Santos e Palmeiras se enfrentam nesta quarta-feira, dia 25 de novembro, pela Final da Copa do Brasil 2015. Partida será realizada às 22:00 na Vila Belmiro.

Após 28 dias de aguardo, hoje, dia 25 de novembro de 2015, finalmente, teremos o primeiro confronto entre as equipes do Santos e do Palmeiras, este confronto será a primeira partida da grande final da Copa do Brasil 2015. Este jogão terá início às 22 horas e será realizado no estádio da Vila Belmiro, na Baixada Santista.

Para aqueles que gostam de estatísticas e retrospectos, vários fatores estão ajudando a abrilhantar ainda mais esta disputa, tais como, estas duas equipes disputaram a decisão do Campeonato Paulista deste ano, sendo que o Santos conquistou a competição, outro fator relevante e que realmente ajudará a deixar este confronto na história é o fato de que nunca houve na história da Copa do Brasil uma decisão do título envolvendo duas equipes paulistas.

A equipe do Santos vem para esta partida com uma expectativa muito boa, tendo em vista que o time tem apresentado um ótimo futebol neste segundo semestre e está tirando elogios de muitos críticos e especialistas do futebol nacional. O Santos espera conseguir tirar proveito da força de sua torcida e do fato de estar jogando essa primeira partida em casa, a fim de conseguir uma boa vantagem para a segunda partida que será disputada no estádio no Palmeiras, a fim de dar um passo rumo ao título e consequentemente à vaga da Copa Libertadores da América.

Já a equipe o Palmeiras depositou nesse confronto a chance de se reabilitar nessa temporada 2015 e fechá-la com um título de expressão nacional, além de conquistar a tão sonhada vaga para a disputa da Libertadores do ano de 2016, o que sem dúvida alguma iria alavancar os planos do clube para a próxima temporada.

Esta grande partida terá um trio de arbitragem paulista, que será comandado pelo árbitro Luiz Flávio de Oliveira, que terá como auxiliares os assistentes Emerson Augusto de Carvalho e Marcelo Carvalho Van Gasse.

Resultado e Placar do Jogo:

Para conferir o resultado deste duelo, assim como o placar da partida, confira o perfil dos times no Twitter (inclusos logo abaixo).

Por Adriano Oliveira


O ex-diretor de futebol do Cruzeiro, Alexandre Mattos, chegou ao Palmeiras mostrando trabalho.

Mattos chegou há apenas seis dias em São Paulo e já trouxe um grande reforço para o time: Dudu. São Paulo e Corinthians estavam sofrendo para conseguirem o garoto, mas foi o Verdão que saiu na frente. A negociação foi fechada em dois dias e o atacante de 23 anos fez exames nesta segunda-feira (12) para assinar um contrato de quatro anos.

O São Paulo conseguiu até um acerto com o Dínamo de Kiev (UCR), time que tem os maiores direitos econômicos do jogador, mas não conseguiu um acordo com Dudu. O Corinthians fez o caminho contrário, e também não conseguiu fechar a negociação. O time Alviverde tomou um caminho diferente de seus rivais e decidiu comprar 100% do passe do atleta, o que está avaliado em 3 milhões de euros, o que seria R$ 9,5 milhões por metade do valor, os outros 50% está programado para ser pago no futuro.

Muitos devem estar pensando: mas como o Palmeiras conseguiu esse dinheiro todo? Já que o time ainda passa por dificuldades financeiras e futebolísticas. Graças ao Avanti, o time conseguiu o dinheiro para fechar a contratação do ano. No ano passado, o Verdão lucrou em torno de R$ 12 milhões com o programa de sócio-torcedor e com isso vai pagar a primeira parcela de Dudu. A esperança do Clube é que o Avanti continue em crescimento e o time consiga bancar o restante do jogador com o programa. O projeto de Paulo Nobre é gastar todo o dinheiro do Avanti para comprar mais reforços. Só no ano passado o programa teve cerca de 30 mil adesões para ajudar o time.

Dudu é o nono reforço do Clube para a temporada 2015. Já estão no time treinando o lateral-esquerdo João Paulo, o meia Zé Roberto, o atacante Leandro, o lateral-direito Lucas, o zagueiro Vitor Hugo e os volantes Amaral, Andrei e Gabriel. O próximo acerto que o Palmeiras quer fazer é com Rafael Marques.

O Palmeiras quer fazer uma diferente temporada este ano. Os últimos anos foram de sofrimento para a torcida e o time quer montar um novo elenco para a conquista de títulos. O Alviverde ainda quer contar com o atacante da Ponte Preta, Cafu para um contrato de três anos, Robinho, que é meia do Coritiba, e ainda dar um lance por Guerrero, do Corinthians, que é um desejo da diretoria tê-lo no Clube.

Por Carolina Costa

Dudu vai jogar no Palmeiras

Foto: Divulgação


Palmeiras tentou uma negociação com o Coritiba para conseguir a contratação do genérico Robinho para a temporada de 2015, mas na primeira tentativa a diretoria recebeu um "não" como resposta. O clube paranaense considera o jogador como prata da casa e não pretende perdê-lo para o verdão. A diretoria do Coxa diz que vai resistir nas investidas do Palmeiras, mas empresários que têm parte dos direitos econômicos de Robinho não pretendem desistir em uma nova investida.

Um dos "donos" do jogador, o empresário Luiz Alberto confirmou o interesse em negociar Robinho e que o Palmeiras tentou realmente levar o jogador, mas que a princípio o Coritiba não demonstrou interesse em nenhuma oferta. Segundo ainda Luiz Alberto, parece que há um interesse do jogador para a transferência, mas tudo depende da liberação do Coxa.

Robinho tem 27 anos e está desde 2012 no Coritiba e ainda tem mais dois anos de contrato no Clube. Ele já passou por times como Santos, Avaí e Internacional. E o verdão não quer parar por aí. O Palmeiras ainda tenta a contratação de mais um armador, o Cleiton Xavier, do Metalist da Ucrânia, um sonho de consumo do Palmeiras já alguns anos. Também a tentativa de trazer o Conca, do Fluminense. Alguns consideram que as negociações não irão se concretizar, já que os dois últimos jogadores citados são caros e Robinho está nos planos do Coritiba como "indispensável" para a temporada 2015.

Os jogadores que já estão acertados com o Palmeiras são o Zé Roberto, de 40 anos, o lateral-direito Lucas, o zagueiro Vitor Hugo, os volantes Amaral, Andrei Girotto e Gabriel. O atacante Leandro Pereira também está nos planos do time paulista. O Palmeiras também deve anunciar em breve o atacante Rafael Marques e o lateral-esquerdo João Paulo. O verdão tenta ainda uma negociação com o zagueiro Réver do Atlético-MG, que foi destaque na conquista da Taça Libertadores 2013 do time mineiro.

Por Carolina Costa

Robinho do Coxa

Foto: Divulgação


Após demitir Dorival Junior, o Palmeiras já acertou a contratação de um novo comandante para a sua equipe. E é Oswaldo de Oliveira o responsável para buscar uma melhora do futebol apresentado pelo time Alviverde nos últimos jogos de 2014.

O novo treinador foi recepcionado pelo presidente Paulo Nobre e também foi apresentado oficialmente na Academia de Futebol, nesta terça-feira (16/12), para comandar o seu quarto grande time da grande São Paulo, depois de já ter passado por Corinthians, São Paulo e Santos.

Oswaldo definiu os últimos detalhes com o clube no fim de semana e chegou em São Paulo na própria terça-feira (16/12), quando se reuniu com a diretoria palmeirense para assinar um contrato válido por um ano e, posteriormente, concedeu uma entrevista coletiva para a imprensa, durante a tarde.

E em sua primeira declaração como novo técnico do Verdão, Oswaldo afirmou que montará o time através das características do elenco como um todo e que dará chances para todos os atletas disciplinados, independente de nacionalidade e idade.

Lembrando que, com Dorival Junior, vários jogadores estrangeiros perderam espaço na equipe. "No futebol atual não existe montar um time em torno de apenas um atleta. Isso foi provado na Copa do Mundo. Vamos construir uma equipe para que ocorra ocasionais revezamentos, e não para utilizarmos somente 11 titulares. Independente da nacionalidade e da idade, gosto de bons jogadores para trabalhar, seja ele austríaco ou jovem", garantiu o treinador.

O treinador estava sem clube desde setembro, quando deixou o comando da última equipe que treinou, o Santos, que após demiti-lo, contratou Henderson Moreira.

E agora, Oswaldo de Oliveira tem a missão de mudar os rumos do Verdão, principalmente com relação ao futebol apresentado nas últimas rodadas do Campeonato Brasileiro de 2014, quando era comandado por Dorival Junior e que não foi rebaixado para 2015 por muito pouco. O time dependeu, inclusive, da combinação dos resultados de outros jogos.

Por João Calvet

Foto: Fábio Menotti/Ag. Palmeiras/Divulgação


O Palmeiras fez uma de suas piores campanhas da história no Campeonato Brasileiro, mas acabou se salvando de ter que disputar mais uma vez a tão temida segunda divisão.   O time alviverde poderia se salvar sozinho com uma vitória, mas foi graças à derrota do Vitória para o rival Santos, que os palmeirenses puderam respirar aliviados. No último domingo (7), o time empatou com o Atlético-PR por 1 a 1 em um jogo sofrido.

Dentro do Allianz Parque, um gol de Ricardo Silva logo no início da partida fez com que o coração dos palmeirenses batesse mais depressa na última rodada do campeonato, o Palmeiras chegou a ficar entre os quatro piores quando o Bahia também saiu na frente do Curitiba. Tudo estava se encaminhando para um fim trágico para o time da casa, mas um pênalti marcado por uma bola na mão de Dráusio ainda no primeiro tempo começou a mudar o rumo da partida, ou melhor, da tabela do campeonato, pois a partida não mudou quase nada desde então, mesmo com uma pressão maior do Palmeiras o gol da virada não aconteceu e o time segue sem nenhuma vitória dentro da nova casa.

O destaque do Palmeiras mais uma vez foi o goleiro Fernando Prass, que fez excelentes defesas, principalmente no primeiro tempo, entretanto os jovens revelados nas categorias de base do time se mostraram melhores que jogadores mais experientes, o que pode ser um bom sinal para um time quase sem esperança. Valdivia, muito criticado pela ausência em jogos decisivos, mesmo não marcando gols fez um bom jogo mesmo não estando em seu melhor estado de saúde, com bons passes e sempre pedindo a bola, infelizmente, a defesa não demonstrava a mesma segurança e mostrou o ponto mais fraco do time alviverde.

Após o final da partida os jogadores continuaram em campo, o pesadelo ainda não tinha acabado. Quando foi anunciado o gol de Thiago Ribeiro, do Santos, a torcida foi à loucura, como se fosse um gol do próprio time. O choro de alívio dentro do Allianz Parque não era só dos torcedores, Valdivia e Fernando Prass também foram às lágrimas.

Henrique, autor do gol e artilheiro da equipe no campeonato declarou que o Palmeiras merece títulos no ano que vem. "Representamos milhões de torcedores apaixonados, eles não merecem isso. Tivemos exemplos de times que brigaram até o último momento e no ano seguinte conseguiram títulos. Então a gente espera que o Palmeiras consiga títulos", disse ao Rádio Globo.

Por Tom Freitas

Palmeiras permanece na S?rie A

Foto: Divulgação


A equipe paulista tem jogo decisivo neste domingo, 07/12/2014, às 17h (horário de Brasília), pela última rodada do Campeonato Brasileiro 2014. O jogo e contra o Atlético Paranaense e para o Palmeiras tem cara de final de campeonato, pois vale uma vaga na primeira divisão.

O jogo será na Arena Paulista (Allianz Parque), sendo árbitro da partida Leandro Pedro Vuaden (RS), e auxiliares Marcelo Bertanha Barison (RS) e José Antônio Chaves Franco Filho (RS).

Para o Atlético Paranaense a vitória ou a derrota não faz diferença, pois o time não tem chance que se classificar para a Copa Libertadores da América e também está longe da zona de rebaixamento.

O time paranaense, aparentemente, não está dando muita atenção ao jogo, pois já até deu férias para alguns jogadores titulares, como é o caso Sueliton e Marcelo que já foram liberados nesta quinta feira. O Atlético também não poderá contar com o volante Hernani, suspenso pelo terceiro cartão amarelo.

No Palmeiras a apreensão é total. A pressão vem de todos os lados, principalmente da torcida que não quer passar por um senário de Série B pela terceira vez. No entanto, nos treinos que foram realizados, os jogadores passaram mensagens de otimismo.

Durante entrevista coletiva nesta quarta feira (04) o jogador Victor Luís incita a torcida a ter pensamento positivo “O futebol tem grandes surpresas, e, infelizmente, tivemos essa sequência de cinco derrotas, mas com a equipe atuando bem. Não tivemos sorte. Agora, com sorte ou sem sorte, nós temos de ganhar no domingo. O torcedor tem de ter o mesmo pensamento da gente, que é fazer um jogo bom e conquistarmos uma vitória”.

Os jogadores do verdão disseram estar contando com total apoio da torcida no próximo domingo, pois para que o time continue na primeira divisão precisa só dele. O jogador Victor Luís elogiou a postura que a torcida vem tendo e disse: “A torcida tem feito a parte dela fora de campo, e está esperando a nossa dentro de campo”.

Com isso, a torcida ficou convocada a comparecer ao estádio para empurrar o Palmeiras para uma vitória decisiva que garantirá sua permanência na Série A do futebol brasileiro.

Por Dalmo Rocha de Jesus

Foto: divulgação


O presidente Paulo Nobre, do Palmeiras, foi reeleito no clube paulista, no último sábado (29/11), e vai seguir comandando-o por mais dois anos.

Em sua primeira entrevista após o resultado das eleições, Paulo falou sobre seus planos para a segunda gestão dizendo que o foco agora deve ser a luta contra o rebaixamento e que qualquer mudança só acontecerá depois que houver um desfecho do time paulista no Campeonato Brasileiro, após o fim da competição.

"Antes do final do campeonato não tomaremos nenhuma decisão. Nós vamos nos reunir com a cúpula do clube para decidirmos tudo, pois agora sabemos que teremos mais duas temporadas de mandato", afirmou Nobre.

Apesar do presidente prometer não fazer mudanças agora, ele falou também do que deve acontecer, principalmente na estrutura gestora do clube. O diretor executivo de futebol que vinha se dedicando mais ao setor de marketing, José Carlos Brunoro, deve sair por ser muito questionado no Verdão.

O gerente de futebol Omar Feitosa é outro que também pode sair do clube, mostrando que, pelas declarações de Paulo Nobre, o departamento de futebol profissional deve ser o mais modificado.

O mais cotado para assumir o cargo de comando é o dirigente carioca Rodrigo Caetano, que além de ser aprovado por membros da situação e oposição do Palmeiras, também participou da campanha do Vasco de retorno à Série A do Campeonato Brasileiro.

E outro que deve passar a trabalhar mais diretamente e ativamente com o futebol do clube Alviverde é o vice-presidente Maurício Galiotte. "Quem foi bem vai permanecer, que não foi será trocado. Todos serão avaliados. Terá um vice-presidente ou um diretor estatutário, independente desse estatutário trabalhar junto com outro profissional ou não. Quem quer que seja o profissional, inicialmente vai ter um diretor, ou um vice que vai trabalhar diretamente com o futebol", completou o presidente reeleito.

Vale informar que horas antes do resultado das eleições no Palmeiras, durante o processo de votação, houve protestos de torcida organizada do clube justamente contra o atual presidente reeleito momentos depois, porém, tudo de forma pacífica.

Segue abaixo os conteúdos escritos nas faixas exibidas pela torcida organizada palmeirense e colocadas em frente à nova Arena do clube, a Allianz Parque: "Fora Paulo e Brunoro", "Nobre = Mustafá" (Mustafá Contursi, ex-presidente do Palmeiras), "Fracasso do Centenário".

Por João Calvet

Foto: FotoArena


Felipãodeu o último título de expressão do Palmeiras: Copa do Brasil de 2012. Mas não teve muito o que comemorar, pois no mesmo ano foi um dos acusados pelo rebaixamento do clube para a série B. Não chegou a ver a tragédia, pois saiu antes, mas mesmo assim foi responsabilizado. Mas o tempo passa e a torcida palmeirense tem grande afinidade com o treinador, que também deu ao clube o único título da Libertadores da América, conquistado em 1999.

Um torcedor foi questionado sobre a possível volta do treinador e disse: “Seria ótimo, é um vencedor!”. Muitos têm o mesmo pensamento e admiração pelo técnico, que hoje comanda o Grêmio e tenta beliscar uma vaguinha na Libertadores da América com o clube gaúcho.

Felipão se diz satisfeito com o trabalho no Grêmio e não cogita mudanças para 2015. Sempre quando questionado sobre o Palmeiras, diz que tem profunda admiração e respeito pelo clube e que aprendeu a amar as cores alviverdes, tendo o clube, junto com o Grêmio, os clubes de coração.

A diretoria do Palmeiras não confirma, mas alguns conselheiros dizem que uma das soluções é trazer o Felipão de volta, pois estará com sede de títulos no clube paulista, por onde teve de sair pelas portas dos fundos da última vez. Outros são contra, em especial pelo treinador, além de responsável pela queda em 2012, ter levado a seleção ao maior vexame de sua história – derrota de 7×1 para a Alemanha, dentro de seus domínios.

A eleição presidencial do Palmeiras pode dar contornos novos a essa história do Felipão voltar ao clube. Caso Paulo Nobre saia derrotado, Pescarmona tem um perfil mais agressivo e segundo fontes próximas que não quiseram se identificar, dizem que pelo menos uma proposta será feita ao antigo treinador – o difícil será ele aceitar.

Outro nome que ventila nos bastidores é o de Vanderlei Luxemburgo.

Pois é, parece incrível, mas o Palmeiras moderno vive tendo que recorrer ao passado para tentar sorrir no futuro.

Por Luciana Viturino

Palmeiras

Felip?o no Palmeiras

Fotos: Divulgação


O Palmeiras sempre dá notícia. E geralmente não das melhores, para tristeza de sua enorme torcida. Em 1914 quando o Palestra Itália foi fundado, nem o mais pessimista de seus fundadores imaginava quem 100 depois nada haveria para comemorar. Restou aos torcedores do século XXI torcer apenas para que o time não seja novamente rebaixado. Torcer que essa mancha novamente não recaia sobre a Sociedade Esportiva Palmeiras. Um grande clube, com uma torcida apaixonada, ídolos inesquecíveis.

Imaginar que um clube, como o Palmeiras, que já representou a seleção brasileira, torne-se apenas um clube medíocre. O atual presidente, Paulo Nobre, se diz um torcedor fanático, de arquibancada. Além disso, um empresário de sucesso. Aliar amor ao clube com sua experiência em gestão parecia o caminho certo para um glorioso centenário, com no mínimo o clube disputando as primeiras posições, uma vaga na libertadores, disputar os clássicos contra Corinthians, São Paulo, Santos e outros em pé de igualdade. Mas nada disso aconteceu. A diretoria se mostrou confusa, arriscou trazer um técnico argentino que conseguiu a pior sequência histórica de derrotas que jamais um técnico palmeirense conseguiu. Jogou a equipe na lanterna da competição. Deixou na equipe jogadores fracos, que somados aos já frágeis atletas do Palmeiras, resultou numa equipe medíocre, que provavelmente nem conseguiria se manter entre os 4 melhores da Série B.

Paulo Nobre gere o clube no ano do centenário, aliado a inauguração de um dos melhores estádios das Américas. Moderno, que combina com equipes europeias de ponta. E porque não montar uma equipe a altura da estrutura que o clube possui? Porque insistir em jogadores que são expurgos de outras equipes?

Se permanecer na série A de 2015, o Palmeiras terá de ser reinventado. Tanto na administração quanto no comando técnico. O torcedor não aguenta mais ser chacota constante de outros torcedores, principalmente torcedores de seus maiores rivais.

O Palmeiras enfrenta ainda neste mês uma nova eleição. Paulo Nobre disputa a reeleição. O que tem de bom a mostrar? Desta vez os sócios participam. Vamos aguardar.

Por Luciana Viturino

Palmeiras


Apesar dos atritos e diferenças entre o Paulo Nobre, que é o presidente do Palmeiras, e o Walter Torre, que é o presidente da construtora responsável pelas obras da Allianz Parque, a WTorre, o empresário se diz muito ansioso para a inauguração oficial da nova Arena do Palmeiras, que vai acontecer num sábado, às 22h (de Brasília), no dia 19 de novembro, diante do Sport, em jogo válido pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Apesar de o clube Alviverde ter passado por momentos de dificuldades nesse ano de 2014, Walter Torre faz planos para o ano que vem e, em contato com o site "ESPN.com.br", o empresário prometeu que vai ajudar a fazer do Palmeiras um time campeão novamente. "Vamos fazer o time ser campeão. Nós iremos fazer o clube ser um campeão", avisou o presidente Walter Torre.

O presidente da WTorre afirmou também que vai elaborar uma forma para que o clube passe a ter novas fontes de recursos para poder fazer a arrecadação de novas receitas financeiras. "Vamos elaborar uma forma para fazer o clube ganhar destaque. Uma ferramenta diferente e inovadora. Além disso, o clube também vai ter uma ajuda financeira com a Allianz Parque, com a participação do Palmeiras na arrecadação das receitas do local, além do aumento de público, por exemplo", completou o empresário.

Os atritos entre Walter Torre e Paulo Nobre seguem sendo resolvidos na arbitragem, apesar disso, o empresário encerrou dizendo que as novas ferramentas que vão ajudar o clube paulista a arrecadar mais receitas vai funcionar muito bem, independente de quem venha a ser o presidente eleito nas próximas eleições, em que o candidato da oposição, Wlademir Pescarmona, vai concorrer ao cargo máximo no clube com o atual presidente Paulo Nobre. "Essa questão é independente das eleições. Para nós não importa quem vencerá, pois esperamos que ambas as chapas desejem que o Palmeiras vá para frente", finalizou o empresário da construtora responsável pelas obras da nova Arena do Palmeiras.

Por João Calvet

Arena Palmeiras

Foto: Divulgação


Nesta sexta, dia 03 de janeiro, o Palmeiras anunciou 03 jogadores para o seu centenário. São eles, os atacantes Rodolfo, do Rio Claro, e Diogo, da Portuguesa, e o volante França, do Hannover (ALE).

Eles já estão treinando com o grupo do Palmeiras. Outro que deve chegar nos próximos dias é o zagueiro Lúcio, que rescindiu o contrato com o São Paulo. Além dele, mais quatro jogadores também chegam ao Porco no começo deste ano.

"Anuncio oficialmente o França, o Diogo e o Rodolfo porque são três situações já acertadas. Não falamos em nomes que estão em negociação. Não vamos nos pronunciar até ter definição", comentou José Carlos Brunoro.

Mesmo com tantas contratações, o plantel ainda não está fechado, pois a diretoria ainda não fez o tradicional discurso para os atletas no começo da temporada. O técnico Gilson Kleina também não esteve presente na reapresentação do elenco nesta sexta pela manhã.

Entre os outros reforços que estão esperados, estão Marquinhos, William Matheus e Gabriel, todos que ficaram sem contrato no último dia 31 de dezembro. O meia Bruno César está dependendo apenas da definição do valor do empréstimo e o lateral Moreira do Libertad (PAR), deve ser comprado pelo valor de R$ 3 milhões. 

Futebol.

Corinthians é o melhor time do Brasil

Um ranking elaborado com base nos resultados que cada clube brasileiro obteve nos últimos seis anos, aponta que o Corinthians é o melhor time do Brasil, com Internacional em segundo e Santos em Terceiro.

O Corinthians foi o clube que obteve os melhores resultados nestes últimos seis anos. A pesquisa é da Pluri Consultoria, que elaborou tal ranking com base no desempenho dos clubes no Brasileirão, Estaduais e torneios Internacionais, sendo atribuído um número de pontos consoante a importância de cada prova.

Desde o ano de 2008, o Corinthians somou 976 pontos nestes jogos. Confira como ficaram os outros clubes –

Internacional de Porto Alegre (756 pontos), Santos (729), Fluminense (681), Cruzeiro (573), São Paulo (549), Flamengo (513), Atlético Mineiro (500), Grémio de Porto Alegre (450) e Vasco da Gama (284).

Neste período, o Corinthians venceu títulos em todas as provas, que são os estaduais, nacionais, continentais e o Mundial de Clubes de 2012. 


Palmeiras campeão. Será? Chapecoense, quem sabe? Não sei! Fato é que querem empurrar um campeão antes da hora.

Uma vez me ensinaram que não dá pra cantar vitória antes do tempo. A vida nos surpreende, as pessoas nos surpreendem, e o que poderia ser impossível pode virar possível, de acordo com a conjuntura de alguns fatos. Já diriam os ilustres Galvão Bueno e Arnaldo César Coelho: “O futebol é uma caixinha de surpresas”.

Por que estou dizendo isso? Porque o Palmeiras está falando de título da série B faz uns 5 jogos, e até agora não conseguiu encaçapar de uma vez por todas esse título. Mas está fácil, não está? Será? Vamos fazer alguns pequenos cálculos…

O Palmeiras tem 73 pontos; Chapecoense tem 65 pontos. Apenas 8 pontos separam as duas equipes. Pois bem. Se o Palmeiras perder as próximas 3 partidas e a Chapecoense vencer as 3 partidas, quem será campeão? A Chapecoense. Não é tão improvável assim, haja vista que muitos times estão loucos para entrar no G4 e outros a fim de sair da zona de rebaixamento. Foi o caso do Paysandu, que comandou o jogo e arrancou uma vitória contra o Palmeiras por 1 a zero lá no Pará.

bola-dentes

Se olharmos só as derrotas no campeonato, as duas equipes estão absolutamente empatadas, com 6 derrotas para cada lado. O que realmente muda é que a Chapecoense empatou mais, porém, não tira os méritos da equipe catarinense. Perder só 6 partidas em 35 jogos é pra poucos. Assim, não vamos desmerecer.

Na série A estamos vendo absolutamente o mesmo, com a diferença que ainda faltam 4 jogos. Se o Atlético vencer todas e o Cruzeiro perder todas, o Furacão será campeão. Impossível? Eu diria improvável, mas não impossível. Jogador brasileiro fala demais. Querem empurrar o grito de campeão antes da hora. Mania de apressadinho.

Alguém aí quer comer o peru de Natal em novembro? Por enquanto, sirva-nos um porco à milanesa.


Grandes jogadores de futebol fazem de tudo para se destacarem e é normal preterirem um clube da Segunda Divisão para jogarem em um da Primeira. Valdívia é um dos poucos atletas famosos que disputa a Segunda Divisão do Campeonato Brasileiro. Apesar de reconhecer a qualidade técnica inferior e os gramados e estádios abaixo do padrão, o jogador vê a Série B com a mesma dificuldade da Série A.

De acordo com o chileno, na Primeira Divisão os adversários deixam jogar e na Segundona o jogo já é mais pegado. O "Mago" citou o Corinthians de 2008 como exemplo a ser seguido pelo Verdão, pois daquele time vários jogadores vieram a se destacar nos anos posteriores, mas primeiro adquiriram experiência jogando a Série B.

Até o momento, o Palmeiras tem se concentrado exclusivamente na disputa da competição de acesso. No entanto, nos próximos dias fará sua estreia na Copa do Brasil, já nas Oitavas de Final, pelo fato de ter disputado a Copa Libertadores da América.

De acordo com o meia-atacante, o Verdão entra na Copa do Brasil pensando no título, pois já mostrou que tem força e possui a mesma potência de qualquer outro grande clube do Brasil.

Por Vinicius Cunha


O técnico palmeirense, Gilson Kleina, disse que o seu time entrará em campo novamente com três volantes. A partida que será disputada com o Guaratinguetá, é a chance do alviverde conseguir a sua quinta vitória seguida na competição.

No duelo que acontecerá neste sábado, no vale do Paraíba, o time virá mudado. O treinador espera que Alan Kardec, já totalmente recuperado, possa atuar por 90 minutos, isso daria ao comandante a possibilidade de contar com três atacantes dentro do gramado.

Segundo Kleina, a ideia é colocar esses tyrês jogadores no ataque porque há complemento entre eles, já que Valdivia verticaliza as jogadas e Kardec joga pelas beiradas sendo uma boa figura de referência para o time. Com essa nova formação, o técnico espera que o bom desempenho continue dentro da equipe palmeirense.

Até agora, a formação para a próxima partida é: Luis Felipe, Henrique, André Luiz e Juninho, Fernando Prass, Charles, Vinicius e Leandro, Wesley e Valdivia, Marcio Araújo.

Alan Kardec ficará no banco de reservas, porém Kleina deixou claro que Charles poderá deixar sua condição de titular e Kardec entrar no seu lugar.

Por Melina Menezes.


O Palmeiras completará em 2014 100 anos. E para comemorar, uma série de eventos começa a ser planejada para pelo clube, tanto para a torcida quanto para a arrecadação de fundos. 

A Alianz Parque Arena pode ser inaugurada no primeiro trimestre de 2014 e a apresentação de artistas começa a se configurar como primordial, já que o local será também uma arena multiuso.

A banda One Direction fará um dos primeiros shows na nova arena e já tem quase todos os ingressos esgotados, segundo informações.

Há especulações de que Jennifer Lopez também pode se apresentar na abertura do novo estádio palmeirense, já que no início do ano um vídeo foi postado na rede onde ela dizia sobre um possível show, assim como a banda Def Leppard. Outro rumor é um amistoso entre Palmeiras e LA Galaxy, dos EUA.

Em um encontro realizado na Europa recentemente, Junior Gottardi, diretor de arena do time e intermediador entre o clube e a construtora WTORRE, teve a oportunidade de visitar os estádios dos alemães Bayern de Munique e Borussia Dortmund, finalistas da UEFA Champions League de 2013. O diretor se reuniu com dirigentes da Alianz, empresa seguradora que adquiriu o naming rights do estádio, e a AEG, empresa norte-americana responsável pela administração do estádio.

A principio, o que se espera é um modelo de gestão baseada nos moldes dos palcos esportivos da NFL ou NBA, com câmeras e orientadores espalhados pelo local, a fim de preservar a segurança do novo estádio, ao mesmo tempo em que prima pelo conforto proporcionado aos frequentadores.

Mas o que chamou a atenção foi  o que o diretor afirmou sobre a possibilidade de reforços de jogadores de renome internacional.

Muitos nomes passaram a ser cogitados na internet pelos torcedores, como Hulk, atualmente no Zenit da Rússia, Deco e Fred, do Fluminense, Donovan, do LA Galaxy, Robinho, do Milan da Itália, Fábregas, do Barcelona e uma infinidade de craques que participarão dos principais torneios de futebol mundial.

A expectativa é que a diretoria forme a base de um time forte e competitivo em 2013, que tenha condições de retornar a Série A do Campeonato Brasileiro, e com reforços de peso, fazer o Palmeiras retornar ao rumo dos  títulos que fizeram do clube uma das maiores potencias do futebol na década de 90.   

Por Junior Almeida


O Palmeiras depois de contratar quatro novos jogadores para integrar time na continuação da Série B do Brasileirão, agora começou a querer vender os jogadores que não estão sendo usados pelo técnico Gilson Kleina.

O time já colocou a disposição do Ponte Preta parte da equipe correspondente aos que estão sem atuar na equipe principal. Maikon Leite é o primeiro da lista, visto o interesse dos campineiros pelo jogador, mas Tiago Real aparece também na lista de jogadores oferecidos à Ponte.

A Ponte Preta fechou alguns pacotes de jogadores descartados pelo Palmeiras e agora está a espera de resposta sobre os mesmos. A proposta feita pela Ponte envolve vários jogadores, mas há preferência pelo Maikon, o jogador também recebeu propostas do Náutico e da Portuguesa.

De acordo com o diretor de futebol, Ocimar Bolicenho, o outro nome citado acima, Tiago Real, está no pacote sugerido pela equipe, porém não se pode afirmar se ele participará da transferência.

Maikon Leite não teve sorte no Palmeiras. Vítima de diversas lesões, chegou ao time, mas não conseguiu emplacar. Das 87 partidas que disputou com a camisa do time, fez somente 12 gols.

Já Tiago Real perdeu o seu lugar no time, logo após algumas substituições e aquisições do time de atletas que jogam na mesma posição que ele.

Por Melina Menezes.


Maycon Leite, quando foi adquirido pelo Palmeiras, veio a peso de ouro, visto como atacante veloz e que poderia imprimir velocidade ao ataque alviverde.

Com o tempo, más atuações e lesões seguidas, o jogador passou a ser visto como moeda de troca em possíveis negociações e seu nome foi cogitado no Goiás e na Portuguesa em 2013.

Quis o destino que Maycon Leite pudesse encontrar um pouco de paz no Qatar, ao mesmo tempo em que aprimoraria sua experiência profissional longe do Brasil, aos custos da considerável estabilidade financeira obtida pelos petro-dólares.  

Mas o empréstimo do jogador, a principio para o Umm-Salal Sports, parece ser cercado de incógnitas. Ainda não se sabe ao certo o que tem emperrado a transferência, mas pelo que tudo indica, o atacante ainda segue no Verdão, mesmo treinando em separado, já que não vem sendo aproveitado pelo técnico Gilson Kleina na Série B. Com isso, o treinador que no inicio do ano se lamentava pela falta de jogadores e improvisos de atletas nos jogos, agora se vê em meio ao elenco inchado, recheado de jogadores, mesmo afirmando que seja possível a disputa da Série B e Copa do Brasil de maneira simultânea.

Com relação ao elenco, o Palmeiras apresentou nesta semana seu mais novo volante, o uruguaio Erguren, contratado junto ao Libertad do Paraguai. Além do volante, o time teve o retorno de Patrik, meia-atacante que estava emprestado ao Gangwon da Coreia do Sul, visto como “cria” de Luiz Felipe Scolari, ex-comandante da equipe. Seu retorno pegou a direção de surpresa e uma reunião deve ser feita com a comissão técnica para decidir pela permanência ou não do jogador.

Por Junior Almeida


    A parada do futebol brasileiro devido à Copa das Confederações foi importante para a maioria dos clubes do futebol nacional. Isto porque os treinadores estão tendo tempo suficiente para treinar uma boa formação, realizar testes com os elencos dos times e, principalmente, obter o retorno dos jogadores que estavam contundidos.

O Palmeiras talvez tenha sido o maior beneficiado, já que terá o retorno de todos os jogadores que estavam no departamento médico, como o chileno Jorge Valdívia. Com o plantel reforçado, o volante Léo Gago, que também está se recuperando de uma cirurgia, está otimista com relação à disputa da copa do brasil e do compeonato brasileiro da série b.

Com a eliminação do verdão do Campeonato Paulista e da Taça Libertadores da América, os torcedores se desanimaram com a possibilidade de o time conquistar um título importante esse ano. No entanto, graças a recuperação dos jogadores machucados e a chegada do meia paraguaio Mendieta, surge uma esperança para os torcedores palestrinos.

A diretoria afirma desde o começo do ano que a prioridade do time é retornar para a elite do futebol nacional, mas, como o técnico Gilson Kleina conta com um elenco com muitos jogadores, há quem diga que será possível disputar os dois campeonatos visando o título.

De qualquer forma, ninguém tem dúvida que a Copa do Brasil será muito disputada, pois, além de ser o meio mais fácil de se chegar na Libertadores, será um presente para muitos times que deixaram a desejar no primeiro semestre do futebol nacional, fator este que irá deixar o torneio extremamente competitivo.

Por Renan Valmeida do Nascimento


Allianz ParqueNesta quinta-feira, dia 6 de junho, foi anunciado pela empresa Allianz o nome do novo estádio do Palmeiras.

A empresa, que adquiriu os naming rights do estádio, realizou uma enquete para definir o novo nome do estádio. A votação da enquete se encerrou esta semana e o nome vencedor foi “Allianz Parque”.

De acordo com a Allianz, o novo nome do estádio foi definido após ele receber 89% dos votos. Os outros nomes sugeridos, “Allianz Center” e “Allianz 360°”, receberam respectivamente &% e 4% dos votos.

O anúncio do nome da nova arena do Palmeiras foi feito no Centro de Treinamento do clube. Lá, Edward Lange (presidente da Allianz) confirmou o nome do estádio. Além do executivo da Allianz, também estavam presentes no evento o ex-goleiro Marcos, o ex-meia Ademir da Guia e o presidente do Palmeiras, Paulo Nobre.

Inicialmente, quando a votação foi aberta, os nomes não agradaram boa parte dos torcedores palmeirenses, que queriam que o estádio se chamasse “Allianz Palestra” (em referência ao antigo nome “Palestra Itália”), porém a opção não foi inclusa pela empresa. Com isso, os torcedores tiveram menor resistência ao nome “Allianz Parque”, que foi o escolhido.

Para quem não sabe, a negociação dos naming rights do estádio se concretizou após a Allianz oferecer R$ 300 milhões ao Palmeiras. Com o acordo assinado, a empresa poderá manter o nome do estádio por 20 anos, prorrogáveis por mais 10.

Vale lembrar que a Allianz já é dona de outros 4 estádios, o Allianz Arena (na Alemanha), o Allianz Stadium (na Austrália), o Allianz Parque (na Inglaterra) e o Allianz Riviera (na França).


Já é de praxe, após a disputa do Campeonato Paulista, os times grandes contratarem as revelações do campeonato, principalmente aqueles jogadores que atuam no interior. Além do requisito de ser destaque na equipe em que joga, quase sempre é necessário que o atleta seja jovem.

Disputando a Copa Libertadores, a fase final do Paulistão, e com Copa do Brasil e Brasileirão Série B pela frente, o Palmeiras mantém a tradição, e busca no interior a contratação de um atacante; o nome da vez é o de Paulinho, 24 anos, jogador do XV de Piracicaba.

De acordo com o presidente do clube interiorano, não é só o Palmeiras quem está interessado no goleador, afirmando que até mesmo clubes da Série A entraram em contato para saber das condições de negociação. Ainda segundo o dirigente, até a próxima semana a transferência de Paulinho será selada, e assim revelará quem o adquiriu.

Os dirigentes palmeirenses negam o acordo, dizendo que não se reuniram com nenhum representante de Paulinho nem do clube que o detém, porém confirmou que o atacante é umas das gratas revelações do campeonato, e que está na lista de possíveis aquisições.

Por Vinicius Cunha


O Santos recebeu o Penapolense no domingo, 21/04, pela última rodada da 1ª fase do Campeonato Paulista, e além de conseguir a vitória por 2 a 1, passou a Ponte Preta na classificação e terminou em terceiro.

Os gols do Peixe foram marcados por André e Cícero, que estava em posição irregular; Guaru descontou para o time interiorano, que ficou com a oitava vaga e será o adversário do São Paulo.

Com a vitória, o Santos chegou aos 39 pontos e terá como adversário o rival Palmeiras,que ficou com a sexta colocação, após perder para o Ituano por 2 a 1. Os outros confrontos das quartas de final serão os seguintes: São Paulo x Penapolense, Mogi Mirim x Botafogo, e Ponte Preta x Corinthians.

Perguntado sobre o favoritismo no clássico, Neymar respondeu que está feliz pela classificação, e que a vantagem de fazer a partida na Vila Belmiro faz o Santos muito forte,não cogitando em momento algum abrir mão do estádio.

A partida contra o Palmeiras será no próximo final de semana, e será realizada em jogo único, caso aconteça empate a vaga será decidida nos pênaltis.

Por Vinicius Cunha


A Allianz, maior seguradora da Europa, atualmente detém os direitos de nomeação de estádios na Alemanha, Inglaterra, Austrália e França.

A empresa estuda adquirir os direitos de nomear o estádio do Palmeiras em construção em São Paulo. Em entrevista à Reuters nesta quarta-feira, ela afirmou que as negociações com o grupo WTorre (construtora responsável pelas obras do estádio) estão "em um estágio avançado".

O estádio, que deve ser construído até o fim do ano, deverá ser sede de jogos e outros eventos, como concertos.

O rival Corinthians, que está construindo seu próprio estádio, com previsão de conclusão até o fim do ano, também procura compradores de nomeação do local. O estádio deverá sediar a abertura da Copa do Mundo em 2014.

Segundo a mídia local, a Allianz está oferecendo R$ 300.000,000,00 para ter direitos de nomeação nos próximos 20 anos.

O porta-voz da Allianz no Brasil se recusou a fazer comentários sobre o tamanho potencial do negócio, dizendo que os termos permanecem em discussão.

Por Atila Felipe


Com o Pacaembu lotado, o Palmeiras venceu o Libertad, do Paraguai, por 1 a 0, e com isso garantiu a tão sonhada classificação antecipada para as oitavas de final da Copa Libertadores. O gol da vitória foi marcado por Charles. O Libertad, apesar da derrota, continua com chances de avançar à próxima fase.

Em clima de paz com a torcida, a equipe desde o início do jogo pressionou o Libertad, na raça, e mostrou quem mandava. A jogada do gol da vitória nasceu com Wesley, ao chutar de fora da área. A finalização, que parecia ruim, sobrou para Charles, que tocou na saída do goleiro e marcou o gol do jogo: 1 a 0.

Com nove pontos conquistados e na liderança do Grupo 2, Tigre e Libertad, ambos com oito pontos, enfrentam-se na próxima rodada para decidir quem assumirá a outra vaga. O Palmeiras, por sua vez, vai a Lima, no Peru, medir forças com o já eliminado Sporting Cristal.

Neste domingo, o Palmeiras volta a campo para enfrentar o Guarani, em jogo válido pela penúltima rodada do Campeonato Paulista. O Alviverde já está classificado para as quartas de final da competição.

Por Julio Abreu


Os torcedores parecem estar voltando às pazes com o Palmeiras. Após a trágica queda para a segunda divisão do Campeonato Brasileiro, poucos ainda se animavam em ir ao estádio prestigiar o time. Mas o quadro tem sido alterado. Prova disso é a venda de 28 mil ingressos para a partida contra o Libertad, que acontece na quinta-feira (11/04), pela Libertadores, no estádio do Pacaembu.

Até a noite de segunda-feira (08/04), três setores encontravam-se esgotados: Cadeira Laranja, arquibancada amarela e verde. E os dirigentes do Palmeiras estão confiantes de que mais áreas sejam totalizadas até um dia antes da partida.

Foram colocados à venda 37.153 ingressos, com preços entre R$ 40 e R$ 200. Ainda há lugares no Tobogã (R$ 40), Arquibancada Visitante Lilás (R$ 50), Cadeira Descoberta (R$ 80) e Cadeira Coberta Azul (R$ 200).

As entradas ainda podem ser compradas nas bilheterias do Estádio Palestra Itália até quarta-feira (10/04), entre as 10h e as 17h.

No dia em que o Palmeiras entrar em campo, os ingressos estarão à venda somente no Pacaembu e no Palestra, no mesmo horário. Durante o jogo, as vendas acontecem até o fim do primeiro tempo.

Por Gabriel Perline


O Palmeiras venceu a Ponte Preta por 2 a 1 no Moisés Lucarelli e quebrou a invencibilidade do adversário na competição. Não bastasse isso, o Palmeiras também garantiu a classificação antecipada para a próxima fase do Campeonato Paulista. Os gols alviverdes foram marcados por Leandro e Tiago Real. Já Luis Ramírez descontou para a Ponte Preta.

O destaque do jogo não poderia deixar de ser o atacante Leandro. Depois de participar da goleada da Seleção Brasileira sobre a Bolívia, por 4 a 0, o atacante viajou a tempo de se juntar à delegação e marcar o gol da vitória, para delírio da torcida.

Mesmo como muitos desfalques e suspensões, o Palmeiras conseguiu fazer bem o seu papel e aos 3 minutos do primeiro tempo abriu o placar com Tiago Real, de cabeça. Depois do gol, a equipe começou a oscilar entre bons e maus momentos. Foi quando a Ponte Preta se aproveitou. Uendel cruzou e Ramírez descontou: 1 a 1. Somente aos 27 minutos da etapa final que o atacante Leandro recebeu a bola de Juninho e marcou o gol da vitória: 2 a 1.

Agora o Palmeiras vira as suas atenções para a Copa Libertadores. Na quinta-feira, a equipe enfrenta o Libertad, às 19:15, no Pacaembu. Já o próximo compromisso da Ponte Preta será no domingo, contra o Mirassol, pelo Campeonato Paulista.

Por Júlio Abreu


Uma bela vitória para espantar a crise e os críticos. Com um futebol guerreiro, envolvente e soberano, o Palmeiras venceu o Tigre por 2 a 0 e assumiu a vice-liderança do Grupo 2 da Copa Libertadores, com seis pontos, dois a menos que o Libertad. Os gols foram marcados por Caio e Charles.

Com o apoio de um público de mais de 19 mil pessoas, o Palmeiras controlou as principais ações durante quase toda a partida e não deixou o adversário se agigantar.

Aos 20 minutos, Vinícius, que tinha acabado de entrar no lugar de Patrick Oliveira, cruzou para Caio desviar, mandando para o fundo do gol: 1 a 0.

Com o jogo nas mãos, o Palmeiras ampliou aos 7 minutos do segundo tempo, desta vez com Charles, que chutou forte de fora da área: 2 a 0.

O próximo compromisso do Palmeiras na Libertadores será contra o Libertad, no dia 11 de abril, também no Pacaembu. Se vencer, o Alviverde avança para as oitavas de final da competição como primeiro colocado do grupo. Já o Tigre mede forças na última rodada com o Arsenal de Sarandí.

Por Júlio Abreu


Sem a presença de vários titulares, o Palmeiras visitou o Mirassol e somente no primeiro tempo, levou seis gols, marcou dois e saiu humilhado de campo, em mais um vexame.

Acumulando dois rebaixamentos em sua existência e algumas derrotas inaceitáveis, como a perante o Vitória da Bahia, por 7 a 2, o Mirassol cravou mais uma página escura na história do "ex-Verdão".

O time do interior faz campanha bem irregular no Paulistão, passando todo o campeonato, até o momento, lutando contra o descenço, porém nem esta situação fez com que o Palmeiras obtivesse um resultado melhor.

Os gols do Mirassol foram marcados pelos seguintes jogadores: Marcos Vinícius (contra), Caion (dois), Leomir, Medina e Camilo; para o Palmeiras descontaram Caio e o jovem Ronny.

Com a derrota, a "cabeça" de Gilson Kleina virou uma espécie de prêmio para alguns diretores, sendo grande a instabilidade do treinador.

Na próxima rodada o Palmeiras recebe a Linense e terá a oportunidade de dar a volta por cima. O time de Gilson Kleina é o sétimo colocado com 25 pontos e o próximo adversário é rival direto para a classificação, somando 21 pontos.

Por Vinicius Cunha


Palmeirase Santos ficaram em um amargo empate de 0 a 0 no clássico deste domingo, disputado no Pacaembu. Com o resultado, as duas equipes perderam a oportunidade de se aproximar do líder São Paulo. O Alviverde agora tem 25 pontos, enquanto Peixe 28.

Quando a bola rolou, o Palmeiras se apresentou com uma formação que deu mais consistência ao meio de campo, impedindo que o Santos e os seus garotos tivessem espaço para trabalhar a bola e arquitetar um contra ataque.

Com supremacia no meio de campo, o Verdão buscou nos pés dos jogadores Wesley e Juninho abrir o placar, principalmente pelo lado esquerdo. Apesar da superioridade, foi do Santos a principal oportunidade do primeiro tempo. Após cobrança de escanteio de Neilton, cabeceou com autoridade para o gol. Fernando Prass fez uma defesa incrível.

Na etapa complementar, Juninho, do lado palmeirense, e Giva, do lado santista, tiveram as principais oportunidades, mas nada muito contundente. No fim das contas, prevaleceu o placar de 0 a 0.

Na próxima rodada, o Palmeiras enfrenta o Mirassol, fora de casa. Por sua vez, o Santos mede forças com o Mogi Mirim, na Vila Belmiro.

Por Julio Abreu


O presidente do Palmeiras, Paulo Nobre está organizando um plano para tentar conter a violência no estádio. No próximo jogo do clube alviverde – o primeiro como mandante neste ano – contra o Paulista de Jundiaí pelo campeonato estadual, serão exibidas diversas faixas pelo estádio, com frases como “Não prejudique seu clube de coração”, “Não utilize sinalizadores nos estádios”, e “Ajude na identificação de infratores.

Esta é a primeira das várias medidas que o presidente do Palmeiras pretende para acabar com a violência nos estádios, ainda mais incentivada pela postura agressiva tomada pela torcida após a volta do clube de Buenos Aires, onde perdeu para o Tigre por 1 a 0 na Libertadores da América. Todas os recursos que o Palmeiras oferecia a mancha verde e outras torcidas organizadas foram cortadas.

A Mancha Verde ainda defende sua posição agressiva creditando a hostilização da torcida devido a um gesto obsceno do atacante Valdívia, que já havia se estranhado com a torcida no jogo contra o Penapolense no campeonato Paulista, criticando tanto o jogador como o presidente Paulo Nobre. Contudo, nas redes sociais, a reação dos não-membros das torcidas organizadas contra as facções é visivelmente negativa.

O presidente ainda espera contar com o apoio de dirigentes de outros clubes – em especial os que estão participando da Libertadores da América – além do prefeito de São Paulo, Fernando Haddad. “Se necessário, vou falar com a Dilma (Roussef, presidente da República). Gostaria muito que os presidentes dos outros clubes abraçassem essa ideia, porque temos uma Copa aqui no ano que vem, e esse tipo de atitude é péssima. É uma empreitada de todos”, afirma o presidente.

Por Willian Gonçalves


O Palmeiras decepcionou sua torcida no Pacaembu nesta última quinta-feira. Apesar de conseguir a vitória que o deixa na sexta posição do estadual, com 20 pontos, o alviverde deixou a desejar e recebeu muitas críticas das arquibancadas.

O time até começou bem, abrindo o placar logo aos 3 minutos e animando o torcedor: após cobrança de escanteio, Maurício Ramos disputou bola com Dráusio, que cabeceou contra sua própria baliza.

O gol deu ânimo ao Palmeiras que dominava a partida, até sofrer o gol de empate aos 11 minutos. Marcelo Macedo, após chute cruzado, completou para o gol. A zaga havia parado pedindo um impedimento que não existiu e facilitou a vida do atacante.

Após o gol, o time do Palmeiras se desesperou e viu o Paulista de Jundiaí crescer na partida, exigindo grandes defesas de Fernando Prass e botando, inclusive, uma bola no travessão do goleiro. Curiosamente, em seu pior momento no primeiro tempo, Vilson fez e desempatou a favor do Verdão: 2×1.

O segundo tempo, com menos emoção, deixou a torcida do Palmeiras apreensiva. O Paulista, mesmo com dois jogadores a menos, teve grandes chances de empatar o jogo, sendo impedido pela trave e por Henrique, que tirou a bola de Marcelo Macedo em cima da linha. No fim das contas, foi confirmada a vitória, sob a desconfiança da diretoria e do torcedor.

Por Euclides Cesar Junior


Após empate em jogo eletrizante no clássico contra o São Paulo na última rodada, o Palmeiras joga fora de casa contra o São Caetano. O jogo será válido pela décima segunda série de jogos do Campeonato Paulista 2013 e será realizado no estádio Anacleto Campanella, às 16:00 horas do dia 17 de março.

Levando-se em consideração a última atuação do meia Valdívia, elogiado por técnico e imprensa, o alviverde paulista tem boas chances de sair com uma vitória e somar mais três pontos na tabela de classificação. O Palmeiras tem 17 pontos acumulados em 10 jogos e apresenta aproveitamento de 56,7%. Outros destaques do Verdão são: Patrick Vieira, atacante; e o zagueiro Henrique, apelidado de príncipe pelos torcedores e que tem feito muitos gols.

O São Caetano, que contratou o pentacampeão Rivaldo e o craque-problema Jóbson para disputar o torneio estadual, não apresenta uma campanha satisfatória. A equipe conseguiu apenas 5 pontos em 11 jogos disputados, apresentando aproveitamento de 15,2%.

Figurando na zona de rebaixamento da competição, o Azulão quer se aproveitar do fator casa para conseguir uma vitória contra o Palmeiras e iniciar uma arrancada para permanecer no grupo de elite do futebol de São Paulo.

Por Marcelo Araújo


Com campanhas instáveis na Copa Libertadores, São Paulo e Palmeiras se enfrentaram na tarde deste domingo, no Pacaembu. Mas o empate em zero a zero decepcionou as duas equipes, principalmente o Alviverde.

O São Paulo segue líder, com 23 pontos em 10 jogos disputados. Já o Palmeiras está em sétimo, com 17 pontos.

No primeiro tempo, o Palmeiras dominou as principais ações do jogo nos momentos iniciais, mas logo o São Paulo equilibrou a partida e começou a pressionar. O Palmeiras, então, passou a se fechar, apesar de a pressão do adversário não ser muito contundente.

Após uma primeira etapa muito fraca em emoções e oportunidades criadas, a etapa complementar, pelo contrário, valeu o ingresso. A começar pelas confusões, como a do zagueiro Lúcio, que acabou sendo expulso pelo árbitro. Com um jogador a mais, porém, o Palmeiras não conseguiu converter as oportunidades que teve em gols.

O próximo compromisso de São Paulo e Palmeiras será nesta quinta-feira. O Tricolor enfrenta o Arsenal de Sarandí, pela Libertadores. Já o Palmeiras que mede forças com o Paulista, no Pacaembu, pelo Campeonato Paulista.

Por Júlio Abreu


No dia 2 de abril, o Palmeiras receberá o Tigre (Argentina) pela quarta rodada da fase de classificação da Copa Libertadores da América 2013. O jogo será realizado no estádio do Pacaembu, às 21:30.

Na última rodada do torneio sul-americano, o alviverde paulista perdeu para o mesmo Tigre, mas na Argentina, pelo placar de 1 x 0 com gol dos hermanos nos últimos minutos da partida. Jogando no Pacaembu, o Palestra quer reverter a situação e dar o troco em casa. Após a última derrota, a situação do Palmeiras ficou complicada na classificação, o clube, que começou com vitória na competição, tem apenas três pontos em três rodadas que jogou.

Pelo lado do Tigre, a expectativa é conseguir somar mais três pontos fora de casa ou ao menos um empate. Na mesma situação que o Palmeiras, o clube de origem argentina conseguiu somar apenas 3 pontos nas três séries de jogos do torneio.

É provável que entre em campo com um time defensivo e explorando os contra-ataques contra o Verdão. O grupo de Tigre e Palmeiras ainda conta com o Libertad e o Sporting Cristal, os dois primeiros colocados. 

Por Marcelo Araújo


O Verdão foi à Argentina enfrentar o Tigre com o intuito de conquistar no mínimo um ponto. Porém, mesmo jogando melhor que o adversário o Palmeiras não soube converter em gols as chances convertidas e acabou sendo castigado no final da partida, gol de Gabriel Penãlba.

Com a derrota, o time brasileiro ficou estacionado nos três pontos e divide a última colocação do grupo com o próprio time argentino, porém, com saldo de gols superior, em um grupo que tem o Libertad do Paraguai com sete e o Sporting Cristal com quatro.

A próxima partida do time de Gilson kleina pela Libertadores é contra o próprio Tigre, 02/04, no Brasil. Antes do gol sofrido, o atacante Kléber, do Palmeiras, saiu cara a cara com o goleiro argentino, porém, se complicou no lance e desperdiçou uma das muitas oportunidades que o time teve. 

A partida mostrou claramente que o ditado que diz que "quem não faz leva" é verdadeiro e continua em vigor, quanto mais em jogos da Libertadores.

Gilson Kleina terá muito trabalho para levar o time à classificação, pois normalmente é necessário aproximadamente nove pontos para se classificar, ou seja, o Verdão terá que vencer dois dos três jogos que tem para disputar. Tarefa nada fácil para um time que anda um tanto quanto sem confiança.

Por Vinicius Cunha


O clima no Palmeiras piora a cada dia.

Rebaixado no Campeonato Brasileiro no ano passado, com campanha apenas mediana no Campeonato Paulista e em situação preocupante na Copa Bridgestone Libertadores, a equipe alviverde viveu uma noite de horror no embarque da equipe de Buenos Aires – onde  perdeu para o Tigre, por 1 a 0, na noite de quarta-feira – para São Paulo. Torcedores cobraram mudanças, agrediram os jogadores e o goleiro Fernando Prass acabou ferido.

O principal alvo dos torcedores era o meia Valdivia, cujo futebol vem sendo muito criticado. Wesley também sofreu com os protestos. Os seguranças do clube não conseguiram controlar a confusão. No meio dos protestos, objetos foram lançados nos jogadores e comissão técnica e Prass levaram a pior. Sangrando após ser atingido por pedaços de vidro, o goleiro teve de receber atendimento no posto médico do aeroporto.

É nesse clima que o Palmeiras, de volta ao Brasil, terá de focar na próxima rodada do Campeonato Paulista.

O Alviverde enfrenta o São Paulo, domingo, às 16h,  no Morumbi, em busca da vitória para evitar que a hostilidade aumente ainda mais.

Por Julio Abreu


Em busca de reforços para a sequência da Copa Libertadores e do Campeonato Paulista, o Palmeiras anunciou na manhã desta quarta-feira a contratação do zagueiro André Luiz, que desde 2005 jogava no futebol francês.

O zagueiro é o 14º reforço da equipe do técnico Gilson Kleina, que agora conta com sete jogadores para a posição.

De volta ao país, o jogador de 33 anos assinou contrato até dezembro com o Verdão.

"A experiência que tive no futebol francês foi ótima. O período em que joguei por lá me ajudou muito profissionalmente, me sinto mais maduro e confiante. Agora volto ao meu país para aplicar essa experiência no Palmeiras, que espero ajudar muito ao longo da temporada", afirmou o jogador, que no futebol brasileiro se destacou vestindo as camisas do Cruzeiro e do Atlético-MG.

No Grupo 2 da Libertadores, o Palmeiras está fora da zona de classificação, com três pontos em dois jogos. Já no Paulistão, a equipe alviverde está na sétima posição, com 16 pontos em 9 jogos. A chegada do zagueiro pode dar a estabilidade que a defesa do clube ainda não encontrou nesta temporada.

Por Júlio Abreu


Pela décima primeira rodada da fase de classificação do Campeonato Paulista 2013, o São Paulo receberá o Palmeiras em um clássico que será realizado no Morumbi.

Ambas as equipes também estão disputando a Copa Libertadores da América, mas prometem ir com força máxima em um dos maiores clássicos do futebol mundial.

Vizinhos de Centro de Treinamento, os times encontram-se em posições bastante diferentes na tabela. O São Paulo lidera e ocupa a primeira colocação. Já o Palmeiras, tem oscilado entre o oitavo e o sétimo lugar, correndo o risco de ficar de fora da fase de mata-mata.

Pelo lado do Alviverde do Parque Antártica, os principais destaques são: Henrique (zagueiro que tem feito muitos gols em 2013) e Kleber (atacante recentemente contratado, que pode cair nas graças da torcida caso faça um gol no Choque-Rei).

O Tricolor conta com o atacante Luis Fabiano, que costuma marcar gols em clássicos e pretende mostrar bom desempenho para retornar à Seleção Brasileira. Outro destaque é Osvaldo, que apresenta boa média de gols em 2013.

O jogo será realizado no estádio do Morumbi, às 16:00 horas do dia 10 de março. 

Por Marcelo Araújo


O Verdão, que estreou com vitória na Copa Libertadores 2013, não se saiu bem na primeira partida fora de casa e perdeu para o Libertad do Paraguai.

O clube paulista vinha de uma série de sete jogos sem derrota, mas na noite de quinta-feira, 28/02, o time de Gilson Kleina foi totalmente dominado e não suportou a pressão. No fim do jogo deu Libertad com 2 tentos a 0, gols de Pablo Velásquez e depois Pedro Benítez.

Os anfitriões chegaram aos seis pontos na competição, assumindo a liderança do grupo, enquanto o Palmeiras continua com três e agora é o terceiro colocado da chave.

Libertadores é assim mesmo, o mais importante é vencer em casa e se possível for, "beliscar" alguma pontuação fora. No fim de semana o Palmeiras não jogará pelo Campeonato Paulista, pois teve o jogo contra o Paulista de Jundiaí adiado. Oportunidade para o time descansar e treinar para enfrentar o Tigre da Argentina na próxima quarta-feira, 06/03, mais uma vez fora de casa. 

Se quiser se classificar para as oitavas de final, o próximo compromisso pela competição sulamericana requer pontos e será crucial. Mas que a torcida palmeirense não se iluda, pois o principal objetivo do time na temporada é voltar à primeira divisão do Brasileirão.

Por Vinicius Cunha


A Copa Libertadores da América 2013 já começou e os times brasileiros entram em campo pela segunda rodada da fase de grupos. Um dos times da capital paulista, o Palmeiras, viaja para enfrentar o Libertad.

A partida será realizada no dia 28 de fevereiro, às 19h15 no estádio Nicolás Leoz. O Palmeiras, que venceu a primeira partida e obteve 3 pontos, irá com força total para conseguir uma vitória fora de casa.

Embora esteja na segunda divisão do Campeonato Brasileiro, a equipe alviverde enfrenta com Libertad com força total e a escalação deve ser a seguinte: Prass, Weldinho, Mauricio Ramos, Henrique e Marcelo Oliveira; Vilson, Márcio Araújo, Souza (ou Valdivia), Wesley e Patrick Vieira e Vinícius.

No grupo do Palmeiras ainda se encontram as seguintes equipes: Tigre e Sporting Cristal. O técnico da equipe alviverde conta com a boa fase do goleiro Fernando Prass e do atacante Patrick Vieira, autor de gol no primeiro jogo da Libertadores 2013, para fazer uma boa partida fora de casa.

Na classificação, o Palmeiras tem 3 pontos e o Libertad tem a mesma quantidade. Desta forma, o time vencedor assumirá o primeiro lugar no grupo.

Por Marcelo Araújo


A Sociedade Esportiva Palmeiras tem um novo presidente. Paulo de Almeida Nobre, foi eleito presidente na noite desta segunda(21), no centro de treinamento do clube. Ele fica na presidência ate 2014, sendo o 38º a ocupar este cargo no Palmeiras.

Paulo de Almeida Nobre, tem 44 anos é sócio do Palmeiras desde 1983. Formado em direito pela PUC São Paulo, ele também é investidor do mercado financeiro. E como hobby dividia seu tempo como corredor de rali ate o final de 2012. Ele estreou em 2006 no WRC(Campeonato Mundial de Rali), correndo com equipe própria. Em 2012, foi contrato pela WRC Team Mini Portugal e ficou no 17ºlugar na Grécia e Nova Zelândia.

Um grande grupo de conselheiros seguidores do ex-presidente Mustafá Contursi, deu apoio ao Paulo Nobre. O candidato Décio Perin, teve apoio dos ex-presidentes Afonso Della Monica e Luiz Gonzaga Belluzzo, mas foi derrotado por uma diferença de 47 votos. Foram eleitos também 4 vice-presidentes e 15 membros para o COF(Conselho de Orientação e Fiscalização).

A partir de 2014 as eleições serão feitas pelos sócios do clube, essa foi a ultima eleição feita pelos conselheiros já que as diretas foram aprovadas.

Por Viviane Nascimento 


Com o fim de ano se aproximando, o mercado da bola está em alta para os times brasileiros. Entre as equipes que estão se reforçando para esta nova temporada, podemos citar: o Santos, o São Paulo, o Palmeiras e o Corinthians.

O Santos está tentando contratar Robinho, porém, o time do Milan não quer sair perdendo e tenta lucrar ao máximo nessa transação. Segundo o jornal italiano Gazzetta Dello Sport, o time italiano está tentando uma troca com o time santista. O Milan pede a troca de Robinho pelos jogadores Felipe Anderson, Victor Andrade e Arouca.

Já o time do São Paulo, que perdeu o jogador Lucas, William José e Zé Victor, tenta segurar o Rhodolfo, que desperta interesse da Juventus. O time paulista já conta com Negueba (Flamengo) e Aloísio (Figueirense).

O time do Palmeiras, que vai disputar a Libertadores e Campeonato Brasileiro da série B, conta com o goleiro Fernando Prass (Vasco) e Ayrton (Coritiba). O time ainda tenta contratar alguns jogadores como Román Torres (Milionários-Col), Márcio Azevedo (Botafogo) e Martín Cauteruccio (Quilmes-Arg).

O Corinthians, campeão Mundial de 2012, já fechou com Renato Augusto (Bayer Leverkusen). Agora o clube tenta negociar a vinda de Alexandre Pato (Milan) e Dedé (Vasco).

Tentativas de novas negociações a parte, os torcedores aguardam  ansiosamente a temporada 2013.

Por Viviane Nascimento


A despedida do goleiro Marcos foi marcada pelo jogo entre os jogadores do Palmeiras que venceu a Libertadores de 99 e a Seleção da Copa de 2002.

O jogo foi realizado na terça-feira (dia 11 de dezembro) e contou com mais de 38 mil torcedores.

O primeiro gol da partida foi marcado de pênalti pelo goleiro Marcos. Com a ajuda de Evair e Edmundo, o jogador Paulo Nunes (o diabo loiro) marcou o segundo do Palmeiras.

O goleiro fez grandes defesas, foi testado seriamente por alguns jogadores e pegou um chute rasteiro do jogador Ronaldo. Aos 12 minutos do segundo tempo, Marcos realizou o sonho de ser centroavante por uma noite. Evair saiu e Sérgio ficou no lugar do goleiro.

Marcos se esforçou no ataque, evitou a saída de bola e até deu passe de calcanhar, mas não conseguiu marcar como centroavante.

A Seleção marcou aos 16 minutos com Edilson e depois de 8 minutos Luizão marcou o dele empatando o jogo em 2×2.

Após a partida, o goleiro pegou o microfone e fez um discurso de emocionar multidões.

O jogador agradeceu seus familiares, os jogadores e patrocinadores. Além disso, ele agradeceu carinhosamente ao técnico Felipão e fez um pedido: “peço que vocês nunca se esqueçam de mim, porque eu nunca vou me esquecer de vocês. Muito obrigado". Com toda sua história, nem precisava fazer um pedido desse.

Por Viviane Nascimento


E o goleiro Fernando Prass é o mais novo reforço para o time do Palmeiras. A diretoria do time confirmou nesta terça-feira a contratação do jogador que estava no Vasco da Gama.

O goleiro conseguiu a rescisão do contrato após uma decisão judicial. Com atrasos de salário e insatisfeito com o time carioca, o goleiro deixa o Vasco após 3 anos. Como goleiro do time cruzmaltino, Prass conquistou o Campeonato da Série B (em 2009) e a Copa do Brasil (em 2011). Ele foi revelado no time do Grêmio, passou pelo Coritiba e pelo União Leiria de Portugal.

Prass chega ao Palmeiras para ser o goleiro titular. Deola não teve bons jogos pelo time e foi emprestado para o Vitória. O goleiro Bruno teve uma boa participação na conquista da Copa do Brasil, mas também teve problemas no Campeonato Brasileiro.

O Palmeiras assinou com Fernando Prass por 3 temporadas. Aos 34 anos, ele vai disputar o Campeonato da Série B e a Copa Libertadores. A apresentação do goleiro será na próxima quinta-feira (dia 13 de dezembro), às 12:00, na Academia de Futebol.    

Por Viviane Nascimento


Após o recado do atacante Barcos (o atacante disse que sua permanência no alviverde está vinculada na vinda de atletas consagrados), o presidente do Palmeiras, Arnaldo Tirone, informou que montará um belo time para a disputa da Libertadores e da segunda divisão a serem disputados no temporada 2013.

Depois que o pirata assegurou sua presença no elenco para a próxima temporada, a cúpula do Palmeiras começou a se mexer para montar um bom elenco, para brigar por títulos no próximo ano.

O técnico do clube paulista, Gilson Kleina, afirmou que aguarda reforços de peso e que os mesmo deverão chegar em breve. O planejamento é realizar contratações no setor de meio campo, laterais, ataque e até mesmo a zaga que já conta com bons defensores, como Henrique e Maurício Ramos. A chance de se contratar um goleiro é grande, tendo nomes como Dida e Júlio Cesar sondados pela direção palestrina.

Nomes como Luan e Maikon Leite não agradam a torcida e deverão dar espaços às novas aquisições. O clube corre atrás de jogadores que se movimentam com qualidade além da velocidade.

Já Barco, que tem contrato até o início de 2015, deverá ter o vínculo renovado, tendo assim um aumento substancial em seus vencimentos.

Esse é o Palmeiras planejando a temporada de 2013.

Por Renato Benevenuto


O Palmeiras tenta dar a última cartada, sem direito a erros. Uma derrota no Rio nesse domingo (18) pode resultar na segunda queda do alviverde paulista para a segunda divisão do Brasileirão em sua história. Além de vencer, o Verdão precisa torcer para que seus adversários diretos não triunfem na rodada.

Com uma semana cheia de incertezas, o técnico Gilson Kleina tem vários problemas para escalar o time que vai para o "tudo ou nada". Apesar de quase impossível, o treinador palmeirense trabalha duro para evitar mais um capítulo trágico na história de um dos clubes mais tradicionais do Brasil. E o confronto é contra o Flamengo.

Tranquilo após detonar as chances de rebaixamento, o clube carioca iniciou sua preparação de forma serena para o duelo, já que não almeja mais nada no campeonato.

A partida promete ser tensa. Um forte esquema de segurança está sendo montado para a proteção do elenco e da cúpula palmeirense, que durante a semana vem sofrendo fortes ameaças, além dos atos de vandalismo praticado contra o patrimônio do clube.

A salvação do clube é quase impossível, porém o futebol é um esporte que deve ser usado para unir as pessoas e não para ser utilizado a favor da violência.

Vai ser um jogão, com tom de dramaticidade, que pode se tornar posteriormente em tristeza e decepção por parte dos torcedores do Palmeiras.

Por Renato Benevenuto


Neste domingo, dia 18 de novembro, o Flamengo poderá se tornar algoz do Palmeiras na luta do Alviverde em seguir na elite do futebol brasileiro. Com apenas 33 pontos conquistados na Série A, o time paulista necessita desesperadamente da vitória contra o Rubro-Negro a partir das 17h, no Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda.

Pior do que ter de vencer o adversário carioca, o Palmeiras ainda terá de torcer por uma combinação de resultados de rivais diretos na luta contra a degola. Portuguesa (40 pontos), Bahia (40) e Sport (37) enfrentam respectivamente: Grêmio, Ponte Preta e Botafogo e precisam tropeçar para que o Verdão siga na luta pela permanência entre os melhores times do Brasil em 2013.

Lateral-esquerdo com passagem pelo rival Corinthians, Ramon vê a possibilidade de atenuar a crise do lado Alviverde como algo motivador. De forma respeitosa, ele garante não sentir felicidade pela situação da equipe do Palestra Itália, mas ressalta que não há nenhuma chance de sentir pena.

"Se fôssemos nós, ninguém teria piedade. Queremos vencer e não temos nada a ver com o Palmeiras. Jogaremos sem pressão, com alegria, e será uma partida especial caso vençamos e rebaixemos o outro time", avalia o defensor.

Livre da ameaça de rebaixamento, o Flamengo tenta melhorar sua posição no Campeonato Brasileiro para garantir vaga na próxima edição da Copa Sul-Americana. O Mengão no momento é o 9º colocado, com 47 pontos.

Por Thiago Viana


Caso o Bahia e a Portuguesa vençam seus jogos na próxima rodada, o Palmeiras estará matematicamente rebaixado para a segunda divisão do Campeonato Brasileiro.

Apesar de o Alviverde Paulista não depender somente de si para escapar da degola, a diretoria palmeirense descarta pagar qualquer incentivo financeiro para que outra as equipes vençam seus concorrentes diretos.

Segundo divulgação do clube, sua filosofia é evitar qualquer influência externa antes da partida contra o Flamengo, no domingo, às 17 horas no Rio. Segundo o diretor de futebol do Palmeiras, César Sampaio, oferecer dinheiro para que as outras equipes vençam seus adversários diretos seria comprovar da incompetência do clube paulista em conseguir alcançar seus próprios objetivos.

Diante dos vários protestos realizados pela torcida palmeirense contra elenco e diretoria, o pedido feito internamente é que todos se unam a favor do clube, independente da queda ou não para a segunda divisão do torneio nacional.

Após a derrota para o Fluminense, o técnico Gilson Kleina busca blindar os atletas, divulgando o mínimo possível de informações sobre o provável time que entrará em campo em Volta Redonda, com o intuito de preservar os atletas que estarão em campo no possível rebaixamento da equipe.

Além do Fla, o clube paulista irá enfrentar o Atlético-GO (no Pacaembu) e o Santos (na Vila Belmiro).

Por Renato Benevenuto


Nesse domingo, dia 11 de novembro, mais um confronto merece atenção pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro 2012. Palmeiras e Fluminense jogarão por objetivos totalmente diferentes – o tricolor carioca disputa o título brasileiro, enquanto o alviverde paulista luta contra o rebaixamento.

A rodada pode definir as pretensões de ambos os clubes. Caso perca, o Palmeiras fica em situação ruim, podendo ter o rebaixamento matematicamente confirmado, ao contrário do Fluminense, que pode se tornar o Campeão Brasileiro do ano de 2012.

O clube paulista, que teve a derrota confirmada contra o Internacional, corre atrás do prejuízo, já que se encontra em situação desesperadora.

Já o Tricolor carioca segue em maré mansa, com uma diferença de 9 pontos à frente do vice-líder Atlético-MG, podendo garantir o título com antecedência.

O time paulista, que vem com problemas para a partida (o técnico Gilson Kleina confidenciou a imprensa que alguns atletas pediram para ficar de fora do confronto, com medo das ameaças feitas por alguns torcedores do clube), tem que vencer o Flu, e secar seus adversários para conseguir diminuir a diferença para sair da zona da degola.

Sem dúvidas, apesar da diferenças entre as duas equipes, o jogo terá um capítulo à parte no Campeonato, onde os árbitros vêm sendo os personagens principais. 

Presidente Prudente vai tremer!

Por Renato Benevenuto


A situação do Palmeiras continua muito complicada. Porém, com a vitória contra o Bahia nesta última quarta-feira (18/10), uma réstia de esperança renasceu no coração do torcedor palmeirense.

Se após a derrota contra o Coritiba, muitos haviam jogado a toalha, a vitória contra o time baiano, adversário direto na luta pelo descenso, fez os torcedores ainda confiarem no time.

Pelo menos, o envolvimento dos jogadores é grande. Marcos Assunção, capitão do time, jogou com dores em seu joelho, no sacrifício, para poder ajudar a equipe. Outro exemplo de empenho é o do atacante Barcos.  O argentino esteve com a seleção no dia anterior ao jogo, voltou para o Brasil, enfrentou dificuldades e, mesmo assim, esteve em campo. Para não ver o time cair, essa determinação é essencial.

Esses jogadores, junto aos jovens João Denoni e Patrick Vieira, que subiram da base num momento complicado e têm mostrado personalidade em campo, podem ser o caminho  para a salvação palmeirense. Além, é claro, da confiança e do apoio da torcida.

Com sete rodadas pela frente, o Palmeiras precisa somar mais treze pontos para conseguir escapar. O próximo compromisso, mais uma vez encarado como uma final, será contra o Cruzeiro, em Araraquara.

Por Augusto Cesar


A sina do Palmeiras continua. Depois de perder em casa para o Coritiba, o Palmeiras foi até o Recife enfrentar o Náutico e também não resistiu. Com a nova derrota sofrida, a situação do Palmeiras no campeonato passa a ser ainda mais preocupante. O time precisa de seis vitórias nas próximas oito partidas para conseguir escapar do rebaixamento. Tarefa muito, mas muito difícil.

Parecia que a história iria mudar. O Palmeiras começou o jogo em um ritmo frenético que atordoou momentaneamente o Náutico. Pressionando muito, o Verdão teve boa chance de abrir o placar logo aos 2 minutos com o atacante Luan. Em seguida, Obina quase conseguiu completar cruzamento de Arthur, mas a zaga conseguiu afastar.

Aos 10 minutos, o atacante baiano do Palmeias perdeu uma chance incrível. Após dividida com o goleiro, a bola sobrou nos pés de Obina, que chutou e viu o zagueiro Alison salvar em cima da linha. Aí veio o castigo. Depois de se segurar da pressão, o Náutico chegou ao ataque com Kieza. Mostrando muita calma, o atacante limpou o zagueiro Thiago Heleno e tocou no canto do goleiro Bruno, que nada pode fazer para evitar o gol.

Isso acabou sendo um golpe fatal nas pretensões do time paulista. Perdido após o gol, o Palmeiras não conseguiu mais se acertar no ataque e não criou mais chances até o fim do primeiro tempo, que terminou com o gol único do atacante pernambucano.

Vencendo, o Náutico voltou mais fechado no segundo tempo, buscando explorar os contra-ataques. A estratégia funcionou. Aos 8 e 9 minutos, o Náutico quase conseguiu marcar o segundo gol, mas parou nas mãos de Bruno e na trave.

Precisando vencer, o técnico Gilson Kleina mandava atacantes para o campo, tentando ir com tudo pra cima. Mas a infelicidade da equipe ainda foi maior. Aos 17 minutos, Thiago Heleno foi expulso e agravou ainda mais a situação do Palmeiras na partida.

Isso selou a derrota do time alviverde. Com um a mais em campo e com a vantagem no placar, a equipe da casa só se preocupou em não se expor e levou a partida até o fim com tranquilidade.

Com a vitória, o Náutico foi a 40 pontos e assumiu a 10ª posição. O Palmeiras fica ainda mais desesperado no campeonato, com 26 pontos, na 18ª posição.

Por Augusto Cesar


Quando chegou ao Palmeiras, o técnico Gilson Kleina prometeu ao elenco três vitórias nos três primeiros jogos. Tendo completado a terceira partida nesta terça (02/10), a promessa foi cumprida. Jogando pela Copa Sul-Americana, o Verdão venceu o Millonarios e abriu uma boa vantagem para o segundo confronto.

No jogo em que marcava a centésima partida de Henrique com a camisa alviverde, o Palmeiras, mesmo poupando alguns jogadores, dominou quase toda a partida. Logo no começo, o time da casa levou perigo com Marcio Araújo e  Daniel Carvalho. Com a facilidade encontrada, Obina recebeu um belo passe de Daniel Carvalho e tocou para o fundo das redes, abrindo o placar no Pacaembu. Após o gol, o Palmeiras diminuiu o ritmo e não forçou mais nenhum ataque até o fim da primeira etapa.

Voltando mais ofensivo para o segundo tempo, com Tiago Real no lugar de Araújo, o Verdão ampliou rapidamente. E foi com Tiago Real, aos 8 minutos, após bom passe de Luan. Como no primeiro gol, o time de Palestra Itália diminuiu o ritmo. Dessa vez, porém, foi penalizado. Com o Millonarios pressionando, Artur, em um lance infeliz, marcou contra e deixou o placar 2×1, aos 39 minutos. O gol fez o Palmeiras voltar a atacar e, com isso, marcar novamente. Luan, após erro da zaga colombiana, marcou e decretou o placar final: 3×1.

Agora, o Palmeiras pode perder por até um gol de diferença na Colômbia, em jogo que acontecerá no dia 23 de outubro.

Por Augusto Cesar


Já está definida a nova 'casa' do Palmeiras. Pelo menos para a próxima partida. Araraquara, que fica há 270 km de São Paulo, foi a cidade escolhida pelo treinador e diretoria palmeirense para receber o jogo contra o Coritiba, no dia 11.

Tendo sido punido com a perda de quatro mandos de campo, o Palmeiras precisaria mandar seus jogos em alguma cidade que ficasse há mais de cem quilômetros da capital. A decisão foi anunciada na manhã desta segunda-feira (1º/10). A cidade era a preferida do treinador, pois já havia jogado no estádio quando ainda dirigia a Ponte Preta. Com um bom número de torcedores palmeirenses na região, espera-se que o público compareça e apoie o time. 

Se tudo sair como o planejado, Araraquara deverá também receber os outros jogos em que a equipe paulista foi punida, contra Cruzeiro, Botafogo e Fluminense. Isso porque Gilson Kleina disse ser melhor jogar apenas em um estádio, para facilitar a vida dos jogadores e a preparação para as partidas. O comandante também disse gostar da estrutura do local.

Atualmente, o Palmeiras encontra-se na décima oitava colocação e luta para conseguir escapar da zona de rebaixamento.

Por Augusto Cesar


Um dos maiores clássicos do futebol paulista ocorre pela vigésima oitava rodada do Campeonato Brasileiro 2012.

O São Paulo recebe o Palmeiras no estádio do Morumbi, jogo em que o recém-contratado Paulo Henrique Ganso pode fazer sua estreia. As duas equipes da capital estão em situações muito diferentes na competição. O Soberano tem demonstrado mais regularidade, pairando próximo à área de G4 nas últimas cinco rodadas. Já o Palmeiras precisa ganhar quase todas as próximas partidas do torneio se quiser sair da zona de rebaixamento.

Com Ganso ou não, o São Paulo entra em campo com uma equipe em ascensão no torneio, um grande destaque é Osvaldo, atacante que ganhou respaldo da diretoria e respeito da torcida pelas atuações de gala que tem feito no tricolor.

O Palmeiras, apesar da baixa pontuação, tem uma equipe forte que mostra bastante preparo em momentos decisivos, como foi visto na Copa do Brasil 2012, torneio em que o time alviverde tornou-se campeão.

O apelido do jogo entre as duas equipes é Choque-Rei, devido aos grandes públicos que o clássico já atraiu em toda a história e as importantes competições que decidiram.

O jogo será realizado no dia 6 de outubro de 2012, no estádio do Morumbi, às 16h.

Por Marcelo Araújo


A vitória do Palmeiras sobre o Figueirense trouxe outros ares para o centro de treinamento do alviverde. A boa estreia do técnico Gilson Kleina, aliado ao retorno de Marcos Assunção, renovaram as esperanças da torcida na permanência na primeira divisão do Campeonato Brasileiro. Agora, o adversário é a Ponte Preta, em partida que será disputada na noite deste sábado (29/09), no estádio do Pacaembu.

O treinador encerrou uma série de três derrotas consecutivas, que haviam levado o time a ficar na penúltima posição, empatado com o lanterna do campeonato, Atlético Goianiense. Foi, também, apenas a segunda vitória no segundo turno do Brasileiro. Agora o time busca por uma sequência de vitórias para se aproximar da fuga do rebaixamento. Hoje, o Coritiba, que seria o primeiro a escapar, tem 28 pontos, cinco a mais do que os paulistas.

Do outro lado, a Ponte Preta vive situação mais tranquila no Campeonato. O time está com 34 pontos e um pouco distante da zona de rebaixamento. Mas o time de Campinas não quer correr riscos e uma vitória deixaria a Macaca mais perto da Copa Sul-Americana. Além disso, será a primeira partida entre o elenco pontepretano contra o ex-técnico, Gilson Kleina.

No primeiro turno, a Ponte conseguiu se aproveitar do fator casa, e de enfrentar o Palmeiras no momento em que o alviverde ainda disputava a fase final da Copa do Brasil. Vitória por 1 a 0. O jogo também marcou a saída de Deola, que falhou no gol pontepretano.

Por Paulo B.


A troca de comando técnico no Palmeiras parece ter dado o resultado esperado. Não só pela vitória na estreia do treinador, mas também pela animação dos jogadores.

Se antes alguns se sentiam pressionados, agora todos conversam tranquilamente, riem e contagiam o ambiente nos treinamentos.

Diferente do que era visto anteriormente, o treinador tem mostrado um carinho maior com seus jogadores, o que tem sido elogiado pelos mesmos.

Barcos, por exemplo, disse que a vinda do treinador foi benéfica e que mesmo o conhecendo pouco, já o admira, pois ele é um estudioso do futebol.

O goleiro Bruno também não poupou elogios a seu novo técnico. Logo nos primeiros dias após sua chegada, o goleiro já dizia que parecia que o treinador estava no clube havia anos.

O único que não pôde comemorar muito a chegada do treinador foi João Vitor, que com medo da pressão e da violência da torcida, pediu afastamento do clube. Por outro lado, outros jogadores afastados por Felipão foram reintegrados ao elenco. São os casos de Daniel Lovinho, Tadeu, Fabinho Capixaba e Tinga.

Com o ambiente mais leve, o Palmeiras continua sua luta para fugir do rebaixamento. 

O próximo compromisso da equipe paulista é no sábado, diante da Ponte Preta, antigo clube de Gilson Kleina.

Por Augusto Cesar


Recentemente, um turbilhão de problemas tem rondado a Sociedade Esportiva Palmeiras. Além da demissão do técnico Luiz Felipe Scolari, o alviverde da capital paulista encontra-se na zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro de 2012.

Na última rodada houve um alento, o clube conseguiu derrotar o Figueirense por 3 a 1 fora de casa. Com isso, os torcedores e jogadores ganharam novo fôlego para a próxima partida, que será disputada no Pacaembu contra a Ponte Preta, no dia 29 de setembro, às 21h.

Com uma campanha melhor do que a do Palmeiras no Brasileirão de 2012, a Ponte Preta encontra-se na décima posição na tabela de classificação, apresentando 34 pontos em 26 jogos e aproveitamento de 43,6 pontos percentuais.

Para vencer o Palmeiras fora de casa, a Macaca de Campinas conta com um bom sistema defensivo e os gols do artilheiro Roger.

A situação do Palmeiras é mais complicada, precisa vencer para somar três pontos, mas, mesmo assim, não consegue sair do Z4, pois está a quatro pontos do Sport, primeiro dos 4 times da zona de rebaixamento. Porém, a vitória é importante para não deixar a situação piorar ainda mais.

Por Marcelo Araújo


A troca de treinadores no Palmeiras parece ter surtido efeito. No primeiro jogo do técnico Gilson Kleina, o time alviverde mostrou um melhor desempenho e venceu de maneira tranquila o Figueirense, mesmo jogando fora de casa.

Fazendo o famoso confronto de 6 pontos, o Palmeiras começou arrasador na partida. Com apenas 10 minutos e com Assunção inspirado, o time paulista já havia feito dois gols. Primeiro com Thiago Heleno, em cruzamento do volante. Depois com Henrique, após nova assistência de Assunção. Ambos os gols também contaram com a falha do goleiro Wilson.

O Figueirense tentou responder de imediato, mas o Palmeiras estava ligado no jogo. A melhor chance do time da casa na primeira etapa foi em chute de Elsinho, que acertou a trave. Antes disso, porém, o Palmeiras teve um gol anulado que gerou polêmica. Assunção cobrou falta com maestria e marcou um golaço, mas o árbitro marcou impedimento de Valdivia, alegando que o meia atrapalhou o goleiro. Da metade da primeira etapa até o final, o Palmeiras não forçou mais nenhum ataque e também não tomou nenhum susto.

Precisando correr atrás do placar, o Figueirense se fez mais presente no ataque. Aos poucos, o time ia se sentindo mais solto em campo e começava a assustar o goleiro Bruno. Depois de duas boas chances, a terceira foi letal. Aproveitando o rebote do goleiro Bruno, Aloísio empurrou para as redes e diminuiu o placar. Entretanto, quando se esperava um sufoco no time palmeirense, Assunção, 3 minutos depois, marcou o terceiro gol do Verdão e garantiu a vitória palestrina.

Com a vitória, o Palmeiras volta a respirar no campeonato e fica momentaneamente na 18ª colocação. O Figueirense, ultrapassado pelo próprio Palmeiras, caiu para a 19ª posição.

Por Augusto Cesar


De todos os jogadores do elenco atual do Palmeiras, Marcos Assunção é um dos que ganhou maior identificação com o torcedor. E no momento em que a equipe está empatada na penúltima posição do Campeonato Brasileiro, com sérios riscos de ser rebaixada, é ele quem segura a bronca e concedeu entrevista nesta quarta-feira (19/09), em Itu (SP).

Dentre as afirmações do jogador a imprensa, ele desejou boa sorte ao novo treinador Gilson Kleina e afirmou confiar no comandante na reta final do campeonato. "Vamos ajudá-lo o máximo que pudermos", afirmou o atleta. E essa ajuda pode estar nos pés de Assunção. Pelo menos é o que ele tem feito desde que chegou ao Palmeiras.

As cobranças de falta do jogador se tornaram fundamentais em todos as partidas da equipe como, inclusive,  a final da Copa do Brasil contra o Coritiba. Porém, o jogador se contundiu e, sem ele, a equipe não conseguiu se recuperar na tabela. Na visão dele, agora, é importante ter atenção redobrada na defesa.

"Não podemos mais falhar", disse. A solução é jogar como time pequeno e conseguir aproveitar o erro do adversário, para voltar a vencer no Brasileirão. "É hora de aproveitar cada detalhe".

Por Paulo B.


Depois de vários dias e muitas negociações frustradas, o Palmeiras finalmente anunciou seu novo técnico.

Trata-se de Gilson Kleina, que vinha fazendo bom trabalho na Ponte Preta. Antes dele, o Verdão havia especulado os nomes de Emerson Leão, do São Caetano, Jorginho, do Bahia, Dorival Júnior, do Flamengo, e Paulo Roberto Falcão, hoje sem clube. Sem ter conseguido nenhuma conversa satisfatória com algum desses citados, o time alviverde voltou a conversar com o técnico da Ponte e, pagando a multa rescisória, conseguiu fazer o acerto.

Depois da demissão de Felipão, espera-se que o novo técnico ocasione uma reviravolta imensa para fazer com que o clube consiga escapar do rebaixamento, o que vem preocupando seriamente não só os jogadores, mas também a torcida, que já começa a fazer protestos violentos contra a fase da equipe.

Com um contrato até o fim de 2013, Kleina precisará arranjar uma solução imediata para afastar o time da crise e, posteriormente, começar a planejar a Libertadores de 2013.

Atual campeão da Copa do Brasil, o Palmeiras encontra-se na penúltima posição do campeonato, com o mesmo número de pontos do lanterna. A situação é crítica, mas nada que pudesse afastar o interesse do treinador no trabalho, que pode comandar a equipe já neste sábado, contra o Figueirense. 

Por Augusto Cesar


Apenas cinco vitórias em 25 partidas disputadas no Campeonato Brasileiro. Essa é a campanha de Figueirense e Palmeiras que se enfrentam na próxima rodada da competição. Ambos na zona de rebaixamento, o jogo entre 18º e o 19º serve para trazer de volta a esperança de permanecer na Série A. No entanto, ambos estão distantes do Flamengo, que hoje seria o primeiro a escapar.

O Figueirense está há seis pontos da escapatória e o time perdeu um confronto direto contra o Bahia, na última rodada, por 2 a 1. O resultado manteve a equipe catarinense com 22 pontos, e a segunda pior defesa entre os 20 clubes do brasileiro.

No lado do Palmeiras, as dificuldades não param de crescer. Depois de dispensar o técnico Luis Felipe Scolari, o alviverde somou a terceira derrota seguida e, de quebra, perdeu para o maior rival, 2 a 0 para o Corinthians, no Pacaembu. A equipe ainda não apresentou o novo treinador e Narciso treina o time interinamente.

Além disso, os resultados deixaram o Palmeiras na penúltima colocação, empatado com o lanterna Atlético Goianiense, com 20 pontos.

Todos esses quesitos fazem da partida do próximo sábado (22/09), no Orlando Scarpelli, um jogo do desespero. No primeiro turno, os palmeirenses levaram a melhor, 3 a 1 em Barueri.

Por Paulo B.


Um dos jogos mais esperados da vigésima sexta rodada do Campeonato Brasileiro de 2012 não tem nenhum time do G4. Por incrível que pareça, este jogo decisivo será disputado entre dois times que figuram na zona de rebaixamento: Figueirense e Palmeiras.

Ambos os clubes desempenharam fracas campanhas no torneio nacional e se encontram, respectivamente, na antepenúltima e penúltima posição na classificação. Desta forma, este confronto é  um jogo dos desesperados, pois quem sair derrotado se afunda cada vez mais no Z4 e corre sérios riscos de rebaixamento.

O Palmeiras está em uma fase ruim, pois além da posição ruim, vem de derrota contra o arquirrival Corinthians por 2 a 0, além de ter perdido o técnico Luiz Felipe Scolari, que teve sua demissão extremamente criticada pela imprensa especializada.

Já o Figueirense apresenta apenas 22 pontos acumulados em 25 séries de jogos, ficando com aproveitamento de 29,3%, um índice um pouco acima do Palmeiras. O time catarinense vem de derrota fora para o Bahia em um placar de 2 a 1 e espera ascender nesta rodada.

Para isso, conta com o apoio de sua torcida e do empenho de jogadores como Aloísio e Caio, os dois artilheiro da equipe.

Por Marcelo Araújo


Se as coisas já não estavam nada fáceis pelos lados do Palmeiras, a recente derrota contra o Corinthians conseguiu deixar tudo pior.

Com uma situação muito crítica na tabela e sem conseguir se reabilitar, os torcedores palmeirenses começaram a mostrar que estão ficando impacientes com a equipe. Mesmo a troca de técnico não fez o time voltar a vencer, tendo isso revoltado a maioria de palestrinos.

A diretoria segue sendo vista como a principal culpada pela má fase do time. Muito cobrados, o presidente Arnaldo Tirone, o vice Roberto Frizzo e o diretor Piraci de Oliveira, têm se afastados de ações públicas, como acontecido nesta segunda feira, onde o presidente seria o anfitrião de um evento e acabou por não ir.

Fanáticos mais extremos já até partem para a violência. Logo após a derrota contra o Corinthians, torcedores invadiram um dos estabelecimentos do vice Roberto Frizzo e, mesmo com várias pessoas no local, depredaram quase todo o ambiente. Outro local vítima de depredação foram os portões da loja oficial do clube, que amanheceu pixado: "Acabou a paz vagabundos".

Se quando voltar a campo contra o Figueirense, adversário direto na luta contra o rebaixamento, o time não vencer, a situação tende a ficar irreversível. Tanto no quesito rebaixamento, quanto em se tratando desses 'torcedores'.

Por Augusto Cesar


Um dos maiores clássicos nacionais acontece nesse domingo. Quando Palmeiras e Corinthians entrarem em campo, milhões de pessoas irão parar para acompanhar a partida entre os campeões do país e os campeões do continente. Mesmo com pouca coisa em jogo pelo lado corinthiano, nenhum jogador ou torcedor gostaria de perder para o maior rival. Pelo lado palmeirense, a luta contra o rebaixamento vem assombrando. E nada melhor que uma vitória no Derby para começar a arrancada necessária para escapar.

Tendo demitido o técnico Luiz Felipe Scolari na última quinta-feira, o Palmeiras será comandado pelo interino Narciso, no clássico. Sem pode contar com o zagueiro Thiago Heleno, o treinador poderá escalar Leandro Amaro em seu lugar ou recuar novamente Henrique, que vem atuando de volante.

Mas Narciso também tem boas notícias. O volante Marcos Assunção, um dos principais jogadores do time, volta de lesão e está relacionado para a partida. Maikon Leite, fora do último jogo, também é opção. A esperança alviverde é Barcos. O goleador argentino gosta de jogar os grandes jogos e vem bem preparado para enfrentar o arquirrival.

No Corinthians, o técnico Tite não terá um de seus principais jogadores. Emérson, que tomou 6 jogos de suspensão, está fora da partida. Alessandro e Chicão também não estarão disponíveis. Com os desfalques, devem ganhar chance Guilherme Andrade, Wallace e Martinez. Sem pressão no campeonato, o Timão entrará no clássico mais leve, tentando aproveitar essa vantagem contra o rival de Palestra Itália.

O clássico acontece às 16h e o árbitro da partida será Marcelo Aparecido de Souza.

Por Augusto Cesar


O clássico mais tradicional do futebol da capital paulista ocorre pela vigésima quinta rodada do Campeonato Brasileiro de 2012. Entram em campo Palmeiras e Corinthians, equipes de rivalidade secular que já disputaram diversos títulos importantes do futebol brasileiro.

Porém, no torneio deste ano, os clubes mostram uma situação bem diferente na tabela. O Palmeiras, que jogará em casa, está na zona de rebaixamento do torneio e, recentemente, teve o técnico Luiz Felipe Scolari demitido de seu cargo. Com isso, o Palmeiras fica com o interino até que alguém seja contratado para a função, um dos nomes mais cotados é o de Emerson Leão.

O Corinthians está na parte intermediárias da tabela, apresenta 32 pontos ganhos em 24 jogos e tem 44,4% de aproveitamento, figurando na nona posição da classificação. O alvinegro paulista vem de empate contra Ponte Preta e pretende somar três pontos contra o Palmeiras para subir na tabela. Já o clube verde-e-branco tem apenas 20 pontos em 24 rodadas, com aproveitamento de 27,8%.

O apelido do clássico entre Palmeiras e Corinthians é Derby Paulista. O jogo será realizado no estádio do Pacaembu, às 16h do dia 16 de setembro.

Por Marcelo Araújo


Acabou a era Scolari no Palmeiras. Desde 2012 no comando do clube, Felipão foi demitido na tarde desta quinta-feira, após uma longa sequência de maus resultados. A derrota contra o Vasco acabou culminando na saída do renomado treinador.

Voltando ao Palmeiras depois de ter passado 7 anos na Europa, Luiz Felipe veio com status irretocável. Campeão da Copa Libertadores na primeira passagem pelo clube paulista, o treinador tinha completo respaldo da diretoria e da torcida. Porém, as coisas não aconteceram como o esperado.

Sem conseguir nenhum título nas duas primeiras temporadas, o treinador, em alguns momentos, já balançava no cargo. Mesmo assim, mantido no cargo, Felipão conseguiu o maior feito desde a sua volta. Levou um Palmeiras desacreditado ao título da Copa do Brasil deste ano e, consequentemente , classificou o time para a Libertadores do próximo ano.

Se com o alívio do título muitos já pediam a renovação de Scolari, ninguém esperava que as coisas voltassem a piorar. Sem conseguir engatar uma boa sequência no Campeonato Brasileiro, o Palmeiras acabou se complicando muito e hoje encontra-se na penúltima colocação. Assim, Felipão não resistiu e acabou sendo demitido do clube, mesmo contando com o respeito de todos.

Agora, o Palmeiras busca um novo nome. Inicialmente, sem grandes nomes a disposição, foram lembrados Gilson Kleina , Jorginho e Emerson Leão

 Por Augusto Cesar


O Vasco conseguiu espantar a má fase e voltou a vencer no Campeonato Brasileiro. Depois de ser derrotado no fim de semana pelo Bahia por 4 a 0, o time cruzmaltino conseguiu retornar ao caminho das vitórias sobre o Palmeiras, ontem (12/09), em São Januário.

Pior para o alviverde que com a derrota por 3 a 1 caiu para a penúltima posição e segue muito ameaçado na zona de rebaixamento. Em campo, o primeiro tempo foi equilibrado. O Palmeiras abriu o placar com Luan, aos 23 minutos, aproveitando sobra de um escanteio.

Seis minutos depois, o Vasco já empatava o jogo com Tenorio, para a alegria de Marcelo Oliveira, novo treinador da equipe de São Januário e que assistia o jogo das cabines do estádio.  

Na etapa final, apesar do time paulista voltar melhor, quem deu as caras foi o Vasco que virou a partida. Nilton aproveitou chute de Juninho Pernambucano e conseguiu marcar, na primeira finalização dos cariocas no segundo tempo.

Atrás no placar, o Palmeiras foi à frente, mas em um contraataque, Juninho Pernambucano lançou Reizinho que deu números finais a partida.   Com a vitória, o Vasco chega aos 42 pontos e se consolida na quarta colocação, limite para se classificar para a Libertadores, porém ainda distante dos líderes, pois Atlético Mineiro e Fluminense venceram seus jogos.   

Na próxima rodada, a equipe de Marcelo Oliveira vai à Minas Gerais enfrentar o Cruzeiro. O Palmeiras tem vida ainda mais complicada. Clássico com o Corinthians, no Pacaembu. 

Por Paulo B.


Clássicos entre clubes paulistas e cariocas marcam a 24ª rodada do Campeonato Brasileiro de 2012. Um deles ocorre entre Vasco e Palmeiras, duas equipes com situações bem diferentes no torneio nacional.

Pelo lado alviverde, a luta é para escapar da zona de rebaixamento e buscar resultados mais regulares na competição. Já o Vasco, que recentemente perdeu seu técnico, está na quarta posição do Campeonato e precisa dos três pontos para continuar no G4 e se manter longe de Botafogo e São Paulo.

O Palmeiras ocupa a décima oitava posição na tabela, precisa dos três pontos para deixar a zona de rebaixamento. O time paulista contabilizou apenas vinte pontos em vinte e três rodadas e tem aproveitamento de 29%.

Pelo lado do clube carioca, são trinta e nove pontos em vinte e três rodadas e o aproveitamento vascaíno é de 56,5%. Entre os principais jogadores do Vasco estão o artilheiro Alecsandro, que marcou nove vezes no Campeonato, Juninho Pernambucano e Dedé, zagueiro que esteve recentemente na Seleção Brasileira.

O jogo será realizado no estádio São Januário, às 22h do dia 12 de setembro.

Por Marcelo Araújo


Se a situação era ruim, parece piorar a cada rodada que passa. Depois de uma vitória importante contra o Sport, todos sabiam das dificuldades de enfrentar o Atlético Mineiro em Minas Gerais, mas a derrota do jeito como aconteceu, fez todos os torcedores do Palmeiras lembrarem o ano em que o time foi rebaixado para a Série B.

Para o próximo jogo, o confronto promete ser tão difícil quanto o último, afinal jogar contra o Vasco da Gama em São Januário nunca foi tarefa fácil. Ainda mais depois da pressão que o time carioca sofre, devido aos maus resultados obtidos nas últimas rodadas.

Felipão já decretou ‘lei do silêncio’ para que seus jogadores não comentem com a imprensa os problemas da equipe. Outro problema são os constantes desfalques do time, que para o próximo jogo não poderá contar com Thiago Heleno e João Vitor, suspensos pelo terceiro cartão amarelo, e Marcos Assunção e Fernandinho, que continuam no Departamento Médico.

Henrique tem sua volta garantida e Hernán Barcos poderá ser a novidade. Valdivia ainda não voltou a jogar seu grande futebol, mas Tiago Real, recém-contratado vem se mostrando um bom jogador e pode ainda ajudar o time a sair da zona de rebaixamento.

Por José Alberi


Feliz com a convocação de Barcos para a Seleção Argentina, os torcedores palmeirenses têm mais um motivo para ficarem satisfeitos. Afinal, quem não gostaria de ver o melhor do mundo posar com a camisa do seu time?

Mesmo sem ter jogado o primeiro amistoso com a Seleção, contra o Paraguai, Barcos teve uma tarefa importante. O atacante levou a camisa do clube e apresentou ao melhor jogador do mundo, o também argentino Lionel Messi.

A ideia do departamento de marketing palmeirense era aumentar a visibilidade do clube a nível mundial, e o primeiro passo foi conquistado. Messi, com seu nome escrito atrás da camisa, posou para uma foto segurando-a,  para alegria do torcedor alviverde. O técnico Alejandro Sabella também ganhou a sua, e repetiu o feito de Messi. A Adidas, fornecedora de material do Palmeiras, é também a patrocinadora de Messi e da Seleção Argentina. Sendo assim, apoiou a iniciativa.

Sem timidez por ser a primeira vez com a Seleção, o goleador ainda falou sobre a história do clube com os argentinos. A esperança agora é que ele faça sua estreia com a seleção, diante do Peru, nesta terça-feira (11/09).

Por Augusto Cesar


Em confronto válido pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Atlético-MG irá receber o Palmeiras, em Minas Gerais, para tentar a retomada da liderança, perdida na última rodada para o Fluminense.

Vindo de uma série de 4 jogos sem vencer, o Galo perdeu a liderança. Para o jogo contra o Palmeiras, Cuca resolveu adotar um mistério e não divulgou os atletas relacionados para a partida, tentando assim confundir Felipão. Mas é certo que o treinador não poderá contar com peças importantes. Réver, que está com a Seleção Brasileira no Recife, o meia revelação Bernard, suspenso, e o atacante Jô, lesionado. Sem estar presente no último jogo, Ronaldinho Gaúcho deve voltar e comandar a equipe dentro de campo. Se o Flu tropeçar e o Galo confirmar a vitória em casa, o time volta a liderança.

Já o Palmeiras tenta engatar uma boa sequência no Campeonato. Depois de conseguir uma importante vitória contra o Sport, Felipão e seus jogadores agora querem somar pontos para conseguir escapar da zona de rebaixamento, que vem atormentando o clube. Ainda sem poder contar com o atacante Barcos, na Seleção Argentina, o Verdão mais uma vez deverá mandar a campo o baiano Obina, que esteve bem no último jogo. Nas outras posições, o time deverá ser o mesmo que venceu os pernambucanos, exceto por Henrique, que está suspenso.

O jogo acontece no estádio Independência e a arbitragem será feita por Leandro Vuaden, juntamente a Rodrigo Pereira Joia e Marcelo Bertanha Barison.

Por Augusto Cesar


Parecia final de campeonato. Mais de 30 mil pessoas foram ao estádio para assistir o jogo entre Palmeiras x Sport. E o torcedor alviverde foi quem saiu contente com o que viu.

Precisando da vitória a qualquer custo, o Palmeiras mandou Obina a campo no lugar de Barcos. Funcionou. O atacante fez boas jogadas, deu chute na trave e acabou o jogo com um gol. Destaque também para o meia Thiago Real, que saiu de campo com uma assistência e um gol.

Logo no começo do jogo, o time paulista mostrava que daria a vida em campo pela vitória e não deixava o Sport jogar. Mas as oportunidades de gols também eram escassas. Em poucas delas, Obina chutou uma bola na trave e Thiago Real teve uma finalização defendida por Magrão. Do lado pernambucano, uma cabeçada defendida por Bruno.

Para o segundo tempo, as coisas começaram diferentes. Buscando a vitória, os dois times se abriram e deixaram mais espaços em suas defesas. Quem se aproveitou disso foi Corrêa, que livre e contando com a falha do goleiro do Sport, abriu o marcador no Pacaembu.

Mas se o torcedor palmeirense pensou que já podia ficar aliviado, pensou errado. Menos de 10 minutos depois, Rivaldo, ex-Palmeiras, acertou um belo chute de direita e empatou a partida, mandando a torcida alviverde se calar. Azar o dele que Thiago Real resolveu aparecer 1 minuto depois e novamente colocar o Verdão a frente da partida, para explosão do estádio lotado.

Obina, 5 minutos depois, deu números finais a partida marcando após assistência do meia Thiago Real, que teve seu nome gritado pela torcida. Valdivia ainda cobrou uma falta na trave, mas o placar já estava selado.

Com o resultado, o Palmeiras assume a 17ª posição e fica a 2 pontos de sair da zona de rebaixamento. Já o Sport foi ultrapassado pelo próprio adversário e ocupa agora a 18ª colocação.

Por Augusto Cesar


Concorrentes diretos para não cair para a segunda divisão, Palmeiras e Sport farão um dos jogos mais decisivos da 22ª rodada do Campeonato Brasileiro 2012.

Caso consiga a vitória, o Palmeiras passa o time pernambucano e ajuda muito na sua luta para sair da zona de rebaixamento. Atualmente, o Verdão tem 17 pontos e o Sport tem 19 pontos e estão em 18º e 17º, respectivamente.

Felipão continua com problemas para conseguir escalar o time titular, mas a evolução nos últimos jogos é notória, mas o azar também está presente, visto que nos jogos contra Grêmio, Portuguesa e Santos o time jogou bem, mas não conseguiu converter isso em resultado positivo, conquistando somente 1 ponto nos 9 disputados.

O grande desfalque será Hernán Barcos, que levou o terceiro cartão amarelo e será substituído por Obina, que ainda não conseguiu decidir os jogos para o Verdão.

Já o Sport, que vem de grande vitória contra o Santos, na Ilha do Retiro, tenta somar pontos, para que o Coritiba, que já tem 3 pontos de vantagem, não fique ainda mais distante. A torcida lamenta que a troca de Waldemar Lemos não ocorreu antes, pois com Wagner Mancini o time não conseguia jogar tudo o que vem jogando agora.

Por José Alberi


O Campeonato Brasileiro 2012 está em seu returno e a disputa entre as equipes está acirrada na parte de cima e na parte debaixo da tabela. Na próxima rodada, que ocorre entre os dias 1 e 2 de setembro, o Palmeiras enfrenta o Grêmio no estádio do Pacaembu, às 18h30 (dia 1).

A posição dos dois times na classificação do torneio reflete a forte disputa entre as equipes no G4 e na zona da degola. O Grêmio, que vem de vitória contra o Vasco na última rodada, pode chegar ao mesmo número de pontos do Fluminense, que ocupa a segunda posição. O tricolor gaúcho conta com os gols de Marcelo Moreno e com a raça do atacante Kleber, o gladiador. As baixas da equipe são: Elano (que apresenta lesão na coxa esquerda) e Leandro (suspenso).

O Palmeiras está na zona de rebaixamento e precisa da vitória para respirar no torneio. O time do técnico Felipão tem apenas 16 pontos e vem de derrota no clássico contra a Portuguesa. A equipe alviverde conta com o apoio de sua torcida no Pacaembu e o histórico recente de vitórias contra o Grêmio. Este ano, o Palmeiras eliminou a equipe gaúcha na Copa do Brasil, na semifinal da competição.

Por Marcelo Araújo


Na próxima rodada do Campeonato Brasileiro, que ocorre entre os dias 29 e 30 de agosto, a Portuguesa de Desportos recebe o Palmeiras no estádio do Canindé. Apelidado de Clássico das Colônias, o jogo será de extrema importância para as duas equipes, que tentam se distanciar a cada rodada da Zona de Rebaixamento.

A Lusa, comandada pelo técnico Geninho, vem de uma derrota para a Ponte Preta e almeja a recuperação no clássico paulista. No início do ano, o time do Canindé foi rebaixado do Campeonato Paulista e sofre pressão da torcida para continuar na primeira divisão do Brasileiro.

O Palmeiras, apesar de ter ganhado a Copa do Brasil, apresenta uma campanha ruim no Campeonato Brasileiro e tem mantido uma colocação muita próxima aos times que estão na zona da degola. A equipe alviverde vem de derrota contra o Santos na última rodada e espera iniciar uma reação no returno do torneio.

Na história do Clássico das Colônias, o Palmeiras leva vantagem. São 95 vitórias do time dos imigrantes italianos contra 47 da equipe de origem lusitana. Em todos os confrontos, foram 47 empates.

Por Marcelo Araújo


No próximo dia 15 de agosto, quarta-feira, Palmeiras e Flamengo se enfrentam pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro 2012.

A fase é tão ruim para Palmeiras e Flamengo que o clássico entre eles, que antes decidia títulos, agora serve para a manutenção na primeira divisão ou “beliscar” uma vaga na Copa Sul-Americana de 2013.

O Flamengo é apenas o 9º colocado no Brasileirão, enquanto o Palmeiras é o 17º colocado e está em situação desconfortável, mesmo com o título da Copa do Brasil.

Os dois times estão em evolução, tendo como base os últimos jogos. O Flamengo melhorou depois da contratação de Dorival Júnior e ainda irá estrear Liedson, que jogará ao lado de Vagner Love, que vive grande fase.

Já o Palmeiras melhorou e perdeu por detalhes para o Fluminense, a melhora se dá pela estreia de Obina e pelo retorno de Barcos.

Jogando na Arena Barueri, o Verdão promete atacar e vencer novamente para sair da zona de rebaixamento, contando com revés de Sport e Coritiba. O Flamengo deve ter a volta de Leonardo Moura (que volta de suspensão automática) e com a vitória poderá chegar à 7ª posição.

Por José Alberi


Palmeiras e Fluminense é um confronto que reúne o atual campeão da Copa do Brasil e do Campeonato Carioca, respectivamente.

Mas no Campeonato Brasileiro 2012 a situação dos dois não mostra equilíbrio em relação ao posicionamento na tabela. Afinal 16 pontos os separam (Fluminense tem 29 e Palmeiras tem 13).

No entanto, o Palmeiras pode surpreender, como foi no jogo contra o Botafogo. O jogo será no Engenhão e irá marcar o confronto de Barcos, que se mostra em ótima fase (foram 4 gols nos últimos dois jogos) contra uma das melhores defesas do Campeonato Brasileiro.

Abel e Felipão são técnicos que, normalmente, contam com equipes que priorizam as defesas e o jogo promete ser de muito embate no meio campo e muito truncado, mas a necessidade de resultado positivo para as equipes deve tornar o jogo muito atrativo.

Caso o Fluminense não ganhe, pode ver o Atlético Mineiro disparar. Já o Verdão corre atrás do prejuízo das várias derrotas seguidas e terá que ganhar para fugir do rebaixamento.

Destaque para Fred, Deco e Thiago Neves no tricolor carioca e para Barcos e Obina no ataque do Palmeiras, já que Valdivia ainda é dúvida e não deve ir para o Rio de Janeiro.

Por José Alberi


Devido à expulsão no jogo contra o São Paulo, o STJD decidiu aceitar a denúncia dos Procuradores e puniu o jogador Henrique com dois jogos, o que vai custar sua participação no jogo contra o Internacional.

A suspensão do jogador causou grande revolta para os palmeirenses, afinal no mesmo jogo Luís Fabiano deu uma cotovelada e nem sequer citado foi pela agressão. Esta punição é só mais um capítulo no relacionamento conturbado entre o clube palestrino e a CBF.

Um exemplo do temor dos palmeirenses é que para evitar maiores problemas, Luiz Felipe Scolari evita ficar no banco de reservas quando o assistente for Roberto Braatz, pois teme alguma denúncia que venha acarretar maior suspensão. São desafetos confessos.

Mas a punição de Henrique foi justificada na reincidência dele, pois já havia sido julgado pela expulsão contra o Grêmio, ainda pela Copa do Brasil. Naquela situação ele foi agredido por Edilson com um soco.

Devido à ausência, Felipão deve atuar com a mesma zaga que atua a alguns jogos, Maurício Ramos e Leandro Amaro e com a volta de Márcio Araújo no lugar de Henrique, que vem atuando como volante.

Por José Alberi


Para a décima rodada do Campeonato Brasileiro de 2012, que ocorrerá nos dias 18 e 19 de julho, o Coritiba, atual campeão paranaense, joga contra o Palmeiras no Couto Pereira.

Está em jogo nesta partida a revanche do time curitibano contra a equipe alviverde. O último confronto entre as equipes foi a final da Copa no Brasil, onde o Palmeiras derrotou o time paranaense, deixando-o pela segunda vez com o vice-campeonato do torneio.

Já pelo lado do Palmeiras, que ganhou respaldo da torcida e da diretoria após vencer a Copa do Brasil, a responsabilidade vem crescendo cada vez mais, pois o time oscila, a cada rodada, entre a zona de rebaixamento e as posições próximas à área da degola. O time alviverde, apesar de já estar na Copa Libertadores 2013, busca seu nono título brasileiro e conta a experiência de jogadores como Valdivia, Marcos Assunção e Barcos.

Na história do jogo entre as duas equipes no Campeonato Brasileiro, são 13 vitórias do Palmeiras, 10 vitórias do Coritiba e 10 empates. O time paulista marcou 40 gols e o time curitibano marcou 30. 

Por Marcelo Araújo


No próximo domingo (15/07), o São Paulo enfrenta o Palmeiras pela nona rodada do Campeonato Brasileiro. O tricolor quer manter a boa fase no campeonato, pois venceu as duas últimas partidas, mas enfrentará o campeão da Copa do Brasil, que estará empolgado com o título.

Chamado de Choque-Rei, o jogo entre São Paulo e Palmeiras já possui uma longa história no futebol brasileiro e já decidiu diversos campeonatos. Pelo lado do tricolor, ocorrerá a estreia do técnico Ney Franco, que está treinando a equipe no esquema 4-4-2, ao contrário do 3-5-2 do interino Milton Cruz. Já o Palmeiras, após a vitória contra o Coritiba pela Copa do Brasil, começa a tentar uma reabilitação no Campeonato Brasileiro, pois o time está na zona de rebaixamento.

No domingo, o peso da vitória cairá para o lado tricolor, que, sem ganhar sequer um título importante nos últimos três anos, tenta se manter no G4 para buscar a participação na Copa Libertadores da América de 2013, campeonato tão valorizado pela diretoria. O time alviverde tem a responsabilidade menor, pois ainda se encontra na ressaca do título conquistado recentemente e conta o respaldo dos torcedores.

A rivalidade posta em jogo no Choque-Rei envolve dois grandes rivais da cidade de São Paulo. É um dos confrontos mais equilibrados do futebol e apresenta 5 vitórias a mais para o lado tricolor.

Por Marcelo Araújo


Mesmo sem Valdivia e Hernán Barcos, o Palmeiras conseguiu impor seu ritmo de jogo para cima do Coritiba em pleno Couto Pereira, na segunda partida da final. O palestra se consagrou bicampeão, primeiro título também conquistado por Luiz Felipe Scolari, em 1998.

Ritmo de jogo:

Aconteceu uma falta aos quatro segundos de jogo, tempo recorde que explicitava o nervosismo da partida já esperado pelos principais analistas da imprensa esportiva.

No primeiro tempo que terminou em 0x0, o Coritiba não conseguiu chegar à área palmeirense liderada pelo xerife Henrique que atuou em dupla função, como zagueiro e volante. O jogador além de ter sido campeão no desarme, também desempenhou com frequência algumas arrancadas ao ataque.

Na segunda metade do jogo os cruzamentos do Coritiba começaram a entrar na área de ataque embora suas conclusões tenham sido imprecisas. Todavia, os coritibanos se demonstravam nervosos, fator visto com a bola que Lincoln jogou na cara de Marcus Assunção.

Ayrton acertou um chute fulminante em cobrança de perto da grande área, colocando o time da casa na frente. Porém, a alegria paranaense durou pouco! Aos vinte minutos, Bentinho empatou o jogo, após uma cobrança de falta do Marcus Assunção, eleito por grande parte dos críticos como melhor homem em campo.

O Palmeiras demorou mais de dez anos para ganhar um novo título nacional.

O bicampeonato atual foi conquistado de forma invicta.

Por Renato Duarte Plantier   


Palmeiras x Coritiba.

Palmeiras e Coritiba se enfrenam na noite desta quarta-feira (11) na Decisão da Copa do Brasil 2012 para acabar com um grande jejum de um dos dois times em títulos de competições nacionais.

De um lado o Palmeiras, que não vence nada importante em âmbito nacional desde 2000, quando conseguiu conquistar a Copa dos Campeões. Do outro o Coritiba, que não desde 1985, quando foi Campeão Brasileiro, vive somente de estaduais e no quase, como aconteceu ano passado, perdendo o título da mesma Copa do Brasil para o Vasco.

A partida de hoje vai acontecer no Estádio Major Antônio Couto Pereira, em Curitiba, a partir das 21h50 (horário de Brasilia).

Como perdeu o jogo de ida na Arena Barueri, pelo placar de 2 a 0, o Coxa precisa de três gols para ficar com a taça direto, ou então dos mesmos 2 a 0 para levar a decisão da Copa do Brasil para a temida cobranças de pênaltis.

A vida do Palmeiras é mais fácil, o time paulista pode empatar ou até perder por um gol de diferença que fica com o título.

Os torcedores do Coxa relembram da vitória por goleada no ano passado por 6 a 0 no Palmeiras, o que faz com que eles tenham esperança que o time pode repetir, nem que seja pela metade, o placar da partida.

E você, quem deve ser o campeão: Coritiba ou Palmeiras?


Coritiba e Palmeiras começam a decidir na noite desta quinta-feira (05), quem ficará com o título da Copa do Brasil 2012.

A partida acontece na Arena Barueri, na cidade de Barueri, a partir das 21h50(horário de Brasília).

Os dois times querem muito a taça da competição, uma vez que estão há longos anos sem conquistar um título de expressão nacional. O Coxa não vence uma competição de elite do nacional desde 1985. Já o Palmeiras não conquista uma competição destas desde 2000, quando venceu a Copa dos Campeões.

De lá para cá, as duas equipes só conseguiram um título da Série B do nacional, o que não é elegante para ninguém. Com o estádio lotado, a partida promete ser quente, já que o Porco quer garantir um bom resultado para o jogo da volta.

O Palmeiras também quer esquecer a goleada de 6 a 0, sofrida pela mesma Copa do Brasil de 2011, frente ao Coxa.

Para a partida de logo mais, o Coritiba terá o desfalque de Aytron, vetado pelo departamento médico, dando lugar a Jonas. No ataque, a dúvida é entre Anderson Aquino e Roberto para fazer companhia a  Everton Costa.

No Palmeiras, Felipão perdeu Barcos, pois o jogador sofreu com uma crise de apendicite, e terá que fazer cirurgia ainda nesta quinta. Maikon Leite deve entrar em seu lugar. Outro que fica de fora é Henrique, que cumpre suspensão e dará lugar a Márcio Araújo.

Confira as informações da partida –


Nesta quinta-feira (21), vamos conhecer que será o outro finalista da Copa do Brasil 2012. Depois de o Coritiba ter se classificado com a vitória de 2 a 0 sobre o São Paulo, chegou a vez de Palmeiras e Grêmio duelarem por uma vaga na decisão do torneio nacional que dá uma vaga na Libertadores 2013.

Os dois se enfrentam na Arena Barueri, em Barueri, a partir das 21 horas (horário de Brasília). Na semana passada, o Palmeiras venceu fora de casa o Grêmio pelo placar de 2 a 0. Com isso, o Porco pode até perder de um gol de diferença que está classificado.

O tricolor gaúcho precisará de três gols para sair com a vaga na decisão. A situação do time de Luxemburgo fica mais complicada ainda caso tome um gol do Verdão, aí teria que fazer quatro gols para se classificar.

No time de Felipão, a dúvida ainda é se Valdivia entra como titular no jogo de logo mais. Ele sofreu um sequestro relâmpago recentemente e ainda se sente abalado. Se entrar no primeiro tempo, ele pega a vaga de Daniel Carvalho.

Quem desfalca o time é Luan, lesionado, deixando a vaga nas mãos de Maikon Leite ou Mazinho.

Já no Grêmio, mesmo com todas as adversidades do jogo, o time acredita que pode reverter a situação. Souza, que ficou de fora da última partida no Brasileirão contra o Náutico, agora volta contra o Palmeiras. A dupla do setor ofensivo, que será responsável pelos gols do Grêmio, será formada por Kleber e Marcelo Moreno.

Confira a Ficha Técnica de Palmeiras e Grêmio –





CONTINUE NAVEGANDO: