Novo game promete agradar os amantes de jogos de corrida e busca resgatar o sucesso do clássico Top Gear.

Um dos jogos mais conhecidos do famoso console Super Nintendo foi sem sombra de dúvidas Top Gear. Se a sua infância foi marcada por este game, saiba que é possível reviver tal aventura através do Android ou iOS, pois o game Horizon Chase World Tour foi criado justamente para trazer de volta o grande sucesso da franquia do Super Nintendo. O game foi desenvolvido por brasileiros e já faz um grande sucesso na internet. Confira mais detalhes na continuação desta matéria.

O grande destaque para Horizon Chase é de fato a releitura que o game faz de Top Gear, um dos clássicos do Super Nintendo. A ideia dos desenvolvedores desse game foi bastante interessante, pois muitos jogadores em todo o mundo utilizam emuladores em plataformas variadas para voltar a jogar Top Gear. Com o Horizon Chase você precisa apenas ter o jogo instalado em seu aparelho e toda a emoção do seu jogo favorito será garantida.

Segundo os desenvolvedores do jogo, Horizon Chase tem como uma de suas principais características o resgate de gráficos das gerações 16-bits. Com isso, o jogo tem grande influência do passado, porém, não deixa de lado a atual tecnologia e toda a nossa modernidade. Os gráficos com polígonos aparentes, bem como as cores secundárias, irão trazer uma grande nostalgia aos jogadores.

Vale destacar que Horizon Chase também é um tour pelo mundo. O jogo é bastante diversificado. Sendo assim, a cada nova copa disputada o usuário estará pilotando em lugares diferentes. Dessa forma, as corridas são realizadas no pôr do sol, numa chuva forte, no meio da neve, cinzas e tempestade de areia.

Além disso, saiba que o game desenvolvido por brasileiros também contará com a participação de ninguém menos que Barry Leitch. Caso não saiba, ele é o cara por trás de trilhas clássicas de jogos como, por exemplo, Lotus Turbo Challenge, Top Gear e Rush. Portanto, além de belas paisagens e lugares diversos, os jogadores também terão uma excelente trilha sonora a sua disposição.

O jogo pode ser baixado e instalado por meio de sua página oficial no Google Play. Para acessar a mesma clique AQUI.

Por Bruno Henrique


Para o GP da Espanha os carros da Williams terão atualizações e terão um melhor desempenho.

A temporada 2015 da Fórmula 1 já teve quatro Grandes Prêmios (GP), e pôde-se notar as inúmeras dificuldades da Williams em acompanhar o ritmo da Ferrari e da Mercedes, escuderias com o melhor desempenho até o presente momento. No entanto, com a proximidade do GP da Espanha, o próximo da temporada, o experiente piloto brasileiro Felipe Massa se mostrou otimista, tendo dito que a prova a ser realizada no circuito de Barcelona deve ser a de melhor desempenho da Williams, haja vista que os pilotos dessa equipe têm total conhecimento da pista, local onde foram realizados os testes para a atual temporada.

De acordo com o brasileiro Felipe Massa, durante o inverno, eles (os componentes da equipe Williams) completaram, em Barcelona, duas semanas de testes, e por essa razão sabem como o carro pode se comportar no circuito espanhol; assim, estão, teoricamente, mais preparados para esse GP do que qualquer outro do campeonato. Disse, ainda, que Barcelona tem uma boa pista e também muitos torcedores nas arquibancadas, além de se mostrar uma grande cidade na porta do Hotel.

Também foi destacado por Massa que para o Grande Prêmio da Espanha os carros da Williams terão algumas atualizações, o que deve aumentar a competividade da escuderia no próximo final de semana. Segundo o brasileiro, já foi mostrado nas primeiras corridas que o carro é bom, e que agora é o momento de se aproveitar as atualizações que serão incrementadas e fazer o possível para diminuir as diferenças perante os rivais. Disse que se sente feliz em estar de volta à Europa e que espera que o "Velho Mundo" dê sorte à equipe.

Depois de quatro GPs, a Mercedes tem como principal rival a italiana Ferrari; esta é vice-líder no mundial de construtores com 107 pontos e aquela lidera com 159 pontos; a Williams segue em terceiro com 61 pontos. Já no Mundial de Pilotos, o líder é Lewis Hamilton com 93 pontos, o segundo é Nico Rosberg com 66, o terceiro é Sebastan Vettel com 65, o quarto é Kimi Haikkonen com 42, e o quinto é Felipe Massa com 31 pontos. O outro brasileiro na competição, Felipe Nasr, ocupa a oitava colocação com 14 pontos.

Por Vinícius Cunha

Williams

Foto: Divulgação


Nenhuma surpresa. Dobradinha queniana na Corrida Internacional de São Silvestre 2012 com as vitórias de Edwin Kipsang no masculino e Maurine Kipchumba no femino. Desde que a competição passou a ter a distância atual, de 15 km, os quenianos passaram a dominar e já fazem sua 7ª dobradinha em 21 edições. É a 13ª vez que um queniano ganha a prova masculina, e a décima vez que uma queniana vence a versão feminina.

Não só isso. Os quenianos também dominaram o pódio desta competição. No masculino, os três primeiros foram quenianos: Edwin Kipsang, com 44 minutos e 4 segundos; Joseph Aperumoi, com 44 minutos e 14 segundos; e Mark Korir com 44 minutos e 20 segundos. O brasileiro Giovani dos Santos foi o quarto colocado com 44 minutos e 50 segundos. E o marroquino Hafid Chani fechou o pódio com 44 minutos e 54 segundos.

No feminino, Maurine Kipchumba fez 51 minutos e 42 segundos; Jackline Juma Sakilu, da Tanzânia, fez 52 minutos e 11 segundos; a também queniana Rumokol Chepkanan fez 52 minutos e 50 segundos; a etíope Fekede Negede fez 53 minutos e 36 segundos; e Anastazia Ghamaa, da Tanzânia, fechou o pódio com 53 minutos e 42 segundos.

Curiosidade

A Corrida de São Silvestre é muitas vezes chamada, mesmo por parte de setores da imprensa de maratona. A rigor, isso está incorreto. Uma maratona deve ter exatamente 42.195 metros, aproximadamente a distância que Filípides teve que percorrer da Planície de Maráthonas até Atenas, para avisar seu povo da vitória de seus soldados sobre os persas. A distância foi fixada em 1908, um pouco além dos 40km originais, nas Olimpíadas de Londres. Veja a história completa.

Portanto, com 15km, a Corrida de São Silvestre não é, nem nunca foi, uma maratona. A corrida teve sua distância aumentada ao longo do tempo, chegando a ter apenas 5,5km de 1942 a 1944, época em que só brasileiros a disputavam. O tamanho atual é o maior da história. Acompanhe aqui.





CONTINUE NAVEGANDO: