Domingo (9) foi dia de GreNal na Arena do Grêmio. Para os torcedores gaúchos, uma verdadeira batalha estava para ser travada na tarde de domingo. Os gremistas lotaram a arena à espera de uma vitória do Grêmio, que não vence o seu rival a 2 anos e 2 meses. A rivalidade é muito grande no Sul, afinal, são os dois principais times do estado

O jogo começou com uma postura totalmente diferente da habitual. O Grêmio se impôs em campo e mostrou que ali é a casa dele e que não seria um jogo fácil. O jogo é disputado, e vemos o time de Felipão avançar para o gol colorado com muito entrosamento e toque de bola.

O placar é aberto na arena, o Grêmio mostra-se superior em campo e vê o Internacional perdido. Nem parece ser o Inter de outros GreNais, onde aterrorizava o adversário.

No segundo tempo, mais gols, agora 2 x 0. A torcida fica enlouquecida: gritos de incentivo, aplausos do torcedor e, sim, eles queriam mais.

O Inter, diminui com Rafael Moura, parece que agora o colorado colocou a cabeça no lugar e parte para cima, mas só parece. O Grêmio troca e coloca Alan Ruiz, que entra em campo e decide o jogo. Com dois gols, coloca o Grêmio na frente do placar de 4 x 1. Uma goleada para lavar a alma.

Mas, como em todo o grenal, sempre há confusão por parte dos jogadores. Não adiantava mais nada, o placar já estava feito. Alan Ruiz, que entrou no segundo tempo é substituído para acalmar os ânimos dos mais exaltados, e foi isso que aconteceu.

Depois de um ano cheio de derrotas para o rival, o Grêmio devolve a derrota que sofreu pelo mesmo resultado no Campeonato Gaúcho.

Mesmo sendo no último jogo do ano, a vitória veio com gostinho de chocolate para delírio da torcida.

Por Andre Escobar

Foto: divulgação





CONTINUE NAVEGANDO: