O Santos resolveu seus problemas nas laterais com a contratação dos jogadores Cicinho e Eugênio Mena. Agora, com a saída de Neymar, a equipe corre atrás de valorizar o seu setor ofensivo.

Com isso, mais um argentino pode estar pintando no elenco do Peixe. O atacante Saviola acaba de rescindir seu contrato com o Málaga e procura uma nova camisa para defender. Logo, o clube santista já entrou em contato com Diego Queiroga (empresário do atleta) a fim de saber os valores finais para trazer o craque para o Brasil. Na disputa pelo artilheiro também está o Olympiakos.

Tendo em vista que a diretoria a pouco oficializou a contratação de Thiago Ribeiro, agora ela demonstra que por momento as transações que visam trazer novos jogadores estão encerradas. As únicas possibilidades de novidades, a priori, se encontram nas oportunidades ímpares que o mercado possa proporcionar.

Se tratando de Thiago Ribeiro, espera-se o jogador nessa quarta-feira para fazer exames médicos e assinar o contrato. Essa transação custou ao Santos algo em torno de 3 milhões de euros (mais de R$ 8 milhões). O valor pago confere ao clube 100% dos direitos econômicos do atleta, que chega com banca de titular absoluto. O contrato do jogador tem prazo até 2017.

Por Natália Mayrink De Lazzari


Após vender Neymar e Felipe Anderson por cifras milionárias para o futebol europeu, o Santos, mesmo com dinheiro em caixa, acabou desistindo de contratar o atacante Robinho, do Milan. Após intensa negociação com o clube italiano, o alto custo com salários acabou levando a diretoria do Peixe a desistir do negócio.

Após aceitar desembolsar o montante de R$ 17,28 milhões para a contratação do jogador, a diretoria se viu sem saída quando se deparou com o salário que iria pagar ao jogador: R$ 1,3 milhões. Após muitas insistências, troca de telefones e e-mails, o clube informou aos italianos que o máximo que poderia oferecer seria um salário de R$ 800 mil, o que foi recusado.

Robinho era a grande esperança do Santos para repor as saídas de Neymar e Felipe Anderson. Após o fracasso das negociações, a diretoria informou em nota oficial que desiste da negociação e que irá se reunir com a comissão técnica em busca de novas opções.

O atacante não vem rendendo o esperado na Itália e a sua contratação é considerada pelos jornalistas locais como uma grande decepção.

Por Júlio Abreu


Desde a sua saída do Santos para o Exterior, o desejo de Robinho em voltar ao clube santista é visível. Entretanto, a realização deste desejo pode ser um tanto mais complicada do que parece.

O Milan, atual clube de Robinho, já formalizou uma proposta ao clube santista a qual, momentaneamente, é inviável. De acordo com o Presidente Luiz Álvaro Ribeiro, Robinho e Milan propuseram um salário mensal de R$ 1,2 milhão. Luiz Álvaro afirma que o maior salário do elenco do Santos, atualmente, é o de Montillo, que recebe metade do valor proposto por Robinho. Nestas condições, o Presidente afirma: “Desse jeito, com esses valores, não vou contratá-lo. Nenhum jogador do mundo vai receber R$ 1,2 milhão de salário no Santos. Não dá, apesar de todo carinho que temos por ele”.

Também de acordo com a presidência santista, uma saída para aceitar o craque novamente seria buscar muitos patrocinadores, semelhantemente ao que foi feito no ano de 2010. Porém, a atual situação de Robinho não atrairia tantos patrocínios assim, já que o jogador está com mais de 29 anos e fora da Seleção. Para o Santos, tais condições não justificariam o valor proposto por Robinho e Milan.

Apesar desta negativa, as conversas entre os envolvidos deverão continuar. Robinho passa férias em Santos e mantém contato com a presidência Santista.

Por Tatiane Andrade





CONTINUE NAVEGANDO: