A negociação do Cruzeiro com o Mentalist Kharkiv da Ucrânia, pela transferência do jogador para o time ucraniano poderá ser concluída no decorrer desta semana.

A negociação está derivada a Jader Brazeiro que é o representante do time europeu no Brasil. Quem acertará todos os detalhes com Brazeiro Serpa o diretor de futebol Alexandre Mattos. Estima-se que o valor do passe do jogador deva estar beirando os R$ 12 milhões.

Mesmo com o interesse da seleção ucraniana pelo jogador brasileiro, o time do Cruzeiro não afirma com certeza se o atleta sairá do clube. Visto isso, o jogador poderá ter a sua última partida defendendo o time mineiro, neste domingo pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro. A partida será contra o Náutico. No jogo contra o Atlético-GO ele não é certeza, de acordo as possibilidades de que o jogador já não esteja integrando o time cruzeirense.

Ele não deixará muitas saudades na torcida do Cruzeiro porque  não teve partidas excepcionais nem um desempenho elevado pela equipe. Estando no time brasileiro, ele participou em 22 jogos e marcou somente sete gols.

Se for para o Mentalist, Diego estará junto a outros seis jogadores canarinhos.

Por Melina Menezes.


Com a proximidade do fim do ano de 2013, a diretoria do Vasco já começa a pensar na próxima temporada e alguns nomes começam a serem especulados como possíveis contratações. Entretanto, um jogador que esteve atuando pelo clube até a metade do Brasileiro já deixou claro que não deseja voltar a Colina Histórica: trata-se de Diego Souza.

Contratado pelo Al-Ittihad, da Arábia Saudita, em 21 de julho, o jogador ficou no Oriente Médio nos últimos meses, sem receber os salários acordados anteriormente. Desta forma, o ex-camisa 10 cruz-maltino entrou com pedido de liberação, o que acabou gerando um imbróglio com a Fifa, devido os árabes não terem entregue o passaporte para Diego Souza.

Após a situação inusitada, com a ajuda do Itamaraty, a confusão diplomática foi encerrada com desfecho positivo para o atleta, sendo ele liberado para poder voltar ao futebol brasileiro. O Vasco prontamente anunciou o desejo de repatriar o atleta. Porém, de acordo com o Jornal Extra, Diego já deixou claro que não possui nenhuma vontade de mais uma vez ir para São Januário.

Aliás, o destino do meia deve ser o Santos, quando poderá ser comandado por Muricy Ramalho. Neste caso, abre-se a possibilidade do retorno de Bernardo – emprestado ao Peixe – cujo contrato cessa no fim do ano.

Por Thiago Viana





CONTINUE NAVEGANDO: