Medal of Honor – EA Exclui Soldados Talibãs do Jogo





Não é raro jogos de guerra causarem polêmica por causa de certas situações e posições. Principalmente quando decidem incluir elementos inimigos que não são vistos com bons olhos pelas pessoas. No caso do jogo “Medal of Honor” a polêmica começou depois que a EA, produtora da franquia incluiu a opção do jogador controlar soldados talibãs.

Com isso, muitas mães de soldados americanos mortos em confrontos com os soldados talibãs no Afeganistão não gostaram nada da história, e fizeram um movimento de boicote contra o jogo. Com isso a Eletronic Arts reviu sua posição e resolveu mudar o nome dos inimigos no jogo. Agora eles se chamam apenas “forças opositoras”. Segundo a produtora a mudança ocorreu porque a empresa considera que é importante ouvir a voz das pessoas envolvidas.




Nos Estados Unidos e Inglaterra ganhou classificação imprópria para menores. Por coincidência, Medal of Honor chega às lojas americanas no dia 12 de Outubro, Dia da Criança no Brasil.

Por Maximiliano da Rosa




Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *