Felipãodeu o último título de expressão do Palmeiras: Copa do Brasil de 2012. Mas não teve muito o que comemorar, pois no mesmo ano foi um dos acusados pelo rebaixamento do clube para a série B. Não chegou a ver a tragédia, pois saiu antes, mas mesmo assim foi responsabilizado. Mas o tempo passa e a torcida palmeirense tem grande afinidade com o treinador, que também deu ao clube o único título da Libertadores da América, conquistado em 1999.

Um torcedor foi questionado sobre a possível volta do treinador e disse: “Seria ótimo, é um vencedor!”. Muitos têm o mesmo pensamento e admiração pelo técnico, que hoje comanda o Grêmio e tenta beliscar uma vaguinha na Libertadores da América com o clube gaúcho.

Felipão se diz satisfeito com o trabalho no Grêmio e não cogita mudanças para 2015. Sempre quando questionado sobre o Palmeiras, diz que tem profunda admiração e respeito pelo clube e que aprendeu a amar as cores alviverdes, tendo o clube, junto com o Grêmio, os clubes de coração.

A diretoria do Palmeiras não confirma, mas alguns conselheiros dizem que uma das soluções é trazer o Felipão de volta, pois estará com sede de títulos no clube paulista, por onde teve de sair pelas portas dos fundos da última vez. Outros são contra, em especial pelo treinador, além de responsável pela queda em 2012, ter levado a seleção ao maior vexame de sua história – derrota de 7×1 para a Alemanha, dentro de seus domínios.

A eleição presidencial do Palmeiras pode dar contornos novos a essa história do Felipão voltar ao clube. Caso Paulo Nobre saia derrotado, Pescarmona tem um perfil mais agressivo e segundo fontes próximas que não quiseram se identificar, dizem que pelo menos uma proposta será feita ao antigo treinador – o difícil será ele aceitar.

Outro nome que ventila nos bastidores é o de Vanderlei Luxemburgo.

Pois é, parece incrível, mas o Palmeiras moderno vive tendo que recorrer ao passado para tentar sorrir no futuro.

Por Luciana Viturino

Palmeiras

Felip?o no Palmeiras

Fotos: Divulgação


O técnico da seleção brasileira, Luís Felipe Scolari, respondeu incomodado ao comentário de Pelé sobre a convocação dos jogadores. Segundo o Rei do Futebol, Felipão deveria utilizar como base os jogadores do Corinthians. “Não sei o que ele quis dizer com isso. Vai ver que tem amigos no Corinthians.” Comentou o técnico antes do treino da seleção brasileira em Nyon, na Suíça, nesta quarta-feira.

Atualmente, o único jogador do clube alvinegro na seleção brasileira é o meia Paulinho, não convocado para os próximos jogos contra Itália e Suíça, devido a uma contusão.

Além de Paulinho, Alexandre Pato (atual atacante do Corinthians) é outro jogador visado por Felipão, podendo ser convocado inclusive para o amistoso contra a Bolívia, no dia 6 de Abril. Aliás, nesta partida só serão convocados jogadores que atuam no Brasil, e nesse aspecto Luís Felipe Scolari promete surpresas.

"Tenho conversado com os treinadores (de clubes) e eles têm sido maravilhosos, estão atendendo todas as solicitações.”, declarou o técnico. A convocação da seleção contra Bolívia deve ocorrer nos próximos dias, provavelmente após o jogo contra a Itália hoje, no dia 21.

A seleção de Felipão para enfrentar a Itália conta com os seguintes jogadores: Júlio César; Daniel Alves, Dante, David Luiz e Filipe Luís; Fernando, Hernanes e Oscar; Hulk, Fred e Neymar.

Por Willian Gonçalves





CONTINUE NAVEGANDO: