Xbox One X e Xbox One S – Diferenças, Qual é Melhor?

  

  

Saiba aqui as principais diferenças entre as duas versões e qual é a melhor.

Com o console Xbox One X disponível nas lojas, o consumidor pode se perguntar: Qual é a melhor compra? O que vale mais a pena? Afinal, apesar do Xbox One X ser mais poderoso em hardware no momento, o Xbox One S também é uma ótima opção.

Os itens de conectividade dos dois são iguais, assim como o suporte para as novas tecnologias, mas os preços não. O Xbox One X faz valer seu hardware e cobra a mais por isto enquanto que Xbox One S parece estar sujeito a se contentar a ser simplesmente uma versão mais barata da mesma família.


Será que é isto mesmo? Para responder de forma clara esta pergunta, preparamos um comparativo entre os dois, focando nos seus principais quesitos.

Primeiro Quesito: Design

Basicamente o mesmo para os dois, com mudanças sutis, a principal delas é a cor preto fosco adotada pelo Xbox One X em comparação ao branco do Xbox One S.

No Xbox One X, agora a saída de ar fica na lateral do aparelho, mesmo assim ele usa não só os mesmos cabos como também tem as mesmas entradas em sua parte traseira.

  

Segundo Quesito: Acessórios

Iguais para ambos também, com a grande maioria de acessórios funcionando para os dois. Além disso, são fáceis para conectar em computadores e possuem suporte para Bluetooth e fone de ouvido.

Terceiro Quesito: Performance

Neste ponto o Xbox One X dá um show. Seu poder de processamento é cerca de quatro vezes mais rápido que os outros, isto se deve não só pela unidade de processamento gráfico do aparelho que garante a incrível capacidade de 6 TFLOPS, com também pelo seu processador de 2.3GHz de velocidade, além da memória RAM de GDDR5.

O show também vale para a concorrência, vide PS4.

Tudo isto se traduz em gráficos mais perfeitos com poucas manchas especialmente em cenas de ação e imagens extremamente nítidas. Vale ressaltar que o usuário do console só vai conseguir o máximo aproveitamento destes recursos usando uma TV 4K com tecnologia HDR.

Quarto quesito: Jogos e Suporte a Mídias

Rodam todos os jogos desde o Xbox One, ainda com um interessante recurso de retrocompatibilidade permitindo o jogo ficar salvo em sua biblioteca.

Os títulos antigos receberam atualizações, melhorando seus gráficos, mesmo assim a compatibilidade fica mantida.

Os dois também possuem a mesma central para mídia, isto significa o mesmo suporte de conteúdo, fora a compatibilidade com a tecnologia HDR e 4K.

Possuem leitores em Blu-Ray ampliando ainda mais seus recursos para os adeptos a este tipo de mídia.

Especificações Técnicas de cada UM

Similares em suas principais características, os dois consoles diferem no processador, memória e na capacidade de armazenamento.

Xbox One X

  • Tipo de Processador: 2.3GHz com octa-core, família Scorpion Engine
  • Tamanho da Memória: 12GB de GDDR5
  • Tipo da GPU: AMD Radeon com incríveis 6 TFLOPS
  • Capacidade de Armazenamento: 1TB
  • Principais itens da Conectividade: Wi-Fi, Ethernet, USB e HDMI 2.0
  • Demais Características: Blu-Ray de 4K, HDR, Infravermelho e Retrocompatibilidade

Xbox One S

  • Tipo de Processador: 1.75GHz com octa-core, família AMD Jaguar
  • Tamanho da Memória: 8GB de GDDR3
  • Tipo da GPU: AMD Radeon com 1,4 TFLOP
  • Capacidade de Armazenamento: iniciando nos 500GB até os 2TB
  • Principais itens da Conectividade: Wi-Fi, Ethernet, USB e HDMI 2.0
  • Demais Características: Blu-Ray de 4K, HDR, Infravermelho e Retrocompatibilidade

Veredicto Final

O melhor custo-benefício fica para o Xbox One S, com os mesmos jogos de sua versão mais potente, o Xbox One S ainda possibilita assistir vídeos e filmes com tecnologia 4K sem gastar muito.

Porém a melhor escolha recai sobre o potente Xbox One X, hoje o console mais poderoso do mercado, se o feliz comprador ainda tiver uma TV com tecnologia 4K e com suporte HDR ou mesmo quer investir em uma TV deste tipo no futuro, o Xbox One X é sem dúvida a melhor opção.

Mesmo com o preço maior, a qualidade de gráficos é muito realista e pode valer o investimento em longo prazo.

Autor: Carlos B.

Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *