 a 2 e também se classificou para a penúltima fase do campeonato.

Por Vinicius Cunha


No jogo de volta, válido pelas oitavas de final da Champions League, o Real Madrid confirmou a boa fase e venceu o Manchester United em pleno Old Trafford, estádio dos "Diabos Vermelhos".

Na primeira partida, disputada em Madrid, os dois times empataram em 1 a 1, e o time inglês jogava a segunda partida podendo empatar por 0 x 0, porém não foi isto que aconteceu.

A partida marcava a milésima partida de Ryan Giggs pelo Manchester, mas o jogador acabou recebendo um presente nada "digestivo", a derrota de virada por 2 x 1 para os merengues.

O time inglês saiu na frente com gol contra de Sergio Ramos, no entanto, aos 10 minutos do segundo tempo o português Nani foi expulso e depois disso a história da partida mudou. O Real adotou outra postura e começou a pressionar o Manchester, empatando a partida aos 21 minutos da segunda etapa com Modric e logo após, aos 24, virou com o ídolo de ambas equipes, Cristiano Ronaldo; depois foi só administrar e comemorar a classificação.

Os galáticos voltaram? Só o tempo dirá, mas o fato é que a boa campanha do clube coincide com as oscilações recentes do Barcelona e tudo isto mostra uma coisa: o futebol é fase.

Por Vinicius Cunha


Em uma semana o Real Madrid venceu o Barcelona, seu maior rival, duas vezes, uma pela Copa do Rei e outra pelo Campeonato Espanhol, esta última por 2 x 1.

Desta vez, o astro CR7 não marcou, pois foi poupado e começou a partida no banco de reservas, só entrando em campo no final do 1/3 do segundo tempo. Já o brasileiro Kaká começu a partida e continua com sua labuta de ganhar a confiança de Mourinho.

Para o Real, marcaram os gols o atacante Benzema e o defensor Sergio Ramos, para o Barça, pra variar, o autor do gol foi o argentino Messi.

Apesar da derrota, o time da Catalunha continua na liderança do Campeonato Espanhol e tem 13 pontos de vantagem para o time merengue.

É incrível como no futebol os pensamentos e críticas mudam dentro de pouco tempo, pois até antes da derrota para o Real Madrid pela Copa do Rei, o Barça era favorito a ganhar tudo na temporada, porém, as opiniões estão mudando e alguns já decretaram até o fim do Barça mágico e imbatível.

É cedo para afirmar, contudo o que se vê é que os Galáticos voltaram e a temporada pode ser cheia de surpresas positivas para a torcida madrilenha.

Por Vinicius Cunha


Na casa de Messi, quem brilhou foi Cristiano Ronaldo. No dia em que o argentino poderia quebrar o recorde de Alfredo Di Stéfano e se tornar o maior artilheiro do principal clássico espanhol, o camisa 7 merengue foi o protagonista e com dois gols ajudou o Real Madrid a se classificar para a final da Copa do Rei, após superar o arquirrival Barcelona em pleno Camp Nou, por 3 a 1.

No jogo de ida, as equipes empataram em 1 a 1. O adversário do Real Madrid sairá do duelo entre Atlético de Madrid e Sevilla.

Primeiro Tempo do Jogo:

Com o tradicional toque de bola, o Barcelona logo assumiu o controle do jogo e antes dos 10 minutos Pedro já havia perdido uma ótima chance após cruzamento de Messi.

Mas a pressão durou pouco. Em um rápido contra-ataque, Cristiano Ronaldo entrou na área e cara a cara com Piqué fintou o defensor, que vendido derrubou o camisa 7 na grande área. O português cobrou o pênalti e colocou o Real Madrid na frente.

Após sofrer o gol, o Barcelona manteve a mesma postura, mas sem criatividade e com Messi praticamente anulado por Varane, o time do interino Jordi Roura pouco assustava. A melhor chance catalã veio somente aos 38 minutos, após Messi cobrar falta rasteira, que passou rente a trave direita do gol de Diego López.

Segundo Tempo do Jogo:

Em desvantagem no placar, o Barça tentou manter a pressão em busca do gol de empate, mas quem marcou novamente foram os merengues. Após bobeira do Barcelona, o Real roubou a bola e frente a frente com o gol, Di Maria chutou e o goleiro Pinto espalmou. No rebote, Cristiano Ronaldo completou para o gol e aumentou o placar.

Aos 22 minutos, Varane ainda fez o terceiro. Após cobrança de escanteio, o zagueiro subiu mais do que todo mundo e ampliou a vantagem.

Mesmo atrás do marcador, o Barcelona continuou com maior posse de bola e aos 44 minutos, Jordi Alba recebeu belo passe de Iniesta e diminuiu, mas já era tarde e a festa merengue já estava garantida.

Por Ramon Raleandro





CONTINUE NAVEGANDO: