Avaliação do Crash Bandicoot 4: mais difícil e com vidas ilimitadas



A Activision está oferecendo antecipadamente o acesso à demo da continuação de Crash 3: Warped, o Crash 4: It’s About Time, para aqueles que fizerem a pré-compra do jogo. Essa atitude não foi bem vista pelos jogadores em geral, haja vista que a finalidade da demo é testar o jogo e julgar se vale a pena comprá-lo ou não. Então, se você está procurando por mais informações do game, confira a seguir uma avaliação do jogo.

Novidades do Crash 4: It’s About Time

Já era de se esperar que um game desenvolvido pela Toys for Bob entregue boas inovações e diferentes mecânicas em cada continuação dos jogos e, desta vez, não foi diferente. Na versão de Crash 2, por exemplo, a inovação apresentada foi a tão comentada rasteira. Já no Crash 3, por sua vez, tem-se os poderes adquiridos quando se derrota os chefões dos mundos existentes.



Em relação ao Crash Bandicoot 4, algumas das principais novidades são as inovadoras máscaras quânticas, as quais apresentam a opção de modificar totalmente a jogabilidade da fase em questão. A máscara quântica Lani Loli, por exemplo, pode mudar a dimensão em que os objetos estão. Já a máscara quântica Kupuna Wa, controla o tempo e diminui as velocidades do mundo, o qual a fase apresenta. Esses foram apenas dois exemplos das várias opções que o jogo oferece.

Diferenças no Crash 4: It’s About Time

Desta vez, a irmã do protagonista, Coco, está sempre acompanhando-o em suas aventuras, entretanto, ela não pode ser utilizada durante o jogo, servindo apenas como uma segunda voz do Crash. Apesar disso, a Activision anunciou que Coco poderá ser utilizada, no game final, na mesma fase que o irmão.

Leia também:  Novo Fifa 2011 bate Recorde de Vendas


Além disso, desta vez, o jogo apresenta uma diferença gritante na dificuldade do game, sendo que ela é bem maior do que nos modelos anteriores. Isso se acentua especialmente nas fases de bônus, haja vista que para alcança-lo e completar o desafio, o jogador precisa se esforçar e pensar muito.

Outra mudança ocorreu na forma de pegar gemas, agora, as Woompas – também chamadas de manguinhas – podem oferecer até três pedras preciosas, isso a depender da quantidade que o jogador coleta. E, ainda, há diversas gemas escondidas nas fases e, também, se o jogador coletar todas as caixas, ganha aquela famosa gema presente nos modelos anteriores.

Quanto ao cenário do game, foram adicionadas diversas áreas secretas que melhoram a exploração do jogador e entregam maiores mistérios a serem revelados durante o jogo.

Desta vez, o game apresenta dois modos, um mais moderno e um mais retrô. O moderno permite jogar com vidas infinitas e apresenta um contador de mortes. Já o retrô tem vidas limitadas, sendo necessário recomeçar a fase quando as vidas se esgotam. Por conta da maior dificuldade apresentada pelo jogo, é melhor optar e escolher o modo mais moderno do game. Aliás, de acordo com os testes, são necessárias MUITAS vidas para lidar com as fases.

Outros itens de coleção no jogo, são as fitas K7. Essas, provavelmente, quando forem completadas, mostrarão as origens dos treinamentos do protagonista Crash (criado pelo Dr. Cortex). Entretanto, não é tão simples capturar essas fitas, para isso, é necessário chegar até elas sem perder nenhuma vida, ou seja, sem morrer durante o trajeto inteiro.

Apesar dos testes apresentarem um nível de dificuldade bem maior (sendo necessárias em torno de trinta vidas em uma única fase), o jogo Crash Bandicoot 4: It’s About Time, é um game extremamente delicioso de ser jogado. Além disso, não ocorreram bugs durante os testes no PS4 Pro, apresentando um jogo limpo e que rodou demasiadamente bem. E, ainda, a dublagem em português, por sua vez, cumpre um ótimo papel na demo.

Leia também:  Projeto de Lei pode barrar Games com Conteúdo Ofensivo

Por fim, a conclusão é que o game conquistará a grande esmagadora maioria dos jogadores, sejam eles novatos ou, ainda, veteranos.

Texto de: Larissa Fonseca

Próximo Post

Não há mais posts

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *