O contrato do goleiro Diego Cavalieri encerra no fim deste ano de 2014 com o time do Fluminense e já existe disputa para sua contratação em outros times como, por exemplo, o Palmeiras, o Flamengo e o São Paulo.

Em 2012 foi campeão brasileiro pelo Fluminense, clube no qual atua há quatro anos, são cerca de 200 jogos com a camisa, porém, após reunião com Luis Fronterotta, o goleiro demonstrou interesse em voltar para o Palmeiras. Caso retorne ao Palmeiras, o atual goleiro do time Fernando Prass, que já tem 36 anos, provavelmente não terá seu contrato renovado ao final de 2015.

Para permanecer no clube, Cavalieri que hoje recebe em torno de R$ 250 mil mensais, pediu o dobro do valor e ainda assim, é considerado um dos únicos membros com contrato a vencer pelo qual a diretoria pretende negociar. A intenção no momento é garantir a classificação na Libertadores de 2015 pelo clube atual. Embora esteja numa boa fase, após redução dos investimentos feitos pela Unimed ficará difícil renovar uma boa quantidade dos contratos a vencer, além de Cavalieri, Carlinhos, Gum, Valencia e Chiquinho. Lembrando que Carlinhos tem até segunda-feira, dia 3 de novembro, para definir com um novo clube caso não receba nenhuma proposta da diretoria. Em entrevista ao ESPN, Luizão diz “Se Fluminense e Unimed tivessem decidido antes o que seria feito em relação ao Carlinhos, se quisessem propor um novo contrato, acho que isso já teria sido feito”.

Infelizmente, com os gastos reduzidos fica difícil negociar com os altos salários destes membros. A revolta atinge a torcida que anseia por mais vitórias e estas discussões de “preferências” e “custos” acabam influenciando no desempenho de jogadores. Apesar do patrocínio da Unimed entrar em discussão no próximo ano, a solução será fazer escolhas para imediato e apostar firme no time formado que restará. O ano de 2015 será de grandes chances para o Fluminense.

Por Ricardo Laurentino da Silva

Fluminense

Foto: Divulgação


Depois do vexame da Copa do Brasil e perder para o Botafogo no final de semana, o Fluminense joga nesta quarta, dia 20 de agosto, contra o time da Chapecoense precisando da vitória para acalmar os ânimos. O jogo é válido pela 16° rodada do Campeonato Brasileiro e acontece no Estádio da Arena Condá, em Chapecó, às 22 horas.

Links para o jogo ao vivo no Google.

O Fluminense está na quarta colocação com 26 pontos e um revés hoje pode tirar o time carioca do G4 do Brasileirão, o que agravaria o clima na equipe. No lado do Chapecoense, a equipe de Santa Catarina briga para se afastar cada vez mais da zona do rebaixamento da competição. Os catarinenses estão na 13° colocação com 16 pontos.

Para o jogo de hoje, o técnico do Fluinense, Cristóvão Borges não poderá contar com o jogador Wagner, que sentiu uma lesão. Com isso, o treinador deverá manter a base do time que perdeu para o Botafogo no final de semana. Fred continua no time, mas está sendo muito questionado pela torcida.

Os catarinenses de Chapecó empataram na última rodada fora de casa e agora querem fazer o serviço dentro de seus domínios. O técnico Celso Rodrigues poderá contar com o zagueiro Rafael Lima que volta de suspensão. Na lateral direita, Fabiano é dúvida devido a dores que sentiu no jogo passado do Brasileirão.

O jogo contará com a arbitragem de Francisco Carlos do Nascimento, de Alagoas.

A provável escalação da Chapecoense conta com Danilo; Fabiano, Enrique Meza, Rafael Lima e Ednei (Neuton); Wanderson, Dedé, Abuda, Camilo e Zezinho; Bruno Rangel.

O Fluminense deve entrar escalado com Diego Cavalieri; Bruno, Henrique, Elivelton e Carlinhos; Valencia, Jean, Cícero e Conca; Rafael Sobis e Fred.


A ressaca da quinta-feira ao presidente Carlos Miguel Aidar não foi fácil. Ele teve que se recompor para voltar ao Morumbi depois da noite de quarta-feira, quando São Paulo perdeu para o Fluminense por 5 X 2, no Maracanã, Rio de Janeiro.

Aidar disse que não fosse o compromisso que tinha com Pelé seria difícil ir ao Morumbi. Vale ressaltar que a presidência encontrou o rei do futebol para firmar acordo sobre a exposição histórica do jogador, que vai acontecer no estádio do Morumbi, durante a Copa do Mundo FIFA Brasil 2014.

Em entrevista à Gazeta Esportiva, Aidar indicou que não estava em um dos melhores dias da vida. Tudo por causa do fraco desempenho que o time demonstrou no jogo contra os tricolores cariocas. A surpresa aconteceu com maior força ao levar em conta a performance impecável que o time apresentou no jogo anterior, contra o Flamengo, também no Rio de Janeiro.

Apesar da derrota vexatória que sofreu do rival tricolor carioca, o técnico do São Paulo, Muricy Ramalho, não tem perigo de perder seu cargo, conforme afirmou Aidar de forma pública. Ao presidente, o treinador tem emprego garantido até acabar os anos de mandato presidencial.

Não se pode ignorar o fato de que esta não foi a primeira vez que Aidar defende Muricy em público após jogos com baixo desempenho por parte do São Paulo. No empate que o clube teve contra o Corinthians a confiança do presidente no atual técnico se demonstrou inabalável.

Carlos Miguel Aidar indica que Muricy tem algo a mais do que os outros técnicos, ou seja, consegue revelar garotos da base e vender por alto preços aos principais clubes da Europa, o que ajuda em aumentar o caixa do clube. Presidente do São Paulo indica que o time vai ter altos e baixos por causa da grande quantidade de jogadores jovens no plantel principal.

Por Renato Duarte Plantier

S?o Paulo x Fluminense

Foto: Divulgação


O Fluminense venceu o São Paulo por 5 a 2 no Maracanã, com dois gols de Walter, na quarta-feira, 21 de maio, à sexta rodada do Campeonato Brasileiro 2014. Com a vitória, o clube carioca alcança 12 pontos e fica na terceira posição, atingindo a zona classificatória à Copa Libertadores da América 2015. Já o time paulista caiu para a sétima posição.

Na noite do Rio de Janeiro os fatos pareciam positivos ao São Paulo no primeiro tempo. O time conseguiu sair na frente com gols de Rogério Ceni e Alexandro Pato e foi ao segundo tempo com a vantagem de 2 a 1 no placar. Porém, em menos de 45 minutos o Fluminense conseguiu implantar pressão tamanha ao ponto de fazer quatro gols e não sofrer nenhum gol.

Pode-se dizer que o torcedor carioca foi do inferno ao céu durante os dois tempos de jogo. Nos primeiros 45 minutos era evidente que o Fluminense sentia a falta do artilheiro Fred. O São Paulo dominava não apenas as laterais, como também os desarmes no meio de campo. Para se ter uma ideia da supremacia são-paulina, o gol de empate em 1 a 1 dos cariocas foi contra, do zagueiro são-paulino Lucão.

No segundo tempo o Fluminense mudou da água ao vinho, em principal por causa de um nome: Walter. O centroavante de peso marcou dois golaços, sendo que no segundo comemorou de modo literal, ou seja, deitou e rolou na grama do Maracanã, em uma noite em que as saudades dos torcedores de Fred, no primeiro tempo, foram esquecidas e trocadas por vibrações de alegria, em consequência vitória de goleada.

Wagner marcou o quarto gol e foi eleito por grande parte dos críticos esportistas como segundo melhor jogador do Fluminense durante a partida, nada mal para um nome que com o antigo técnico era banco, mas nas mãos de Cristovam Buarque tem a camisa dez e titularidade absoluta no tricolor carioca. Rafael Sobis fechou o placar: 5 a 2.

Por Renato Duarte Plantier

Fluminense

Foto: Nelson Perez/Fluminense


É meus amigos… a história é sempre a mesma: cai um time grande para a série B, e é necessário criar 1001 artifícios para que o time volte para a série A, mesmo que não seja jogando futebol. É o caso do time do Fluminense, que voltou à elite do futebol através de recurso  julgado pelo STJD (Supremo Tribunal de Justiça Desportiva).

A questão é muito simples: existiram alegações de que os times do Flamengo e da Portuguesa teriam escalado de forma inadvertida os jogadores André Santos e Héverton, respectivamente, para jogar contra o Vitória e Grêmio (também respectivamente).

A pergunta que fica no ar é: por que deixaram os jogadores entrarem em campo? Isso cabe ao time ou à organização do torneio? Isso não é muito claro hoje em dia. O que gostamos de ver é um futebol bem disputado, na raça, e com pontos obtidos com base em suor, e não em decisões judiciais.

Você acha que o Fluminense mereceu, novamente, voltar à série A usando o famoso “tapetão”? Isso já aconteceu no passado. Até quando vamos ver times se beneficiando por ações fora dos gramados?

Acorda Brasil! Em ano de Copa está na hora de jogar futebol.

portuguesa-rebaixada-brasileirao-2013


Hoje teve Bahia x Fluminense. Jogo importantíssimo para o Fluminense, e nem tanto para o Bahia. O jogo foi realizado na Arena Pituaçu, em Salvador (BA), e começou às 17h (horário de Brasília).

Apesar de o time carioca ter ganhado a partida pelo placar de 2 x 1, de nada adiantou para se livrar da série B. Rebaixamento foi concretizado.

Melhores momentos Bahia x Fluminense

jogo-bahia-x-fluminense-ao-vivo-ultima-rodada-brasileirao-2013-serie-a

Jogadores do Bahia

Marcelo Lomba, Rafael Miranda, Demerson, Titi e Raul; Fahel, Feijão, William Barbio, Anderson Talisca, Marquinhos Gabriel; Fernandão.

Jogadores do Fluminense

Diego Cavalieri, Igor Julião, Gum, Leandro Euzébio e Wellington Silva; Edinho, Jean e Wágner; Biro Biro, Rafael Sobis e Kenedy.


Fluminense e Atlético-MG jogam hoje pela penúltima rodada do Brasileirão 2013 da série A. Esta partida ocorre no estádio do Maracanã, e começará às 19h30 (horário de Brasília).

De um lado o Fluminense, que está a perigo (bem próximo de entrar na zona de rebaixamento). Está com os mesmos pontos do time do Coritiba (42), e precisa necessariamente vencer para tentar espantar a má fase.

De outro lado está o Atlético-MG, que ainda sonha em adentrar o G4. Com uma derrota hoje, o Galo pode dizer adeus às suas pretensões no Campeonato Brasileiro deste ano e poderá focar no Mundial de Clubes que vai ocorrer em dezembro.

Nos últimos 5 jogos, o Fluminense perdeu 3 e ganhou 2 (resultados pífios). Já o time mineiro teve um resultado bem melhor: nas últimas 5 partidas, ganhou 3, perdeu 1 e empatou 1.

Ronaldinho Gaúcho não jogará mais no Brasileirão 2013, e guardará esforços para o Mundial de Clubes.

Jogo Fluminense x Atlético-MG ao vivo Brasileirão 2013

Quem apita a partida é Marcos da Penha, do Estado do Espírito Santo, que será assistido por dois bandeirinhas do Estado de Goiás: Fabrício Vilarinho da Silva e Cristhian Passos Sorence.

Escalação do Fluminense

Felipe Garcia, Igor Julião, Gum, Leandro Euzébio e Digão; Valencia, Jean, Rafinha e Wagner; Biro Biro e Rafael Sobis.

Escalação do Atlético-MG

Victor; Marcos Rocha, Emerson, Jemerson (Leonardo Silva) e Lucas Cândido; Pierre, Leandro Donizete, Tardelli e Luan; Fernandinho e Jô.


Vanderlei Luxemburgo é o novo treinador de futebol do Fluminese. O tricolor das Laranjeiras, após demitir Abel Braga, não perdeu tempo e anunciou o nome de Luxemburgo como o comandante da equipe nesta temporada de 2013.

O Flu, que perdeu para os gremistas na última rodada do Brasileirão, acabou entrando na zona da degola e, agora, está apenas na décima sétima posição do campeonato, resultado bastante negativo se levarmos em conta o fato do clube carioca ser o atual campeão brasileiro.

Asssim, num clima de descontração e felicidade, Vanderlei Luxemburgo chegou com um ar de quem espera fazer história no comando do Fluzão e, em entrevista coletiva,ele afirmou que não pensa em reforços, pois o time tem jogadores de alto nível que, sem dúvida, podem tirar a equipe dessa situação desagradável.  

No mais,Luxa declarou que sabe que apenas as vitórias podem melhorar o ambiente do Fluminense. O técnico, com efeito, terá uma dura missão em sua estreia: enfrentará logo o Cruzeiro, o atual líder do certame.

Outro ponto interessante foi que, ao assumir o tricolor carioca, Luxemburgo veio com um discurso seguro, dizendo que é preciso confiar no elenco e que, tendo como base o plantel, o time tem todas as condições de mudar para melhor.

Por Madson Lima de Oliveira


Nesta quarta-feira o jogador argentino Martinuccio desfalcará a equipe do Cruzeiro.

O jogador não poderá atuar na partida devido a uma restrição contratual, acreditasse que ele defenderá novamente a camisa do time na partida contra o Coritiba.

O técnico não está muito preocupado com isso, ao que tudo indica, visto que o atleta não estava desempenhando a função de titular no time, o técnico Marcelo Oliveira conta com a ajuda do recente reforço contratado, William. Este jogador atuava junto ao Mentalist Kharkiv da Ucrânia e desde as últimas semanas ele vem vestindo a camisa 20 do clube da Raposa.

A próxima partida disputada pelo Cruzeiro e que não terá a presença em campo de Martinuccio devido a uma cláusula contratual será hoje, quarta-feira, 31 de Julho, marcada para as 19h30, no Estádio do Maracanã. A disputa pela décima rodada do Campeonato Brasileiro será contra o Fluminense.

No Cruzeiro desde 2012, ele renovou o empréstimo junto ao clube das Laranjeiras no mês de junho deste ano enquanto estava numa viagem para os Estados Unidos. A renovação do contrato é valida até a próxima temporada em julho de 2014.

Por Melina Menezes.


O Fluminense este ano está numa situação oposta ao ano passado, hoje ele tem um futebol de qualidade, porém as derrotas tem sido inevitáveis. Em oito jogos, foram cinco derrotas.

O jogador Wagner falou sobre a má fase do Fluminense considerando a marcação de gols.

Segundo ele, a postura do time mudou, está mais arriscado, fazendo mais passes, criando mais oportunidades, ou seja, mais solto em campo e mostrando futebol como era o desejo da torcida, entretanto, o resultado não tem sido o esperado, os gols não têm saído.

De acordo com a opinião do meia, o time do ano passado marcava mais e a defesa estava compacta, já neste ano a zaga esta um pouco descuidada. Ele diz que acredita que se o cuidado e a marcação na parte da frente melhorar, o time corre menos risco de tomar gols.

Também falou do fator sorte, diz que a sorte não tem ficado do lado da equipe. Quanto a tranquilidade, diz que é fator fundamental para o time começar a marcar novamente. Afirma que todos os rivais que o time enfrenta querem vencer o clube campeão do ano passado, então sempre há pressão.

A próxima partida do Fluminense será no domingo, às 16 horas, na Arena do Grêmio.

Por Melina Menezes.


A derrota por 3 a 1 que o Fluminense sofreu na última rodada do Brasileirão balançou as estruturas do time das Laranjeiras, tanto que a diretoria já cogita a possível saída de Abel Braga do comando do time, contudo, ela ainda encontra-se dividida em relação à saída do técnico.

Rodrigo Caetano (diretor-executivo do clube) afirmou que a princípio a intenção é manter o técnico Abel Braga nas Laranjeiras, entretanto, ele se reuniu com Sandro Lima (diretor de futebol) e Celso Barros (presidente da patrocinadora) para verificar quais são as melhores opções para o cargo.

Já o presidente Peter Siemsen informou que é contra a saída de Abel, porém, não vê outra possibilidade caso lhe seja apresentado um forte candidato para um trabalho de médio e longo prazo.

Técnicos como Vanderley Luxemburgo (ex-Grêmio) e Cristóvão (Bahia) foram citados como opções ao cargo.

A torcida se manifestou a favor do atual técnico, que conquistou o Campeonato Brasileiro do ano passado.  

O atual campeão do Brasileirão ainda não deslanchou na competição deste ano e soma apenas 9 pontos. O Fluminense ganhou apenas do Goiás, Atlético-PR e Criciúma. Em contrapartida, perdeu cinco vezes, para Botafogo, Coritiba, Portuguesa, Internacional e Vasco.

Por Robson Quirino de Moraes


Durante o trajeto para o Palácio Guanabara, onde se encontrou com a presidente Dilma e autoridades, o helicóptero do Papa Francisco teve de pousar no gramado do estádio do Fluminense por questões de logística. A equipe Tricolor aproveitou a ocasião para presenteá-lo com a camisa do clube.

O vice-presidente de Relações Institucionais do Fluminense, Alexey Dantas, foi o dirigente que fez as honras da casa para o pontífice. Quando recebeu a camisa, o Papa sorriu e agradeceu pela lembrança.

O Papa Francisco é reconhecidamente torcedor do San Lorenzo da Argentina, sua terra natal. O pontífice é bastante ligado ao futebol, o que despertou o interesse dos clubes em homenageá-lo. Além de diversos clubes europeus, o Flamengo também conseguiu entregar ao Santo Padre, no Vaticano, a camisa rubro-negra. Apesar da sua ligação com o futebol, não há visitas previstas na agenda do Papa ao Maracanã.

O Papa Francisco está no Rio de Janeiro por conta da Jornada Mundial da Juventude, evento que será realizado na Cidade Maravilhosa ao longo da semana. O Brasil é o maior país católico do mundo.

Por Júlio Abreu


Tudo indica que André Santos voltará ao Fluminense e espera que desta vez ele possa fazer história no time.

Na primeira vez que ele desembarcou no time carioca, em 2005, ele era muito esperado porque tinha tido uma grande atuação no time catarinense Figueirense, porem não conseguiu o mesmo rendimento que na equipe de Santa Catarina e foi deixado de lado pelo treinador da época, Waldemar Lemos, visto que o técnico estava apostando suas fichas em Juan.

Ele aguentou no time até 2006 quando migrou para o Atlético Mineiro disputando a Série B. Logo após de vencer o campeonato ele regressou para o time catarinense e depois foi para o Corinthians onde conseguiu o seu melhor momento no esporte.

No Corinthians ele esteve desde o ano de 2008 até o ano seguinte e conquistou três títulos junto a equipe do Timão. Com tanto sucesso, ele foi escalado para integrar a Seleção Brasileira e conseguiu a transferência para o time turco Fenerbahçe. Em 2011 foi para o Arsenal.

Santos sabe que terá que apagar a antiga participação no time para conquistar a torcida e colegas da equipe assim como diretoria.

Por Melina Menezes.


Foram os meninos fluminenses da Copa Nacional Sub-17 que ergueram a taça. Eles venceram o time do Internacional por 2 a 0 com gols marcados de Douglas e de Felipe.

Numa partida predominantemente fluminense, com o time tricolor dominando e tendo maior posse de bola, os jogadores do time pressionaram o tempo todo a equipe colorada que se vendo numa situação complicada não teve outra opção a não ser sair para o jogo.

Mesmo com os esforços dos meninos gaúchos o Internacional não resistiu. O primeiro gol saiu logo no primeiro tempo, e o segundo foi só questão de tempo e de esperar que o Inter tentasse fazer alguma jogada perigosa e se arriscasse um pouco. Dessa forma ficou mais fácil descuidar a defesa deixando aberto para que ocorresse o segundo gol.

O tricolor continua investindo forte nos novos craques, mesmo a instituição estar passando por momentos difíceis no que diz respeito aos aspectos econômicos e financeiros, o Fluminense desembolsa R$ 10 milhões em busca de novas promessas para o time.

Antes desta partida que deu o título a seleção do Fluminense Sub-17, o time sub-17 alternativo do clube perdeu na competição estadual.

Por Melina Menezes.


A torcida do Fluminense tem bons motivos para comemorar. O presidente do clube, Peter Siemsen, comemorou a assinatura de um contrato de 35 anos com o Complexo Maracanã Entretenimento e desta forma o Tricolor irá voltar a receber seus jogos dos campeonatos estaduais, nacionais e sul-americanos no estádio.

O Fluminense, porém, terá limitações em alguns pontos. Toda a renda obtida com eventos, estacionamentos e serviços (como venda de comidas e bebidas), será destinada às empresas que compõe o consórcio. Além disso, o clube terá direito apenas à renda obtida nos ingressos vendidos atrás dos gols. Todos os outros espaços, inclusive os camarotes, serão revertidos para os administradores do estádio.

Apesar das limitações, o clima é de euforia nas Laranjeiras. Desde que o Maracanã fechou (em 2009), o Fluminense vem mandando seus jogos no Engenhão, em Volta Redonda, em São Januário ou em arenas em outros Estados, tendo de pagar aluguéis e deixar de obter renda extra por essa razão.

Apesar de ter perdido o clássico do último domingo para o Botafogo, por 1 a 0, na Arena Pernambuco, o Fluminense segue na parte de cima da tabela de classificação, com apenas duas derrotas.

Por Júlio Abreu


A situação do jogador Cortez, do São Paulo, já está quase definida, mesmo assim, a diretoria do Fluminense andou pelo Morumbi para analisar a situação do lateral esquerdo. 

Após a eliminação do São Paulo na Taça Libertadores, o jogador ficou à disposição de outros times. Mas de acordo com o empresário do jogador, ele pode estar de malas prontas para jogar em um time de fora do Brasil. Com essa notícia, o Fluminense apontou que essa passagem pelo Morumbi foi apenas uma sondagem. 

Segundo o dirigente do Tricolor Carioca, o time estava apenas fazendo uma consulta que é de costume e que eles também recebem alguns diretores de certos clubes para dar uma ‘’sondagem’’ em seus jogadores. Recentemente o titular da lateral esquerda do Fluminense, Carlinhos também recebeu ‘’sondagens’’ de times de fora, e de acordo com o dirigente do Tricolor Carioca, elas nem sempre se tornam em propostas. 

Cortez voltou aos treinos na segunda-feira junto com outros atletas que não estão nos planos do Tricolor Paulista, lembrando que o jogador foi contratado pelo São Paulo no início do ano passado por R$ 7 milhões. 


Um dos principais jogadores do Fluminense na temporada, Wellington Nem, não é mais jogador do clube. O atacante acertou contrato de cerca de R$ 25 milhões com o Shakhtar Donetsk. O contrato com o time ucraniano terá duração de cinco anos.

Wellington Nem se destacou na equipe tricolor no último ano, na conquista do Campeonato Brasileiro. As belas atuações do jogador chamaram a atenção do então técnico Mano Menezes, que chegou a convocá-lo para alguns amistosos oficiais da Seleção.

Wellington Nem ficaria no clube até o término da Copa Libertadores, mas a eliminação para o Olímpia acabou antecipando a sua transferência.

Nem era uma das armas do técnico Abel Braga pelo lado esquerdo, tendo como principal habilidade a articulação de contra-ataque com velocidade. Com a sua saída, o Diretor de Futebol terá de repor a vaga ou promover jovens talentos da equipe de juniores.

Além da saída de Nem, o Fluminense sofre com as ausências do atacante Fred e do goleiro Diego Cavalieri, que estão servindo a Seleção Brasileira.

Por Júlio Abreu


Botafogo é o Campeão Carioca 2013Na tarde do dia 5 de maio de 2012, o Botafogo de Futebol e Regatas ganhou seu vigésimo título do Campeonato Carioca. A vitória em cima do Fluminense por 1 a 0 em Volta Redonda foi suficiente para que clube da estrela solitária levasse a Taça Rio sem ter que realizar outro jogo, caso o Fluminense ganhasse.

O técnico Oswaldo de Oliveira montou um esquema que não somente segurou o Fluminense como impôs seu ritmo de jogo nos momentos mais decisivos. A partida começou um pouco tensa entre os atletas, principalmente entre Leandro Euzébio que se desentendeu com Marcelo Mattos, após este levar um puxão no pescoço dado por Thiago Neves. O que deixou o jogo um pouco parado até a metade do primeiro tempo.

Aos 28 minutos, Rafael Marques balançou as redes para o Botafogo, mas o gol foi anulado, mas aos 41’, Lucas teve uma boa oportunidade e chutou forte, Dória desviou e Rafael Marques tocou na saída do goleiro Diego Cavalieri e fez o gol. A vitória acabou com as chances do Fluminense de se tornar bicampeão esse ano.

O último título do Fogão tinha sido em 2010 e também foi um Campeonato Carioca. A conquista de 2013 foi a primeira de holandês Seedorf pelo Botafogo.

Por Robson Quirino de Moraes


Na noite de quinta-feira, 2 de maio, o Fluminense foi até Guayaquil, Equador, onde enfrentou o Emelec pela partida de ida da Copa Libertadores, e apesar da derrota por 2 a 1, com muita polêmica, trouxe para o Brasil um bom resultado, pois agora precisa apenas de uma vitória simples por 1 a 0 para se classificar, pelo fato de ter feito um gol fora de casa.

A história da competição mostra que o "Fluzão" não dá muita sorte nos jogos disputados no Equador, tendo em vista que em 2008 disputou a final da competição contra a LDU, e também perdeu no país vizinho, por 4 a 2. 

O gol do "Tricolor Carioca" foi marcado pela meia Wagner, após belo chute de fora da área, sem chances para o goleiro adversário. Para o Emelec, o autor do primeiro gol foi o zagueiro Leandro Euzébio, que tentou cortar cruzamento de Vera, e acabou jogando contra o próprio patrimônio, já o que consolidou a vitória veio no final da partida, quando Gaibor converteu pênalti polêmico, após Carlinhos mal encostar no adversário, que desabou.

A próxima partida entre as equipes será no dia 8 de maio, quarta-feira, no Rio de Janeiro, porém em estádio a ser definido. O classificado do confronto enfrenta o vencedor entre Tigre e Olímpia do Paraguai.

Por Vinicius Cunha


Impiedoso, o Fluminense venceu o Volta Redonda por 4 a 1 e com isso carimbou a classificação para a final da Taça Rio. Os gols tricolores foram marcados por Rafael Sobis (dois), Wellington Nem e Thiago Neves. Zé Augusto descontou para o adversário.

Com a vitória, o Tricolor precisa vencer o Botafogo, no próximo domingo (5 de maio), para conquistar a Taça Rio.

O Fluminense foi soberano na partida desde que o árbitro autorizou o seu início. Com jogadas rápidas pelos lados do campo, principalmente com Carlinhos e Wellington Nem, o Tricolor assustava a cada ataque. Aos 12 minutos, Rafael Sobis fez bela jogada dentro da área, se livrou do marcador e de perna esquerda abriu o placar: 1 a 0.

Mas a resposta do Voltaço veio dois minutos depois, com Zé Augusto, aproveitando falha de Edinho.

Aos 31 minutos, Wellington Nem recebeu a bola de Carlinhos e em boas condições só teve o trabalho de mandar para o fundo do gol: 2 a 1. E foi assim que terminou o primeiro tempo.

Na etapa complementar, Sobis voltou a balançar as redes logo aos 6 minutos, aproveitando uma bola limpa após bate-rebate dentro da área.

O último gol do jogo aconteceu a pouco mais de dez minutos do fim, quando Thiago Neves entrou em campo e encobriu o goleiro Gatti, um golaço.

Por Júlio Abreu


Na tarde de domingo, 28/04, o Fluminense foi até ao estádio Raulino de Oliveira, onde venceu o Volta Redonda por 4 a 1, em jogo válido pela semifinal da Taça Rio, 2º turno do Campeonato Carioca. A vitória poderia ter sido mais elástica, não fosse as três bolas que acertaram a trave e mais uma série de gols desperdiçados.

O primeiro gol da partida foi marcado por Rafael Sóbis, no entanto antes da concretização da goleada, o "Voltaço" empatou com Zé Augusto, dando esperanças à metade dos torcedores que compareceram ao estádio, porém em vão, pois o time do interior ficou mesmo só com um "tento" na partida.

Os outros gols do "Fluzão" foram marcados por Rafael Sóbis, mais uma vez, Wellington Nem, e por Thiago Neves, que voltava de contusão, e deixou sua marca com um golaço, após chutar a bola por cima do goleiro Gatti, arrancando aplausos dos torcedores.

Com a vitória, o Fluminense vai enfrentar o Botafogo, na partida final da Taça Rio, domingo, 5 de maio. O Botafogo pode sagrar-se campeão com apenas um empate, por ter feito melhor campanha, e de quebra, ainda garantiria o título do Campeonato Carioca de forma antecipada, por ter vencido a Taça Guanabara. Em caso de vitória do Fluminense, as duas equipes voltarão a se enfrentar na disputa do título regional, cada uma defendendo a conquista de um dos turnos.

Por Vinicius Cunha


Peter Siemsen, presidente do Fluminense, afirmou a decisão no último sábado, em uma palestra realizada no Columbia Business School, de comprar um time de futebol nos Estados Unidos.

O presidente afirmou que o projeto faz parte dos planos de expansão do clube. "Vamos reforçar não apenas a nossa marca, mas também a nossa imagem de excelência em gestão de futebol, ao mesmo tempo que desenvolvemos novos mercados consumidores", disse.

Siemsen afirmou, que no começo o clube não estará envolvido em compra e venda de jogadores. "Nós já temos parcerias com outros clubes para fazer isso em todo o mundo", disse.

Ele chegou a afirmar, que serão levados 8 jogadores brasileiros para formarem a base do futuro time.

Quanto aos custos envolvidos, Peter disse "considerando o custo do projeto, o que faz mais sentido para nós é entrarmos sozinhos e ver se precisamos de uma empresa como parceira mais tarde".

A decisão sobre qual time será comprado deverá sair em maio, quando Peter viajará para os EUA.

O time fará treinos em Orlando, nos EUA, entre os dias 16 e 21 de junho, no CT do Orlando City. No dia 22, o time disputa contra o Orlando City pelo USL Pro (equivalente a 3ª divisão) em um amistoso no Citrus Bowl.

Por Atila Felipe


O torcedor do Fluminense recebeu uma péssima notícia para começar a semana. O departamento médico do clube confirmou que Fred sofreu uma lesão muscular e com isso desfalcará a equipe por pelo menos três semanas. A lesão ocorreu aos 5 minutos do jogo contra o Resende, disputado no último sábado, em Volta Redonda.

A lesão irá deixar Fred afastado de dois jogos importantíssimos para as pretensões do clube na Copa Libertadores. Nesta quarta-feira, o Fluminense recebe o Grêmio, no estádio Raulino de Oliveira. No dia 18, a equipe enfrenta o Caracas, da Venezuela.

Fred também corre o risco de não ser convocado para a Seleção Brasileira no último amistoso antes da Copa das Confederações, contra o Chile, no dia 24 de abril, no Mineirão. O técnico Luiz Felipe Scolari tem em Fred o principal goleador da equipe desde que assumiu o comando da Seleção.

Se serve de alento para a torcida tricolor, a expectativa dos médicos era que a lesão fosse ainda mais grave, já que o jogador sequer conseguiu andar após sentir as dores. O médico Victor Favilla afirmou que já foi iniciado o tratamento médico para a recuperação de Fred.

Por Júlio Abreu


O jogador Thiago Neves, um dos destaques do elenco do Fluminense, sofreu um estiramento na panturrilha esquerda e com isso irá desfalcar a equipe por prazo indeterminado. Para piorar a situação do time do técnico Abel Braga, o meia Deco, outra peça fundamental no esquema tático, pode desfalcar a equipe no jogo deste domingo, contra o Audax, na estreia do Flu na Taça Rio.

Durante um treinamento físico no estádio das Laranjeiras, Thiago Neves sentiu dores na panturrilha, colocou a mão na região e desabou. O médico da equipe logo entrou em ação para ajudar o jogador.

"Vamos avaliar com mais cuidado para ver como ele irá se recuperar. Realizamos exames que confirmaram a lesão. Não tem como precisar o tempo que ele irá ficar fora, mas vamos acompanhá-lo para que volte logo", afirmou o médico Ricardo Olivero.

Já Deco continua sem participar dos treinamentos do Fluminense. Com dores no joelho esquerdo, o jogador realizou exames que não constataram gravidade na lesão, mas mesmo assim as dores persistem, o que deixa incerta a sua atuação na partida de domingo.

Líder do Grupo 8 da Liberadores, o Fluminense teve de conviver no último mês com uma série de jogos da equipe na competição sul-americana e também no Campeonato Carioca, o que pode ter colaborado para as lesões de Thiago Neves e Deco. 

Por Júlio Abreu


O Fluminense “pintou e bordou” em cima do Huachipato na noite desta quarta-feira (06/03), no Engenhão, na antepenúltima rodada do Grupo 8 da Copa Bridesgtone Libertadores, mas por capricho do destino a equipe não conseguiu converter as dezenas de oportunidades em gols. Dessa forma, não conseguiu mais do que um frustrante empate de 1 a 1 com a equipe chilena. Fred, de pênalti, marcou o gol tricolor. Núnez descontou.

A equipe tricolor entrou em campo e logo tomou as rédeas da partida. Veloz e envolvente, o time criou diversas oportunidades, principalmente com Thiago Neves, Jean e Fred, que estavam em noite inspirada. O Huachipato, por sua vez, errou muitos passes e não conseguiu criar jogadas ofensivas, virando praticamente um jogo de ataque contra defesa.

De tentar pressionar o rival, aos 30 minutos veio a recompensa. Deco sofreu pênalti e Fred, com a categoria habitual, abriu o placar: 1 a 0.

Na etapa complementar, quando se esperava um passeio tricolor, foi o Huachipato, no entanto, que roubou a cena. Aos 25 minutos, Arrué fez grande jogada e cruzou. A bola sobrou para Núnez, que chutou forte e empatou: 1 a 1, placar final.

Na próxima rodada, o Fluminense enfrenta o Grêmio, na Arena.

Por Julio Abreu


Na raça, o Vasco  da Gama venceu o Fluminense, por 3 a 2, de virada, e garantiu a classificação para a final da Taça Guanabara. Bernardo, Romário e Dedé marcaram os gols cruzmaltinos. Thiago Neves e Welligton Nem descontaram para o Tricolor.

O primeiro tempo começou com o Vasco fazendo valer a vantagem do empate, que conquistou por ter uma melhor campanha na fase de grupos da competição. Como precisava da vitória, o Fluminense tomou a iniciativa, dominou as principais ações e pressionou o rival, que, acuado, não conseguia responder.

Na etapa complementar, o jogo teve um ganho de qualidade e ficou mais aberto, com chances para os dois lados. E não demorou muito para Bernardo abrir o placar para o Vasco, após receber passe de Éder Luís. Mas a comemoração durou pouco. Logo em seguida, o Fluminense empatou com Thiago Neves e virou com Wellington Nem.

Quando o Flu parecia estar com a classificação garantida, o Vasco surpreendeu e virou a partida na raça com Romário e Dedé: 3 a 2.  Vitória que garantiu o Gigante na final do próximo domingo, às 16h, no Engenhão.

Por Julio Abreu


Os clubes brasileiros, mais uma vez, fizeram um bom papel na Copa Bridgestone Libertadores 2013.

Pelo grupo em que só ganham os visitantes, o Huachipato, do Peru, recebeu o Fluminense. E a escrita se confirmou: o Tricolor das Laranjeiras saiu perdendo, mas mostrou superioridade durante toda a partida e virou o placar, vencendo por 2 a 1.

O Huachipato, jogando em casa, teve maior posse de bola, dando impressão de domínio. Entretanto, o Fluminense era mais incisivo nas suas investidas ao ataque, chegando a colocar uma bola incrível na trave com Wellington Nem. Apesar disso, o Huachipato chegou ao primeiro gol aos 45 minutos do primeiro tempo.

Na segunda etapa, o Fluminense mostrou para que veio e virou o jogo com belos gols de Wellington Nem e Wágner, aos 21 e 31 do segundo tempo, respectivamente. O resultado ainda saiu barato para o time peruano, que viu seu gol ser ameaçado várias vezes.

O destaque da rodada vai para a atuação da dupla Pato e Guerrero na vitória importante, mas silenciosa, do Corinthians. Jogando no Pacaembu com a presença de 4 torcedores, o atacante de R$ 40 milhões foi a principal arma ofensiva do alvinegro no ataque, mostrando bom entrosamento com o centroavante Guerrero.

Os dois deixaram sua marca na vitória por 2 a 0, que demonstrou grande superioridade do Corinthians. O Millonarios não mostrou, em momento algum, força para incomodar o goleiro Cássio, que deixou o gramado de uniforme praticamente limpo.

Por Euclides Cesar Junior


O Vasco realiza no próximo domingo (02 de Novembro) sua última partida pelo Campeonato Brasileiro de 2012. O duelo será diante do já campeão Fluminense, portanto, a expectativa é de um jogo ainda mais morno do que foi contra o Flamengo.

A equipe de São Januário mais uma vez colocará a garotada para jogar, isso por causa dos inúmeros desfalques que tem atormentado a cabeça do técnico Gaúcho.

Juninho não joga mais esse ano. Felipe treinou, mas também não deverá estar em campo. Já Alecsandro fala em tom de despedida e pode deixar São Januário. Por fim, Dedé só volta em 2013. Todos eles desfalcarão o Vasco contra o Fluminense, no entanto, o que era ruim ficou ainda pior, isso porque o goleiro Fernando Prass também não jogará diante do tricolor carioca, o arqueiro está com bursite no ombro direito.

Prass já vinha sofrendo com as dores, no entanto, o jogador atingiu seu limite e decidiu que não jogará a próxima e última partida do clube no ano, sendo assim, o jovem Alessandro entra em seu lugar.

Vasco e Fluminense jogam no domingo (02 de novembro), às 17:00, no Engenhão.

Por Gabriel Frigini Reis


Depois de muitas especulações e reuniões, o técnico Abel Braga renovou o seu contrato com o Fluminense até o final da temporada de 2013. 

Depois da conquista do tetracampeonato brasileiro, o treinador se reuniu com a cúpula tricolor por algumas vezes, mas o acerto não acontecia. Surgiam também especulações em cima do treinador, que poderia acertar com o Internacional. Mas isso não passou de conversa. Na última reunião com Abel, a diretoria do Flu chegou a um acordo com o treinador, que não queria tocar no assunto de renovação, devido ao fato de estar na concentração total para as últimas partidas do Campeonato Brasileiro.

Abel Braga, após a conquista do campeonato, deixou clara sua intenção em permanecer nas Laranjeiras, para alavancar o projeto de conquistar o título da Copa Libertadores, obsessão de todos os tricolores.

A manutenção do treinador foi comemorada pelos dirigentes do clube carioca, que luta para manter a base campeã nacional para disputar com força total o título da competição mais importante da América do Sul (Libertadores).

O Fluminense já deu um passo muito grande. E se continuar no embalo, será o time a ser batido na temporada 2013.

Por Renato Benevenuto


Desde 2009, Rodrigo Bittencourt vem atuando no meio-campo da equipe do Fluminense. Nesta sexta-feira, dia 16 de novembro, ele revelou em entrevista à TV Globo que poderá seguir por mais tempo no clube das Laranjeiras. Para quem não associa o nome a nenhum jogador do elenco, trata-se de Diguinho. Com seus direitos federativos vinculados até o dia 31 de dezembro, o atleta vem conversando com a diretoria no intuito de estender o contrato.

"Tenho de agradecer a força do grupo e está quase tudo resolvido. Desde 2009 provamos que nos superamos apesar de todas as dificuldades. O grupo é vencedor e ficamos ainda mais fortes", admite o jogador.

Camisa 8 da equipe de Abel Braga, Diguinho completou neste ano uma importante marca pelo Tricolor. Em 21 de outubro, o atleta chegou ao número de 150 partidas realizadas pelo Fluminense, sendo o terceiro do grupo com mais jogos pelo clube, só ficando atrás do zagueiro Gum e do meia Thiago Neves.

Devido a algumas lesões e saídas noturnas, o jogador teve seu nome ligado a problemas extracampo por algumas vezes. Com a chegada de Edinho e Jean, viu concorrentes a altura na luta por uma vaga entre os titulares e cresceu de rendimento. Fato este que deve fazer o atleta ficar pelo menos mais duas temporadas no Fluminense. Fábio e Valencia são outros companheiros do grupo atual que também atuam pela mesma faixa de campo do que ele.

Por: Thiago Viana


O Fluminense, clube que se sagrou campeão do Campeonato Brasileiro de 2012 com 3 rodadas de antecipação, recebe o Cruzeiro pela 36ª rodada do torneio. O jogo será realizado no estádio do Engenhão, às 17:00, no dia 18 de novembro.

O Tricolor carioca apresenta 76 pontos conquistados em 35 rodadas, com média de aproveitamento de 72%. Apesar de já ter conquistado a taça, o Flu pretende continuar mantendo a ótima regularidade e bater recordes de pontos na competição. Além disso, o artilheiro Fred continua sendo perseguido por Luís Fabiano na artilharia e precisa marcar mais gols para garantir a marca pessoal. Na última rodada, o Fluminense venceu o Palmeiras por 3 a 2.

Já o Cruzeiro ocupa a décima posição na tabela, com 46 pontos ganhos em 35 rodadas, apresentando aproveitamento de 43,8%. Para o jogo contra o Fluminense, a equipe mineira pretende brecar o primeiro colocado para mostrar que ainda tem forças no campeonato. Na última série de jogos, o Cruzeiro venceu o Bahia por 3 a 1 e pretende manter a regularidade. O artilheiro do time na competição é Wellington Paulista, que marcou 9 gols.

Por Marcelo Araújo


O Fluminense é o Campeão Brasileiro de 2012. O título antecipado se deu devido à vitória dramática sobre o Palmeiras e por causa do empate entre Atlético-MG e Vasco. 

A vitória emocionante sobre o time paulista enfatiza a excelente campanha do Tricolor carioca no Campeonato Brasileiro, coroando-o com o merecido título. Título esse que o clube já havia conquistado por outras três vezes (1970,1984 e 2010).

A campanha do clube carioca é de dar inveja: em 35 jogos, foram 22 vitórias, 10 empates e apenas 3 derrotas. Esse foi o melhor aproveitamento da história dos pontos corridos, desde que esse formato foi fundamentado, em 2003.

O torcedor do tricolor lotou as Laranjeiras para comemorar o título Brasileiro junto com o elenco. 

Há informações de que a diretoria do Fluminense já enviou um ofício para que a CBF solicitando o envio do troféu, para que o clube já comemore o título conquistado diante de sua torcida, em confronto frente ao Cruzeiro, no Engenhão (RJ).

Já o Palmeiras fica em delicada situação. O alviverde tem que vencer todos os seus confrontos e torcer para que Bahia ou Portuguesa perca os seus, o que é extremamente complicado. O time paulista só não caiu ainda devido a derrota do Bahia para o Cruzeiro, por 3×1 em Belo Horizonte. 

Por Renato Benevenuto


Nesse domingo, dia 11 de novembro, mais um confronto merece atenção pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro 2012. Palmeiras e Fluminense jogarão por objetivos totalmente diferentes – o tricolor carioca disputa o título brasileiro, enquanto o alviverde paulista luta contra o rebaixamento.

A rodada pode definir as pretensões de ambos os clubes. Caso perca, o Palmeiras fica em situação ruim, podendo ter o rebaixamento matematicamente confirmado, ao contrário do Fluminense, que pode se tornar o Campeão Brasileiro do ano de 2012.

O clube paulista, que teve a derrota confirmada contra o Internacional, corre atrás do prejuízo, já que se encontra em situação desesperadora.

Já o Tricolor carioca segue em maré mansa, com uma diferença de 9 pontos à frente do vice-líder Atlético-MG, podendo garantir o título com antecedência.

O time paulista, que vem com problemas para a partida (o técnico Gilson Kleina confidenciou a imprensa que alguns atletas pediram para ficar de fora do confronto, com medo das ameaças feitas por alguns torcedores do clube), tem que vencer o Flu, e secar seus adversários para conseguir diminuir a diferença para sair da zona da degola.

Sem dúvidas, apesar da diferenças entre as duas equipes, o jogo terá um capítulo à parte no Campeonato, onde os árbitros vêm sendo os personagens principais. 

Presidente Prudente vai tremer!

Por Renato Benevenuto


O Fluminense está prestes a ser campeão Brasileiro de 2012, no entanto, para quem pensa que o tricolor carioca está satisfeito com a conquista da competição nacional, a verdade é que a diretoria do clube já está pensando em 2013, ano esse em que a equipe terá importantes competições, como a Libertadores e a Copa do Brasil, além do Brasileirão.

Com um elenco recheados de craques e bons jogadores, o Fluminense está fazendo uma excelente campanha no Campeonato Brasileiro, no entanto a diretoria quer deixar o plantel ainda mais forte. Fred, Deco, Rafael Sóbis, Diego Cavalieri, Wagner, Wellington Nem, entre outros possivelmente terão a companhia de Ronaldinho Gaúcho e Seedorf.

As especulações giram em torno desses dois craques, assim que a informação chegou ao conhecimento da torcida, a mesma mostrou-se bastante empolgada com a possibilidade de ter no elenco duas estrelas do futebol mundial. No entanto, o desejo maior dos torcedores é que o tricolor carioca contrate Clarence Seedorf, que atualmente defende o Botafogo.

Ronaldinho Gaúcho atualmente está no Atlético MG e não há indícios de que queira sair, muito pelo contrário, o craque disse estar feliz no Galo mineiro. Seedorf chegou a pouco no time da estrela solitária, no entanto o holandês está machucado e não tem previsão de retorno.

Por enquanto são apenas especulações, veremos em breve o que realmente é verdade. No momento, os torcedores do tricolor carioca pensam apenas em comemorar o título brasileiro.

Por Gabriel Frigini Reis,


Falta muito pouco. O Fluminense vem fazendo a sua parte no Campeonato Brasileiro com maestria. Com 68 pontos ganhos em 30 rodadas, a contagem regressiva para o tetracampeonato é questão de tempo.

O título está bem próximo das Laranjeiras. Tais afirmações são condizentes com os números do Tricolor, apesar de o futebol não ser considerado uma ciência exata. Mais o fato é que a equipe está sobrando se comparado aos rivais. Aproveitamento de 75,5% não é para qualquer um.

Desde que chegamos a "Era dos pontos corridos" no Brasileiro, a equipe que conseguiu o melhor desempenho como campeão foi o São Paulo em 2006, com 78 pontos (68%). De quebra, os paulistas também tiveram os melhores ataque (66 gols) e defesa (32 tentos sofridos). Na edição atual, o Fluzão já possui tais requisitos: 49 bolas na rede dos adversários e 19 vezes sendo vazado.

De acordo com o site do matemático Tristão Garcia, o Infobola, o Fluminense possui no momento 95% de chances de levantar o caneco. Além dele, apenas dois outros clubes também seguem na disputa: Atlético-MG (3%) e Grêmio (2%). As duas próximas rodadas serão cruciais para o desfecho da competição, pois o Tricolor irá enfrentar estes dois únicos também postulantes ao título.

No próximo dia 17, o Fluzão medirá forças contra o Grêmio no Engenhão, às 19h30. A média de pontos conquistada em casa, pelo líder é de 2.35. Já a dos gaúchos como vistante é de apenas 1.47. Já no dia 21, será a vez de pegar o Atlético-MG, no Independência, às 16h. Como visitante, o Flu possui média de 2.15 enquanto o Galo conquista cerca de 2.50 pontos por jogo como mandante.

Por Thiago Viana


A cada rodada que passa o Fluminense vai se aproximando mais do título do Campeonato Brasileiro. Na noite deste domingo, não foi diferente. Assim como o Atlético Mineiro, que mais cedo havia virado sobre o Sport, o Fluminense conseguiu uma grande virada contra a Ponte Preta e se manteve com uma boa vantagem na liderança da competição.

A partida começou de maneira surpreendente. Logo no primeiro minuto, a Ponte marcou seu gol. Luan, em belo chute de fora da área, encobriu Diego Cavalieri e abriu o placar. Assustado, o time das Laranjeiras quase tomou o segundo aos 7 minutos, mas Roger jogou para fora. A partir daí, o Fluminense começou a tomar conta da partida. Fred e Wagner, duas vezes, tiveram chances de empatar para o Fluminense. Sem conseguir jogar, a Ponte tentava se segurar para sair para o intervalo com a vantagem. O Fluminense continuou pressionando, mas Edson Bastos garantiu o 1×0 no placar até o fim do primeiro tempo.

A pressão exercida na segunda metade do primeiro tempo continuou na segunda etapa. Wellington Nem apareceu bem outra vez aos 9 minutos, mas Edson Bastos fez outra boa intervenção. Aos 17 minutos, foi a vez de Jean fazer o goleiro da Macaca trabalhar. Bastos voltou a fazer milagre aos 20 minutos, em chute de Carlinhos.

Se o jogo já estava difícil com todos em campo, as coisas ficaram ainda piores quando a Ponte teve o volante o Wendel Santos expulso. A pressão carioca se intensificou. Fred quase marcou de falta aos 30 minutos. Quatro minutos depois, de pênalti, o atacante conseguiu balançar as redes e empatar a partida. Foi o décimo quinto gol de Fred no Campeonato.

Edson Bastos continuava fazendo milagres. Aos 37 e 41 minutos, o goleiro salvou a Ponte de levar a virada. Porém, aos 43 minutos, nada pôde fazer. Wagner cobrou falta e Gum cabeceou, estufando as redes e decretando a virada do Fluminense.

Com a vitória, o Fluminense, líder, chegou a 68 pontos, nove a mais que o segundo colocado. A Ponte Preta fica com 37, na 13ª posição.

Por Augusto Cesar


Em partida válida pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Bahia receberá o líder Fluminense, em Salvador, contando com o apoio de sua torcida para se manter na série A.

Com boa campanha no segundo turno, o Bahia segue sua batalha contra o rebaixamento. Após o empate contra o Flamengo fora de casa, o time baiano voltou a abrir oito pontos de vantagem em relação ao primeiro time da zona do descenso. Entretanto, o duelo contra o Fluminense não será dos mais fáceis. Isso porque o time não poderá contar com Souza, Jones, Júnior, Elias, Ávine e Klebérson. Cláudio Pitbull e Lulinha deverão começar como titulares.

No Fluminense, o único desfalque é Thiago Neves. Convocado pela seleção brasileira, o meia deixa aberta a vaga para disputa entre Wagner e Rafael Sóbis. Com 62 pontos, seis a frente do segundo colocado, o time carioca busca a vitória para se manter com boa vantagem na competição. Fred, artilheiro do campeonato junto com Bruno Mineiro, é a principal esperança do time das Laranjeiras.

O jogo será disputado no estádio de Pituaçu, às 19h30, e será arbitrado por Raphael Claus.

Por Augusto Cesar


A rivalidade entre Flamengo e Fluminense é uma das maiores do Brasil, até mesmo do mundo. Quando estas equipes se enfrentam ocorre o chamado Fla-Flu, confronto que já dividiu as principais taças do futebol brasileiro.

Pela vigésima sétima rodada do Brasileirão de 2012, as duas equipes vão se enfrentar no dia 30 de setembro, às 16h no estádio Engenhão. Porém, se a rivalidade histórica coloca as equipes no mesmo patamar, a situação na tabela não é bem assim, pois o Fluminense encontra-se na primeira posição e o Flamengo na décima quarta.

O rubro-negro carioca conta com a sua recente contratação, o meio-campista Cleber Santana, para superar o líder do Campeonato, conseguir os três pontos e se manter afastado da zona de rebaixamento. O time vem de vitória na última rodada contra o Atlético-GO, apresenta 31 pontos em 25 rodadas do torneio, com aproveitamento de 41,3%.

Já o Fluminense, que vem de vitória contra o Náutico na última rodada, pretende manter a primeira posição e ficar longe do Atlético Mineiro, segundo colocado, mas que tem um jogo a menos. O tricolor carioca conquistou 56 pontos em 26 rodadas e apresenta um bom aproveitamento de 71,8%. Além disso, o Flu tem o artilheiro Fred, que marcou 12 vezes na competição e também conta com o recente retorno do meia Deco, importante peça estratégica do elenco.

Por Marcelo Araújo


E lá se foram as primeiras rodadas do segundo turno do Campeonato Brasileiro. Líder absoluto da competição, com 56 pontos, o Fluminense se mantém bem forte na briga por mais um título nacional para a sua sala de troféus. Vale salientar que a variação de aproveitamento entre os turnos dos comandados do técnico Abel Braga é bastante parecido faltando 13 jogos para o término do torneio.

Porém, em um breve comparativo dos números do primeiro e do segundo turno, pegando apenas os dados dos primeiros sete duelos, apesar da média continuar boa no comparativo de pontos, tanto o ataque quanto a defesa pioraram.

Confira abaixo os números:

No primeiro turno:

  • Pontos: 15.
  • Vitórias: 4.
  • Empates: 3.
  • Derrotas: 0.
  • Gols marcados: 14.
  • Gols sofridos: 5.
  • Artilheiros: Samuel (3 gols).
  • Principal resultado: 4 a 1 na Portuguesa (em 16/06) e 4 a 1 no Atlético-GO (em 24/06).
  • Pior resultado: 2 a 2 com o Figueirense (em 27/05), 1 a 1 com o Santos (em 06/06) e 0 a 0 com o Internacional (em 10/06).
  • Jogos sem marcar: 1.
  • Jogos sem sofrer gols: 2.

No segundo turno:

  • Pontos: 14.
  • Vitórias: 4.
  • Empates: 2.
  • Derrotas: 1.
  • Gols marcados: 12.
  • Gols sofridos: 7.
  • Artilheiros: Fred e Wellington Nem (3 gols).
  • Principal resultado: 3 a 1 no Santos (em 06/09) e 3 a 1 no Náutico (em 22/09).
  • Pior resultado: Derrota por 2 a 1 para o Atlético-GO (em 15/09).
  • Jogos sem marcar: 0.
  • Jogos sem sofrer gols: 2.

Por Thiago Viana


A liderança está mantida. Tendo entrado em campo buscando esse objetivo, o time do Fluminense conseguiu alcançar sua meta. Não tão fácil quanto gostaria, mas mesmo assim obteve uma importante vitória, que não deixa o Galo ultrapassá-lo na tabela.

Com os retornos de suas estrelas, Deco e Fred, o Fluminense esperava encontrar um jogo mais fácil. Nada disso. Por quase todo o primeiro tempo, as melhores chances foram do Náutico. Quase. Se Kim, Rogério e Patric não conseguiram encontrar as redes, Leandro Euzébio conseguiu.

Aos 42 minutos, quando parecia que o placar não sairia do zero na primeira etapa, o zagueiro do time carioca marcou, após cobrança de escanteio de Deco e desvio de Fred. E se o gol já foi uma surpresa, pelo fato do time não estar jogando bem, o segundo, 4 minutos depois, foi uma premiação pela eficiência. Fred recebeu de Thiago Neves e decretou o 2×0 no placar.

Atordoado com os dois gols repentinos, o Náutico não conseguia se encontrar na volta para o segundo tempo. As 3 melhores chances até a primeira metade da segunda etapa foram do tricolor carioca.

O Náutico só veio aparecer com perigo aos 36 minutos, e foi fatal. Kim chutou e diminuiu o placar. Animado com o gol, o Náutico tentou pressionar o Flu nos minutos finais.

Aos 42, um lance que gerou muita reclamação. Kim cabeceou e Cavalieri fez grande defesa. No rebote do mesmo lance, Kim foi claramente derrubado por Gum dentro da área, mas o árbitro, incrivelmente, mandou o jogo seguir. Isso foi o golpe final nas expectativas do Timbu, que não teve mais forças para chegar ao empate.

Agora com 56 pontos, o Fluminense continua sendo o líder do campeonato. O Náutico, por sua vez, segue com 31, na 12ª colocação

Por Augusto Cesar


No sábado, dia 22 de setembro de 2012, o Fluminense jogará contra o Náutico, no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, município situado a aproximados 150 km da cidade do Rio de Janeiro, às 18h30.

Apesar de ter perdido a última partida da liga nacional, em casa, contra o último colocado, Abel Braga está confiante na melhora do desempenho de seu time para continuar no topo da tabela, em busca do título brasileiro.

O Náutico é temido na atualidade em consequência da vitória contra o Atlético Mineiro, no jogo passado, realizado dentro de casa, nos Aflitos.

O destaque do Fluminense fica por conta da dupla Fred e Wellington Nem. Anderson, Marcos Junior e Warner, no departamento médico, são considerados destaques certos, assim como o volante Edinho, suspenso por excesso de cartões amarelos.

Na última partida contra o Atlético Goianiense, Wellington Nem foi o jogador mais caçado entre todos os jogos disputados na 25° rodada do Campeonato Brasileiro (09 faltas). O atacante, que lembra pontas das épocas antigas, volta da seleção com moral para enfrentar o Náutico.

Provável Escalação do Fluminense: Diego Cavalieri, Bruno Vieira, Gum, Leandro Euzébio, Carlinhos, Jean, Valência, Deco, Thiago Neves, Wellington Nem e Fred.

Por Renato Duarte Plantier


Iniciando a 25ª rodada do Campeonato Brasileiro, Fluminense e Atlético Goianiense irão se enfrentar, no começo da noite deste sábado, às 18h30, no estádio Raulino de Oliveira. 

12 jogos sem perder e na liderança do campeonato, o Fluminense entra em campo buscando a manutenção da mesma. Para isso, terá de superar a ausência do artilheiro Fred, além das ausências dos meias Deco e Wágner, que se recuperam de lesão.

Em contrapartida, o time carioca poderá contar com a volta de Valencia, que estava defendendo a seleção colombiana. A aposta da torcida fica em cima do jogador Wellington Nem, que vem fazendo um bom campeonato e vai caindo cada vez mais nas graças dos torcedores.

Diferentemente do Flu, o Atlético, que luta para escapar da zona de rebaixamento, vem há 6 jogos sem vencer. Sua última vitória foi na 18ª rodada, quando venceu o Palmeiras por 2×1. Depois disso, foram 2 empates e 4 derrotas, deixando o time na última colocação.

Para o díficil teste contra o líder, o time goiano não terá Wesley e Joílson suspensos, além de Ricardo Bueno, Rafael Cruz e Felipe machucados. O goleiro Márcio fica sendo a principal arma da equipe, já que, além de defender bem, é a principal arma nas bolas paradas da equipe.

O árbitro da partida será Márcio Chagas e terá auxílio de Altemir Hausmann e Rafael da Silva Alves.

Por Augusto Cesar


A Portuguesa entrou em campo na noite desta quarta-feira (12/09) para desafiar o líder do Campeonato, o Fluminense, buscando mais 3 pontos para se consolidar no grupo dos que vão à sul-americana, enquanto o Flu procurava a manutenção da liderança.

Sem medos, a Lusa criou a primeira oportunidade logo no primeiro minuto, com duas chances seguidas. Léo Silva cabeceou para excelente defesa de Diego Cavalieri. Na sequência, Bruno Mineiro arriscou e o goleiro voltou a praticar mais uma boa defesa. Com o jogo aberto, o Flu também ia para o ataque. Dida salvou a Portuguesa em duas oportunidades, aos 8 e 9 minutos. A Lusa não se intimidava, e criou mais chances aos 11 e 13 minutos. Sem conseguir ultrapassar os goleiros, o jogo caiu um pouco de ritmo. Aos 26 minutos, Ananias teve outra chance para o time do Canindé, que continuava melhor no jogo, mas nada de gols.

O cenário no segundo tempo começou praticamente igual. Bem na partida, A Portuguesa ia comandando as ações. Aos 14 minutos, Moisés quase conseguiu abrir o placar. 2 minutos depois, o meia voltou a ter chance, mas acabou rematando para fora. O Fluminense queria mostrar que não estava entregue. Em chute do lateral Carlinhos, a bola desviou e exigiu uma grande defesa do goleiro Dida, impedindo o gol tricolor. Quando o ritmo havia caído de novo, o Fluminense abriu o placar. Jean, contando com desvio da zaga, chutou e fez 1×0. Empolgado com o gol, o Flu logo tratou de ampliar. A zaga da Lusa deu bobeira, Wellington Nem roubou a bola, driblou o goleiro Dida e marcou seu quarto gol no Brasileirão. A Lusa tentou pressionar depois, mas parou no goleiro Diego Cavalieri e na trave, não conseguindo mais reagir.

Com a vitória, o Fluminense chegou a 53 pontos e se mantém como líder isolado. Já, a Portuguesa estacionou nos 29 pontos, na 11ª colocação, podendo ainda ser ultrapassada na rodada.

Por Augusto Cesar


A equipe do FLU é líder do campeonato brasileiro, no entanto, a torcida carioca com certeza quer ver o meio campista, Deco, de volta aos gramados o quanto antes. O português sofreu um estiramento muscular jogando contra o Coritiba, dia 05 de agosto, e depois de um mês fora dos campos, vem reanimando os fiéis torcedores com sua volta,

“De volta aos treinos. Tudo vem correndo bem, dentro do previsto, galera! Espero estar completamente recuperado daqui uns 10 dias. Mas estou bem feliz com a campanha do time, conquistaram a liderança e não vejo a hora de estar pronto pra ajudar a manter o Flu no topo!!!”, disse no dia 12 de setembro, em sua página do twitter.

O departamento médico do FLU, diz liberar o meio campista dia 15 deste mês, mas o jogador, quando interrogado sobre esta revelação otimista do CT de recuperações do clube, comunica que deve estar aos comandos do técnico Abel Braga somente quando a equipe for enfrentar o Náutico, em Volta Redonda, no dia 22 de setembro.

Os torcedores fanáticos podem acompanhar a retomada de treinos do jogador, e também, saber as últimas notícias da estrela, basta darem um confere no twitter do craque.

Fonte: Extra Globo

Por: Thomas De Wit  

 


Líder do Campeonato Brasileiro, com 50 pontos, o momento do Fluminense é simplesmente mágico. Desta forma, o grupo do Tricolor acaba sendo mais visado e valorizado. Para o Superclássico das Américas, contra a Argentina, o trio formado por Carlinhos, Thiago Neves e Wellington Nem, acabou sendo convocado pelo técnico Mano Menezes, para representarem a Seleção Brasileira.

Os três vestirão a Amarelinha no dia 19 de setembro, no clássico a ser realizado em Goiás. Peter Siemsen, presidente do Tricolor das Laranjeiras, é só alegria e comemoração após tal notícia. Para ele, a situação vivida é uma vitória para todo o clube.

"A notícia muito agradável por termos três jogadores convocados para um jogo marcante. Fortalece e motiva. O trabalho do Abel (Braga) e do Rodrigo (Caetano) está sendo muito bem feito. Eles são brilhantes. O presidente é o menos responsável pela situação", ressalta em entrevista à Rádio Globo.

Perguntando se a valorização dos craques pode fazer com que o Fluminense perca peças importantes, o mandatário mostrou serenidade. Segundo palavras de Siemsen, só serão negociados atletas em última hipótese e ainda exemplificou com a "novela" envolvendo o jovem Nem que quase deixou as Laranjeiras.

"Propostas sempre existem. A Europa tem todo o mapeamento da América Latina. Há assédios e vão tentar minimizar isto. Trabalhamos com reposição, orçamento e algum jogador ou outro pode ser negociado. Mas não é por estar convocado que irá sair. Wellington, por exemplo, resolveu ficar e iremos tentar deixá-lo aqui por mais tempo", garante o dirigente.

Ainda em entrevista à Rádio Globo, Peter não deixou de elogiar dois grandes pilares do grupo. O goleiro Diego Cavalieri e o atacante Fred são muito bem quistos pelo presidente.

"São jogadores maduros, tranquilos e são atletas diferenciados. Cavalieri é excepcional, jogador de grupo. Fred dispensa comentários, é nosso artilheiro e referência. Um ídolo na história, a média de gols é alta. Os dois têm vaga na Seleção principal. Mas isto é uma questão técnica e ambos têm chances de jogarem a Copa" conclui.

Por Thiago Viana


Com os resultados do fim de semana, Fluminense e Atlético Mineiro dispararam nas primeiras posições e disputam ponto a ponto a liderança do Campeonato Brasileiro.

As equipes venceram seus oponentes enquanto os adversários que cresciam na tabela tropeçaram. O Fluminense passou pelo Internacional (1 a 0) jogando fora de casa e chegou aos 50 pontos. Já o Atlético Mineiro goleou o Palmeiras, em Minas Gerais, por 3 a 0 e está com 48 pontos.

Na contramão, o Grêmio, que vinha de cinco jogos sem perder, foi derrotado pelo o Corinthians no Pacaembu. Pior ainda foi o Vasco, que em pleno estádio de São Januário foi goleado pelo Bahia, apenas o 14º da tabela (4 a 0).

Com os tropeços, a diferença entre o líder Fluminense e o 4º colocado (Vasco) é de onze pontos. O tricolor carioca também tem seis pontos a mais do que o tricolor gaúcho, terceiro colocado.

Apesar de estar em segundo lugar, o Atlético Mineiro ainda tem uma partida a menos (o jogo contra o Flamengo, no primeiro turno, foi adiado).

Na próxima rodada, o Fluminense vai à capital paulista enfrentar a Portuguesa. Já o Atlético Mineiro tentará reassumir a ponta em casa contra o São Paulo. 

Por Paulo B.


Aos 28 anos, Fred é um dos poucos jogadores com uma carreira consolidada e tendo apenas defendido quatro clubes na carreira. Ídolo no América-MG, Cruzeiro, Lyon e Fluminense, o goleador possui um vasto repertório de gols, títulos e prêmios individuais.

Neste segundo semestre, apesar de algumas lesões, o atleta vem se destacando mais uma vez e sendo um dos pilares do Tricolor das Laranjeiras no Campeonato Brasileiro, no qual lidera em absoluto em pontos (50), melhor defesa (15), ataque (38) e vitórias (14).

Com relação aos gols, Fred é atualmente o principal nome na tabela de artilheiros. Com 11 tentos marcados, ele deixou para trás Vagner Love (Flamengo) e Luis Fabiano (São Paulo), com um gol a menos.

Confira abaixo a descrição de cada um dos gols do craque Fred até o momento pelo Brasileiro:

  • 1) 4 a 1 na Portuguesa, no dia 16 de junho, no Engenhão. Fred marcou aos 33 minutos do 2º tempo. Deco cruzou da direita para Fred na esquerda. O Camisa 9 dominou a bola no peito, se desvencilhou da marcação e chutou de primeira para liquidar a fatura. Lindo gol.
  • 2) 1 a 0 no Flamengo, no dia 7 de julho, no Engenhão. O gol foi marcado aos 10 minutos do 1º tempo. Thiago Neves cruzou para a área, a bola passou por três Rubro-Negros e chegou açucarada para Fred (na pequena área), que deixou a sua marca.
  • 3) 1 a 1 com o Botafogo, no dia 15 de julho, no Engenhão. O gol aconteceu aos 6 minutos do 2º tempo. Fred se antecipou a marcação dupla e fez de cabeça, após o escanteio cobrado por Thiago Neves.
  • 4 e 5) 4 a 0 no Bahia, no dia 19 de julho, no Engenhão. Os gols foram marcados de pênalti, aos 3 e aos 29 minutos do 2º tempo. O primeiro foi batido rasteiro, no canto, à direita de Marcelo Lomba. O segundo foi exatamente cobrado do lado oposto.
  • 6) 2 a 1 na Ponte Preta, no dia 22 de julho, no estádio Moisés Lucarelli. O gol foi marcado de pênalti, aos 44 minutos do 2º tempo. Fred chutou forte, no alto, à esquerda do goleiro Edson Bastos.
  • 7) 2 a 0 no Coritiba, no dia 05 de agosto, no Couto Pereira. Fred marcou aos 39 minutos do 2º tempo. Thiago Neves lançou para Wagner, que entrou na área e tocou para Fred empurrar para o gol vazio.
  • 8) 2 a 1 no São Paulo, em São Januário, no dia 9 de agosto. O gol foi marcado aos 4 minutos do 2º tempo. Jean cruzou na área e Fred cabeceou no contrapé de Rogério Ceni, mesmo tendo a marcação de João Felipe.
  • 9) 1 a 1 com o Cruzeiro, no estádio Independência, no dia 15 de agosto. Fred fez aos 42 minutos do 1º tempo. Thiago Neves cobrou falta no alto para Gum. Este cabeceou para a área e encontrou Fred sem marcação, que testou para o fundo da rede.
  • 10) 1 a 1 com o Corinthians, no Engenhão, no dia 29 de agosto. O tento foi marcado aos 38 minutos do 2º tempo. Thiago Neves cruzou na área, Fred se desmarcou e sem estar impedido tocou antes da chegada de Cássio.
  • 11) 1 a 0 no Internacional, no Beira-Rio, no dia 9 de setembro. Fred fez aos 28 minutos do 1º tempo. Após passe de Wellington Nem, Fred tocou de pé direito na saída de Muriel.

Por Thiago Viana


A cada rodada o Campeonato Brasileiro torna-se mais indefinido. Tanto no G4 como na zona de rebaixamento, ainda não há nada certo. Pela vigésima quarta rodada do torneio nacional, a Portuguesa recebe o líder do campeonato e terá uma tarefa difícil para sair com a vitória de seu estádio, o Canindé.

A equipe paulista está conseguindo se distanciar cada vez mais da zona da degola, mantendo-se regularmente em uma parte intermediária da tabela. A Lusa apresenta 29 pontos em 23 rodadas jogadas e um aproveitamento de 42%. A Portuguesa conseguiu um importante empate com o Atlético-GO na última rodada e espera manter as boas atuações.

Pelo lado do Fluminense, a pressão para continuar em primeiro lugar pode ser um fator positivo, mas também causar nervosismo no tricolor das Laranjeiras. O clube carioca venceu o Internacional na última rodada e ficou pela segunda vez consecutiva no topo da tabela. Um dos principais jogadores do Fluminense é o atacante Fred, que já balançou as redes por 11 vezes no Brasileirão e tem sido decisivo.

A partida será disputada no dia 12 de setembro, às 19h30.

Por Marcelo Araújo


O Internacional de Porto Alegre recebe o atual líder do Campeonato Brasileiro 2012, Fluminense, em um jogo importante pela vigésima terceira rodada do torneio nacional.

O Colorado conseguiu um resultado importante na última rodada, empatou com o São Paulo (1X1) e se manteve próximo ao grupo de classificação para a Copa Libertadores da América, o G4. A baixa no time gaúcho será a ausência do meia D’Alessandro, expulso no jogo contra o tricolor paulista. O Inter está na sexta posição da tabela, tem 35 pontos em 22 jogos e seu aproveitamento é de 53%.

O Fluminense vai a Porto Alegre com força total para manter a ponta da tabela e manter-se à frente do Atlético Mineiro, segundo colocado na competição. O tricolor das laranjeiras tem 47 pontos em 22 jogos e aproveitamento de aproximadamente 71%. Para o clássico nacional contra o Inter, a equipe carioca tem o artilheiro Fred, que já marcou 10 gols no torneio, como referência, além das assistências de Thiago Neves e o oportunismo do jogador Samuel. 

O jogo será realizado no estádio do Beira-Rio, às 16h, no dia 9 de setembro.

Por Marcelo Araújo


O Campeonato Brasileiro tem um novo líder. Depois de bater o Santos, o Fluminense ultrapassou o Atlético-MG e agora é o novo líder do campeonato. Os dois gols de Wellington nem foram decisivos para a conquista dos três pontos.

Após um início sonolento,  o Flu acordou depois de ser assustado com um lance envolvendo Gérson Magrão e Bill, que tiveram chances de abrir o placar para o Santos.

Foi aí que Carlinhos e Wellington Nem começaram a infernizar a zaga santista. De tanta insistência, Wellington Nem abriu o placar, aos 20 minutos, se jogando em uma bola cruzada pelo volante Jean.

Mesmo se mantendo melhor no jogo, a equipe carioca sofreu o empate. André marcou após falha do zagueiro Digão e deixou tudo igual. Com o jogo aberto a partir do gol, as duas equipes continuaram tendo chances de passar a frente do marcador, mas os goleiros estavam bem.

Mas, incrivelmente, o baixinho Wellington Nem conseguiu ganhar uma bola de cabeça e marcar um gol aos 43 minutos, fazendo com que o time das laranjeiras saísse para o intervalo vitorioso.

Para o segundo tempo, o Fluminense voltou procurando valorizar a posse de bola, enquanto o alvinegro praiano tentava chegar a frente, mas esbarrava na falta de criatividade de seu meio campo.

Cozinhando a partida, o Fluminense conseguiu marcar mais um gol. Samuel Rosa surpreendeu o goleiro e fez um gol por cobertura, quando todos achavam que ele ia cruzar. O gol foi o golpe final para o Santos, e a partir disso o jogo se enrolou até o final.

Com 47 pontos, o Flu é lider do campeonato. O Santos, com 26, ocupa agora a 14ª colocação.

Por Augusto Cesar


Um clássico ofuscado pela ausência de seus principais jogadores. Assim poderia ser descrito o jogo entre Fluminense e Santos, que acontece hoje, no Rio de Janeiro, às 21h00. As duas equipes não poderão contar com seus principais jogadores, levando maior responsabilidade para outros um pouco menos badalados. 

Podendo chegar à liderança, o time das Laranjeiras não poderá contar com seu principal jogador, Fred, com problemas na Bacia. Deco também estará fora por problemas físicos, assim como Anderson e Marcos Júnior. O zagueiro Leandro Euzébio, suspenso, completa a lista. Assim, a responsabilidade de fazer o time jogar passa a ser do meia Thiago Neves e a esperança de gols fica com Samuel Rosa.

Já pelo lado santista, quem fará a maior falta será Neymar. A principal estrela do time está treinando com a seleção brasileira para o amistoso contra a África do Sul. Arouca. Ganso, Edu Dracena, Henrique, Léo e Miralles, também não jogarão. Bernardo, recuperado de uma grave lesão, será a principal novidade do time.

A arbitragem do jogo fica a cargo de André Luiz de Freitas Castro, com os auxiliares Márcio Eustáquio Santiago e Thiago Gomes Brigido.

Por Augusto Cesar


O Santos é um time com Neymar e outro quando ele não está presente. Novamente servindo à Seleção Brasileira, o jovem craque será desfalque na partida contra o Fluminense. Muricy ainda não poderá contar com Arouca, também convocado para os amistosos da Seleção.

O time que frequentava a zona de rebaixamento antes do retorno de Neymar conseguiu boas vitórias e se afastou do Z4, porém a sucessão de novas derrotas, contra Bahia e Sport, e a volta do péssimo futebol faz a torcida ficar muito preocupada com os jogos que virão.

Os próximos adversários serão o Fluminense e o clássico paulista com o São Paulo. Com isso, novos fracassos podem fazer o fantasma do rebaixamento voltar.

Muricy agora já está sendo muito contestado por não conseguir armar esquemas táticos eficientes quando Neymar não está presente. Derrotas para Bahia, Sport, Náutico, entre outras, mostram a fragilidade do time.

O Flu vem de um jogo onde o empate acabou sendo um bom resultado, depois de estar ganhando de 2 a 0. Abel mexeu muito mal e comprometeu a vitória e nos minutos finais poderia ter perdido caso Aloisio não driblasse e tentasse o chute.

Será um jogo imprevisível, visto que o Fluminense, apesar das vitórias e pontos conquistados não atua de forma convincente há muitos jogos.

Por José Alberi


Para a próxima rodada do Campeonato Brasileiro 2012, que inicia o returno, o Fluminense receberá o Corinthians no estádio Engenhão. O jogo ocorrerá no dia 29 de agosto, às 22h, e coloca frente à frente dois times com histórias bastante diferentes no torneio.

O Fluminense joga em casa e conta com o apoio de sua torcida, que sempre incentiva a equipe em momentos decisivos. Ocupando o segundo lugar na tabela, o time carioca espera uma arrancada para ultrapassar o Atlético Mineiro e ocupar a primeira colocação no returno. A principal arma da equipe para o clássico com o time paulista é Fred, um dos artilheiros do Campeonato, com nove gols.

Já o Corinthians, que vem de clássico com o São Paulo, espera reverter sua situação na tabela do Campeonato com uma série de vitórias na segunda temporada. Apesar de o Brasileirão não ser a prioridade da equipe, uma boa posição ao final do ano é fundamental para aumentar o moral da equipe no Mundial Interclubes FIFA contra o clube inglês Chelsea. Um dos principais jogadores da equipe é o volante Paulinho, que teve seu contrato recentemente renovado pelo time de Parque São Jorge.

Por Marcelo Araújo


O Fluminense ainda deve atuações condizentes com seu elenco e todo o investimento feito para torná-lo em um dos melhores do Brasil.

Apesar das vitórias acontecerem, sempre são por placar apertado e a equipe não consegue demonstrar um futebol vistoso e ofensivo.

Contando no elenco com Fred, Thiago Neves, Deco, Wellington Nem, Rafael Sobis, Carlinhos, e entre outros no banco como Abel Braga, o Flu deveria jogar bem e conquistar vitorias de maneira mais fácil.

Atuando em casa ou fora, o que se vê é um time desorganizado, sem jogadas ensaiadas e a maioria dos gols sai de bola parada, alçada para a área e em falhas adversárias.

Mas a qualidade do elenco é tão grande que mesmo atuando de forma irregular e pouco convincente, as vitórias acontecem e a equipe se mantém firme na zona de classificação da Libertadores e correndo atrás do Galo mineiro, que ainda é líder isolado.

O próximo jogo do tricolor carioca é contra o Cruzeiro, em Minas Gerais, mas mesmo sofrendo um revés, continuará nas primeiras colocações. Afinal está com 35, 4 a mais que o Grêmio, que está em 4º.

Por José Alberi


Palmeiras e Fluminense é um confronto que reúne o atual campeão da Copa do Brasil e do Campeonato Carioca, respectivamente.

Mas no Campeonato Brasileiro 2012 a situação dos dois não mostra equilíbrio em relação ao posicionamento na tabela. Afinal 16 pontos os separam (Fluminense tem 29 e Palmeiras tem 13).

No entanto, o Palmeiras pode surpreender, como foi no jogo contra o Botafogo. O jogo será no Engenhão e irá marcar o confronto de Barcos, que se mostra em ótima fase (foram 4 gols nos últimos dois jogos) contra uma das melhores defesas do Campeonato Brasileiro.

Abel e Felipão são técnicos que, normalmente, contam com equipes que priorizam as defesas e o jogo promete ser de muito embate no meio campo e muito truncado, mas a necessidade de resultado positivo para as equipes deve tornar o jogo muito atrativo.

Caso o Fluminense não ganhe, pode ver o Atlético Mineiro disparar. Já o Verdão corre atrás do prejuízo das várias derrotas seguidas e terá que ganhar para fugir do rebaixamento.

Destaque para Fred, Deco e Thiago Neves no tricolor carioca e para Barcos e Obina no ataque do Palmeiras, já que Valdivia ainda é dúvida e não deve ir para o Rio de Janeiro.

Por José Alberi


No próximo domingo, dia 05 de agosto, Coritiba e Fluminense se enfrentam pela 14ª rodada do Brasileirão 2012.

O Coritiba voltou a jogar bem depois de um começo muito ruim no Campeonato Brasileiro. A qualidade do elenco é reconhecida por torcedores, cronistas e adversários, mas com a classificação para a final da Copa do Brasil, o time não priorizava o Brasileirão e escalava times recheados de reservas, o que gerou uma série de resultados ruins.

Invicto há quatro jogos, a equipe vem de duas vitórias e tem grande chance de alcançar a terceira vitória seguida, pois jogará diante de sua torcida e com poucos desfalques.

Porém, o Fluminense é o terceiro colocado e tem um dos melhores elencos do Brasil, com Fred, Deco e Wellington Nem em excelente fase.

O jogo promete ser equilibrado, ofensivo e de muita emoção. Os dois ataques fazem muitos gols, o Coxa já fez 23 gols e o Fluminense 22, mas a grande diferença está na defesa, onde o Coxa sofreu 19 gols a mais que a equipe carioca e isso atrapalhou na campanha.

O destaque da partida deve ser o confronto entre Emerson e Fred, pois são os capitães e ídolos de suas respectivas torcidas.

Por José Alberi


Que o Atlético Mineiro está jogando bem e é merecida a liderança do Brasileirão 2012, isso ninguém duvida ou contesta, mas no jogo contra o Fluminense no Engenhão, o favoritismo fica com o time de Laranjeiras.

Isso porque o tricolor contará com o retorno de vários atletas, entre eles Diguinho, Deco e Jean e, até a última rodada era o único invicto e mostrava um esquema que funcionava bem defensivamente, e com Fred, em grande fase no ataque.

O confronto trará Ronaldinho de volta ao Rio, depois de passagem polêmica no Flamengo e, se depender das atuações dele, o confronto promete ser muito equilibrado. Victor é outro destaque do galo mineiro, segurando firme, desde que chegou à Minas Gerais.

Na corrida pela artilharia está Fred, que muito motivado sabe que os passes de Thiago Neves e Deco devem facilitar muito seu trabalho. Deco ainda não deve estar 100 % recuperado da sua contusão muscular que o afastou do confronto com o Grêmio, mas sua presença é certeza de qualidade e toque refinado no meio campo tricolor.

Rafael Moura é uma incognita, pois ainda especula-se sua transferência para o Santos e pode não entrar em campo.

Por José Alber


Na quinta-feira, dia 19 de julho, o estádio do Engenhão, no Rio de Janeiro, será palco de uma partida entre dois times completamente opostos no Campeonato Brasileiro. O Fluminense ocupa a 3ª posição na tabela, com 19 pontos, apenas três a menos que o líder Atlético-MG. Já o Bahia, por outro lado, está na 18ª colocação, com 7 pontos, na zona de rebaixamento para a Série B.

O Fluminense tem mais uma chance de alcançar o topo da tabela, já que no fim de semana empatou com o rival Botafogo no mesmo Engenhão, por 1×1. O meia Deco, principal criador de jogadas do tricolor das Laranjeiras, deve voltar ao time no jogo de quinta-feira, entrando no lugar do elogiado Wagner.

Se para o lado do tricolor carioca as coisas parecem ir bem, no Bahia só pioram. O time entra em campo no Rio de Janeiro pressionado para voltar a vencer, o que só aconteceu uma vez no campeonato. Se não bastasse a posição desconfortável, o time do técnico Falcão perdeu os destaques Gabriel e Fahel, por contusão e suspensão, respectivamente. Vander deve substituir Gabriel e Falcão ainda tem dúvidas quanto a quem entra no lugar de Fahel. O treinador não revelou a equipe que deve começar jogando.

Por Mozart Artmann





CONTINUE NAVEGANDO: