Na última quarta-feira o Flamengo não conseguiu manter a vitória e terminou empatado com o Bahia por 1 x 1. Diante dessa situação, o meia Everton, afirma que a situação da equipe rubro-negra no Campeonato Brasileiro está péssima. Ao sair de campo, o jogador ainda disse que o time não está conseguindo reagir, embora tenha havido a mudança de treinador. Todavia, se está difícil, está para todos e eles precisam erguer a cabeça para não errar mais.

Durante o jogo o presidente Eduardo Bandeira de Melo voltou a ser alvo de protestos pela torcida rubro-negra, conforme havia ocorrido no último domingo, no Maracanã, durante a partida com o Fluminense. Desta forma, o árbitro apitou o fim do jogo diante do Bahia, em Macaé, após vários torcedores trazerem ofensas contra o dirigente, o qual optou por não comentar o assunto e deixou rapidamente o estádio.

O próximo jogo do Flamengo está marcado para domingo e será realizado contra o Santos, no Morumbi. Os jogadores se reapresentaram na tarde de quinta-feira para avaliação médica e início dos treinamentos. Entretanto, o time precisa reagir e entrar em campo mais motivado, pois isso fará total diferença durante o jogo, além de garantir uma possível vitória. Além disso, os jogadores precisam iniciar o jogo com mais velocidade e força de vontade de vencer. Os passes de bola precisam ser feitos rapidamente para os outros jogadores da equipe. Isso fará total diferença durante a partida.

O time precisa de algumas vitórias para se tornar um diferencial nos próximos jogos. Diante disso, o dirigente pode deixar de sofrer tamanha pressão e contribuir para um melhor aproveitamento da equipe. O fato de ter empatado no último jogo e a pressão sofrida não significa que eles continuarão onde estão. Isso pode ser um ponto positivo para a equipe reagir e tirar gritos de uma torcida feliz com a vitória.

Por Luciana Viturino

Flamengo e Bahia

Foto: Gilvan de Souza/Flamengo


Hoje teve Bahia x Fluminense. Jogo importantíssimo para o Fluminense, e nem tanto para o Bahia. O jogo foi realizado na Arena Pituaçu, em Salvador (BA), e começou às 17h (horário de Brasília).

Apesar de o time carioca ter ganhado a partida pelo placar de 2 x 1, de nada adiantou para se livrar da série B. Rebaixamento foi concretizado.

Melhores momentos Bahia x Fluminense

jogo-bahia-x-fluminense-ao-vivo-ultima-rodada-brasileirao-2013-serie-a

Jogadores do Bahia

Marcelo Lomba, Rafael Miranda, Demerson, Titi e Raul; Fahel, Feijão, William Barbio, Anderson Talisca, Marquinhos Gabriel; Fernandão.

Jogadores do Fluminense

Diego Cavalieri, Igor Julião, Gum, Leandro Euzébio e Wellington Silva; Edinho, Jean e Wágner; Biro Biro, Rafael Sobis e Kenedy.


Cruzeiro x Bahia fazem jogo pela penúltima rodada do Brasileirão 2013 da primeira divisão. O jogo certamente é de importância só para um dos times, no caso o Bahia. O Cruzeiro já é campeão do Brasileirão, e portanto, não está jogando sua vida nessa partida.

O time do Bahia, que tem 45 pontos, tenta arrancar um empate ou uma vitória para se safar da zona da degola deste ano. Com 46 pontos, é bem provável que o time não tenha mais riscos de cair. Ontem, com o empate entre Fluminense e Galo, as equipes do Vasco, Coritiba, Criciúma e Bahia se beneficiaram deste tropeço, e podem brigar com unhas e dentes hoje para sair da parte de baixo da tabela.

O jogo, no entanto, será realizado dentro do Mineirão (casa do Cruzeiro), e o time mineiro quer fazer sua última partida em casa entregando um bom resultado a sua torcida. Aliás, todos os jogos do Cruzeiro tem sido só festa ultimamente, além de um espetáculo de futebol. Jogam muito.

Nas últimas 5 partidas, o Cruzeiro ganhou 3, perdeu 1 e empatou 1. No caso do Bahia, a situação é similar. Das 5, ganhou as duas últimas, empatou 2 e perdeu 1.

Jogo Cruzeiro x Bahia ao vivo - Série A - Brasileirão 2013

Escalação do Cruzeiro

Fábio; Ceará, Dedé, Bruno Rodrigo e Egídio; Henrique (Leandro Guerreiro), Lucas Silva, Everton Ribeiro e Ricardo Goulart; Dagoberto e Borges.

Escalação do Bahia

Marcelo Lomba; Rafael Miranda, Demerson, Titi e Raul; Fahel, Hélder, Anderson Talisca e William Barbio; Marquinhos e Fernandão.


O Bahia está em décimo primeiro no Campeonato Brasileiro 2013. O tricolor vem de altos e baixos na competição e, para melhor sua situação,o time de Cristovam Borges contratou um lateral direito colombiano. Juan Camillo Angulo já jogou em times como Tigre, da Argentina e Shanghai Shenhua, da China.

O jogador já está em salvador e deve ganhar a vaga de titular do lateral Madson que,  no jogo contra o Corinthians, acabou falhando nos dois gols marcados por Alexandre Pato. A torcida,embora não conheça muito bem o estilo de jogo de Angulo, espera o anúncio do atleta como o mais novo contrado do Bahia.

Juan Angulo afirmou está supresso com o número de torcedores do clube baiano. ''É uma nação'', disse ele, que também prometeu fazer o melhor possível pelo time. É a primeira vez que Angulo vai atuar no futebol brasileiro que, segundo ele, pode ser uma grande vitrine para sua carreira.

O contrato do jogador vai até junho de 2014 e ele esperar começar o mais rápido possível a terinar com seus novos companheiros. O Bahia ainda espera contratar mais jogadores para a continuaçãodo campeonato brasileiro. Além de laterais como Angulo,o tricolor baiano também busca um atacante para o certame.

Por Madson Lima de Oliveira


O clássico entre Vitória e Bahia no próximo dia 21 já estava marcado para acontecer na Fonte Nova. A disputa é valida pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro da Série A.

Tudo já estava certo, mas a diretoria do Vitória solicitou a mudança de campo, pois gostaria que a partida acontecesse no Barradão, estádio de sua propriedade.

Depois de negociações com a Fonte Nova Participações, equipe responsável pela gestão do estádio para a Copa do Mundo, o Vitória voltou atrás e decidiu que a partida será mesmo na Fonte Nova.

Até o final dessa semana, a assessoria de imprensa do Vitória deve confirmar que tudo voltará a ser como antes e que o jogo será realmente na Fonte Nova, ou seja, irá confirmar a alteração do local da partida, que voltou a ser a Fonte Nova.

Esse jogo representa o primeiro encontro entre Vitória e Bahia pela Série A desde 2003, ano em que as duas equipes estiveram na primeira divisão ao mesmo tempo. Na temporada de 2003 cada equipe levou a melhor em um jogo, pois no primeiro turno o Bahia venceu por 2 a 1 e no segundo turno a conquista foi do Vitória, também por 2 a 1.

Por Jéssica Posenato


Fabrício Lusa já está regularizado e a disposição do técnico do Bahia, Cristóvão Borges. O jogador já pode reforçar o time no jogo do próximo domingo (dia 7 de julho), que será contra o Corinthians, às 16:00, na Arena Fonte Nova, em Salvador (BA).

O nome de Fabrício Lusa já consta no Boletim Informativo Diário da Confederação Brasileira de Futebol, sendo assim, ele está autorizado a entrar em campo na disputa da 6ª rodada do Campeonato Brasileiro 2013.

Por conta da expulsão no jogo contra o Vasco, o jogador Diones estará fora do próximo jogo. Além disso, Helder ainda é uma dúvida na composição do time e é por isso que Fabrício Lusa tem grandes chances de estrear pelo Bahia no próximo jogo.

Fabrício Lusa nasceu em Caxias do Sul e começou a jogar futebol nas divisões de base do Juventude. Agora, o atleta assinou contrato com o Bahia e deve ficar por lá até o final da temporada de 2013. Lusa passou para o time profissional da equipe gaúcha no ano de 2011 e pelo estadual foi titular em todas as partidas do Alviverde. O volante já treina com a equipe do Bahia a algum tempo e está pronto para entrar em campo.

Por Jéssica Posenato


No domingo, 28/04, em jogo válido pela 8ª rodada da segunda fase do Campeonato Baiano, Vitória e Bahia se enfrentaram mais uma vez no ano, novamente na Fonte Nova, e como de praxe, o Rubro-Negro venceu, mantendo o tabu de não perder para o rival há aproximadamente 2 anos. A última vitória do Bahia foi em maio de 2011.

A partida foi o primeiro evento teste da FIFA, para disputa da Copa das Confederações 2013 e Copa do Mundo 2014, e mais uma vez o funk carioca esteve presente nos cantos da torcida rubro-negra. Quem também deu o ar da graça foi a caxirola, instrumento idealizado por Carlinhos Brown que promete ser a "sensação" dos eventos da FIFA.

Os gols da partida foram marcados por Michel e Mansur para o Leão; e Titi para o Bahia. Com o resultado adverso de 2 a 1, a diretoria do Bahia não foi perdoada, sendo xingada e hostilizada pelos fanáticos torcedores, descontentes com o atual time.

Com o resultado, ambas as equipes citadas classificaram-se em segundo lugar de seus grupos, e com isso assim ficou o chaveamento das semifinais: Juazeiro x Bahia e Juazeirense x Vitória. Os confrontos acontecerão duas vezes, uma já na quarta-feira, 1º de maio, e outro no domingo, dia 5. Os times do norte têm a vantagem de jogarem por dois resultados iguais.

Por Vinicius Cunha


Em partida válida pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Bahia receberá o líder Fluminense, em Salvador, contando com o apoio de sua torcida para se manter na série A.

Com boa campanha no segundo turno, o Bahia segue sua batalha contra o rebaixamento. Após o empate contra o Flamengo fora de casa, o time baiano voltou a abrir oito pontos de vantagem em relação ao primeiro time da zona do descenso. Entretanto, o duelo contra o Fluminense não será dos mais fáceis. Isso porque o time não poderá contar com Souza, Jones, Júnior, Elias, Ávine e Klebérson. Cláudio Pitbull e Lulinha deverão começar como titulares.

No Fluminense, o único desfalque é Thiago Neves. Convocado pela seleção brasileira, o meia deixa aberta a vaga para disputa entre Wagner e Rafael Sóbis. Com 62 pontos, seis a frente do segundo colocado, o time carioca busca a vitória para se manter com boa vantagem na competição. Fred, artilheiro do campeonato junto com Bruno Mineiro, é a principal esperança do time das Laranjeiras.

O jogo será disputado no estádio de Pituaçu, às 19h30, e será arbitrado por Raphael Claus.

Por Augusto Cesar


A 28ª rodada do Campeonato Brasileiro começa com um jogo de times que estão no meio da tabela. Na quinta-feira, 04/10, o Flamengo (11º colocado) enfrenta o Bahia (12º colocado).

O jogo acontece no estádio do Engenhão e envolve duas equipes com a mesma pontuação, 34, porém o rubro negro fica a frente por ter uma vitória a mais do que os baianos.

O Mengo vem de derrota para o líder Fluminense, por 1 a 0, mas está animado na competição. Antes da derrota da última rodada, o time de Dorival Júnior havia vencido o Atlético Goianiense e o Atlético Mineiro, segundo colocado, o que deixou o time mais distante da zona de rebaixamento.

Já o Bahia venceu o último jogo. Em Pituaçu, a equipe passou pelo Botafogo por 2 a 0, e agora, a distância para o Sport, primeiro a cair, é de sete pontos. Além disso, o time está forte na briga por uma vaga na Copa Sul-Americana e tem um dos melhores aproveitamentos no segundo turno.

Na partida, entre os times no primeiro turno, melhor para os cariocas, que conseguiram emplacar uma vitória fora de casa, 2 a 1.

Por Paulo B.


O Bahia joga contra o Botafogo pela vigésima sétima rodada do Campeonato Brasileiro de 2012.

Com o apoio de sua torcida, o clube baiano tem o objetivo de se afastar ainda mais da zona de rebaixamento, terminando o torneio na parte intermediária da tabela. O time apresenta-se na décima quinta posição da classificação, contabilizando 31 pontos em 26 rodadas. O aproveitamento da equipe no torneio é de 39,7% e seus principais jogadores na competição são: Souza, Gabriel, Fahel e Hélder. Na última rodada, o Bahia foi derrotado pelo Internacional fora de casa pelo placar de 3 x 1. Para a partida com o Botafogo, o setor defensivo passa por forte treinamento.

Pelo lado do Botafogo a situação é um pouco melhor. O time da estrela solitária está na cola das equipes do G4 e apresenta 40 pontos nas 26 séries de jogos disputadas. Com aproveitamento de 51,3%, a equipe carioca está na sexta posição e encara a partida contra o Bahia como o início de uma retomada rumo à zona de classificação para a Copa Libertadores da América do ano que vem. A equipe conta com o holandês Seedorf (que tem feito apresentações memoráveis nos últimos jogos) e com o habilidoso Andrezinho.

Por Marcelo Araújo


O Internacional recebeu o Bahia, pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro, e conseguiu uma vitória tranquila. Confirmando o fator casa, o time gaúcho quase não passou sustos e conseguiu 3 pontos importantes para a continuação do campeonato.

Os dois times começaram a partida se estudando. Sem forçar nos primeiros 10 minutos, as equipes iam procurando caminhos para chegar ao gol adversário. E o Inter achou. Aos 12 minutos, numa falha do setor defensivo do Bahia, Fred chutou de fora da área e abriu o placar para o Colorado.

Depois de sofrer o gol, o Bahia tentou ir para o ataque e teve chances com Elias e Souza. Damião, por outro lado, assustava pelo Internacional. Mesmo assim, o jogo seguia em ritmo morno. Enquanto isso, Forlán começava a aparecer.

Depois de três tentativas, o atacante conseguiu marcar seu gol. Em assistência de D'Alessandro, o uruguaio só teve o trabalho de empurrar para as redes para mudar o placar: 2×0. Foi o mesmo quem teve a última chance do primeiro tempo, mas Marcelo Lomba salvou o time baiano de levar o terceiro gol.

O cenário continuou igual no segundo tempo. O Bahia não oferecia perigo ao goleiro Muriel. O Inter, leve em campo, ia pra cima com tranquilidade. Aos 2 minutos, o time gaúcho quase conseguiu marcar o terceiro. 4 minutos depois, conseguiu.

Leandro Damião acertou belo chute de fora da área e fez 3×0. Após o terceiro gol, o Colorado diminuiu o ritmo e esperava já o final do jogo. No fim, ainda houve tempo para o Bahia descontar, com Kleberson. O gol serviu apenas como consolação e o resultado terminou assim: 3×1.

Com a vitória, o Inter chega a 40 pontos e ocupa a 7ª colocação. O Bahia, que estava a sete jogos sem perder, fica com 31 pontos, na 15ª posição.

Por Augusto Cesar


As coisas não estão boas para o lado do Estádio do Beira Rio, em Porto Alegre (RS). Além do arquirrival Grêmio estar bem na tabela, o empate contra o Sport, em casa, na última rodada do Campeonato Brasileiro fez o clima esquentar entre o treinador Fernandão e a equipe.

O técnico criticou publicamente seus jogadores que teriam jogado de salto alto contra os pernambucanos.

Com 37 pontos, o time é o sétimo e está seis pontos atrás do Vasco, quarto colocado, e que hoje seria o primeiro a se classificar para a Libertadores. É com esse clima de tensão que o Inter recebe o Bahia, no próximo domingo, às 18h30, pela 26ª rodada.

E o adversário não é dos melhores para uma reabilitação. O Bahia vive seu melhor momento no Campeonato Brasileiro. São sete jogos de invencibilidade, com grandes resultados em cima de Vasco, São Paulo, Atlético Mineiro e Santos.

Na última rodada, o time venceu o Figueirense, por 2 a 1, e chegou aos 31 pontos, na 13ª colocação, dentro da zona de classificação para a Copa Sulamericana.

No primeiro turno, quando o colorado vivia um clima menos hostil e o Bahia estava na zona de rebaixamento, as equipes se enfrentaram em Pituaçu, mas não saíram do empate em 1 a 1.

Por Paulo B


Nas últimas rodadas do Campeonato Brasileiro 2012, o Internacional afastou-se do G4, gerando atritos entre o técnico Fernandão e o grupo de jogadores.

Na última série de jogos, o Inter perdeu a chance de colar nos times do G4, pois amargou um empate no Beira Rio contra o Sport.

Pela 26ª rodada do torneio nacional, a equipe irá enfrentar o Bahia e precisa somar três pontos caso queira continuar sonhando com a Copa Libertadores da América 2013.

Para se aproximar do grupo de classificação, o Colorado conta com os gols de Leandro Damião (que já marcou seis vezes no campeonato) e com a experiência do goleiro Lauro, que tem realizado boas partidas nas últimas rodadas.

Do outro lado da tabela, o Bahia aparece mais preocupado com a permanência na Série A do campeonato. O tricolor baiano vem de uma vitória em casa por 2 a 1 contra o Figueirense e conseguiu manter-se na décima terceira posição da tabela, a sete pontos do primeiro colocado da zona de rebaixamento.

O jogo será realizado no estádio do Beira Rio, no dia 23 de setembro, às 18h30.

Por Marcelo Araújo


A vitória em cima do Cruzeiro nesta quarta-feira, por 2 a 0, deixou o Figueirense mais esperançoso na luta contra o rebaixamento. A equipe catarinense agora está há cinco pontos do Flamengo, que hoje seria o primeiro a escapar, e busca contra o Bahia subir mais uma posição no campeonato. O jogo acontece em Pituaçu, neste domingo (dia 16 de setembro), às 16:00. 

Apesar de não ter um retrospecto tão bom fora de casa (tem a quinta pior campanha como visitante), os catarinenses esperam repetir a única vitória que conquistaram longe de Florianópolis, quando venceram o Sport na 16ª rodada. 

Do outro lado, o Bahia também não tem aproveitado bem os jogos em Pituaçu. Venceu apenas duas partidas em casa em todo o campeonato.

Os baianos estão com 28 pontos, na 15ª posição, e esperam ampliar a distância da zona de rebaixamento, justamente contra um dos principais candidatos a queda.

Na última rodada, o empate com o Sport em 1 a 1, na Ilha do Retiro, rendeu uma posição ao time do técnico Jorginho. Porém, o time ainda está na 15ª colocação.

No primeiro turno, no Orlando Scarpelli, Figueirense e Bahia ficaram no empate em 1 a 1.

Por Paulo B.


Depois da grande vitória contra o Vasco no último fim de semana, o Bahia voltou a campo contra o Sport, em Recife, animado pelo resultado conquistado no Rio. Dentro de campo, isso acabou por não fazer tanta diferença. O Sport, que jogava em casa, aproveitou-se do apoio da torcida e conseguiu segurar o ímpeto baiano. No fim, o empate acabou não sendo um bom resultado para nenhuma das equipes.

Na primeira grande chance do jogo, aos 4 minutos, o Sport abriu o placar. Hugo, completando o cruzamento, marcou e fez 1×0 para o time pernambucano.

Empregando um ritmo mais forte, o Sport continuava chegando com mais perigo. Marcelo Lomba teve que salvar o Bahia na cabeçada de Rithely e posteriormente em um chute de Moacir. Gilsinho, em outra oportunidade, mandou para fora. Aos 27 e 29 minutos, mais chances para o time da casa. Sem apresentar o mesmo futebol do fim de semana, o Bahia era dominado pelo time do Sport e não ofereceu nenhum perigo até o fim do primeiro tempo.

Na volta para o segundo tempo, o Bahia tentou mostrar alguma reação, mas esbarrava nos próprios erros. Assim, foi o Sport que assustou pela primeira vez nessa etapa, novamente com Hugo. O time baiano só foi conseguir chegar com perigo aos 27 minutos, quando Elias acertou a trave do goleiro Saulo. Depois disso, foi o time da casa quem voltou a assustar, mas foram os visitantes que conseguiram o gol. Aos 37 minutos, Helder recebeu passe de Elias e marcou o gol, empatando a partida na Ilha do Retiro. Com o empate, os dois times pareciam acomodados e o jogo se encaminhou até o final sem mais nenhuma chance de gol.

Com o ponto conquistado, o Sport chega a 25 pontos, se mantendo na 17ª colocação. O Bahia, por sua vez, vai a 27 pontos e fica uma posição acima, em 16º.

Por Augusto Cesar


O jogo entre Bahia e Atlético Mineiro poderá ser decisivo para manter o equilíbrio ao Campeonato Brasileiro de 2012 e, depois de várias rodadas, tirar a liderança do Galo.

Caso o Atlético perca o seu jogo e Fluminense e Grêmio vençam seus jogos, o alvinegro mineiro poderá terminar a rodada em 3º lugar, mas terá um jogo a menos e poderá reassumir a liderança caso consiga a vitória diante do Flamengo em jogo adiado.

Já o Bahia, continua mostrando sua irregularidade. O time, comandado por Jorginho, jogou bem e ganhou do São Paulo sem maiores sustos ou problemas. Já o Atletico Mineiro, que perdeu para o Corinthians no final de semana, vive realidade bem diferente no segundo turno e as vitorias já são mais difíceis e as derrotas começam a aparecer.

O time de Cuca ainda mantém um desempenho espetacular jogando fora de casa e sempre é um visitante indigesto e pode criar grandes problemas para o tricolor baiano.

Vale lembrar que o Bahia estreou seu novo uniforme, com listras vermelhas e azuis e parece ter trazido boa sorte para a equipe. Sá faltou a cor branca no uniforme, que ficou com o azul como cor predominante.

Por José Alberi


O Santos é outro time com a volta de Neymar e quer continuar a sua recuperação no jogo contra o Bahia, na Vila Belmiro.

Muitos contestam o trabalho de Muricy Ramalho, visto que o time não demonstra força sem o craque em campo e, mesmo com Neymar em campo, o desarranjo tático é gritante. Caso a individualidade de Neymar não decidisse os jogos, é bem provável que o Santos ainda estivesse rondando a zona de rebaixamento.

Diante do Bahia, a torcida poderá mais um a vez ver o talento do craque, que já não conta mais com a parceria de Paulo Henrique Ganso, que parece desmotivado, mal fisicamente e sem vontade de jogar com a camisa alvinegra.

O Bahia vem de semana agitada. O técnico Caio Júnior pediu demissão alegando problemas particulares e quem comanda o time será o auxiliar técnico Eduardo Barroca. Fabinho e Marcelo Lomba, um dos poucos destaques do time no Brasileirão, estão suspensos por acúmulo de cartões amarelos e o Bahia terá a difícil missão de segurar Neymar.

A partida contra o Santos promete ser decisiva para o Bahia, já que uma derrota pode significar para a equipe baiana o retorno à zona de rebaixamento.

Por José Alberi


Lucas volta ao time do São Paulo.

Nesta terça (21), o São Paulo volta a campo, agora na Copa Sul-Americana 2012, para enfrentar o Bahia, no jogo de volta.

Os dois times se enfrentam no Estádio do Morumbi, em São Paulo, a partir das 21h15 (horário de Brasília).

O time paulista poderá perder de até um gol de diferença nesta partida de hoje que será o classificado. Isso acontece, pois o Tricolor Paulista venceu os baianos em Salvador, pelo placar de 2 a 0.

Comparando a escalação do jogo de ida, o treinador Ney Franco não poderá escalar o artilheiro Luís Fabiano. O jogador já está recuperado de lesão na coxa, mas comissão técnica e departamento médico acham que a melhor situação e preservá-lo para o clássico do final de semana contra o Corinthians.

Outro que volta para a equipe é o meia-atacante Lucas, que estava junto a seleção brasileira e desfalcava o São Paulo.

No lado do Bahia, o time do técnico Caio Junior poderá contar com Victor Lemos improvisado na lateral esquerda. O treinador, porém, ainda tem dúvidas para confirmar a escalação e somente vai soltar os titulares momentos antes da partida.

Confira a ficha técnica –

Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 21 de agosto de 2012, terça-feira
Horário: 21h15 (de Brasília)
Árbitro: Sandro Meira Ricci (Fifa-PE)
Assistentes: Altemir Hausmann (Fifa-RS) e Carlos Berkenbrock (Fifa-SC)

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Paulo Miranda, Rafael Toloi, Rhodolfo e Cortez; Denilson, Maicon (Rodrigo Caio), Cícero e Jadson; Lucas e Ademilson
Técnico: Ney Franco

BAHIA: Marcelo Lomba; Gil, Danny Morais, Titi e Victor Lemos; Fahel, Diones, Zé Roberto e Mancini; Gabriel e Júnior
Técnico: Caio Junior


Reabilitação é a palavra-chave do jogo entre Bahia e Cruzeiro em Pituaçu. Isto porque os baianos vêm de empate contra a Portuguesa e os mineiros vêm de goleada sofrida para o Santos.

Para este jogo, a provável escalação do tricolor será: Marcelo Lomba; Diones, Danny Morais, Titi e Ávine; Fabinho, Fahel, Hélder e Lulinha; Zé Roberto e Junior. Ainda não poderá contar com o retorno de Kléberson, Coelho, Madson e Souza para esta partida.

Será o segundo jogo de Caio Junior à frente do elenco e até agora não sabe o que é vitória, pois empatou em casa com a Portuguesa e perdeu, em Porto Alegre, para o Grêmio.

Já o Cruzeiro vem de derrota acachapante para o Santos. Jogando na Vila Belmiro, o time de Celso Roth conseguiu perder de goleada para o instável Santos e viu aumentar ainda mais a desconfiança da torcida.

O Bahia contará com a torcida, que geralmente lota o estádio de Pituaçu, mas este apoio pode se reverter para protestos e vaias, caso o time não encante ou jogue visando o ataque.

Vale ressaltar que o Bahia necessita urgentemente de pontos para sair da zona de rebaixamento, onde permanece desde a 8ª rodada.

Por José Alberi


No próximo domingo, dia 29 de julho, Bahia e Corinthians se enfrentam pela 13ª Rodada do Brasileirão 2012.

Apesar da enorme vantagem de posições, o Corinthians deve encontrar dificuldades para conquistar algum ponto nesta partida.

A equipe paulista ainda não deslanchou no Brasileirão, mas está no meio da tabela, jogando de forma pragmática e no mesmo esquema que conquistou a América e o Brasileiro do ano passado.

Mesmo atuando de forma sólida e competitiva, o mais curioso é que o Timão ainda não fechou contrato com o patrocinador master e sua camisa ainda não estampa nenhuma marca no espaço principal. Alguns dizem que é a falta de um ícone ou um jogador diferenciado no elenco, mas isso o técnico Tite não quer, com receio da desestabilização do time.

Mesmo o tricolor baiano atuando em casa, o favorito é o Corinthians, que atua de forma sóbria e da mesma forma tanto em jogos em casa como fora dela. Já o Bahia ainda mostra sérias deficiências e conta no elenco com muitos veteranos, como Kléberson e Mancini, mas que não estão resolvendo e nem decidindo os jogos a favor do tricolor da boa terra.

Mesmo assim, o jogo deve ter várias variações, visto que o Bahia ganhou seu último confronto com o Palmeiras jogando em São Paulo. 

  • Favorito: Corinthians.
  • Destaque: Romarinho.
  • Pode desequilibrar: Emerson.

Por José Alberi


Na quinta-feira, dia 19 de julho, o estádio do Engenhão, no Rio de Janeiro, será palco de uma partida entre dois times completamente opostos no Campeonato Brasileiro. O Fluminense ocupa a 3ª posição na tabela, com 19 pontos, apenas três a menos que o líder Atlético-MG. Já o Bahia, por outro lado, está na 18ª colocação, com 7 pontos, na zona de rebaixamento para a Série B.

O Fluminense tem mais uma chance de alcançar o topo da tabela, já que no fim de semana empatou com o rival Botafogo no mesmo Engenhão, por 1×1. O meia Deco, principal criador de jogadas do tricolor das Laranjeiras, deve voltar ao time no jogo de quinta-feira, entrando no lugar do elogiado Wagner.

Se para o lado do tricolor carioca as coisas parecem ir bem, no Bahia só pioram. O time entra em campo no Rio de Janeiro pressionado para voltar a vencer, o que só aconteceu uma vez no campeonato. Se não bastasse a posição desconfortável, o time do técnico Falcão perdeu os destaques Gabriel e Fahel, por contusão e suspensão, respectivamente. Vander deve substituir Gabriel e Falcão ainda tem dúvidas quanto a quem entra no lugar de Fahel. O treinador não revelou a equipe que deve começar jogando.

Por Mozart Artmann


Precisando vencer para se afastar da zona de rebaixamento, Figueirense e Bahia duelaram na tarde desse domingo (24/06), no Orlando Scarpelli, em Florianópolis, em busca da segunda vitória no Campeonato Brasileiro 2012.

O gol catarinense foi marcado por Júlio Cesar, aos 6 minutos do segundo tempo. Vander, aos 34, empatou para os baianos. A partida ainda marcou a estreia da principal contratação tricolor para a temporada, o meia Mancini, que veio do Atlético-MG.

Com o resultado, a equipe de Santa Catarina mostra um péssimo início de Brasileirão. São cinco jogos seguidos sem vitórias. Nesse período, quatro empates e uma derrota. Com uma única vitória catarinense na competição ainda na 1ª rodada, o Figueira aparece em um modesto 14º, com sete pontos.

Somente um ponto e uma posição atrás, o Bahia soma agora uma vitória, três empates e duas derrotas. Dois tentos a mais do que o Corinthians, último time na zona da degola.

As duas equipes voltam a campo no próximo domingo (1º/07). No estádio Pituaçu, o Bahia recebe o Internacional, às 16h00. Um pouco mais tarde, às 18h30, o Figueirense viaja até São Paulo, onde enfrenta o Palmeiras em jogo marcado para ocorrer na Arena Barueri.

Por Ramon Raleandro





CONTINUE NAVEGANDO: