Google Stadia – Novo Serviço de Streaming de Jogos





Saiba aqui como irá funcionar o Google Stadia.

O Google, uma das maiores multinacionais dos Estados Unidos, anunciou um novo serviço para os amantes de jogos. O Google Stadia será o mais novo streaming de jogos e o seu lançamento está previsto para novembro deste ano. O anúncio foi feito em São Francisco, no começo do ano, mas agora a plataforma já divulgou mais detalhes sobre o seu funcionamento e preço inicial.

O principal diferencial do serviço é o acesso. Você poderá acessar o Google Stadia em qualquer dispositivo, contanto que esteja conectado ao principal navegador do Google, o Chrome. Ou seja, será possível acessar a plataforma a partir de qualquer dispositivo: computadores, tablets, celulares e até mesmo TVs.




Não será necessário um console físico, mas sim um controle específico produzido especificamente para o Stadia. O controle tem um formato parecido com os já conhecidos consoles do Xbox One e do PlayStation 4. Muitos se referiram a plataforma de streaming como uma espécie de Netflix do games.

O principal público do Stadia são os gamers. Mas o Google deixou claro que na sua plataforma todos poderão fazer de tudo e o público pode se dividir em quem joga, quem produz jogos e para quem cria o conteúdo para diferentes jogos. Ou seja, o Stadia é para, além dos gamers, desenvolvedores e youtubers.


O projeto foi anunciado pela primeira vez em outubro de 2018, com o nome de Project Stream. Onde vários jogadores puderam testar uma versão beta do serviço com o game Assassin’s Creed rodando em um navegador Google Chrome. Os participantes ainda receberam uma cópia do jogo, de forma gratuita, quando a versão beta foi expirada.

A versão de testes ocorreu muito bem e teve uma ótima recepção dos jogadores. A ideia é que o Google Stadia se torne uma opção viável aos jogos para PC. Os únicos problemas apontados foi o fato de que o jogo depende muito da conexão wifi do usuário e também sua resolução de tela. Isso pode resultar em um jogo um pouco mais lento e de baixa resolução.

A ideia é consumir a menor quantidade de dados de internet possível e entregar uma experiência comparável as máquinas atuais de jogos. Para começar a jogar na plataforma será necessária uma conexão de, no mínimo, 1 mpbs de upload e 10 mpbs de downloads. Para a resolução, é recomendado 720p e cerca de 60 quadros por segundo. Já o melhor som seria no Surround 5.1.

O Google também anunciou os primeiros títulos que estarão disponíveis na plataforma. Entre eles, grandes nomes dos games: Tomb Raider (a trilogia), Mortal Kombat, Assassin’s Creed, Football Manager 2020, Thumper, entre outros.

Existem duas opções de planos, entre o pro e base. Mas antes da assinatura, existe um pacote inicial que custará US$ 129 (cerca de R$ 500), contendo um potente Chromecast, um gamepad e três meses de assinatura. O gamepad, porém, também poderá ser adquirido em outras cores, sendo US$ 69 (R$ 260) seu preço individual.

O Stadia Pro, o primeiro sistema de assinaturas da plataforma, custa cerca de US$ 9,90 (R$ 40), com suporte para 4k a 60 quadros por segundo. Para o assinante pro, seria oferecido um catálogo de títulos gratuitos, mas ainda será necessário desembolsar um valor para outros títulos. O perfil pro ainda conta com descontos para comprar os outros games.

O Google ainda anunciou uma versão gratuita, com algumas limitações. Não seria necessário fazer a assinatura e aconteceria a compra individual dos títulos oferecidos.

Por enquanto, apenas 14 países estão na lista para receber a primeira versão do Google Stadia. Infelizmente o Brasil não se encontra na lista. A partir de novembro a plataforma estará disponível para Noruega, Canadá, Suécia, Dinamarca, Finlândia, Bélgica, Holanda, Itália, Espanha, Alemanha, França, Irlanda, Reino Unido e claro, Estados Unidos.

Stephanie Caroline Meyer de Quadros

Compartilhar:


Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *