Após várias informações e notícias na imprensa, agora é certo de que Lucas Pratto é do Atlético Mineiro. Para alegria dos torcedores alvinegros e do presidente Daniel Nepomuceno, que confirmou a contratação do argentino Lucas Pratto e falou sobre a concorrência que enfrentou com outros times que também estavam interessados no jogador: Palmeiras, Flamengo, Corinthians e Cruzeiro. Mas o jogador é do GALO.

Pratto deverá estar na capital mineira nos próximos dias para realizar os exames médicos e assinar o contrato. O presidente Vélez Raul Gámez confirmou que o acordo verbal estava finalizado e que faltava a assinatura, e o Atlético confirmou oficialmente a contratação.

Segundo Nepomuceno, o atacante é o grande investimento do clube para a temporada 2015 e, sem dúvida, ele fará jus à camisa do GALO, o Manto Sagrado, como é chamada.

O clube precisa de um atacante e Pratto tem história, e será um diferencial no Atlético, que aposta no jogador. Ele foi destaque no Velez Sarsfield, onde foi campeão do Campeonato Argentino. 

O jogador permanecerá no time por quatro temporadas e está concorrendo ao prêmio de melhor jogador argentino de 2015.

O Atlético irá desembolsar a quantia de 5 milhões de dólares (cerca de 13,6 milhões de reais) e o Velez ainda receberá 20% do valor em futura negociação.

O atacante vem para somar, pois tem o perfil do GALO e é um jogador de velocidade, carismático, entrosado com o time e tem união. Possui uma imprevisibilidade que é uma característica do time do Atlético, e com certeza fará sucesso e encherá os olhos do torcedor com seus belos gols.

E será o novo ídolo do Atlético, ajudando o clube na conquista dos campeonatos e Libertadores, pois o GALO almeja o 2º título.

Que 2015 seja marcado com grandes vitórias e conquistas para o Clube Atlético Mineiro e que o atacante Lucas Pratto abrilhante o time com seus gols, jogadas, e leve o Clube a glórias e alegrias      

Por Marisa Torres

Foto: futebolinterior.com.br


O atacante Diego Tardelli, do Atlético-MG, fez um grande Campeonato Brasileiro em 2014 que o levou para a Seleção Brasileira, e ainda fechou o ano sendo campeão da Copa do Brasil pelo Galo em cima do grande rival de Minas Gerais, o Cruzeiro.

Após uma excelente temporada que o levou também a integrar a Seleção do Brasileirão no ataque, ao lado de Guerrero (do Corinthians), o jogador atraiu o interesse de alguns clubes, inclusive do exterior, e admitiu ter recebido sondagens para deixar o Atlético-MG no fim do ano, porém, o atleta não deu detalhes sobre as propostas recebidas.

"Não vou negar que recebi sim (ofertas de fora do Brasil). Em pouco tempo todos vão ver notícias e o torcedor precisa saber disso. Eu preciso pensar agora e sentar com a minha família para decidirmos o que for melhor pata todos", disse Tardelli sobre sua possível saída do Galo, em entrevista para à rádio Itatiaia.

Diego Tardelli foi contratado em definitivo (por compra) pelo Atlético-MG, em 2013, junto ao clube Al-Gharafa, do Catar, e tem contrato com o clube mineiro até 2017. O valor do acordo foi de 5,5 milhões de euros, no qual 3 milhões foram pagos no ato da negociação e o restante ainda não foi quitado.

No início do mês de novembro desse ano, a FIFA determinou um prazo de 30 dias para que o Galo efetuasse o pagamento, porém, o clube brasileiro ainda pode recorrer da decisão.

O vice-presidente Daniel Nepomuceno, que também é o único candidato para suceder o atual presidente Alexandre Kalil nas próximas eleições, disse que vai contar com a colaboração dos parceiros do Atlético para resolver essa situação com o clube asiático, e que o departamento jurídico do Alvinegro segue analisando esse caso. E a assessoria do Galo afirma não ter o conhecimento de nenhuma proposta para Tardelli. 

Após um começo de ano turbulento, com direito a desentendimento com o técnico Levir Culpi, o atacante se recuperou de um início de "má fase" que parecia que poderia viver e se tornou uma peça fundamental da equipe na boa campanha do Campeonato Brasileiro, onde o time chegou a ficar no G-4 em algumas rodadas e longe do Z-4 por toda a competição, e na conquista do título da Copa do Brasil.

Com o retorno do seu bom futebol, Diego Tardelli também voltou a ser convocado para a Seleção Brasileira.

O jogador completou falando do seu bom momento atual, inclusive do prêmio individual: "Tem atacantes de muita qualidade no Brasileirão, então fico muito feliz por isso. Estar nessa Seleção é difícil. E tenho ainda mais orgulho por saber quevo prêmio é escolhido através dos próprios treinadores e jogadores, o que para mim torna isso ainda mais especial. Eu divido essa minha conquista com todos da torcida e da equipe do Galo, e gostaria de agradecer muito a todo mundo", encerrou.

Vale lembrar que Tardelli também já havia sido eleito um dos melhores atacantes do Campeonato Brasileiro em outra ocasião, em 2009, quando foi o artilheiro da competição com 19 gols. Portanto, agora em 2014, essa é a segunda vez que o atleta integra a Seleção do Brasileirão.

Por João Calvet

Foto: divulgação


Dois  jogos marcaram essa quarta-feira, de um lado a Copa do Brasil, disputada por Cruzeiro e Atlético Mineiro e do outro lado o Campeonato Brasileiro, com a disputa de São PauloInternacional.

Mas o jogo que  estava  sendo esperado era o da Copa do Brasil, Cruzeiro e  Atlético Mineiro estão disputando a  final, e esse  jogo prometia  ser  de arrepiar.

O Cruzeiro que é líder do Campeonato Brasileiro em uma  fase muito boa, quer também esse  título, mas  o Galo está na briga também.

Então a  bola  rola e os dois times enfim buscam um resultado positivo para essa partida, pois querem  estar em  vantagem no último jogo.

Mas o Cruzeiro que no Campeonato Brasileiro é perigoso, nesse jogo não demonstrou nada disso, o Galo sai na frente com Luan, uma  jogada que  começa  na  cobrança de um lateral.

O Galo está mesmo afim da  vitória, parte para cima do adversário com  jogadas rápidas.

O Cruzeiro até que tenta, mas  não é  feliz nas conclusões. Então o Galo, em outra jogada  de cobrança de  lateral  faz o seu  segundo  gol, agora com Dátolo.

E o  jogo termina em 2 a  0 para o Atlético Mineiro, uma  vantagem  significativa para o Galo sobre a Raposa.

Mas temos que  lembrar que 2 a  0 não significa uma  larga vantagem para esse  dois  times, pois  já ganharam de  seus adversários que estavam com a  mesma  vantagem.

Já no Campeonato Brasileiro o São Paulo que  conseguiu antecipar o  jogo contra o Internacional, jogou em busca de uma vitória para colar de vez no líder Cruzeiro.

O Internacional que vem de derrota de goleada para o Grêmio, queria a  vitória  para  chegar no  G4 para  garantir a  sua  vaga na Libertadores 2015 e tentar apagar aquela derrota do final de semana.

O jogo começa e o Internacional , sem os seus dois principais jogadores D’Alessandro e Aránguiz, começa pressionando o São Paulo e em meio a  tanta pressão Paulão abre o placar para o time gaúcho.

O São Paulo reclama do gol, pois alega que Paulão estava impedido, mas  o juiz confirma o gol, 1 a 0 Inter.

No segundo  tempo em um belo cruzamento para a área Colorada Luiz Fabiano marca e empata a  partida 1 a 1.

O jogo tem  mais lances  bonitos e defesas  fantásticas, mas não passa disso. Fim de jogo no Morumbi, o Inter  agora com 57 pontos em 3º lugar e o São Paulo cada  vez  mais próximo do  líder com 63 pontos.

Por Andre Escobar

Atl?tico-MG x Cruzeiro

S?o Paulo x Internacional

Fotos: Divulgação


Após as duas decisões das semifinais da Copa do Brasil 2014, algo ficou muito evidente: que grande fase vive o futebol de Minas Gerais.

Foram duas grandes batalhas travadas, uma em Belo Horizonte e a outra em Santos, no mesmo dia e no mesmo horário, onde os dois times mineiros mostraram muita força e raça e o porquê de estarem em destaque estre os melhores times do país.

Assim como aconteceu no segundo jogo das quartas de final da competição, o Atlético-MG entrou em campo precisando reverter um placar e fazer 3 gols de diferença para se classificar. E da mesma forma como foi no jogo contra o Corinthians, o time de belo-horizontino conseguiu um novo milagre dentro do Mineirão, desta vez contra o Flamengo, que havia vencido o primeiro jogo da semifinal por 2 a 0 no Rio de Janeiro. Outra curiosidade sobre o que se pode chamar de “o milagre atleticano”, é que nos dois jogos que aconteceram no Mineirão, tanto contra o Corinthians quanto contra o Flamengo, logo no primeiro tempo o time mineiro saiu atrás no placar e teve que lutar muito mais para alcançar a classificação. No final do primeiro tempo o Atlético conseguiu o empate e no segundo tempo, no calor da torcida e na raça, os mineiros conseguiram fazer os outros três gols que precisavam para se classificar, sendo que o último e o mais sofrido deles foi marcado aos 40 minutos do segundo tempo.

Já em Santos, o time da Vila Belmiro também precisa reverter uma vantagem, pois havia perdido no primeiro jogo por 1 a 0 para o Cruzeiro. E logo aos 2 minutos do primeiro tempo, o time santista conseguiu o seu primeiro gol, dando esperanças a sua torcida. Mas foram necessários apenas 5 minutos para que Marcelo Moreno empatasse a partida. No final do primeiro tempo o time mineiro sofreu um pênalti bem duvidoso, que foi convertido e deixou a equipe da Vila na frente do placar outra vez. Aos 13 minutos do segundo tempo, o Santos marcou seu 3º gol, e com este resultado, o time paulista estava garantindo sua vaga na final da Copa do Brasil. Foi aí que o “moço do bigode”, o atacante Willian, carrasco do Santos na primeira partida no Mineirão, resolveu acabar com a empolgação santista e marcou 2 gols empatando novamente a partida. E este último gol, foi marcado nos acréscimos do segundo tempo, já aos 50 minutos de jogo e garantiu assim a vaga ao time celeste.

Sem dúvida alguma foi uma noite mágica para os amantes do bom futebol e principalmente para os mineiros, que desfilam orgulhosos com seus mantos sagrados pelas ruas de Belo Horizonte e por todo país.

Os locais e as datas para a final mineira da Copa do Brasil já foram definidos. Em sorteio realizado pela CBF nesta quinta-feira, o primeiro jogo da final será na próxima quarta-feira, dia 12 de novembro, na Arena Independência, com mando de campo do Atlético-MG. A segunda partida da final será no dia 26 também deste mês no Gigante da Pampulha – Mineirão, com mando de campo do Cruzeiro.

Uma final eletrizante do início ao fim e com apenas uma certeza: A Taça de Campeão da Copa do Brasil 2014, já pertence aos mineiros.

Por André F.C.

Flamengo x Atl?tico Mineiro

Cruzeiro x Santos

Fotos: Divulgação


Jogão em Belo Horizonte pela  Copa do Brasil, o Flamengo foi em busca de  um empate, pois o placar do  último  jogo permitia isso.

Um jogo onde o Mengão tinha o  controle, pois  havia  ganho de  2 a 0, então era  apenas  segurar o resultado.

Mas isso não foi  passado para o Atlético Mineiro, o Galo entrou em campo em busca não só do resultado, mas da classificação.  Sua torcida levou  faixas de “Eu Acredito” e gritos  de  incentivo empolgaram o Galo na  noite de quarta-feira.

O Mineirão estava fervoroso para apoiar o Galo e o Flamengo tinha  uma  grande missão pela  frente.

O jogo começa, os  times  sabem  bem o que  fazer  e partem para a  batalha, batalha essa que teve o  domínio do Atlético Mineiro.

O Galo queria mesmo a  vitória, estava em  busca do seu objetivo e parecia passear em campo, mas  as  finalizações não ocorriam como o planejado e  isso  foi deixando sua  torcida  angustiada, mas não desacreditada.

E foi isso que  aconteceu, o Flamengo não conseguiu segurar o Galo, não conseguiu manter a  vantagem que  havia conquistado no  último jogo e milhões de  Flamenguistas pelo Brasil viram um time apático  ser  dominado na  casa do adversário.

Um time que  no  jogo no Maracanã mostrou-se  ser um guerreiro em campo, um time  dedicado e que queria sim o título, mas  isso não  foi o suficiente, pois  no Mineirão quem mandou  foi o Galo que  além de  jogar  bem goleou o Flamengo e se classificou para a  final da  Copa do Brasil que agora enfrentará o seu maior rival.

O que  aconteceu de  errado? Não sei, sei apenas o que  vi, e  vi sim um  time que  parecia  não estar  presente, não parecia o mesmo que  ganhou no último  jogo, que foi um guerreiro em campo junto a sua  torcida.

Alguns podem  dizer que  são coisas do futebol, já outros podem dizer e até afirmar que foi excesso de  confiança.

Por Andre Escobar


O Atlético-MG mais uma vez surpreende a todos com uma grande virada de 4 a 1, placar esse que o Galo precisava para não ser eliminado da Copa do Brasil, pois precisava ganhar com a diferença de três gols para avançar direto para as semifinais.

Mesmo levando um gol aos quatro minutos de jogo, o Galo não desistiu foi à luta e prestigiou a torcida com um jogo emocionante. Com dois gols de Guilherme que fez uma impressionante partida e uma bela atuação em Campo, Luan e Edcarlos também marcaram para o Galo, assegurando a classificação.

O Corinthians entrou em campo acomodado por ter ganhado de 2 a 0 no jogo de ida. Mesmo o Corinthians tendo aberto o placar com quatro minutos de jogo o Galo não se deu por vencido, não desistiu, guerreiro como sempre acreditando foi à luta e venceu mais uma vez, com um placar inacreditável que sem duvidas vai ficar para a história do Galo.

A grande massa alvinegra mais uma vez empurrou o Galo com o grito de guerra que envolve e motiva os jogadores, que dizia “eu acredito”.

A intenção do Corinthians era prender a bola e tentar diminuir o ritmo dos mineiros, mais não adiantou muito, mesmo com o susto de uma bola bem colocada por Danilo nada disso influenciou na vontade de vencer que os mineiros estavam.

O jogo foi marcado por fortes momentos, um deles foi o lance de Marcos Rocha que chutou a bola antes do meio de campo que estava sem goleiro, mais o Fagner tirou a bola encima da linha evitando um belo gol. E também os Atleticanos imitando a dancinha de Mano Menezes que ele teria feito no primeiro jogo.

O adversário que o Galo enfrentará na semifinal será o Flamengo, pois eliminou o América ao fazer 1 a 0 no maracanã. Os confrontos acontecerão nos dias 29 de outubro e 5 de novembro.

Por Andressa Evellyn Pereira Chaves 

Atl?tico Mineiro x Corinthians

Foto: Divulgação


Jogam hoje, pelo Mundial de Clubes 2013, o time brasileiro do Atlético-MG e o time de Marrocos, Raja Casablanca. A partida começará às 17h30 (horário de Brasília) e será transmitida ao vivo pelos principais canais fechados. O local do jogo será o Estádio Le Grande Stade, em Marrakesh. Esta partida é válida pela semifinal da competição.

O time da casa está bastante motivado, após ter conquistado uma importante vitória nas quartas-de-final deste torneio. Se passar pelo Galo Mineiro, a equipe marroquina poderá disputar a final contra o Bayern de Munique (um dos melhores times da atualidade, que está com uma invencibilidade de mais de 20 partidas).

Já o time do Atlético-MG conta com o retorno do craque Ronaldinho Gaúcho, que está em ótima fase, tendo jogado a última partida do Brasileirão 2013, e encerrado em alto nível.

jogo-ao-vivo-raja-casablanca-vs-atletico-mg-mundial-de-clubes-2013

Quem apita este importante jogo entre Atlético-MG vs. Raja Casablanca é o árbitro imponente Carlos Velasco‎ Carballo, que será auxiliado de perto pelos assistentes Roberto Alonso Fernandez e Juan Carlos Yueste Jimenez. Será um trio de arbitragem totalmente espanhol. O que isso significa? Nada.

“A marcação é o ponto mais forte deles.”, comenta o atacante Jô, do Atlético Mineiro.

Quem provocou Ronaldinho Gaúcho foi Vivien Mabide, volante do Raja Casablanca, que falou que Ronaldinho só tem nome, e que hoje em dia seu futebol não é mais o que foi no passado. Segundo ele, se enfrentou até Messi, não há porquê ter medo do R10. Vamos ver, né?

Em nossa singela opinião, hoje o Atlético-MG passará fácil pelo Raja Casablanca e irá rumo à final da competição.

Escalação do Raja Casablanca

Askri; El Hachimi, Adil Karrouchy, Mohamed Oulhaj e Benlamalem; Erraki, Guehi, Chtibi e Moutaouali; Lajour e Hafidi.

Escalação do Atlético-MG

Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Réver e Lucas Cândido; Pierre, Josué, Tardelli e Ronaldinho; Fernandinho e Jô.


O time do Atlético-MG joga nesta quarta-feira contra o time marroquino do Raja Casablanca, que surpreendentemente passou pelo Monterrey do México nas quartas-de-finais. O jogo passará na TV às 17h30 desta quarta-feira, dia 18/12/2013, e será disputada no estádio de Marrakesh, no Marrocos.

Tendo em vista que estamos falando do time da casa vs. o time brasileiro, a torcida deve empurrar (e muito) contra o time do Atlético Mineiro.

Segundo informações, o estádio de Marrakesh tem capacidade para 40 mil torcedores, e cerca de 20 mil serão brasileiros empurrando o Galo para caminharem rumo à final da competição.

Se você é torcedor do Galo, e por motivos diversos não pôde ir ao Marrocos ver esse jogo, saiba que o estádio Independência estará de portas abertas para lhe receber. Mais de vinte mil pessoas são aguardadas no Horto para ver o jogo do Mundial de Clubes. No entanto, para que você possa estar presente no Independência, é preciso que você compre o DVD “Contra o Vento”, que conta sobre os jogos do Atlético-MG pela Libertadores da América 2013.

Quem está tendo seu talento sob dúvidas é Ronaldinho Gaúcho, que rebateu as críticas, e disse que apresentarão um bom futebol no fim da tarde desta quarta-feira no Brasil.

jogo-raja-vs-atletico-mg-ronaldinho-gaucho


Teve jogo hoje do Atlético-MG x Vitória pela última rodada do Campeonato Brasileiro da série A. A partida foi disputada no Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG), e começou às 17h (horário de Brasília).

Melhores momentos de Atlético-MG x Vitória

Jogo ao Vivo Atlético MG x Vitória Brasileirao 2013 série A

Escalação do Atlético Mineiro

Victor; Marcos Rocha, Gilberto Silva, Réver e Lucas Cândido; Pierre, Leandro Donizete, Tardelli e Luan (Ronaldinho); Fernandinho e Jô.

Escalação do Vitória

Wilson; Luiz Gustavo, Kadu, Renato Santos e Juan; Marcelo, Cáceres e Escudero; Marquinhos, Maxi Biancucchi e Dinei.


Fluminense e Atlético-MG jogam hoje pela penúltima rodada do Brasileirão 2013 da série A. Esta partida ocorre no estádio do Maracanã, e começará às 19h30 (horário de Brasília).

De um lado o Fluminense, que está a perigo (bem próximo de entrar na zona de rebaixamento). Está com os mesmos pontos do time do Coritiba (42), e precisa necessariamente vencer para tentar espantar a má fase.

De outro lado está o Atlético-MG, que ainda sonha em adentrar o G4. Com uma derrota hoje, o Galo pode dizer adeus às suas pretensões no Campeonato Brasileiro deste ano e poderá focar no Mundial de Clubes que vai ocorrer em dezembro.

Nos últimos 5 jogos, o Fluminense perdeu 3 e ganhou 2 (resultados pífios). Já o time mineiro teve um resultado bem melhor: nas últimas 5 partidas, ganhou 3, perdeu 1 e empatou 1.

Ronaldinho Gaúcho não jogará mais no Brasileirão 2013, e guardará esforços para o Mundial de Clubes.

Jogo Fluminense x Atlético-MG ao vivo Brasileirão 2013

Quem apita a partida é Marcos da Penha, do Estado do Espírito Santo, que será assistido por dois bandeirinhas do Estado de Goiás: Fabrício Vilarinho da Silva e Cristhian Passos Sorence.

Escalação do Fluminense

Felipe Garcia, Igor Julião, Gum, Leandro Euzébio e Digão; Valencia, Jean, Rafinha e Wagner; Biro Biro e Rafael Sobis.

Escalação do Atlético-MG

Victor; Marcos Rocha, Emerson, Jemerson (Leonardo Silva) e Lucas Cândido; Pierre, Leandro Donizete, Tardelli e Luan; Fernandinho e Jô.


O time do Cruzeiro, que já podemos considerar o virtual campeão do Brasileirão 2013, jogará neste domingão contra seu arqui-rival, o Atlético Mineiro, no estádio Independência.

Escalação de Atlético MG x Cruzeiro

CRUZEIRO: Fábio, Ceará, Bruno, Léo, Egídio, Everton, Nilton, Lucas, Ricardo, Willian e Borges.

ATLÉTICO MINEIRO (GALO): Giovanni, Júnior César, Leonardo Silva, Émerson, Marcos Rocha, Diego Tardelli, Josué, Pierre, Luan, Alecsandro e Fernandinho.

Foto: Marcus Desimoni - UOL
Foto: Marcus Desimoni – UOL

O Cruzeiro tem 59 pontos, e mesmo que perca o jogo, ainda estará a 10 pontos do Grêmio, que é o segundo lugar e tem 49 pontos. Se vencer, ficará ainda mais perto de levantar a taça.

O Atlético Mineiro não tem mais muito para fazer neste Brasileirão, mas precisa marcar pontos para que a zona do rebaixamento não se aproxime. Com 39 pontos, e 20 a menos que o Cruzeiro, o Galo Mineiro irá a 42 pontos com uma vitória.

Dados do Jogo e Trio de Arbitragem

  • Local: Estádio Independência
  • Horário: 16h00
  • Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira
  • Bandeirinhas: Janette Mara Arcanjo e Pablo Almeida da Costa
  • Transmissão: TV Globo e PPV (Premiere Futebol Clube)

44


Foi sofrido, suado, chorado, mas enfim, o Atlético Mineiro ganhou a Libertadores da América.

A competição, vista como mais importante do hemisfério sul, chegou ao fim com uma partida memorável. De um lado, o Olimpia do Paraguai, que jogava com resultado favorável obtido em casa na primeira partida no Defensores Del Chaco, em Assunção. Do outro, o Galo, que contava com a massa atleticana a seu favor para pressionar o adversário, mas que teve que jogar, por medida da Conmebol, no Mineirão e não no Estádio Independência, como feito nas etapas anteriores.

O Olimpia veio com uma proposta de jogo defensivo, a fim de manter o resultado, aliado a catimba sul-americana, já de início. O contra-ataque era visto como ameaça, até por que a equipe mineira demonstrou um certo nervosismo. O primeiro gol, de Jô, fez com que os ânimos ficassem ainda mais acirrados.

O tempo foi passando e quase no fim da etapa complementar, Leonardo Silva fez o que parecia impossível: um belo gol que encobriu o goleiro paraguaio. A partida se encaminhava para a prorrogação e mais tarde para os pênaltis.  Na primeira chance que teve, Victor, goleiro atleticano, agigantou-se e mostrou porque é um dos melhores goleiros na atualidade, defendendo a primeira cobrança. No final, com o chute para fora, Victor correu para o abraço de seus companheiros. Era o fim de um ciclo e o início de um legado.

O time, montado por jogadores vistos como problemas extracampo, era motivo de desconfiança, com nomes como Pierre, dispensado pelo Palmeiras depois de sérias lesões, e Richarlyson, que saiu do São Paulo sem mágoas; dois volantes que se mostraram indispensáveis ao esquema de jogo. Rever ganhou o reforço de Leonardo Silva, oriundo do rival Cruzeiro, e que logo de cara sofreu sérias lesões, mas juntos atuaram como cães de guarda da defesa mineira. Bernard e Ronaldinho Gaúcho também mostraram entrosamento incrível: o primeiro quase foi dispensado pelo seu porte físico, franzino, e o segundo veio sob forte desconfiança após sua saída conturbada do Flamengo. Diego Tardelli, atacante, deu ótimas opções no ataque, atuando como pivô que chamava a marcação adversária e ao mesmo tempo dava velocidade nas investidas mineiras. No gol, Victor, jogador de alta performance e que hoje é visto como um dos grandes ídolos da massa mineira. No comando, Cuca, técnico que saiu do São Paulo  e que chegou a acumular 6 derrotas iniciais, mas com aval da diretoria, teve tempo e tranquilidade para montar o time. De renegados a heróis.

Cuca quebrou a fama de azarado, Bernard foi gênio, e Ronaldinho entrou para o rol seleto de poucos jogadores que ganharam a UEFA Champions League e Libertadores, mas com uma diferença: o único jogador detentor do título de Melhor do Mundo. Talvez, todas as adversidades serviram para motivar o time em busca de vitórias e rompimento com que era apontado como lógico, afinal, teve tudo para ser um fiasco se for levado em conta  o que passou. Mas o que para muitos era motivo de tristeza, para o Galo era a certeza de superação. Essa é uma das lições mais importantes do futebol, saber superar as adversidades e transformar limão em limonada.  

Agora o time volta suas atenções ao Campeonato Brasileiro, sem tirar o olho do Mundial de Clubes Fifa, que será disputado no Marrocos, com a presença do gigante Bayern de Munique, da Alemanha, comandado por ninguém menos que Pep Guardiola. Se a quebra de paradigmas continuar, eis mais um motivo para que o Atlético Mineiro possa obter o título de Campeão do Mundo e cantar de galo.

Por Junior Almeida


A rivalidade entre Atlético-MG e Cruzeiro é uma coisa que nunca acaba. Depois do Galo conquistar a Taça Libertadores 2013, a última semana foi mercada por festas, queima de fogos e buzinaço por toda a cidade de Belo Horizonte.

Porém, chegou a hora de o Cruzeiro dar o troco, tanto em campo quanto fora. Em campo, o Cruzeiro venceu o Galo por 4 a 1 na nona rodada do Brasileirão. Nas arquibancadas, a torcida cantou e fez alusões ao bicampeonato do Cruzeiro, o clube conquistou a Libertadores nos anos de 1976 e 1997.

O departamento de marketing do Cruzeiro aproveitou a onda de gozação e realizou uma campanha com os torcedores do Cruzeiro antes de o jogo começar. Nos veículos que estavam estacionados no estádio, eles coloram no retrovisor um adesivo, na parte visível estava escrito “Libertadores”, quando a pessoa puxava o restante do adesivo encontrava a frase surpresa: “Eu tenho duas, e você? Cruzeiro, bicampeão 1976 – 1997”.

A ação de marketing fez referência ao título que foi conquistado pelo maior rival na semana passada, sobre o Olimpia do Paraguai. Pela primeira vez na história, o Atlético-MG ganhou a Taça Libertadores.

Por Jéssica Posenato


Segundo os esclarecimentos do executivo de futebol do time mineiro, Eduardo Maluf, Bernard fica na equipe do Atlético Mineiro.

O dirigente disse que não recebeu propostas a altura do atacante, que os times tem oferecido valores bem abaixo do verdadeiro valor de Bernard e enquanto o Atlético não receber uma quantia que justifique a saida do atacante, ele ficara no grupo.

Sobre a questão do passe, ele disse que o Presidente da agremiação não tem julgado nenhuma proposta como irrecusável. Os valores não se aproximam às intenções do time,  por este motivo o atleta continuará na equipe e nada será mudado nesse sentido.

Quanto à uma futura negociação, ele não descarta, porém ela deverá ser muito boa pra todas as partes envolvidas.

Fala que todas as informações acerca da venda do jogador atleticano não têm passado de especulações sem fundamento, inclusive fez alusão a um jornal francês que já estava dando como certa a transferência de Bernard para o Arsenal da Inglaterra.

De acordo com o Presidente do clube, o jogador vale aproximadamente 25 milhões de euros. Esta quantia ainda não foi oferecida por nenhum clube.

Por Melina Menezes.


O Atlético-MG fez o dever de casa e venceu o Olimpia do Paraguai por 2 a 0 no tempo regulamentar e por 4 a 3 nos pênaltis. A final da Copa Libertadores foi acompanhada por 56 mil torcedores aflitos que gritaram, choraram e sorriram em noite histórica no Mineirão. A conquista veio em ótima hora, já que o time não ganha um campeonato de expressão desde 1971, quando venceu o Brasileirão daquele ano.

O jogo começou tenso para o Galo, que buscou o ataque em vários momentos. Antes dos 10 minutos, Diego Tardeli e Bernard já haviam tentando, mas a bola não entrou em nenhuma das vezes. Sentindo a pressão, o Olimpia se fechou, fazendo com que o Atlético tentasse sempre jogadas aéreas, que também não davam sucesso a equipe.

A aflição dos torcedores diminuiu um pouco logo nos primeiros 57 segundos da etapa complementar. aproveitou cruzamento de Bernard e marcou para o time da casa: 1 a 0 para o Atlético e mais surpresas na final. Mazur foi expulso aos 40 minutos, mas o resultado ainda dava o título ao time visitante.

O gol do empate veio aos 41 minutos com Leonardo Silva, após cruzamento. O jogador se esquivou todo e marcou no canto direito, nesse momento a torcida foi à loucura. O placar de 2 a 0 levou a decisão para a prorrogação e logo em seguida para os pênaltis. O goleiro Victor defendeu a primeira e a quinta cobrança e foi um dos heróis do título inédito. Parabéns ao Galo pela conquista da Copa Libertadores da América 2013.

Por Robson Quirino de Moraes


A taça da Copa Libertadores ficou em terras canarinhas. O time do Atlético Mineiro venceu a partida contra o Olimpia do Paraguai e se consagrou Campeão da Libertadores por primeira vez.

No jogo de volta disputado no Mineirão, os times duelaram até a fase dos pênaltis onde o time mineiro levou a melhor, por 4 a 3 para os brasileiros.  No tempo normal de jogo os atleticanos marcaram 2 a 0, porém o time de Ronaldinho Gaucho perdeu no jogo de ida realizado no estádio Defensores Del Chaco pela mesma diferença, então prosseguiram até os pênaltis.

Os gols da partida foram feitos por Jô e por Leonardo Silva. O time chileno sofreu com a expulsão de Manzur, logo após veio o segundo gol atleticano. O fôlego estava aguentando na prorrogação, entretanto a equipe não conseguiu um bom desempenho nos pênaltis e acabou sendo derrotada.

Durante o primeiro tempo, o Olimpia conseguiu deter o setor de ataque atleticano, pois sabia que os brasileiros tentariam marcar já nos primeiros minutos como fizeram com o Newell’s da Argentina. O ídolo do Atlético-MG, Ronaldinho, não pode desenvolver bem o seu jogo devido ao preparo da equipe do Olimpia para conter a ofensiva mineira.

O primeiro tempo foi vazio, não houveram gols. Mas a equipe voltou rápida para o segundo tempo, e Jô aos 2 minutos aproveitou uma distração do golero e marcou, abrindo o placar a favor do Atlético. A partir daí a confiança voltou a reinar no time brasileiro e começaram a botar pressão sobre os chilenos tanto que aos 41 minutos ocorreu o segundo gol pelo chute de Leonardo Silva.

Ainda na prorrogação o time manteve o nível de jogo e não se deixou abater pelo cansaço.

Foi uma grande partida em que todos os brasileiros estavam torcendo para que a Libertadores ficasse com o time do Atlético-MG.

Por Melina Menezes.


O Atlético Mineiro conquistou a Taça Libertadores, cravou seu nome na história do futebol mundial e colocou Minas Gerais novamente na rota das Américas. Em jogo duro diante do Olimpia, do Paraguai, o galo vingador venceu por 2 a 0 no tempo normal e levou a decisão para os pênaltis, onde brilhou o goleiro Victor.

O Atlético Mineiro mostrou ao Brasil e ao mundo como ser campeão de corpo, alma e coração. Em situações complicadas durante a fase final da Libertadores, o Galo venceu as adversidades apoiado em seu paredão Victor e não facilitou para os paraguaios do Olimpia, que haviam vencido o jogo ode ida por 2 a 0.

O clima era tenso no Mineiro lotado e a tensão se transformou em euforia quando Jô girou sobre o zagueiro e marcou o primeiro, 1 a 0 Galo. O Olimpia pouco criou, mas se postou em campo com firmeza e certa frieza.

Cuca teve 45 minutos para marcar só mais um gol e o zagueiro Leonardo Silva compreendeu o recado, tento em cabeçada salvadora após subir 2,30m.

Após a prorrogação, pênaltis na decisão, que teve o Galo vingador de luvas. Victor pegou o primeiro pênalti e esperou o Olimpia perder o ultimo para soltar o grito de campeão no Mineirão.

Por Marcos Junior


Neste último sábado o Atlético-MG treinou pesado para o jogo desta quarta-feira contra o Olimpia. Como o comandante do time atleticano não poderá contar com os titulares Richarlyson e Marcos Rocha, colocou no treino técnico os jogadores Julio César e Michel. Michel se queixou de dores no tornozelo, porém foi medicado em campo e melhorou.

Para a alegria do treinador, Bernard estará de volta para o jogo de quarta-feira, já que ele cumpriu suspensão e agora está livre para defender a camisa do time.

A atuação de Leandro Donizete ainda não é certa. Os médicos não liberaram ainda o jogador. Se ele não voltar, Josué permanecerá no elenco escalado para enfrentar o Atlético-MG. A decisão do técnico será tomada na última hora, pois ele ainda espera pelo retorno do titular.

Segundo as presenças confirmadas no treino deste sábado, o grupo de titulares que entrará em campo está formado por: Vitor, Réver e Junior Cesar, Leonardo Silva, Bernard, Ronaldinho e Diego Tardelli, Pierre, Michel, Jô, Josué.

O confronto destes dois times será nesta quarta-feira, no Estádio Mineirão pela decisão da Copa Libertadores da América.

Por Melina Menezes.


O que parecia ser impossível aconteceu: o Atlético Mineiro venceu o Newells Old Boys da Argentina por 2 a 0. A equipe mineira havia perdido o primeiro jogo na Argentina por 2 a 0 e precisava de um resultado igual para levar a decisão para os pênaltis. E foi isso que ocorreu no jogo, já que o time do Atlético pressionou o time adversário, que somente contra atacava, mas levava perigo ao gol do Atlético.

A torcida também fez a sua parte, gritando e vaiando o time visitante. O Atlético Mineiro abriu o placar logo aos 3 minutos. No lance, Ronaldinho Gaúcho tocou para Bernard, que tocou por baixo das pernas do goleiro, que aceitou. Parecia que seria uma goleada, mas o Newells não se abateu e adiantou a marcação para dificultar a vida dos jogadores atleticanos.

No segundo tempo, ambas as equipes estavam muito focadas na vitória, mas parecia que a vaga iria ficar com o time argentino, até que aos 33 minutos a luz do estádio acabou e o jogo foi interrompido por alguns minutos. O que deu um novo ânimo a equipe brasileira. Guilherme, que entrou no lugar de Bernard, achou uma brecha depois da sobra de bola e fez o segundo gol do Atlético.

Nos pênaltis, a equipe brasileira teve mais sorte e converteu com Alecssandro, Guilherme e Ronaldinho Gaúcho. O goleiro Victor pegou a cobrança final e deu a vitória ao Atlético Mineiro, que irá disputar a final da Libertadores da América pela primeira vez.

Por Robson Quirino de Moraes


O Atlético Mineiro está em busca de uma final inédita pela Taça Libertadores da América. E para que isso aconteça, a equipe mineira terá de passar pelo time do Newell’s Old Boys, clube argentino que possui uma vantagem de dois gols, por ter vencido o primeiro jogo por 2 x 0.

Como uma ajuda nunca é demais, os atleticanos se apoiam também em orações e superstições para passar dessa semifinal.

Na última terça-feira, durante um jantar, o Pastor Welberte Martins compareceu à Cidade do Galo para fortalecer a parte espiritual dos atletas do clube. Foi feito um culto religioso seguido de uma conversa com os jogadores.

A forma de exercer a fé é com certeza algo muito particular, tanto que Diego Tardelli, uma das estrelas do time mineiro, levou as chuteiras que utilizará na semifinal para serem ungidas por um pastor, além de fazer uma promessa em caso de classificação da equipe.

Cuca (técnico do Atlético Mineiro), também tratou de tomar suas providências e levará para o vestiário do estádio um pequeno altar que servirá para uma oração, feita antes da partida e junto a seus atletas. A fé acompanhará o técnico mesmo dentro de campo, pois ele leva consigo uma camisa de Nossa Senhora Aparecida e um terço guardado no bolso da calça.

O Galo levará para campo nessa quarta-feira, além de um bom futebol, suas crenças. Assim, a equipe espera reverter o resultado negativo conseguido em Rosário, na Argentina. O clube precisa vencer por mais de gols de diferença, lembrando que um gol sofrido pode dificultar a situação (gol fora de casa é critério de desempate). Se devolver o placar de 2 x 0, o jogo vai para decisão nos pênaltis.

Por Natália Mayrink De Lazzari


No sábado, dia 29 de junho, o Papa Francisco recebeu, de presente, uma camisa do Atlético-MG, semifinalista da Copa Libertadores 2013. O autor da proeza (presente) foi Bruno Rodrigo, seminarista brasileiro, torcedor do Galo, e que reside em Roma, Itália.

A camisa é personalizada, e tem o nome do Papa Francisco silcado abaixo do número "10". O seminarista tirou foto do momento, e disse que o Papa o recebeu muito bem, reiterando que foi tudo muito informal, num momento que o representante mor da Igreja Católica voltava da celebração de uma missa.

Simpático, como sempre, Papa Francisco agradeceu pelo presente, e perguntou mais sobre a história do Atlético-MG, e de pronto Bruno Rodrigo falou sobre o Galo estar na semifinal da Copa Libertadores, e de ainda ter o cardeal Dom Serafim Fernandes de Araújo como conselheiro. O presenteado afirmou que colocará o Galo em suas orações, e que vai torcer pelo time na Copa Libertadores.

O futebol não é mistério e nem novidade para o Paoa Francisco, que não escondeu a admiração que tem pelo San Lorenzo, da Argentina. Recentemente foram divulgadas fotos da carteirinha de torcedor do Papa Francisco, confirmando sua admiração pelo citado clube argentino.

Por Vinicius Cunha


O Atlético-MG vive uma ótima fase dentro de campo, tanto é que faturou o Campeonato Mineiro, em cima do Cruzeiro, e é semifinalista da Copa Libertadores, competição que terá como adversário o Newell's Old Boys, mas nem tudo são "flores" para o time mineiro, já que a Conmebol suspendeu o zagueiro Réver por duas partidas, e assim o jogador estará impedido de pegar o time argentino nos confrontos de mata-mata.

A suspensão é em razão de Réver ter se desentendido com o árbitro Patricio Polic, que apitou a partida do Galo contra o Tijuana, no Independência, que terminou empatada em 1 a 1. Não há possibilidade de recurso para a sansão, que já foi diminuída de 4 jogos para 2.

De acordo com o chefe do departamento jurídico do Atlético-MG, Lásaro Brandão, Réver foi "indiciado" em um artigo que dava a pena mínima de suspensão em 4 partidas, e que com a defesa é que conseguiu a diminuição da mesma. O advogado reiterou que nas esferas formais não há mais jeito para o caso, mas disse que o regulamento da competição é cheio de brechas, e que estuda o caso.

Como Réver muito provavelmente não irá jogar, Cuca, mais uma vez, terá que mexer no "miolo" de zaga, e a opção mais usada na temporada tem sido a entrada do veterano Gilberto Silva, que jogaria ao lado de Leonardo. Rafael Marques também surge como opção.

Por Vinicius Cunha


Os rumores de transferência envolvendo jogadores brasileiros não param. Na quarta-feira, 5 de junho, o jornal francês "Mercato 365" divulgou uma matéria anunciando uma possível oferta de 15 milhões de Euros do Borussia Dortmund para o Atlético Mineiro, para poder contar com o meia-atacante Bernard.

O brasileiro seria o substituto de Mario Gotze, que foi transferido para o Bayern de Munique. Nenhum dirigente atleticano confirmou a proposta, mas também não negaram, afirmando que só comentariam caso seja algo oficial. Fontes confirmam que dirigentes do Borussia Dortmund estiveram em Belo Horizonte há 30 dias atrás, e que vieram para tratar da negociação envolvendo Bernard.

Em entrevista a um conceituado programa televisivo, especializado em esportes, o presidente do Galo, Alexandre Kalil, disse que será muito difícil segurar Bernard no Brasil, ainda mais depois da convocação para a Copa das Confederações, e da boa campanha do Atlético na Copa Libertadores.

Bernad tem apenas 20 anos, e já fez 95 partidas pelo Atlético, marcando 20 gols; na seleção brasileira atuou em 2 oportunidades, mas não conseguiu marcar gols. Antes de fazer sucesso no profissional do Galo, Bernard teve uma rápida passagem pelo Democrata de Sete Lagoas.

Por Vinicius Cunha


No dia 23 de maio o Atlético-MG conquistou um empate suado contra a equipe Club Tijuana do México. O primeiro jogo entre as equipes, válido pelas quartas de final da competição, foi no Estádio Caliente, que possui um gramado sintético e está localizado a dez mil quilômetros de Belo Horizonte.

O time mineiro saiu do Brasil sendo o melhor time da primeira fase, jogando um futebol vistoso de pressão e velocidade para cima do adversário. No entanto, não foi isso que se viu no primeiro tempo de jogo. O Tijuana, empurrado pela sua torcida, fazia jogadas rápidas e de habilidade, surpreendendo a defesa atleticana. Tanto que fez 2 a 0 com Riascos e Martínez, ainda no primeiro tempo. Mesmo assim, o time alvinegro não desistiu, voltou do segundo tempo melhor postado em campo, trabalhando muito com Tardelli, Luan e com Ronaldinho Gaúcho nas bolas paradas. O Galo diminuiu com Tardelli e conseguiu empatar o jogo no último minuto com Luan.

O jogo de volta acontece na arena Independência nesta quinta-feira, às 22h. Em Minas Gerais, o Galo que não perde desde que o estádio foi inaugurado, provavelmente vai carimbar a classificação para as semifinais contra o Boca Juniors ou Newell’s Old Boys, que jogam um dia antes.

Por BCC


Depois de vencer a primeira partida da final do Campeonato Mineiro por 3 a 0, o Atlético enfrentou o Cruzeiro no Mineirão, onde 90% dos torcedores eram cruzeirenses, já que a equipe celeste era a mandante do jogo; no final o Galo perdeu por 2 a 1, mas nem a derrota tirou o título de Ronaldinho e companhia.

Os dois gols do Cruzeiro foram marcados após cobranças de pênaltis, que Dagoberto bateu, sem chances para o goleiro Victor. 2 a 0 ainda não dava o título ao Cruzeiro, mas foi o suficiente para "enlouquecer" a maioria presente no Mineirão, e assim terminou o primeiro tempo.

Na segunda etapa, era necessário mais um gol para que os cruzeirenses ficassem com o título, mas mesmo com a insistência, o placar não foi ampliado; quem marcou foi o Galo, também em cobrança de pênalti, que foi convertido com eficácia pelo craque Ronaldinho.

O título confirmou a boa fase vivida pelo Galo, atual vice-campeão brasileiro, e atualmente entre os oito classificados para as quartas de final da Copa Libertadores, competição que o time joga na próxima quinta-feira, contra o Tijuana; já o Cruzeiro pega o Resende, quarta-feira, pelo jogo de volta da 2ª fase da Copa do Brasil.

Por Vinicius Cunha


As coisas estão indo muito bem para o Atlético Mineiro. Após eliminar o São Paulo da Copa Libertadores da América, o Galo deu um show no Independência e venceu o rival Cruzeiro por 3 a 0. O time do técnico Cuca pressionou durante todo o jogo e mereceu o resultado positivo.

O Atlético confirmou a boa fase no Independência, onde não perde a 33 jogos. Já o Cruzeiro vinha de uma sequência de 14 vitórias e um empate. Era promessa de um jogo equilibrado, o que aconteceu até os primeiros minutos de partida. Porém, o Galo mostrou que era superior a Raposa e no domingo só deu Atlético no Independência.

O destaque da partida foi Ronaldinho Gaúcho, que se mostrou presente, deu passes decisivos e se manteve calmo no primeiro jogo da decisão. Os gols foram marcados por Jô, Diego Tardelli e Marcos Rocha. O Cruzeiro teve Bruno Rodrigo expulso e passou o segundo tempo quase todo com um jogador a menos.

Para assegurar o título, o Galo pode perder por até 2 gols de diferença no Mineirão que ainda será campeão. A torcida será composta de 90% de cruzeirenses e somente 10% de atleticanos, mas isso não desmotiva os jogadores que estão confiantes quanto ao título.

Por Robson Quirino de Moraes


A Federação Mineira de Futebol reuniu-se com diretores dos dois clubes finalistas do Campeonato Mineiro: Cruzeiro e Atlético-MG.

Na reunião, ficou decidido que a primeira partida da final será disputada no Independência, no próximo domingo; e a segunda será no Mineirão, dia 19 de maio.

Em ambas as partidas, torcedores dos dois clubes estarão presentes. O time mandante terá direito a 90% da carga de ingressos, enquanto o visitante ficará com o restante, 10%.

O Cruzeiro jogará as partidas da final com a vantagem de poder empatar no número de pontos e também de saldo de gols, que mesmo assim ficará com o título, pelo fato de ter feito melhor campanha na primeira fase.

O Galo ainda não perdeu no Independência, depois que o estádio foi reinaugurado, e seus torcedores têm pregado que "caiu no Horto está morto"; já o Cruzeiro ainda não perdeu no ano de 2013, e vem de 12 vitórias seguidas.

Quem tem mais títulos do Campeonato Mineiro é o Atlético, com 41 no total, sendo o atual campeão. O Cruzeiro tem 35 conquistas, e é quem mais tem títulos no século 21, em um total de seis.

Por Vinicius Cunha


 “Caiu no Horto ‘tá’ morto!”. A frase dos torcedores atleticanos é cada dia mais real. Na noite de quarta-feira, 8 de maio, o Atlético-MG recebeu o São Paulo no Independência, pela partida de volta do confronto das oitavas de final da Copa Libertadores, e não só passou as quartas de final da competição, como também deu uma aula de futebol aos jogadores são-paulinos.

O Galo fez 4 a 1 no Tricolor Paulista, e com a soma do placar do jogo no Morumbi, 2 a 1, classificou-se as quartas de final com um agregado de 6 gols a 2. Na próxima fase o Atlético-MG enfrentará o Palmeiras ou o Tijuana do México, que decidirão a vaga na próxima terça-feira.

Ronaldinho foi o grande destaque da partida, lembrando suas atuações pelo Barcelona, driblando com facilidade, dando assistências, só faltando o gol; Jô fez três, Diego Tardelli um, e Luís Fabiano descontou para o time paulista.

Antes da primeira partida pelas quartas de final da competição, o Galo fará os dois jogos da final do Campeonato Mineiro, nos dias 12 e 19 de maio, contra o rival Cruzeiro. A primeira partida será no Independência e a segunda no Mineirão.

Por Vinicius Cunha


O Campeonato Mineiro possui um dos melhores formatos dos campeonatos estaduais pelo Brasil. Doze times disputam a fase inicial e todos os times jogam entre si. Desses, quatro se classificam para as semifinais e dois caem para a segunda divisão.

Neste ano de 2013, os times do Araxá e do América de Teófilo Otoni foram rebaixados, com seis e sete pontos, respectivamente. Para as semifinais, classificaram-se Cruzeiro (1º), Atlético-MG (2º), Tombense (3º) e Villa Nova (4º).

O Cruzeiro ficou invicto com 31 pontos. Já o Atlético-MG também fez boa companha com 27 pontos, perdendo apenas para seu maior rival. Já os clubes do interior ficaram muito distantes dos times da Capital, o Tombense conseguiu 19 pontos e o Villa Nova conquistou 18 pontos. A grande decepção foi o América, que ficou somente em oitavo lugar.

No primeiro jogo da semifinal, o Cruzeiro venceu o Villa por 4 a 0, mostrando um bom futebol, com um quarteto ofensivo muito forte e completando quatro jogos sem tomar gols. O Atlético-MG também venceu a Tombense por 2 a 0 com a volta de Diego Tardelli e Bernard. As duas equipes ganharam seus confrontos fora de casa e estão praticamente classificadas para a grande final.

Os jogos de volta acontecem em Belo Horizonte na próxima semana. O Cruzeiro irá enfrentar o Villa na quarta-feira (08/05), às 20:30, no Mineirão. Já o Atlético-MG pegará a Tombense no domingo (05/05), às 16:00, no Independência. 

Por BCC


Após se classificar somente na última rodada da fase de grupos, depois de vencer o Atlético-MG por 2 a 0, no Morumbi; nesta quinta-feira, 2 de maio, o Tricolor Paulista voltará a enfrentar o Galo, desta vez pela partida de ida das oitavas de final da Copa Libertadores.

Dono de três títulos da competição sul-americana, as últimas cinco eliminações do clube na Libertadores foram para times brasileiros, o que se tornou em uma espécie de "fantasma", e para piorar a situação, o adversário da vez é dono da melhor campanha do campeonato até o momento.

Curiosamente, o último título do São Paulo na Copa Libertadores foi contra uma equipe brasileira, contra o Atlético Paranaense, em 2005. De lá para cá a sorte "fugiu" do Morumbi e o que se viu foi a "manifestação de vários fantasmas".

Primeiramente foi o Internacional, que venceu a competição em 2006 em cima do São Paulo; depois o Grêmio em 2007, em confronto válido pelas oitavas de final; em 2008 o algoz foi o Fluminense, nas quartas de final; em 2009 o Cruzeiro foi quem aprontou contra o Tricolor, também nas quartas de final; e na última das eliminações, em 2010, o Internacional voltou a aprontar, eliminando o clube paulista das semifinais.

Por Vinicius Cunha


Tombense x Atlético-MGNa tarde deste sábado, dia 27 de abril, Tombense e Atlético-MG fazem a primeira partida da Semifinal do Campeonato Mineiro 2013. A partida será realizada às 16:00, no estádio Antonio Guimarães, em Tombos (MG).

O Atlético-MG, que se classificou em 2º na fase de grupos, vem de uma vitória sobre o Villa Nova. Para esta partida, o Galo não poderá contar com Ronaldinho Gaúcho, que será poupado para a partida decisiva com o São Paulo, pela Libertadores 2013. Embora esteja desfalcado de seu principal astro, o Atlético-MG irá contar com o retorno de Bernard e Diego Tardelli.

Já o Tombense, que se classificou em terceiro na fase de grupos, vem de vitória fora de casa contra o América-MG. A equipe do interior do Estado terá de superar uma tragédia extra-campo. Isso porque o meia Marquinhos Galhardo acabou falecendo depois de um acidente de carro. Segundo o presidente do clube, todos os jogadores estão abalados com a perda do colega.

O árbitro da partida será Alício Pena Júnior. Ele terá como auxiliares Marconi Helbert Ribeiro e Ricardo Júnio de Souza.

O Tombense deve iniciar a partida com os seguintes jogadores: Marcelo Carné, Leonardo, André, Ramon e Beto; Serginho, João Guilherme, Betinho e Joílson; Júnior Negão e Adeílson.

Já o Atlético-MG deverá jogar com: Victor; Marcos Rocha, Réver, Leonardo Silva (Gilberto Silva) e Richarlyson; Pierre, Leandro Donizete, Luan, Diego Tardelli, Bernard e Jô (Alecsandro).


Na noite desta quarta-feira, o São Paulo entrou em campo contra o time Atlético Mineiro pela última rodada da fase de grupo da Taça Libertadores da América. O time paulista precisava de uma vitória sobre o Galo, já classificado para a próxima fase, e ainda dependia do resultado do confronto entre Arsenal e Strongest.

A missão era difícil, pois o São Paulo precisava não só garantir a sua vitória dentro do Morumbi, mas ainda torcer para a vitória do Arsenal na Argentina. Com muita raça, o time da capital paulista bateu o Galo por 2 a 0 e o Arsenal garantiu a vitória diante do Strongest por 2 a 1. Com esses resultados, ambos os times empataram em número de pontos – sete para cada, mas o time brasileiro levou a vantagem pelo saldo de gols.

O primeiro gol do São Paulo saiu de uma cobrança de pênalti feita por Rogério Ceni. O gol da vitória foi marcado por Ademílson, conversão feita graças à assistência de Osvaldo.

Assim, Atlético Mineiro, primeiro do grupo, e São Paulo avançam para as oitavas de final, e se enfrentam novamente por uma vaga nas quartas. O jogo de ida acontece no Morumbi e a de volta em Belo Horizonte. A Conmebol ainda não divulgou as datas dos próximos jogos.

Por Camilla Quesada Tavares


Com uma goleada de 5 a 2 contra o Arsenal de Sarandí, o Atlético-MG manteve os 100% de aproveitamento na Libertadores. A partida foi realizada na noite de quarta-feira (dia 3 de abril) e acabou marcada por muitas confusões em campo.

Quando o placar marcava 2 a 1 para o Galo, aos 39 minutos do primeiro tempo, os jogadores dos dois times intensificaram as provocações, ao ponto de o árbitro Enrique Cáceres não conseguir controlar os ânimos. Troca de empurrões e socos se estenderam até o intervalo. A polícia foi acionada para acabar com a pancadaria.

Na segunda etapa, os mineiros se mantiveram na ofensiva e ampliaram a vantagem. Ronaldinho Gaúcho fez dois gols. Os demais foram feitos por Diego Tardelli, Luan e Alecsandro. No Arsenal, os marcadores foram Braghieri e Benedetto.

O resultado favoreceu o São Paulo, que com uma vitória sobre o The Strongest, nesta quinta (dia 4 de abril), ficará bem próximo da classificação para as oitavas de final. Caso o saldo seja positivo, terá três pontos a mais que o Arsenal, que pode ter inúmeros desfalques na última rodada desta etapa se a Conmebol for tão rígida com o clube como no episódio que rendeu a suspensão de Luis Fabiano por quatro partidas no campeonato.

Por Gabriel Perline


O atacante Bernard, um dos principais jogadores do elenco do Atlético-MG, está fora dos gramados por pelo menos três semanas para se recuperar de uma luxação sofrida no ombro direito. A lesão do jogador aconteceu durante o jogo da equipe contra o Tupi, no último domingo.

O médico do Atlético-MG, Rodrigo Lasmar, submeteu o jogador a uma série de exames médicos que confirmaram a lesão. Dessa forma, o jogador irá desfalcar o Galo no jogo desta quarta-feira, às 22:00, contra o Arsenal de Sarandí, em Belo Horizonte.

"Os exames confirmaram o que a gente já esperava. Ele teve uma luxação e vai precisar passar esse período (três semanas) sem jogar futebol, para não agravar o quadro", afirmou o médico.

O astro da equipe, Ronaldinho Gaúcho, também vem se queixando de dores nas costas, não tendo realizado as últimas atividades físicas com os companheiros. Rodrigo Lasmar, porém, descartou gravidade e confirmou que o jogador estará em campo nos próximos compromissos do Atlético-MG.

O Galo vive um momento especial na sua história. O clube é Líder do Grupo 3 da Copa Libertadores (com 100% de aproveitamento) e ostenta a segunda melhor campanha do Campeonato Mineiro.

Por Júlio Abreu


O Galo não para, e nessa quarta-feira, 20/03, anunciou mais um reforço para a temporada 2013. O nome da vez é Josué, que estava no Wolfsburg da Alemanha, e que no Brasil jogou no Goiás e no São Paulo, onde foi campeão da Libertadores e do Mundial de Clubes em 2005.

De acordo com o site do time alemão, o volante assinará um contrato de dois anos com o clube de BH, e no mesmo portal a diretoria do clube agradeceu os serviços prestados pelo atleta brasileiro.

Josué já trabalhou com o técnico Cuca em 2003 no Goiás e o treinador teve papel importante na contratação do volante junto ao São Paulo em 2004, quando indicou o jogador.

No Galo, Josué travará disputa pela posição de titular com Pierre, Leandro Donizete, Richarlyson e com o penta-campeão do mundo Gilberto Silva.

Kalil tem investido pesado desde que assumiu a presidência do clube de Minas Gerais, trazendo jogadores como Ronaldinho, Jô, Víctor, Gilberto Silva, Diego Tardelli e outros.

Cuca tem, sem dúvida alguma, um dos melhores elencos do futebol brasileiro, sendo favorito para ganhar todos os títulos em disputa na temporada: Mineiro, Copa do Brasil, Libertadores e Brasileirão.

Por Vinicius Cunha


Na noite desta última quarta-feira, 20/03, o Atlético/MG foi até Teófilo Otoni, enfrentar o América (time da cidade), em jogo adiado da 5ª rodada do Campeonato Mineiro.

Com o time da capital contando com a presença de Ronaldinho, a cidade entrou em êxtase, e os arredores do estádio do América, Nasrri Mattar, ficaram lotados de pessoas.

R10, que completa 33 anos no dia 21/03, se presenteou com um gol e uma assistência para o "artilheiro" Réver marcar mais um no campeonato.

Em consequência da dimensão do campo, pequeno e curto, o Galo não teve uma atuação de gala, porém, não foi pressionado pelo adversário e não teve muitas dificuldades para vencer a partida.

O time de Cuca chegou aos 15 pontos e está a apenas 1 do líder Cruzeiro. Na próxima rodada, o Galo volta a jogar como visitante, quando enfrentará o Nacional , em Patos de Minas. Já o América visitaráo Tupi, em Juiz de Fora.

Numa noite em que as atenções quase todas foram voltadas para Ronaldinho, o craque disse que a atuação foi em homenagens as suas amigas do coração, porém, não citou nomes e disse que quem é sabe.

Por Vinicius Cunha


Corinthians e Atlético-MG fizeram seus jogos na noite desta quarta-feira na Libertadores e obtiveram bons resultados para suas equipes.

O Atlético saiu de casa e subiu a montanha na Bolívia, jogando contra o The Strongest, na altitude de La Paz. Mesmo com as dificuldades, o Galo mineiro venceu e mostrou autoridade. O placar foi 2×1 para a equipe alvinegra, com gols de Diego Tardelli, após boa jogada de Jô, Méndez (contra), que sozinho no lance se atrapalhou e mandou para o próprio gol, e Reina, no final do primeiro tempo, aproveitou bobeira de Victor, e marcou para o The Strongest.

O resultado coloca o Atlético na primeira posição geral da Libertadores e a única equipe invicta e com 1000% de aproveitamento.

Já o Corinthians recebeu o mexicano Tijuana, que o havia derrotado na partida de ida. E mostrou que deve-se respeitar o atual campeão: O placar de 3×0 ficou barato tamanho o domínio do time paulista sobre o mexicano.

Os gols saíram todos em jogadas trabalhadas pelo meia Renato Augusto: o primeiro, de Pato, saiu em rebote de seu chute, que pegou três vezes na trave. O segundo, de Guerrero, saiu após bom cruzamento de Alessandro após receber um bom passe de Renato na entrada da área. E o terceiro, de Paulinho, saiu de jogada ensaiada em cobrança de falta batida pelo camisa 25.

Agora o Corinthians chega aos 7 pontos na competição, mirando a liderança do grupo. Seu próximo jogo é dia 3 de abril, contra o Millonarios.

Por Euclides Cesar Junior


O Atlético-MG venceu mais uma na Libertadores e é o time de melhor campanha até agora, além de estar 100% na competição, tendo quatro vitórias em quatro jogos.

O Galo, que ainda não tem nem um título da Libertadores, foi até a Bolívia em busca de no mínimo um ponto, o que praticamente garantiria a classificação da equipe a segunda fase, oitavas de final.

Com a vitória, o time de Cuca chega aos doze pontos e segue firme em busca da primeira colocação geral, pois aí poderia jogar todos os jogos de volta, a partir da segunda fase, em casa.

A pressão boliviana e a altitude não foram suficientes para derrubar o Atlético-MG, pois logo aos nove minutos Diego Tardelli, depois de jogada de Jô, abriu o placar; Harol Reina empatou para o Strongest, mas depois, logo após cruzamento de Serginho, Luis Mendéz apavorou-se e acabou colocando a bola nas redes do próprio time, gol contra.

A próxima partida do Atlético será em casa contra o Arsenal da Argentina, no Horto, e lá o Galo é praticamente imbatível.

Será que pintou o campeão? O tempo dirá!

Por Vinicius Cunha


O Atlético Mineiro segue imbatível no estádio Independência e na Copa Libertadores. Na noite desta quinta-feira, dia 07 de março, a equipe mineira pode comemorar mais uma vitória. Quem sofreu com a pressão da torcida e a genialidade de Ronaldinho Gaúcho foi o The Strongest, da Bolívia.

Foi com o placar de 2 a 1 que a equipe mineira chegou à sua terceira vitória consecutiva na competição. Com o resultado, o Galo abriu 5 pontos de vantagem para o São Paulo, segundo colocado do Grupo 3. Não bastasse isso, o Atlético Mineiro ostenta a melhor campanha da fase de grupos até então.

Quem achou que o Atlético Mineiro teria uma vitória recheada de gols, porém, acabou se surpreendendo. A equipe boliviana mostrou novamente uma notável consistência no sistema defensivo, o que acabou atrapalhando as pretensões dos brasileiros.

O primeiro gol da partida saiu apenas na etapa complementar, aos 11 minutos. Jô aproveitou a bobeada da zaga e livre de marcação chutou para o gol e abriu o placar: 1 a 0.

Aos 26 minutos do segundo tempo, o Atlético ampliou com Ronaldinho Gaúcho, de pênalti.

Quando o placar parecia já estar definido, Melgar descontou para os bolivianos. Mas não havia tempo para mais nada, o gol foi aos 45 minutos.

Por Júlio Abreu


A Copa Libertadores da América 2013 já está em sua terceira rodada da fase de grupos. As posições começam a ser definidas e um bom exemplo disso é o jogo entre Atlético Mineiro e The Strongest, da Bolívia.

O time de Minas Gerais tem um aproveitamento de 100% e ganhou os seis pontos possíveis nas duas partidas que disputou, venceu o São Paulo e o Arsenal da Argentina. Para o próximo embate, a equipe mineira pretender repetir a boa atuação em casa e ganhar mais 3 pontos.

O técnico da equipe mineira, Cuca, conta com a boa fase do marcador Pierre, que afirmou estar com tranquilidade e ousadia para impor seu ritmo de jogo.

Entre outros atletas, Ronaldinho Gaúcho, Bernard, Diego Tardelli e Leandro Donizete têm sido os destaques do Galo na competição.

Na última rodada, a equipe goleou o Arsenal da Argentina pelo placar de 5 x 2, jogando fora de casa.

O jogo contra o The Strongest será realizado na quinta-feira, às 21:30, no estádio Independência (MG).

A equipe boliviana, que já chegou à Capital Mineira, realizou ontem treinamentos e verificou as condições do gramado antes da partida.

Por Marcelo Araújo


Nesta semana uma notícia movimentou o clube de futebol Atlético Mineiro. A novidade do momento seria a ida do atacante Neto Berola para o Vasco em troca da vinda de Éder Luís para o Galo.

No entanto, Neto Berola disse em entrevista à Rádio Globo que ficou sabendo da história pela internet e que seu empresário não o informou sobre nada de concreto a respeito deste assunto.

Apesar de não saber de nada, o atacante do time mineiro informou que seria um prazer jogar no Vasco que é um grande time do futebol brasileiro.

Sobre o assunto o presidente do Atlético Mineiro, Alexandre Kalil, informou que está procurando a “cereja do bolo” para finalizar as contratações do time para a temporada de 2013.

Por Ana Camila Neves Morais


O mercado da bola no Brasil ficou bastante agitado nesta última semana, pois o presidente do Milan Adriano Galliani veio ao Brasil para resolver detalhes sobre a volta aos times brasileiros de duas estrelas de sua equipe: Robinho e Alexandre Pato.

De acordo com o dirigente, os dois jogadores pediram para sair do clube e agora Pato está próximo de vir para o Corinthians enquanto Robinho está sendo disputado por times como Santos e Atlético Mineiro depois que o Flamengo desistiu de sua contratação por achar o valor pedido pelo Milan para o passe do jogador muito elevado.

Por Ana Camila Neves Morais


Nesta terça-feira (dia 11 de dezembro), o Atlético Mineiro foi goleado pelo Vitória no primeiro jogo da final da Copa do Brasil Sub-20.

A primeira partida da final ocorreu em Salvador, no estádio do Barradão, com o maior público da competição (21.659 torcedores).

O time da casa dominou totalmente a partida e levou a melhor sobre o Atlético Mineiro, goleando o time por 4 a 1.

Com o resultado da primeira partida, o Atlético Mineiro precisa ganhar o segundo jogo por 3 a 0 para conquistar o título nacional. Apenas o resultado de 4 a 1 para o Atlético Mineiro leva a disputa para os pênaltis. 

Os gols do Vitória foram marcados por Josué, Matheus Salustiano e Alan Pinheiro (2 vezes). Em linda cobrança de falta nos acréscimos, o jogador Roger marcou o gol de honra do time mineiro.

O jogo de volta será no sábado, às 21:00 (horário de Brasília), na Arena do Jacaré, em Minas Gerais.

Em minha opinião, o Vitória já é o campeão da primeira edição da Copa do Brasil Sub-20. A equipe baiana tem a melhor base Sub-20 do país e apesar de marcar muitos gols, o ponto forte do time é o seu sistema defensivo. Sendo assim, se a taça realmente ficar nas mãos do Vitória, será um titulo muito mais do que merecido pelo trabalho feito nas categorias de base do clube.

Por Bruno Mathiuzzo


O Atlético-MG enfrenta neste domingo (18), às 17 horas no estádio Independência (MG), o xará goianiense, em busca de uma classificação direta para a fase de grupos na Taça Libertadores de 2013.

O clube mineiro, que já não tem mais chances matemáticas de conquistar o título da competição nacional, caiu para a 3ª colocação após o empate frente ao Vasco e a vitória do Grêmio encima do São Paulo, na rodada anterior.

Já o Atlético Goianiense, que não aspira mais nada já que foi o primeiro time do campeonato a ter seu rebaixamento matematicamente confirmado, entra em campo somente para cumprir tabela. Mas o discurso dos atletas do clube goiano é de que o confronto vale muito, para terminar a temporada com honra.

Apesar de falar à imprensa que o confronto será difícil, os atletas e a comissão técnica do Atlético Mineiro confirmam que é uma partida de vida ou morte para as pretensões do clube. O Galo precisa vencer e torcer por um empate ou derrota do Grêmio para voltar à segunda colocação do campeonato.

Esse embate poderá selar também o destino de Ronaldinho. O atleta confirma que quer disputar a Libertadores e mesmo que negue, sua permanência no clube mineiro está diretamente condicionada à participação do Galo na competição mais importante da América do Sul.

Por Renato Benevenuto


Embaixo de um forte calor, Vasco e Atlético-MG entraram em campo para jogar mais uma partida pelo Campeonato Brasileiro.

Precisando vencer o Cruzmaltino, o time mineiro entrou em forte ritmo para que ainda pudesse sonhar em conquistar o torneio nacional. Até os 5 minutos da primeira etapa, o Atlético atacava o Vasco, surpreendo-o com as bolas paradas do craque Ronaldinho, fazendo o goleiro do adversário trabalhar com boas defesas.

Enquanto era atacado, o Vasco tentava sair em contra-ataque com seus atacantes Tenório e Alecssandro, mas sem sucesso.

O placar foi aberto logo aos 25 minutos, a favor do Atlético, em pênalti cometido por Douglas em cima de Escudero, que foi convertido com sucesso por Ronaldinho Gaúcho. O primeiro tempo terminou com o resultado positivo a favor do Galo. 

No segundo tempo, o Vasco fez duas mudanças, dando nova mobilidade ao time. Pressionando, por estar com um homem a mais (Serginho foi expulso após levar o segundo cartão amarelo), o Vasco conseguiu empatar, após o encerramento do jejum de Alecssandro, que recebeu limpo de Felipe e bateu firme para o gol.

Após o empate, a partida esfriou e ficou sem qualquer tipo de emoção. O último lance do jogo foi de Réver. O zagueiro atleticano cabeceou no ângulo, exigindo uma defesa milagrosa do goleiro Fernando Prass.

Com o resultado, o Galo caiu para 3º (após a vitória do Grêmio sobre o São Paulo), enquanto o Vasco segue com poucas chances de ir à Libertadores. 

Por Renato Benevenuto


Nesse domingo (11), às 17:00 horas (horário de verão), Vasco e Atlético-MG entram em campo no estádio de São Januário, em um confronto com tom de decisão.

Do lado do Vasco, o objetivo é focar o fim do campeonato e buscar uma vaga na Libertadores 2013, depois da saída do técnico Marcelo Oliveira, após permanecer menos de dois meses no comando do Cruzmaltino.  Já do lado do Galo Mineiro, a corrida é para garantir uma vaga na fase de grupos da competição continental, sem a necessidade de disputar a pré-Libertadores. 

O Vasco vem derrotado pelo Sport, por 3×0, em pleno São Januário. Esse resultado culminou na saída do técnico Marcelo Oliveira.

Já o Atlético, também vem de derrota, 1×0, para o Coritiba, no Couto Pereira e busca se recuperar da derrota com um resultado positivo encima do Vasco, clube que está em crise política e financeira.

Por serem equipes bem montadas, que brigaram parte do campeonato pela liderança, não resta dúvidas de que o confronto será bem disputado, com vários gols.

A única certeza que se pode ter através desse duelo recheado por craques, é a de que será um grande espetáculo. 

Por Renato Benevenuto


A crise tomou conta do Atlético Mineiro. O time do técnico Cuca não tem conseguido manter o alto desempenho do primeiro turno, quando liderou boa parte do Campeonato Brasileiro. Com isso, o principal rival na disputa pelo título disparou e abriu seis pontos. Para mudar este cenário, o Galo irá enfrentar o Figueirense neste sábado, dia 06 de outubro, no estádio Independência.

Na última rodada os atleticanos enfrentaram a Lusa, no Canindé, e não conseguiram sair de São Paulo com os três pontos. A Portuguesa arrancou um empate em 1 a 1.

Com isso, os atleticanos somaram a quarta partida consecutiva sem vitória. Antes da Lusa, o Atlético Mineiro perdeu para o Náutico (nos Aflitos), empatou com o Grêmio (em casa) e perdeu para o Flamengo (no Engenhão).

Porém, o adversário da próxima rodada pode ser bom para uma recuperação. Penúltimo colocado do campeonato, o Figueirense perdeu as três últimas partidas e está em situação complicada no Brasileiro.

No primeiro turno, os catarinenses quase atrapalharam o Galo. Em um jogo cheio de gols, os mineiros saíram vitoriosos de Florianópolis. Venceram por 4 a 3.

Por Paulo B.


Durante muitas rodadas, a partida a menos do Atlético Mineiro foi usada como justificativa pela perda da liderança da equipe do técnico Cuca para o Fluminense, no Campeonato Brasileiro.

Mas na última quarta-feira, os torcedores atleticanos começaram a desconfiar de que o título está cada vez mais longe. Depois de perder para o Flamengo por 2 a 1, o Galo tenta se recuperar agora e vai a São Paulo enfrentar a Portuguesa, neste sábado, no estádio do Canindé.

A derrota manteve o time quatro pontos atrás do líder Fluminense, e ainda teve um gostinho especial para os torcedores do rubro negro, que  viram Ronaldinho Gaúcho ficar apagado durante o jogo. O craque esteve no Flamengo até o meio do ano, quando se transferiu para o clube mineiro, e entrou na justiça para receber salários atrasados.

O técnico Cuca reclamou muito da arbitragem, e disse que o time não foi bem no primeiro tempo, e que quando se recuperou e conseguiu o empate, o gol de Liedson, sacramentou o resultado. Mas o treinador está confiante e acredita que a partida contra a Lusa pode marcar uma virada.

Na 13ª colocação, o time do técnico Geninho quer fazer valer o fator casa para espantar de vez os receios do rebaixamento. A Portuguesa está apenas cinco pontos a frente do primeiro a cair.

Por Paulo B.


O jogo adiado da 14ª rodada ganhou grande importância para a data de hoje. Enquanto o Flamengo precisava vencer para se afastar da zona de rebaixamento, o Atlético precisava da vitória para voltar a encostar no Fluminense, que ultrapassou o Galo nas últimas rodadas e abriu 5 pontos de vantagem. E quem se deu melhor foi o Flamengo. Jogando em casa, o time carioca conseguiu vencer e afastou de vez o fantasma da zona da degola.

Para marcar o reencontro de Ronaldinho com a torcida do Flamengo, o Engenhão estava cheio. Com 30 mil apitos para atormentar o antigo camisa 10, os torcedores flamenguistas fizeram sua parte o jogo todo. O time, em campo, correspondia.

Logo no começo da partida, Love e Cleber Santana tiveram boas chances para o time da casa. Sem ser incomodado, o Flamengo ia comandando a partida. E, aos 20 minutos, com um golaço de meia bicicleta de Vagner Love, o time carioca abriu o placar. Sem conseguir criar jogadas, o Galo só veio a aparecer nos minutos finais, com chances de Richarlyson e Jô. O placar, porém, não foi alterado.

Com um pensamento totalmente diferente no segundo tempo, o Galo veio com tudo. No primeiro lance, o time mineiro já assustou o Flamengo. Aos 4, Jô mostrou oportunismo e empatou a partida: 1×1. Com o gol sofrido, o time da Gávea acordou.

Com isso, aos 11 minutos, passou novamente a frente. Liedson, após boa jogada de Wellington Silva, decretou o 2×1. O mandante, então, passou a não ter pressa no jogo. O Galo, por sua vez, buscava o ataque de todas as formas. Ronaldinho comandava e tentava ajudar. Em uma jogada, muita reclamação com o árbitro por não marcar um suposto pênalti.

Após a polêmica, o clima esquentou. Réver deu uma cotovelada em Cáceres e acabou expulso de campo. O ritmo do jogo não caiu. Cleber Santana acertou a trave pelo lado do Flamengo. Pelo lado do Galo, Ronaldinho e Guilherme tiveram boas chances para marcar. Por último, Carlos César teve a chance de empatar, mas Felipe defendeu e garantiu a vitória do time de Dorival Júnior.

Com os 3 pontos, o Flamengo chega a 34 pontos e assume a 10ª posição. O Galo, agora com o mesmo número de jogos dos outros times, está em 2º com 52, quatro a menos que o líder Fluminense.

Por Augusto Cesar


O vice-líder do Campeonato Brasileiro de 2012, Atlético Mineiro, enfrenta a Portuguesa fora de casa pela vigésima sétima rodada do torneio nacional. Nas últimas rodadas, o Galo perdeu a primeira colocação para o Fluminense e agora precisa manter a regularidade de vitórias se quiser continuar almejando o título.

Com uma das melhores campanhas da competição, a equipe vai até o estádio do Canindé (Zona Norte de São Paulo) para enfrentar um clube que conta com um dos artilheiros da competição e uma torcida que, apesar de pequena, costuma apoiar a Lusa do início ao fim.

A Portuguesa vem embalada por uma vitória no clássico contra Santos na última rodada do Brasileirão por 3 a 1. O clube do Canindé figura na décima segunda colocação do torneio, apresentando 32 pontos em 26 séries de jogos, com aproveitamento de 41%.

Para conseguir mais três pontos contra o Atlético Mineiro, a Lusa conta com as defesas do experiente goleiro Dida e os gols de Bruno Mineiro, que já balançou as redes por 11 vezes no Brasileiro.

O jogo será realizado no dia 29 de setembro, às 18h30, no estádio Canindé.

Por Marcelo Araújo


No jogo mais esperado da rodada, entre Atlético-MG e Grêmio, quem mais comemorou foi o Fluminense. Isso porque com o empate entre os dois, o time carioca vê os rivais mais distantes da liderança.

Com aproximadamente 20 mil pessoas apoiando, o Galo começou a partida indo para cima do Grêmio. Carlos César, Leandro Donizete e Guilherme fizeram o goleiro Marcelo Grohe trabalhar. O Grêmio só foi aparecer no ataque aos 20 minutos, quando Werley cabeceou e Victor, encontrando seu ex-clube, fez uma defesa segura. 3 minutos depois, o Atlético levantou a torcida. Carlos César arriscou um chute e acertou o travessão do gol gremista. O jogo caiu de ritmo e só voltou a esquentar aos 41 minutos. Dessa vez, foi o Grêmio que acertou o travessão com Elano. No rebote, Souza ainda teve a oportunidade de marcar, mas acabou desperdiçando, deixando o placar como começou.

Sem querer perder para não ver o Fluminense disparar, nenhum dos times se arriscava no ataque no segundo tempo. Bem truncado, as chances de gols demoraram a aparecer. Na melhor delas, Marcelo Moreno perdeu um gol incrível para o Grêmio. Pouco tempo depois, Kleber foi quem tentou, mas finalizou por cima. O Atlético, que não conseguia entrar na área do adversário na segunda etapa, tentou ganhar mais velocidade com a entrada de Neto Berola, mas a tática não surtiu muito efeito e nenhuma chance mais foi criada, deixando o placar igualado da forma como começou.

O resultado acabou sendo ruim para os dois times. O Galo fica com 52 pontos, 4 atrás do Fluminense, na 2ª posição. Vale lembrar que o time mineiro ainda possui um jogo a menos. O Grêmio fica com 49 pontos, logo atrás do próprio Atlético Mineiro.

Por Augusto Cesar


Depois do empate em 0 a 0 com o Grêmio neste domingo, o Atlético Mineiro tem mais uma chance de não deixar o Fluminense disparar na liderança do Campeonato Brasileiro. O resultado contra os gaúchos foi péssimo para o galo, que não se recuperou da derrota para o Náutico na última rodada e de quebra viu o rival carioca abrir quatro pontos na frente.

Porém nesta quarta-feira, 26/09, o time do técnico Cuca disputa uma partida a menos na tabela, válida ainda pela décima quarta rodada do Campeonato contra o Flamengo, no Engenhão. É uma chance de pontuar e ficar apenas um ponto atrás do líder.

O jogo que inicialmente aconteceria no dia 4 de agosto foi adiado por conta de um pedido do Botafogo à CBF, que solicitou o cancelamento de partidas de outras equipes, em função do desgaste do gramado do estádio.

Depois de quase dois meses, o jogo será realizado em um momento crucial para as duas equipes. O galo começa a temer a chance de perder o título, enquanto o Flamengo tenta se reabilitar e ficar longe da zona de rebaixamento.

Na última rodada, a equipe rubro negra venceu o Atlético Goianiense por 2 a 1 e chegou aos 31 pontos, na 14ª posição, encerrando uma série de sete jogos sem vitória.

Por Paulo B.


O Atlético-MG irá enfrentar o Grêmio no próximo domingo, dia 23 de setembro, às 18:30. A partida, que acontecerá no estádio Independência, será válida pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro 2012.

Este é considerado como o principal confronto da rodada, já que as duas equipes tentar conquistar a liderança da competição.

Notícias do Galo:

Apesar de não ter conseguido segurar a pressão do Náutico, no estádio dos Aflitos, o técnico Cuca se sente confiante para vencer a disputa da partida jogada dentro de casa. O Galo está invicto em Minas Gerais há diversas rodadas. Porém, o sinal de alerta está ligado, visto que na partida de Recife aconteceu a pior partida do ano da equipe, segundo palavras de Cuca.  

Notícias do Tricolor Gaúcho:

Os gremistas estão embalados após o empate conquistado contra o Flamengo, pela 25ª rodada. Ficando cada vez mais isolado na terceira posição, a equipe gaúcha está encaminhando a sua classificação para a Copa Libertadores da América 2013.

Entre 1959 e 2012 (período do Brasileirão Unificado), as duas equipes se enfrentaram 49 vezes, com 15 empates, 17 vitórias para o Atlético-MG e 17 vitórias ao Grêmio.

Por Renato Duarte Plantier


O vice-líder do Campeonato Brasileiro de 2012 enfrenta o terceiro colocado em um jogo que é considerado um confronto direto pelo título do torneio.

Os dois clubes, Atlético Mineiro (2º), e Grêmio (3º), têm chances de levantar a taça da competição nacional e vão para o jogo com força total.

O Galo tem 51 pontos acumulados em 24 jogos e apresenta 70,8% de aproveitamento. Desta forma, precisa dos três pontos para continuar encostado no Fluminense, que é o líder. O clube mineiro vem de derrota fora de casa contra o Náutico pelo placar de 1 a 0.

Para se reabilitar, o Galo conta a o apoio de sua torcida e tem como principais apostas o jogador pentacampeão Ronaldinho Gaúcho e os artilheiros do time na competição, Bernard e Danilinho, ambos com seis gols marcados no torneio.

O tricolor gaúcho vem de empate contra o Flamengo na última rodada, em que perdeu a chance de subir ao G4. O Imortal vem fazendo grande Campeonato sobre mando do técnico Vanderlei Luxemburgo e acumulou 48 pontos em 25 séries de jogos, chegando a um aproveitamento de 64%. O artilheiro da equipe do sul é Marcelo Moreno e as principais jogadas vêm saindo dos pés de Elano, que voltou a jogar o futebol dos bons tempos de Santos.

O jogo será realizado no dia 23 de setembro de 2012, às 18h30, no estádio Independência.

Por Marcelo Araújo


Há cinco jogos sem vencer, o Náutico tem um confronto difícil neste domingo, dia 16 de setembro, às 16h, contra o vice-líder Atlético Mineiro, nos Aflitos.

Os pernambucanos começam a se preocupar na tabela, pois estão apenas cinco pontos acima da zona de rebaixamento e a fuga é o principal objetivo do time do técnico Alexandre Gallo.

Do lado mineiro, a busca pelo líder Fluminense continua. A torcida do Atlético está de bem com a vida. O time volta a brigar por um título brasileiro e vem de vitória sobre o São Paulo, na última quarta-feira, por 1 a 0. Com um jogo a menos que o rival carioca, o galo pode ultrapassá-lo, caso vença a partida contra o Flamengo, em data ainda a ser definida. No entanto, para isso, o time de Cuca precisa continuar vencendo e a partida contra o Náutico é fundamental, principalmente porque o oponente do Flu é o lanterna do campeonato, o Atlético Goianiense.

Mas se depender do confronto no primeiro turno, os mineiros não tem com que se preocupar. O galo passou por cima do Náutico, venceu por 5 a 1 no jogo que marcou a estreia de Ronaldinho Gaúcho com a camisa atleticana. O meia, inclusive, deixou a sua marca.

Por Paulo B.


Sabendo da importância de vencer para não deixar o Fluminense escapar, o Atlético Mineiro não deu fôlego ao São Paulo, na partida disputada ontem (12/09) no Estádio Independência.

O time do técnico Cuca dominou todas as ações da partida, desde os minutos iniciais e conseguiu a vitória por 1 a 0, mantendo a diferença para o líder Fluminense em apenas dois pontos no Campeonato Brasileiro.  

Já o tricolor acumulou a quarta partida sem vencer no campeonato e pode cair para a sétima posição, dependendo dos resultados desta quinta-feira.  Porém, o time do técnico Ney Franco tem do que reclamar.

Ainda na primeira etapa, o lateral Douglas foi expulso, em jogada duvidosa. O jogador escorregou e atingiu Leandro Donizeti. O árbitro Sandro Meira Ricci não titubeou e botou para fora o atleta são paulino. Com um a menos, o domínio que já era do Atlético passou a ser todo do time mineiro, apesar do São Paulo ter conseguido se segurar por boa parte do jogo.

O gol só saiu aos 16 minutos da etapa final, em cabeçada de Leonardo. A defesa são paulina e o goleiro Rogério seguraram o impeto de Ronaldinho Gaúcho, Guilherme e Bernard, mas sem posse de bola, Jadson, Lucas e Osvaldo pouco fizeram para assustar o golerio Vitor.  

Agora, o galo vai ao Recife enfrentar o Náutico, enquanto o São Paulo tem clássico contra a Lusa, no Morumbi

Por Paulo B.


Precisando vencer para não ver o Fluminense abrir vantagem na ponta da tabela, o Atlético-MG recebeu o São Paulo em Minas Gerais com seu time quase completo. Dominando a partida do início ao fim, o Galo confirmou o favoritismo e manteve-se perto da liderança do campeonato.

Contando novamente com Réver, que voltou da seleção brasileira, o Galo começou o jogo calmamente. Sem pressa para atacar o time paulista, o Atlético trocava passes até encontrar uma chance de investida. A primeira veio aos 13 minutos. Leonardo recebeu um cruzamento e desviou para o gol, mas Rogério Ceni conseguiu fazer a defesa. Com uma boa marcação, o São Paulo conseguia dificultar o jogo atleticano. Com a expulsão do lateral Douglas, o tricolor, que não havia chegado nenhuma vez com perigo ao ataque, recuou ainda mais. Ronaldinho Gaúcho, em belo chute, quase marcou para os mineiros, mas Rogério mais uma vez salvou. Aos 38 minutos, Bernard, que renovou contrato com o clube, fez boa jogada e assustou mais uma vez Ceni, mas o goleiro estava atento e pegou novamente. Com uma zaga bem postada, o São Paulo conseguiu descer para os vestiários com a igualdade no placar.

Em vantagem numérica, o Atlético voltou para o segundo tempo ainda mais presente no ataque. Com a presença do veloz Neto Berola em campo, o Galo apostava nas jogadas laterais para chegar ao gol. Ronaldinho, aos 5 minutos, teve a primeira boa chance da segunda etapa. Réver, aos 9 minutos, teve outra chance, mas cabeceou por cima. 4 minutos depois, foi a vez de Leandro Donizete tentar, para mais uma defesa do goleiro são-paulino. Após tanta pressão, o Atlético foi recompensado. Bernard cruzou e Leonardo abriu o placar para o galo mineiro. 4 minutos depois do gol, Rogério Ceni, trabalhando muito na partida, fez outra boa defesa em chute de Leandro Donizete. Já com a vantagem no placar, o Galo diminuiu o ritmo e começou a trocar passes, sem correr perigos na defesa. Ainda assim, encontrava chances para ampliar. Neto Berola parou na trave, enquanto Ronaldinho cobrou falta perigosa para fora. Marcos Rocha, aos 44 minutos, teve a última grande chance, em lance que Rogério Ceni novamente fez bela defesa.

Com os 3 pontos somados, o Atlético-MG chega a 51 pontos, 2 a menos que o líder Fluminense. O time mineiro possui um jogo a menos. O São Paulo, por outro lado, fica com 36 pontos, na 6ª colocação.

Por Augusto Cesar


A boa fase vivida ultimamente pelo jovem meia Bernard tem rendido vários benefícios ao jogador. 

Além de se destacar como uma das revelações do Brasileirão e ouvir de Ronaldinho Gaúcho, jogador já consagrado, que estava vendo nascer a carreira de um craque, Bernard conseguiu mais uma excelente conquista: a renovação de seu contrato.

Com apenas 20 anos (completados no sábado passado, dia 08 de setembro), o meia, recém-convocado para defender o Brasil no superclássico das Américas, teve seu contrato renovado até 2017. O anterior iria até 2014. Já com assédio de outros clubes e agora com a exposição na seleção, a diretoria mineira resolveu rapidamente renovar o contrato da sua mais valiosa joia e conseguiu fechar o acordo na tarde desta terça-feira.

Visto como um futuro craque por Ronaldinho, o jogador mantém a simplicidade e a alegria na hora de jogar. Sem deixar o sucesso subir à cabeça, o jovem vai conquistando cada vez mais a torcida do Atlético, que já tem nele um provável candidato a ídolo.

O Galo, campeão mineiro desse ano, segue firme na luta pelo título brasileiro, ocupando a segunda posição, mas com um jogo a menos.

Por Augusto Cesar


Com os resultados do fim de semana, Fluminense e Atlético Mineiro dispararam nas primeiras posições e disputam ponto a ponto a liderança do Campeonato Brasileiro.

As equipes venceram seus oponentes enquanto os adversários que cresciam na tabela tropeçaram. O Fluminense passou pelo Internacional (1 a 0) jogando fora de casa e chegou aos 50 pontos. Já o Atlético Mineiro goleou o Palmeiras, em Minas Gerais, por 3 a 0 e está com 48 pontos.

Na contramão, o Grêmio, que vinha de cinco jogos sem perder, foi derrotado pelo o Corinthians no Pacaembu. Pior ainda foi o Vasco, que em pleno estádio de São Januário foi goleado pelo Bahia, apenas o 14º da tabela (4 a 0).

Com os tropeços, a diferença entre o líder Fluminense e o 4º colocado (Vasco) é de onze pontos. O tricolor carioca também tem seis pontos a mais do que o tricolor gaúcho, terceiro colocado.

Apesar de estar em segundo lugar, o Atlético Mineiro ainda tem uma partida a menos (o jogo contra o Flamengo, no primeiro turno, foi adiado).

Na próxima rodada, o Fluminense vai à capital paulista enfrentar a Portuguesa. Já o Atlético Mineiro tentará reassumir a ponta em casa contra o São Paulo. 

Por Paulo B.


A fase não é das melhores, visto que o time não embala, perdeu os dois últimos jogos e ainda terá que cumprir 6 jogos sem o mando em Belo Horizonte.

O time celeste perdeu 6 mandos de jogos devido a tumultos e vandalismo no clássico contra o Atlético Mineiro, e agora terá que jogar longe de Belo Horizonte.

Nos últimos jogos o Cruzeiro tomou 5 gols (3 do Botafogo e 2 do Sport) e tem a pior defesa entre os 10 primeiros, com 31 gols sofridos. Fábio começa a ser muito questionado e criticado pela torcida, e até Montillo começou a jogar mal e não decide mais tantos jogos.

Celso Roth não consegue dar um padrão tático ao time, e já acumula 9 derrotas e deve aumentar ainda mais este número, pois o fator “casa” não será mais efetivo devido à punição da CBF.

O próximo jogo será contra o Figueirense, em Florianópolis, onde o time catarinense retomou os bons resultados e deve jogar ainda mais motivado, devido a sua desesperada fuga da zona de rebaixamento. O time vem de 3 jogos sem derrota e tem em Aloisio, o grande destaque, em excelente fase.

Por José Alberi


O São Paulo perdeu novamente e chance de encostar no G4 ao empatar com o Santos na Vila Belmiro na última rodada. Além disso, o tricolor paulista foi ultrapassado pelo Botafogo, descendo uma posição na tabela do Campeonato. Por sorte, o Vasco, que é o último time da zona de classificação para a Copa Libertadores da América, foi goleado pelo Bahia e está a apenas três pontos do Soberano. Para a próxima rodada do Brasileirão, a vida do São Paulo complica-se ainda mais, pois o clube vai enfrentar o vice-líder do Campeonato, Atlético Mineiro, que vem de vitória importante (3X0) contra o Palmeiras.

O clube mineiro, que recentemente perdeu a primeira posição para o Fluminense, precisa da vitória para continuar no encalço do time carioca e ficar na briga pelo caneco. O Atlético Mineiro tem 48 pontos nos vinte e dois jogos disputados e aproveitamento de 72,7%. Já o São Paulo demonstra uma campanha cheia de altos e baixos, com 36 pontos nas 23 partidas que jogou, com aproveitamento de 52,2%.

O jogo será disputado no estádio Independência, em Minas Gerais, dia 12 de setembro, às 22h.

Por Marcelo Araújo


Em confronto válido pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Atlético-MG irá receber o Palmeiras, em Minas Gerais, para tentar a retomada da liderança, perdida na última rodada para o Fluminense.

Vindo de uma série de 4 jogos sem vencer, o Galo perdeu a liderança. Para o jogo contra o Palmeiras, Cuca resolveu adotar um mistério e não divulgou os atletas relacionados para a partida, tentando assim confundir Felipão. Mas é certo que o treinador não poderá contar com peças importantes. Réver, que está com a Seleção Brasileira no Recife, o meia revelação Bernard, suspenso, e o atacante Jô, lesionado. Sem estar presente no último jogo, Ronaldinho Gaúcho deve voltar e comandar a equipe dentro de campo. Se o Flu tropeçar e o Galo confirmar a vitória em casa, o time volta a liderança.

Já o Palmeiras tenta engatar uma boa sequência no Campeonato. Depois de conseguir uma importante vitória contra o Sport, Felipão e seus jogadores agora querem somar pontos para conseguir escapar da zona de rebaixamento, que vem atormentando o clube. Ainda sem poder contar com o atacante Barcos, na Seleção Argentina, o Verdão mais uma vez deverá mandar a campo o baiano Obina, que esteve bem no último jogo. Nas outras posições, o time deverá ser o mesmo que venceu os pernambucanos, exceto por Henrique, que está suspenso.

O jogo acontece no estádio Independência e a arbitragem será feita por Leandro Vuaden, juntamente a Rodrigo Pereira Joia e Marcelo Bertanha Barison.

Por Augusto Cesar


O jogo entre Bahia e Atlético Mineiro poderá ser decisivo para manter o equilíbrio ao Campeonato Brasileiro de 2012 e, depois de várias rodadas, tirar a liderança do Galo.

Caso o Atlético perca o seu jogo e Fluminense e Grêmio vençam seus jogos, o alvinegro mineiro poderá terminar a rodada em 3º lugar, mas terá um jogo a menos e poderá reassumir a liderança caso consiga a vitória diante do Flamengo em jogo adiado.

Já o Bahia, continua mostrando sua irregularidade. O time, comandado por Jorginho, jogou bem e ganhou do São Paulo sem maiores sustos ou problemas. Já o Atletico Mineiro, que perdeu para o Corinthians no final de semana, vive realidade bem diferente no segundo turno e as vitorias já são mais difíceis e as derrotas começam a aparecer.

O time de Cuca ainda mantém um desempenho espetacular jogando fora de casa e sempre é um visitante indigesto e pode criar grandes problemas para o tricolor baiano.

Vale lembrar que o Bahia estreou seu novo uniforme, com listras vermelhas e azuis e parece ter trazido boa sorte para a equipe. Sá faltou a cor branca no uniforme, que ficou com o azul como cor predominante.

Por José Alberi


Atlético Mineiro e Cruzeiro fizeram um jogo emocionante nesse domingo (26 de agosto) no estádio Independência em Belo Horizonte.

Diante de mais de 15 mil espectadores, todos sendo cruzeirenses, pois, devido a preocupações com a segurança, ficou determinado que haveria apenas uma torcida, no caso, a do clube mandante, os rivais proporcionaram um belo espetáculo, digno de um clássico de enorme tradição e rivalidade.

A Raposa contava com a habilidade de Montillo, os gols de Borges e as defesas de Fábio, no entanto, os gols do clube mineiro foram marcados por Alysson e Mateus. O Galo  contava com Ronaldinho Gaúcho, Jô em ótima fase, Victor, Bernard e Réver, esse último convocado por Mano Menezes para integrar a Seleção Brasileira. Os gols do Atlético-MG foram marcados por Leornado Silva e R10, que por sinal foi um golaço.

Aos 44 minutos do segundo tempo, Ronaldinho dominou a bola no meio campo, partiu com ela, livrou-se dos marcadores, entrou na área, driblou o zagueiro Mateus e tocou colocado no canto do goleiro Fábio. Na comemoração, nem o próprio Gaúcho acreditava no que tinha feito, já que todos no estádio pensavam estar vendo o jogador em sua época de Barcelona.

Com o 2 a 2 no resultado, o Atlético Mineiro continua na liderança, com 43 pontos, enquanto o Cruzeiro permaneceu em 8°, com 28 pontos somados.

Por Gabriel Frigini Reis


Na próxima quarta-feira, dia 15 de agosto, o Atlético-GO enfrentará o Atlético-MG pela 17ª Rodada do Campeonato Brasileiro 2012.

O confronto entre os Atléticos reúne o primeiro colocado (Atlético-MG) e o lanterna da competição (Atlético-GO).

O favoritismo é total para o time de Cuca, que conta com retrospecto muito bom atuando fora de casa, onde conquistou a metade dos pontos até agora.

Já o rubro-negro goiano, que vem de um empate com o Santos, está muito mal no Campeonato, mostra irregularidade e já acumula 9 derrotas (o Galo só perdeu uma partida até agora). Mas não é baseado nos números que o Galo é o favorito para o confronto, mas pelo futebol apresentado, afinal conta com jogadores mais qualificados, com uma organização tática invejável e com uma grande doação dos jogadores.

O Atlético-GO, mesmo atuando em casa, certamente jogará recuado, tentando surpreender nos contra-ataques e marcando forte Bernard, Danilinho, Jô e Ronaldinho Gaúcho, que fazem com que o ataque seja a principal referência do líder isolado do Brasileirão.

Será um duelo de Davi e Golias, onde qualquer resultado diferente de vitória alvinegra tornará a partida a zebra da rodada. A vitória do Atlético-MG pode garantir ao clube o título simbólico de campeão do primeiro turno, além de deixar o Atlético-GO ainda mais perto do rebaixamento para a Série B do ano que vem.

Por José Alberi


O Atlético Mineiro continua líder e jogando muito bem, com espantosa regularidade e com futebol ofensivo.

Comandados por Cuca, o elenco foi se moldando ao seu perfil conforme as rodadas foram passando e o time mineiro já está na liderança desde a 7ª rodada. É o time que mais venceu no Campeonato Brasileiro 2012 e tem o melhor ataque e a defesa menos vazada.

Depois da contratação do goleiro Victor, a defesa ficou ainda mais sólida e se tornou a melhor do Brasileirão, devido também a grande fase de Réver.

Danilinho e Bernard garantem a criativadade do time e a munição para o ataque fazer muitos gols. Jô e Ronaldinho Gaucho, que geraram grande disconfiança de toda a torcida, voltaram a ter uma vida de atleta, e voltam a atuar em grande fase.

Cuca se mostra mais confiante e menos “azarado” e tem o comando de um bom elenco, o que credencia o Galo a um dos principais favoritos ao título de campeão brasileiro 2012.

O equilíbrio de sua campanha também impressiona, afinal ele conquistou 19 pontos atuando em casa e outros 16 jogando nos domínios de seus adversários.

Por José Alberi


Que o Atlético Mineiro está jogando bem e é merecida a liderança do Brasileirão 2012, isso ninguém duvida ou contesta, mas no jogo contra o Fluminense no Engenhão, o favoritismo fica com o time de Laranjeiras.

Isso porque o tricolor contará com o retorno de vários atletas, entre eles Diguinho, Deco e Jean e, até a última rodada era o único invicto e mostrava um esquema que funcionava bem defensivamente, e com Fred, em grande fase no ataque.

O confronto trará Ronaldinho de volta ao Rio, depois de passagem polêmica no Flamengo e, se depender das atuações dele, o confronto promete ser muito equilibrado. Victor é outro destaque do galo mineiro, segurando firme, desde que chegou à Minas Gerais.

Na corrida pela artilharia está Fred, que muito motivado sabe que os passes de Thiago Neves e Deco devem facilitar muito seu trabalho. Deco ainda não deve estar 100 % recuperado da sua contusão muscular que o afastou do confronto com o Grêmio, mas sua presença é certeza de qualidade e toque refinado no meio campo tricolor.

Rafael Moura é uma incognita, pois ainda especula-se sua transferência para o Santos e pode não entrar em campo.

Por José Alber


O líder Atlético-MG recebe o 6º colocado Internacional nesta quarta-feira (18/07), às 21h50, no estádio Independência, em Belo Horizonte. O Galo tem 22 pontos ganhos e luta para manter a liderança do Brasileirão, pois o segundo colocado – Vasco – tem apenas dois pontos a menos. O Colorado, por sua vez, conquistou 16 pontos, mesmo número que Botafogo e São Paulo, que estão a sua frente.

Para tentar manter a liderança do Campeonato Brasileiro, o Atlético-MG conta com seus principais jogadores, como o meia Ronaldinho Gaúcho e o atacante Jô. Mas além de encarar a força do time Gaúcho, para vencer terá que quebrar um tabu que dura quase dez anos, pois a última vez que venceu o Internacional no Brasileirão foi em outubro de 2002.

O Colorado precisa da vitória para tentar entrar no grupo dos quatro times que serão classificados para a Copa Libertadores da América, hoje ocupado por Atlético-MG, Vasco, Fluminense e Botafogo.

A maior dificuldade da equipe porto-alegrense é a ausência de dois de seus principais jogadores: o meio-campo Oscar e o atacante Leandro Damião, ambos com a Seleção Brasileira que irá disputar as Olimpíadas em Londres.

Por Mozart Artmann


Para a décima rodada do Brasileirão 2012, que ocorrerá nos dias 18 e 19 de julho, o líder Atlético Mineiro enfrenta o atual campeão gaúcho, Internacional.

O jogo será em Minas Gerais, no estádio Independência, e o galo contará com a força de sua torcida e os números positivos no campeonato para vencer o time colorado. O Atlético, que venceu o Figueirense em jogo de sete gols na última rodada, tem 22 pontos, contabilizando sete vitórias, um empate e uma derrota, o que lhe dá um aproveitamento de 81.5%.

Pelo lado do Internacional, que fez um campeonato de médio para bom até o momento, a expectativa é ganhar mais três pontos e ultrapassar e manter-se na área de classificação para a Libertadores da América de 2013, o famoso G4. O time gaúcho apresentou recentemente grande investimento com a compra do atacante Uruguaio Diego Forlán e tem o objetivo de vencer o campeonato deste ano.

O jogo é esperado com grande expectativa pelas torcidas devido à liderança do galo e a força que o Internacional apresenta fora de casa.

Por Marcelo Araújo


Ainda invicto no Campeonato Brasileiro, o Atlético-MG se prepara para enfrentar nesse domingo (dia 17 de junho), às 16h00, a equipe do São Paulo no estádio do Morumbi, em jogo válido pela 5ª rodada da competição.

Com três vitórias e um empate em quatro jogos, o Galo mineiro enfrenta o tricolor em busca da liderança isolada do torneio. Para isso, o time do técnico Cuca precisa vencer e torcer para que o Vasco, atual líder, não ganhe do Palmeiras.

Voltando de contusão após ter lesionado o tornozelo esquerdo, o atacante André deve ser opção para o banco de reservas. Titular e autor do gol da vitória no último jogo contra o alviverde paulista, Jô será mais uma vez o substituto do artilheiro atleticano.

Outro jogador que retorna de lesão após ficar um tempo afastado é o volante Leandro Donizete, que também ficará à disposição no banco.

A única mudança em relação à última partida para o jogo contra o tricolor, será na lateral direita. Suspenso nesse domingo, o titular Marcos Rocha dará lugar a Carlos César.

O time que Cuca deverá levar a campo será: Giovanni, Carlos César, Réver, Rafael Marques, Júnior César; Pierre, Richarlyson, Danilinho, Ronaldinho, Bernard e Jô.

Por Ramon Raleandro





CONTINUE NAVEGANDO: