O Santos receberá o Figueirense pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro 2012. O jogo acontecerá no estádio do Peixe, a Vila Belmiro, no dia 17 de novembro. O time paulista apresenta 46 pontos em 35 rodadas, com aproveitamento de 43,8%. Na última rodada, o clube do litoral perdeu para o lanterna do campeonato, Atlético-GO, pelo placar de 2 a 1. Para se recuperar e terminar a competição em uma posição melhor, o Santos precisa dos três pontos em casa.

O Figueirense já está rebaixado para a Série B do Campeonato Brasileiro de 2013. O clube catarinense possui apenas 30 pontos em 35 séries de jogos, com aproveitamento de 28,6%. Porém, ainda terá que cumprir as últimas rodadas do Brasileirão, que serão jogos cruciais onde o clube poderá atrapalhar times que estão bem posicionados na tabela. Apesar do mau desempenho no campeonato, o atacante da equipe, Aloísio, vem sendo um dos destaques da competição com 12 gols marcados. Há interesse de grandes times brasileiros na contratação do jogador. Na última rodada, o Figueira empatou com o Sport pelo placar de 1 a 1 no estádio Orlando Scarpelli.

Por Marcelo Araújo


O Internacional de Porto Alegre vai receber o Figueirense pela 31ª rodada, segundo turno, do Campeonato Brasileiro 2012, às 18h30, no Estádio Beira Rio, 17 de outubro, em uma quarta-feira com previsão de chuva.

Apesar das duras críticas do técnico Fernandão, que chegou inclusive a colocar o cargo à disposição há poucos dias, o Internacional ainda não saiu da chamada zona de conforto, fato que deixa chateada a torcida que estava acostumada com os tempos de glórias vividos na segunda metade da década passada.

Os desfalques do Inter são: Nei, com cartão amarelo; Mike e Índio, no departamento médico; e Forlán, Guiñazu e Leandro Damião, que estão convocados para jogar nas suas seleções (Uruguai, Argentina e Brasil, respectivamente).

A provável escalação inicial do Inter é: Muriel, Edson Ratinho, Jackson, Rodrigo Moledo, Kléber, Ygor, Bolatti, Fred, D’Alessandro, Dagoberto e Rafael Moura.

Já, o Figueirense não deve ter missão fácil na capital do Rio Grande do Sul. Está há três pontos de sair da zona de rebaixamento e conta com sete desfalques no departamento médico: Caio, Edson, Fernandes, Héber, João Paulo, Ricardo e Túlio.

Por Renato Duarte Plantier


A crise tomou conta do Atlético Mineiro. O time do técnico Cuca não tem conseguido manter o alto desempenho do primeiro turno, quando liderou boa parte do Campeonato Brasileiro. Com isso, o principal rival na disputa pelo título disparou e abriu seis pontos. Para mudar este cenário, o Galo irá enfrentar o Figueirense neste sábado, dia 06 de outubro, no estádio Independência.

Na última rodada os atleticanos enfrentaram a Lusa, no Canindé, e não conseguiram sair de São Paulo com os três pontos. A Portuguesa arrancou um empate em 1 a 1.

Com isso, os atleticanos somaram a quarta partida consecutiva sem vitória. Antes da Lusa, o Atlético Mineiro perdeu para o Náutico (nos Aflitos), empatou com o Grêmio (em casa) e perdeu para o Flamengo (no Engenhão).

Porém, o adversário da próxima rodada pode ser bom para uma recuperação. Penúltimo colocado do campeonato, o Figueirense perdeu as três últimas partidas e está em situação complicada no Brasileiro.

No primeiro turno, os catarinenses quase atrapalharam o Galo. Em um jogo cheio de gols, os mineiros saíram vitoriosos de Florianópolis. Venceram por 4 a 3.

Por Paulo B.


Na 27ª rodada do Brasileirão 2012, diversos jogos serão de extrema importância para o G4 e para a zona de rebaixamento. E essa série de jogos coloca frente a frente dois times que se encontram nestas áreas da tabela de classificação. O Vasco, quarto colocado, recebe o Figueirense, penúltimo colocado, em casa.

Pelo lado do Vasco, a meta é manter uma regularidade de vitórias para continuar no G4 e manter a distância do São Paulo, clube que o segue de perto. O clube do Rio de Janeiro encontra-se na quarta posição, contabilizou 44 pontos em 26 jogos e apresenta uma campanha com 56,4% de aproveitamento. Para conseguir se manter na Zona de Classificação para a Copa Libertadores da América 2013, o Vasco conta com o goleador Alecsandro, autor de nove gols na competição.

O Figueirense encontra-se em uma situação mais complicada. O time catarinense vem de uma derrota para o Palmeiras e não consegue sair da zona de rebaixamento a várias rodadas. O clube precisa desta vitória contra o Vasco para somar mais três pontos e subir no Z4, pois pode ultrapassar o Palmeiras, que tem apenas um ponto a mais na classificação.

Por Marcelo Araújo


A troca de treinadores no Palmeiras parece ter surtido efeito. No primeiro jogo do técnico Gilson Kleina, o time alviverde mostrou um melhor desempenho e venceu de maneira tranquila o Figueirense, mesmo jogando fora de casa.

Fazendo o famoso confronto de 6 pontos, o Palmeiras começou arrasador na partida. Com apenas 10 minutos e com Assunção inspirado, o time paulista já havia feito dois gols. Primeiro com Thiago Heleno, em cruzamento do volante. Depois com Henrique, após nova assistência de Assunção. Ambos os gols também contaram com a falha do goleiro Wilson.

O Figueirense tentou responder de imediato, mas o Palmeiras estava ligado no jogo. A melhor chance do time da casa na primeira etapa foi em chute de Elsinho, que acertou a trave. Antes disso, porém, o Palmeiras teve um gol anulado que gerou polêmica. Assunção cobrou falta com maestria e marcou um golaço, mas o árbitro marcou impedimento de Valdivia, alegando que o meia atrapalhou o goleiro. Da metade da primeira etapa até o final, o Palmeiras não forçou mais nenhum ataque e também não tomou nenhum susto.

Precisando correr atrás do placar, o Figueirense se fez mais presente no ataque. Aos poucos, o time ia se sentindo mais solto em campo e começava a assustar o goleiro Bruno. Depois de duas boas chances, a terceira foi letal. Aproveitando o rebote do goleiro Bruno, Aloísio empurrou para as redes e diminuiu o placar. Entretanto, quando se esperava um sufoco no time palmeirense, Assunção, 3 minutos depois, marcou o terceiro gol do Verdão e garantiu a vitória palestrina.

Com a vitória, o Palmeiras volta a respirar no campeonato e fica momentaneamente na 18ª colocação. O Figueirense, ultrapassado pelo próprio Palmeiras, caiu para a 19ª posição.

Por Augusto Cesar


Apenas cinco vitórias em 25 partidas disputadas no Campeonato Brasileiro. Essa é a campanha de Figueirense e Palmeiras que se enfrentam na próxima rodada da competição. Ambos na zona de rebaixamento, o jogo entre 18º e o 19º serve para trazer de volta a esperança de permanecer na Série A. No entanto, ambos estão distantes do Flamengo, que hoje seria o primeiro a escapar.

O Figueirense está há seis pontos da escapatória e o time perdeu um confronto direto contra o Bahia, na última rodada, por 2 a 1. O resultado manteve a equipe catarinense com 22 pontos, e a segunda pior defesa entre os 20 clubes do brasileiro.

No lado do Palmeiras, as dificuldades não param de crescer. Depois de dispensar o técnico Luis Felipe Scolari, o alviverde somou a terceira derrota seguida e, de quebra, perdeu para o maior rival, 2 a 0 para o Corinthians, no Pacaembu. A equipe ainda não apresentou o novo treinador e Narciso treina o time interinamente.

Além disso, os resultados deixaram o Palmeiras na penúltima colocação, empatado com o lanterna Atlético Goianiense, com 20 pontos.

Todos esses quesitos fazem da partida do próximo sábado (22/09), no Orlando Scarpelli, um jogo do desespero. No primeiro turno, os palmeirenses levaram a melhor, 3 a 1 em Barueri.

Por Paulo B.


Um dos jogos mais esperados da vigésima sexta rodada do Campeonato Brasileiro de 2012 não tem nenhum time do G4. Por incrível que pareça, este jogo decisivo será disputado entre dois times que figuram na zona de rebaixamento: Figueirense e Palmeiras.

Ambos os clubes desempenharam fracas campanhas no torneio nacional e se encontram, respectivamente, na antepenúltima e penúltima posição na classificação. Desta forma, este confronto é  um jogo dos desesperados, pois quem sair derrotado se afunda cada vez mais no Z4 e corre sérios riscos de rebaixamento.

O Palmeiras está em uma fase ruim, pois além da posição ruim, vem de derrota contra o arquirrival Corinthians por 2 a 0, além de ter perdido o técnico Luiz Felipe Scolari, que teve sua demissão extremamente criticada pela imprensa especializada.

Já o Figueirense apresenta apenas 22 pontos acumulados em 25 séries de jogos, ficando com aproveitamento de 29,3%, um índice um pouco acima do Palmeiras. O time catarinense vem de derrota fora para o Bahia em um placar de 2 a 1 e espera ascender nesta rodada.

Para isso, conta com o apoio de sua torcida e do empenho de jogadores como Aloísio e Caio, os dois artilheiro da equipe.

Por Marcelo Araújo


A vitória em cima do Cruzeiro nesta quarta-feira, por 2 a 0, deixou o Figueirense mais esperançoso na luta contra o rebaixamento. A equipe catarinense agora está há cinco pontos do Flamengo, que hoje seria o primeiro a escapar, e busca contra o Bahia subir mais uma posição no campeonato. O jogo acontece em Pituaçu, neste domingo (dia 16 de setembro), às 16:00. 

Apesar de não ter um retrospecto tão bom fora de casa (tem a quinta pior campanha como visitante), os catarinenses esperam repetir a única vitória que conquistaram longe de Florianópolis, quando venceram o Sport na 16ª rodada. 

Do outro lado, o Bahia também não tem aproveitado bem os jogos em Pituaçu. Venceu apenas duas partidas em casa em todo o campeonato.

Os baianos estão com 28 pontos, na 15ª posição, e esperam ampliar a distância da zona de rebaixamento, justamente contra um dos principais candidatos a queda.

Na última rodada, o empate com o Sport em 1 a 1, na Ilha do Retiro, rendeu uma posição ao time do técnico Jorginho. Porém, o time ainda está na 15ª colocação.

No primeiro turno, no Orlando Scarpelli, Figueirense e Bahia ficaram no empate em 1 a 1.

Por Paulo B.


Em um jogo como o da última quarta-feira, se enfrentaram dois times muito diferentes em todas as concepções da palavra no Campeonato Brasileiro. O Figueirense iniciou a 24ª rodada como vice-lanterna, flertando diretamente com a zona da degola e com o anseio único de recuperação o quanto antes. Já o Cruzeiro poderia até mesmo ficar colocado ao G-4 em caso de resultado positivo. Entretanto, as últimas rodadas condizem realmente com os momentos atípicos de cada um destes rivais. Resultado? 2 a 0 para Figueira e o sonho de dias melhores à frente. Já a Raposa vai descendo a ladeira.

Nos últimos dois jogos, antes deste, o time de Florianópolis acumulou um empate e uma vitória, enquanto que a Raposa saiu de campo derrotada ambas as vezes. Na escalação, também víamos a disparidade. Enquanto o técnico Márcio Goiano tentou (com as peças que tem) colocar um time para frente, o comandante do selecionado celeste entrou em campo com apenas um atacante, além de improvisações nas duas laterais.

Mesmo com as improvisações em campo, o Cruzeiro lutou. Pouco produziu, é verdade, mas tentou. Wellington Paulista teve algumas chances e poderia ter aberto o placar se tivesse um pouco mais de agilidade na hora da conclusão. Por sua vez, dos pés de Ronny (como o jogador pensante do alvinegro) eram iniciadas algumas boas armações por intermédio do time da casa. Aloísio, porém, não esteve em uma boa noite e mostrou deficiências técnicas na frente sem conseguir levar muito perigo.

Em um jogo parelho, o primeiro gol aconteceu em jogada de bola parada. Aos 34 minutos, o zagueiro João Paulo mandou um petardo sem defesa para Fábio. A pelota passou pela barreira e entrou no ângulo. No minuto seguinte, em jogada individual, Montillo tentou o empate e a bola caprichosamente resolveu passar rente a trave. Aos 45 minutos, ao tentar enfeitar, o argentino perdeu nova chance após falhar no anseio por driblar o guarda-redes adversário ao invés de definir o lance de forma objetiva.

Wilson foi um dos grandes nomes da segunda etapa. Ele salvou a pátria em boas situações criadas por Souza e Montillo. Além disso, ainda viu uma cabeçada de Wellington Paulista parar no travessão. O Cruzeiro lutava pelo empate, mas faltava a bola entrar. E a situação só piorou quando, aos 31 minutos, Léo foi expulso. E o tiro de misericórdia veio aos 40 minutos. De cabeça, Aloísio deu números finais ao duelo.

Com a vitória, o Figueira chega aos 22 pontos e segue na árdua luta para continuar na elite. Por sua vez, o time celeste mostra perda de fôlego e, estacionado nos 34 pontos, correrá em busca da retomada rumo às primeiras colocações.

Por Thiago Viana


O Figueirense entra em campo nesta quarta-feira, em Santa Catarina, para receber o Cruzeiro. Sem perder há 3 rodadas, o Figueira tenta dar sequência a essa série e embalar para fugir da zona de rebaixamento.

Mas o time catarinense pode ter um desfalque importante. Aloísio, artilheiro da equipe na competição, está com problemas na coxa esquerda, e a rotina de jogos tem complicado a vida do jogador.

Com isso, não se sabe se o próprio terá condiçoes de jogo. Outro que pode desfalcar o time é o meia Fernandes, que sente lesão no ombro esquerdo. Túlio, que saiu com dores no último jogo, não preocupa e deve estar escalado para jogar.

Já o Cruzeiro, que se encontra instável no campeonato e não vence há dois jogos, entra em campo buscando uma nova atitude, cobrada tanto pelo técnico como por Wellington Paulista.

Este deverá continuar na equipe, no lugar do ainda machucado Borges. Montillo também está confirmado para o jogo. O camisa 10 tenta reencontrar o bom futebol jogado em 2011 para tentar fazer o Cruzeiro se estabilizar. O volante Lucas Silva, suspenso, não joga.

A partida acontece às 19h30, no estádio Orlando Scarpelli.

Por Augusto Cesar


Na noite deste sábado (08/09), Ponte Preta e Figueirense se enfrentarão no estádio Orlando Scarpelli, em confronto válido pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Sem perder há 4 jogos, desde o início do segundo turno, a Ponte Preta tentará confirmar a boa fase contra o time catarinense. Vindo de uma vitória fora de casa contra o Flamengo, a macaca não poderá contar com 3 jogadores:o goleiro Edson Bastos e o lateral Cicinho estão suspensos, enquanto Luan está vetado com dores.

Para os seus lugares, deverão entrar, respectivamente, Roberto, Nikão e Rildo. Atualmente na 9ª colocação, a Ponte busca sua terceira vitória seguida para encostar nos primeiros colocados e se firmar no grupo da Sul-americana.

Por outro lado, o Figueirense vem de dois bons resultados: empate contra o Fluminense e vitória contra o Corinthians. Mesmo assim, a situação do time no campeonato é preocupante.

Ocupando a vice-lanterna, o Figueira precisa a qualquer custo da vitória para tentar fugir da zona do rebaixamento. Os catarinenses contarão com o retorno do meia Fernandes, fora do último jogo por lesão. A esperança de gols fica por conta do atacante Julio Cesar, que vem em boa fase.

O jogo acontecerá as 18h30 e a arbitragem fica a cargo de Pericles Bassols, com o auxílio de Tatiana de Freitas e Cristhian Sorence.

Por Augusto Cesar


O jogo em Florianópolis reúne o lanterna do Campeonato Brasileiro contra o atual campeão da Taça Libertadores. A diferença técnica é enorme e os numero refletem bem isso, são 13 pontos de vantagem e mais que o dobro de vitórias para o Timão.

Enquanto o Corinthians joga relaxado, por já estar com vaga garantida na Libertadores do ano que vem, o Figueirense corre atrás do prejuízo de um primeiro turno horrível e deverá mostrar muita garra para não cair para a Série B.

Os dois clubes vêm de jogos muitos bons, visto que o Corinthians ganhou do líder Atlético Mineiro, por 1 a 0, e o Figueirense quase ganhou do vice-líder Fluminense, depois de estar perdendo por 2 a 0 até os 15 minutos do segundo tempo.

O time catarinense não contará com Louco Abreu, que está convocado para jogar as eliminatórias pela seleção do Uruguai. Já o Corinthians, não terá Cassio, Paulinho e Luís Ramirez, convocados para os jogos da seleção, e Emerson que foi expulso por reclamação no último jogo.

Caso Palmeiras e Atlético-GO não vençam, o Figueirense pode pular 2 posições e dar uma respirada na luta contra o rebaixamento.

Por José Alberi


O Figueirense é o último colocado do Campeonato Brasileiro 2012, acumulando 15 pontos em 21 rodadas. O time de Santa Catarina recebe o Corinthians no dia 5 de setembro, às 22h, no estádio Orlando Scarpelli. 

Com uma das defesas mais vazadas da competição, empatada em número de gols sofridos (38) com o sistema defensivo do Atlético-GO, o time catarinense tem o objetivo de vencer em casa para iniciar uma boa campanha no returno e escapar da zona da degola. O time aposta em seu principal artilheiro na competição, Aloísio, que já marcou seis gols.

O atual campeão da Copa Libertadores da América, Corinthians, vem de vitória em um jogo polêmico contra o líder da competição, o Atlético Mineiro. O alvinegro da capital paulista faz campanha irregular no Campeonato Brasileiro, pois está utilizando o torneio como um teste para o Mundial Interclubes da FIFA, que ocorre no final do ano. Apesar da irregularidade, o Timão conta com os gols de Emerson Sheik e as defesas do goleiro Cássio para manter-se ao menos na zona de conforto entre o G4 e a zona de rebaixamento.

Por Marcelo Araújo


Figueirense x Santos.

Nesta quinta-feira (16) Vasco e Coritiba vão se enfrentar em um duelo de opostos. O jogo, que é válido pela 17° Rodada do Campeonato Brasileiro, traz o time carioca que briga ponto a ponto pelas primeiras posições com Fluminense e Atlético Mineiro, enquanto o Coritiba hoje está na zona do rebaixamento e precisa de pontos para sair da degola.

O Coxa está a três rodadas somente com derrotas, tanto fora como em casa. O técnico Marcelo Oliveira, mesmo com o respaldo da diretoria, vê o seu cargo começando a ter mais criticas duras vindas da torcida.

O Vasco, que perdeu na última rodada para o Galo, o atual líder, agora quer vencer para não deixar o time mineiro abrir uma maior vantagem na primeira colocação.

O time vascaíno hoje é o terceiro colocado com 34 pontos somados, atrás do Fluminense e Atlético Mineiro.

O Jogo terá a transmissão do canal Sportv, menos para o Rio de Janeiro. O PFC transmite também em pay per view.

Confira a programação no site oficial – http://sportv.globo.com/site/programacao/ – ou – http://pfci.globo.com/programacao.

Clique aqui para conferir a matéria sobre as escalações.


Neymar e Ganso voltam ao time.

O Santos quer dar vida nova para o time depois de uma sequência nada positiva no começo da competição.

Nesta quinta-feira (16), o Peixe vai enfrentar o Figueirense, em jogo válido pela 17° Rodada do campeonato brasileiro 2012.

O time santista contará com a reestreia do centroavante André, que estava no Atlético Mineiro, e a possibilidade de jogar novamente com Neymar pesou na decisão de sair da equipe que é a atual líder do Brasileirão.

O técnico Muricy Ramalho poderá contar hoje com as voltas do meia Paulo Henrique Ganso e Neymar contra o Figueirense. Os dois estavam junto a seleção medalhista de prata nas Olimpíadas de Londres 2012.

Outro que volta ao time é o goleiro Rafael, que se recuperou de uma lesão no cotovelo direito, sofrida na preparação da seleção para os jogos olímpicos. Quem fica de fora é o zagueiro Durval, com David Braz sendo o seu substituto. Léo será poupado e Juan fica com a vaga na lateral-esquerda.

No time do Figueirense, o técnico Hélio dos Anjos também deve mudar o time, com relação aquele que venceu o Sport, na última rodada. O experiente Fernandes, meia que entrou no primeiro tempo na rodada passada, figurará entre os titulares.

Confira a ficha técnica –

Local: Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis (SC)
Data: 16 de agosto de 2012, quinta-feira
Horário: 21 horas (horário de Brasília)
Árbitro: Emerson de Almeida Ferreira (MG)
Assistentes: Marcus Vinicius Gomes e Celso Luiz da Silva (ambos de MG)

FIGUEIRENSE: Wilson; Léo, Fred, Anderson Conceição e Guilherme Santos; Claudinei, Jackson, Túlio e Fernandes; Caio e Aloisio
Técnico: Hélio dos Anjos

SANTOS: Rafael; Bruno Peres, Bruno Rodrigo, David Braz e Juan; Adriano, Arouca, Leandrinho (“Patito” Rodríguez) e Paulo Henrique Ganso; Neymar (Victor Andrade) e André (Bill)
Técnico: Muricy Ramalho


No próximo sábado, dia 28 de julho, Botafogo e Figueirense se enfrentam pela 13ª rodada do Brasileirão 2012.

A partida marcará o terceiro jogo de Seedorf com a camisa do Botafogo, sendo o segundo no Engenhão.

Jogando contra o Figueirense, que está na rabeira do Brasileirão, o jogo tende a ser a oportunidade ideal para que o holandês faça enfim uma exibição de gala e ajude o time da estrela solitária a reencontrar a vitória.

O time carioca acumula 2 derrotas seguidas, para Grêmio e Vasco (ambas por 1 a 0), mas conta com um elenco muito bom, pois conta com Jefferson no gol, Renato no meio campo e Seedorf na criação.

A atração, porém, deve ficar por conta do encontro de Loco Abreu com o seu ex-clube, onde o treinador Oswaldo de Oliveira disse que não queria contar com o jogador, pois o considerava lento e centralizador.

Mesmo sendo ídolo do torcedor, Loco Abreu ainda tem de mostrar valor no time catarinense, que está na zona de rebaixamento, com apenas 8 pontos ganhos.

  • Favorito: Botafogo.
  • Destaque: Seedorf.
  • Pode desequilibrar: Loco Abreu.

Por José Alberi


Na ponta inferior da tabela, Atlético-GO e Figueirense fazem o jogo dos desesperados pela décima rodada do Campeonato Brasileiro. A partida será no estádio Serra Dourada, em Goiânia, às 21h de quinta-feira (dia 19 de julho).

Os donos da casa jogam para tentar conseguir a primeira vitória na competição, já que até agora a equipe conquistou apenas dois empates e perdeu as últimas sete partidas. O Dragão está na lanterna do Brasileirão, com apenas dois pontos conquistados.

A situação do Figueirense no campeonato também não é das melhores. A equipe catarinense venceu apenas uma vez na competição e está beirando a zona de rebaixamento, na 16ª posição, com 8 pontos, apenas um a mais que o Coritiba, primeiro da degola.

O atacante Louco Abreu foi a grande estrela do time catarinense na derrota por 4×3 para o líder Atlético-MG e deve entrar em campo novamente na cidade de Goiânia. O técnico Argel Fucks também deve contar com o retorno do volante Túlio (que estava suspenso) e do lateral Guilherme Santos (que não pôde jogar por questões contratuais). O Figueirense não vence uma partida há 56 dias. Contra o Galo esteve perto da vitória, pois vencia por 3×1, mas sofreu a virada após a substituição do atacante Louco Abreu.

Por Mozart Artmann


Precisando vencer para se afastar da zona de rebaixamento, Figueirense e Bahia duelaram na tarde desse domingo (24/06), no Orlando Scarpelli, em Florianópolis, em busca da segunda vitória no Campeonato Brasileiro 2012.

O gol catarinense foi marcado por Júlio Cesar, aos 6 minutos do segundo tempo. Vander, aos 34, empatou para os baianos. A partida ainda marcou a estreia da principal contratação tricolor para a temporada, o meia Mancini, que veio do Atlético-MG.

Com o resultado, a equipe de Santa Catarina mostra um péssimo início de Brasileirão. São cinco jogos seguidos sem vitórias. Nesse período, quatro empates e uma derrota. Com uma única vitória catarinense na competição ainda na 1ª rodada, o Figueira aparece em um modesto 14º, com sete pontos.

Somente um ponto e uma posição atrás, o Bahia soma agora uma vitória, três empates e duas derrotas. Dois tentos a mais do que o Corinthians, último time na zona da degola.

As duas equipes voltam a campo no próximo domingo (1º/07). No estádio Pituaçu, o Bahia recebe o Internacional, às 16h00. Um pouco mais tarde, às 18h30, o Figueirense viaja até São Paulo, onde enfrenta o Palmeiras em jogo marcado para ocorrer na Arena Barueri.

Por Ramon Raleandro





CONTINUE NAVEGANDO: