A cada ano Vanderlei Luxemburgo consegue se superar e coleciona fracassos e demissões vexatórias.

Este ano o time que demitiu o treinador foi o Grêmio de Porto Alegre, fato que já havia sido repetido por Palmeiras, Santos, Atlético Mineiro e Flamengo, isto só citando os últimos trabalhos do treinador.

Luxemburgo parece estar se especializando a criar bons trabalhos de curto prazo, assumindo times em situações complicadas, mas que não consegue dar continuidade ao trabalho e logo os resultados deixam de ser satisfatórios.

No seu último clube, o Grêmio de Porto Alegre, ele foi contratado no lugar de Caio Júnior, que vinha muito mal no comando da equipe. Logo que chegou ao Grêmio, Luxemburgo já tinha um grupo praticamente fechado para a temporada 2012 e estava desacreditado, mas com algumas poucas contratações conseguiu uma boa campanha, além de uma vaga na Pré-Libertadores.

Mas repetindo o que aconteceu em seus últimos trabalhos, logo Luxemburgo teve desavenças com dirigentes, sugeriu contratações caras e desnecessárias e começou a colecionar resultados negativos. Com isso, novamente foi demitido antes do final do contrato. Apesar disso, o técnico irá receber uma milionária multa rescisória. Grande negócio para o treinador, que acumula fracassos e rescisões.

Por José Alberi


Paulo Autuori não é mais treinador do Vasco da Gama. O treinador contratado como solução para os problemas da equipe de São Januário não suportou as derrotas e falta de comprometimento do clube e deixou o cargo. Autuori chegou ao Vasco através de Ricardo Gomes e saiu por garantir que o clube não cumpriu o combinado de quitar os salários atrasados do elenco.

A saída de Autuori agitou os bastidores do Vasco da Gama. A semana que já havia começado mal com a derrota por 5 a 3 para o Internacional, em Caxias do Sul, foi agravada com a desistência do treinador, que esteve no clube e se despediu do grupo de atletas. A gota d'água para a saída do treinador teria sido o não cumprimento da diretoria com os atletas, que já acumulam meses de salários atrasados.

A frustração tomou conta da coletiva de imprensa realizada em São Januário. o presidente Roberto Dinamite lamentou a saída do treinador logo quando o clube está quase fechando um contrato de patrocínio que acalmará a crise. A suspeita é que Paulo Autuori tenha deixado o Vasco para assumir o São Paulo.

Por Marcos Junior


O São Paulo já não é mais o mesmo. O time, que dominou o cenário brasileiro nos últimos anos com o tricampeonato brasileiro de 2006, 2007 e 2008, Copa Libertadores da América e Mundial Interclubes, terminou 2012 em ponto de bala, com o título da Copa Sul-Americana, o que lhe garantiu o direito de disputar a Recopa Sul-Americana contra o atual campeão da Libertadores, o Corinthians. E quis o destino aplicar sua assinatura, num jogo marcado pelas falhas dos goleiros Rogério Ceni e Cássio, em lances vistos como fáceis, e a vitória alvinegra por 2 a 1.

O placar rendeu a demissão do técnico Ney Franco. Apontado como peça fundamental na promoção de jovens das categorias de base, Ney Franco vinha de um bom momento quando assumiu o lugar de Emerson Leão, com títulos internacionais com Seleção Brasileira Sub-20. Em pouco mais de um ano à frente da equipe, teve quase 60% de aproveitamento, pouco para um time acostumado a  bons resultados e títulos. Dentro de campo, sobraram itens que culminaram em sua decisão, como as críticas da torcida, um relacionamento não tão bom com alguns jogadores, dentre eles o goleiro e ídolo Rogério Ceni, falta de estilo de jogo e padrão tático, este muito influído pela instabilidade de Paulo Henrique Ganso. Contratado a peso de ouro,  ainda não rendeu na equipe tudo o que dele se espera. Além disso, houve o episódio de jogadores afastados após a eliminação no Campeonato Paulista de 2013 para o Corinthians nos pênaltis, o que levantou a ira da torcida e fez surgir os gritos pela volta de Muricy Ramalho.

O time ocupa atualmente a 6º posição no Campeonato Brasileiro de 2013 e teve neste domingo mais um clássico, contra o Santos sem Neymar, que foi comandado pelo interino Milton Cruz, amigo pessoal de Muricy e funcionário do clube há 15 anos, além de ser o responsável pelas contratações.

Caberá a Milton preparar o ambiente para jogos importantes, contra o Santos e Corinthians, onde precisa reverter o resultado para alcançar o título, além de levantar a autoestima dos jogadores e solidificar o (quase) retorno de Muricy, acalmando assim os torcedores e recolocando o tricolor de volta aos trilhos de onde não deveria ter saído.

Por Junior Almeida


No Grêmio há 18 meses, Vanderlei Luxemburgo poderia se tornar o técnico com maior longevidade no comando do time gaúcho. Porém, esse recorde não foi quebrado. Na manhã de sábado, o técnico foi demitido, antes mesmo de seu contrato ser encerrado. No ano passado o contrato de Luxemburgo foi renovado, onde o técnico do Grêmio passaria a permanecer no clube por 2 anos e 10 meses, caso que não ocorreu.

Mesmo desse modo, Vanderlei fica atrás apenas de dois treinadores em tempo de permanência no cargo: Tite e Mano Menezes. O ex-técnico da seleção brasileira, Mano Menezes é o recordista dos últimos anos, pois permaneceu dois anos e sete meses no Olímpico. O fato ocorreu entre 2005 e 2007, sendo bicampeão gaúcho, campeão da Série B e vice da Libertadores.

Já o técnico Tite, trabalhou por dois anos e seis meses. Com um histórico surpreendente no Corinthians, Tite também teve suas conquistas no time gaúcho e permaneceu em Porto Alegre até 2003.

Segundo o site do Globo Esporte, Luxemburgo se despediu de Porto Alegre neste sábado deixando em seu histórico um aproveitamento de 64,8%, com 52 vitórias, 21 empates e 18 derrotas em 91 jogos.

Além disso, não conquistou, por sua vez, nenhum título ao longo dos 495 dias em que esteve no comando do Grêmio. Vanderlei Luxemburgo foi apresentado em 23 de fevereiro de 2012 e seu maior presente foi manter o terceiro lugar no Brasileirão, que lhe rendeu uma vaga na Libertadores da América.


Renato Abreufoi demitido nesta segunda-feira pelo clube carioca. Em um comunicado divulgado pelo site do Flamengo, o rubro-negro informou que não conta mais com o camisa 11. Vale lembrar que o contrato do jogador iria até dezembro de 2013.

A decisão não pegou apenas os torcedores de surpresa, mas sim o próprio jogador, que estava se preparando para voltar aos treinos, nesta terça-feira. O destrato, no entanto, ainda não foi assinado. 

Segundo o site, não houve qualquer tipo de reunião entre as partes. O rubro-negro informou ao empresário Cláudio Guadagno a decisão na segunda à tarde. O clube deixou bem claro que pagará os salários do jogador até o fim do ano, e que, Renato já está liberado, caso outra equipe tenha interesse pelo jogador. 

Para que todos entendam a demissão do ex-jogador rubro-negro, a diretoria alegou que o meio cometeu infrações graves durante os últimos meses. De acordo com o Globo Esporte, ainda tentando entender a decisão da diretoria, Renato pode ir para o Bahia, sendo que o clube tem interesse muito grande no jogador. Porém, especulações sempre ocorrem, mas ainda nada foi confirmado.

Agora só resta aguardar qual time irá contratar o ex-jogador flamenguista.


Poucos dias depois de sua demissão do Flamengo, o treinador Jorginho, tetracampeão com a seleção brasileira, na época de jogador, concedeu entrevista coletiva no escritório de seu empresário, Cláudio Guadagno, explicando detalhes sobre sua demissão do Rubro-Negro carioca.

Na entrevista, Jorginho evitou criticar atletas e diretores; o treinador comandou o Flamengo em apenas 14 oportunidades, e vê a falta de reforços de peso como fator primordial para o insucesso à frente do clube, reiterando que antes de assumir sabia da situação financeira do time.

Entre jogar no Flamengo e treinar o time, a primeira opção seria mais fácil, de acordo com Jorginho, mostrando-se incomodado com o grande número de vazamento de informações, não sabendo dizer quem, no entanto frisou que existem pessoas no Flamengo que levam "picuinhas" à imprensa.

Apesar da situação financeira não ser das melhores no Flamengo, Jorginho afirmou que durante o tempo que por lá esteve recebeu em dia; outro ponto tocado foi o relacionamento com o grupo de jogadores, com o qual Jorginho disse não ter tido problemas, nem mesmo com Renato Abreu, que durante uma partida discutiu com o treinador após ser substituído.

Por Vinicius Cunha


O Manchester City está sem treinador; após a derrota para o Wigan, na final da Copa da Inglaterra, por 1 a 0, a diretoria não titubeou, e demitiu Roberto Mancini, que depois do título do Campeonato Inglês 11/12, não ganhou mais nenhuma taça, colecionando eliminações.

khaldoon Al Mubarak, presidente do Manchester City, agradeceu Mancini pelo papel desempenhado, sobretudo pelas conquistas do supracitado Campeonato Inglês e da Copa da Inglaterra 10/11. O treinador iniciou seu trabalho no City no ano de 2009, e além das duas conquistas citadas, envolveu-se em confusões com Balotelli e Carlos Tévez.

Mesmo com as recentes derrotas e eliminações, o clube garantiu participação na Champions League 2013/2014, após garantir o vice campeonato no Campeonato Inglês 12/13, o qual o título ficou com a outra equipe da cidade, o Manchester United, que também perderá seu treinador, Alex Ferguson, não por demissão, mas sim por aposentadoria deste.

Manuel Pellegrini, chileno, atual treinador do Málaga, é o provável substituto de Roberto Mancini. Aquele levou o time espanhol as quartas de final da Champions League 12/13, na primeira participação do clube. No currículo de Pellegrini há passagens por River Plate, Villarreal e Real Madrid.

Por Vinicius Cunha


A diretoria do Flamengo se reuniu com Dorival Júnior com o intuito de reduzir os vencimentos do treinador, porém não chegaram em um denominador comum e Dorival não irá mais treinar o Mengão.

De acordo com nota publicada pelo clube, a "dispensa" do técnico está ligada à nova política de contenção de gastos que estão implantando na Gávea.

O desempenho de Dorival Júnior no Flamengo é bem razoável, ficando menos de um ano no comando e não ganhando nem um título.

Se a decisão foi acertada ou não, só o tempo dirá, mas já há bastante tempo o Flamengo tem adotado esse tipo de postura e trocado de treinadores de acordo com os resultados.

Na Europa, geralmente os contratos são cumpridos, e poucos clubes no Brasil têm dado créditos aos comandantes e mantido os mesmos nos times, mesmo que os bons resultados não venham.

De parabéns está a diretoria do Corinthians, que teve tudo para despedir Tite, após o Timão ser eliminado na Pré-Libertadores 2011 para o Tolima, porém confiou no treinador e os resultados vieram, como um Campeonato Brasileiro, uma Libertadores e um Mundial de Clubes da FIFA.

Sorte ao Flamengo e ao Dorival.

Por Vinicius Cunha


Uma debandada está acontecendo em São Januário, o primeiro a sair foi Rodolpho, seguido por Fernando Prass que foi para o Palmeiras, Juninho fechou com o Red Bull – EUA, Pipico foi para o Dallas FC também dos Estados Unidos, Nilton rescindiu o contrato, Alecsandro acertou com o Atlético – MG e Éder Luís também deve deixar a colina.

Diante de tantas saídas, a Diretoria entrou em estado de alerta máximo e em imediato tratou de correr atrás de reforços. Do Palmeiras devem vir Luan, Juninho, Maikon Leite e Valdívia. Do Atlético Mineiro, Leonardo e Filipe Souto são os mais próximos. Do sul podem chegar Dátolo, André Lima e Michel Alves.

De fora do país a expectativa é de que o clube acerte com Willians, ex-Flamengo,  atualmente na Udinese e Zé Love, ex-Santos e atuando no momento pelo Genoa.

A torcida está em pânico, isso porque o time está desfigurado, os salários estão atrasados e não existem perspectivas de melhora para o futuro. René Simões garante que o cruzmaltino terá um time competitivo para 2013.

Basta saber se as promessas serão cumpridas e se o gigante da colina voltará a ser grande em 2013.

Por Gabriel Frigini Reis


Na tarde dessa última sexta-feira, a CBF (Confederação Brasileira de Futebol) anunciou a saída de Mano Meneses do comando da seleção principal, depois de 2 anos do treinador à frente da equipe nacional.

A decisão foi tomada após reunião entre o presidente da entidade que comanda o futebol nacional, José Maria Marin, com Andres Sanches, juntamente com outros diretores. Além de Mano, toda a comissão técnica foi afastada. O novo treinador será apresentado somente em janeiro e estão cotados para assumir a seleção canarinho os treinadores: Felipão, Tite e Muricy Ramalho.

Muito criticado pela torcida brasileira por não conquistar títulos importantes como a Copa América e por não ter formado uma base firme, Mano Meneses cai mesmo após a conquista do Bicampeonato do Superclássico, na última quarta-feira.

As fracas atuações contra as seleções mais fortes também pesaram contra o ex-treinador brasileiro. O treinador não conseguiu grandes resultados e perdeu o pouco apoio que ainda lhe restava.

Sob direção do técnico, a Seleção Nacional despencou no ranking das melhores seleções. De segundo lugar em 2010, a equipe passou para a 13ª colocação.

A CBF realizou o sonho do torcedor brasileiro, e demitiu o treinador, que conta com grande rejeição.

Por Renato Benevenuto


O tempo de Fernandão no comando do Internacional chegou ao fim. Depois de o presidente colorado, Geovani Luigi, dizer que havia a possibilidade de o treinador permanecer na equipe em 2013, o clube gaúcho anunciou a saída do ídolo do clube de Porto Alegre.

O treinador colorado era diretor executivo do clube e foi efetivado para treinar a equipe, após a demissão do técnico Dorival Júnior. Sua caminhada frente a equipe gaúcha durou 122 dias, estando à frente da equipe em 26 jogos, tendo um aproveitamento de cerca de 44,87%.

Seu início como treinador foi promissor, permanecendo invicto por seis jogos. No entanto, o técnico viu o rendimento da equipe cair de produção. Com problemas na escalação e no relacionamento com os atletas, o treinador se desgastou com o grupo, criando um clima insustentável dentro do vestiário.

Fernandão assumiu o comando da equipe com o objetivo de levar o clube gaúcho à conquista do título brasileiro, porém não conquistou nem a vaga para a Taça Libertadores.

Com a saída de Fernandão, quem assume o comando interino da equipe é Osmar Loss, que já treinou o time em outros processos de transição de treinadores.

Por Renato Benevenuto





CONTINUE NAVEGANDO: