Corinthians – Presidente Mario Gobbi ignora pressão na final da Libertadores



Mario Gobbi, presidente do Corinthians, desabafou na manhã desta quarta-feira (04), durante uma coletiva de imprensa, sendo que o seu principal alvo é a pressão para o Timão vencer a Libertadores na noite de hoje contra o Boca Juniors.

Ele não gostou nada da pressão, que para ele foi criada pela mídia, e também não aceita a ideia de que o Corinthians esteja na fila desde 1977, quando começou a jogar a Libertadores.



“O que venho tentando fazer nesses cinco meses  é tirar o peso que vocês (jornalistas) colocam em cima da torcida do Corinthians de se ganhar a Libertadores. Hoje, li que estamos na fila desde 1977. Isso é uma aberração. Naquela época, nem se pensava em Libertadores. Se você perguntar aos diretores daquela época, não se falava nem em Brasileiro. Montava-se time para ser campeão paulista. Luto contra porque isso cria um sentimento raivoso no torcedor. Depois acontecem fatos desagradáveis e vocês (jornalistas) mesmos os chamam de vândalos”, esbravejou.

Segundo Gobbi, até o final dos anos 80, o foco do Corinthians era as disputas regionais. Somente a partir da década de 90 que o Timão começou a ver com outros olhos os títulos nacionais.



Para ele, caso o título contra o Boca Juniors não venha, não será motivo para preocupação.

E agora, será que o presidente está dando uma desculpa para uma possível zebra no Pacaembu?

Leia também:  Vencedores do Video Games Awards 2012

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *