Eurico Miranda, que já foi presidente do Vasco anteriormente (três vezes) foi novamente eleito em 2014 e comandará o clube carioca pela quarta vez. Ele tomou posse do cargo nesta terça-feira (02/12), quando começará seu novo mandato pelos próximos três anos. Porém, apesar de o dirigente estar longe do foco nos últimos anos, há algum tempo ele segue interferindo nas decisões em São Januário.

Nesse retorno à presidência do cruz-maltino ele já anunciou algumas das suas primeiras medidas na nova gestão, ou como o próprio Eurico fez questão de frisar também se referindo à antiga administração do clube, os primeiros compromissos prometidos pelo novo dirigente, que é a mescla entre experiência e juventude em alguns cargos da diretoria.

Por outro lado, todos os integrantes das vice-presidências da nova diretoria serão pessoas que fizeram parte das antigas gestões de Eurico Miranda. O cargo de vice de finanças é considerado estratégico pelo presidente, não é remunerado como todos os cargos estatutários do clube, terá mais responsabilidades na nova gestão Eurico e será ocupado por Marcos Pereira de Carvalho. Para tomar posse dessa função, é preciso ser conselheiro do Vasco. O responsável por esse cargo no último mandato do atual presidente era Amadeu Pinto da Rocha, que faleceu no ano passado e era considerado um grande colaborador do cruz-maltino.

O segundo vice-presidente geral, Silvio Godói, deve acumular o cargo da vice-presidência de comunicações. José Luiz Moreira será novamente o vice de futebol. Marco Antônio Monteiro será nomeado presidente de marketing e vai acumular o cargo da presidência de relações públicas e de divulgação, que serão unificados. Já o departamento jurídico, terá o retorno de Paulo Reis.

Confira abaixo a lista dos possíveis nomeados para cada cargo da nova diretoria do Vasco da Gama, comandada por Eurico Miranda e que ficará no comando DP clube até 2017:

– Presidência: Eurico Miranda;

– 1ª Vice-Presidência: Fernando Horta;

– 2ª Vice-Presidência: Silvio Godói;

– Vice-Presidência do departamento médico: Egas Manoel Fonseca;

– Vice-Presidência do Jurídico: Paulo Reis;

– Vice-Presidência de Comunicações: Silvio Godói;

– Vice-Presidência do Departamento de Patrimônio: José Cardoso Joaquim;

– Vice-Presidência do Departamento de Finanças: Marcos Pereira de Carvalho;

– Vice-Presidência do Departamento Infanto-Juvenil: José Mourão Gonçalves;

– Vice-Presidência de Relações Especializadas: Denis Carrega Dias;

– Vice-Presidência de Marketing e Divulgação e Relações Públicas: Marco Antônio Monteiro;

– Vice-Presidência de Desportos Terrestres: Francisco Villanova;

– Vice-Presidência de Desportos Náuticos: Antônio Lopes;

– Vice-Presidência de Desportos de quadra e salão: Fernando Lima.

Por João Calvet

Vasco


A diretoria do Flamengo, sob o comando do atual presidente Eduardo Bandeira de Mello, encomendou à empresa Ernst & Young dados sobre a situação financeira do clube.

A análise teve a duração de três meses, e de acordo com os auditores da empresa contratada, a dívida do Mengão é de R$ 750,7 milhões, valor bem acima do que o que a antiga diretoria passou.

Mais da metade da dívida do rubro-negro é referente a impostos não pagos, inclusive, aproximadamente R$ 90 milhões são decorrentes da gestão da ex-presidente Patrícia Amorim; as informações foram publicadas pela revista "Veja" e a assessoria do clube não desmentiu.

Se as finanças do clube não estão sadias, em campo a situação não é muito diferente, pois o time já está eliminado do Campeonato Carioca, mesmo tendo mais duas partidas a fazer, e vem tendo dificuldades em adquirir reforços.

O próximo jogo do Flamengo será no domingo,14/04, quando fará o clássico contra o Fluminense, Fla x Flu. A partida será realizada no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, e para o Mengão será apenas mais um clássico, pois pouco valor terá os três pontos, a não ser para levantar o moral dos jogadores.

Por Vinicius Cunha





CONTINUE NAVEGANDO: