Confira a lista com os melhores jogos de fazenda offline.

Em alta, os jogos de fazenda têm sido um dos gêneros mais populares dos games e são disponibilizados para diversos consoles.

Confira abaixo alguns para jogar offline:

Harvest Moon

Foi lançado no Japão em 1996 e no ano seguinte nas Américas. É um dos maiores responsáveis por popularizar o segmento e inspiraram diversos outros jogos listados abaixo

Aqui foi onde nasceram às mecânicas para cultivar plantas e criar de animais junto com a construção da família, que sãos os pontos principais do game.

Stardew Valley

Este é a febre mais recente do gênero, sendo um ótimo modelo que se baseou diretamente no Harvest Moon e assim caiu na graça dos jogadores. Foi lançado no ano de 2016 para computadores, e mais tarde para outros consoles como Xbox One, Nintendo Switch e PS4. O game foi desenvolvido 100% por Eric Barone e constantemente se encontra na lista dos mais comercializados da Steam.

Equipado somente com sua criatividade e trabalho braçal árduo, Eric desenvolveu a experiência mais completa vista no campo. Ao mesmo tempo em que se cuida de sua propriedade herdada pelo personagem, também se pode realizar diversas missões conjuntas muito viciantes e divertidas, como por exemplo, explorar uma caverna.

Sim Farm

No início dos anos 1990, era corriqueiro se depara com muitos jogos com temática de gerenciamento e construção. A empresa Maxis, que obtinha um sucesso grande nesse segmento, tendo como principal, o clássico Sim City, tentou também a sorte num jogo rural.

Bem parecido com o famoso construtor de cidades, no ano de 1993 chegou a aventura no campo ao Macintosh, Windows e DOS, com diversos recursos diferenciados, como por exemplo, variações do clima, que tinham impacto nos negócios agrícolas.

Rune Factory 2

A empresa Rune Factory foi ousada ao colocar diversos elementos aventureiros à vida do campo. Rune Factory, mais do que seus concorrentes no gênero, conta com elementos de RPG e uma memorável aventura.

Em 2008 o jogo foi lançado para o console portátil conhecido como Nintendo DS, o capítulo segundo da franquia mostra desafios ótimos e inimigos para realizar uma épica história. Em ótima versos, o jogo apareceu também no Wii, 3DS e PlayStation 3.

Por Filipe Silva

Harvest Moon


Conheça aqui um pouco mais sobre o jogo Counter Strike 1.6.

Saiba como jogar Counter Strike 1.6

O que mais atrai os gamers para jogar Counter-Strike é o fato de poder enfrentar os amigos, podendo jogar as partidas pela internet ou pela LAN. Abaixo segue um tutorial para você jogar.

Em LAN pelo Hamachi

Se os computadores fizerem parte da mesma rede, o procedimento é mais fácil: inicie o jogo e escolha ‘novo jogo’. Assim que abrir a próxima tela, escolha a fase que quer criar e clique em ‘iniciar’. Desta forma, você já se torna o servidor.

Os outros PC's da rede terão de acessar a opção ‘Find Server’, clicar na opção ‘LAN’ e encontrar o servidor, se o mesmo não aparecer clique em ‘Refresh’ para atualizar.

Caso os computadores desta rede estiverem longe, por exemplo, em outra cidade, pode-se fazer uso do Hamachi, o qual pode ser encontrado em diversos site da internet.

Instalar e configurar o Hamachi

1º passo – Inicie a instalação do Hamachi pelo arquivo baixado e selecione "Português Brasileiro" como linguagem.

2º passo – Siga pelas próximas telas e então aceite o termo.

3º passo – Instale o aplicativo e abra. É preciso criar um login no LogMeIn para fazer uso do serviço. Depois de cadastrar, há duas alternativas para fazer a configuração do servidor: usar uma rede existente ou criar uma. Se você tem a senha e o nome de uma rede que tenha servidores do jogo, faça uso dessa opção, porém, aqui iremos dar um enfoque para criar a sua, onde irão acessar somente os usuários que souberem a senha e o nome.

4º passo – Clique em "Criar nova rede". Uma janela será aberta exigindo as informações de três dados referentes à rede: na opção ID da rede, será necessário informar o nome da rede. No campo ‘Senha’, terá de criar um código que será utilizado para acesso de outros PC’s e então repita no campo abaixo. Para finalizar o procedimento, clique em ‘Criar’.

5º passo – Agora está tudo pronto, a sua própria rede já foi criada. Agora é necessário que os outros jogadores localizem sua rede, por meio da opção "Logar em rede existente". Assim que os jogadores estiverem conectados a rede, só será necessário fazer um servidor e iniciar a jogatina.

FILIPE R SILVA


Jogos Missão Berlim, Block City Wars e Assassin’s Creed Pirates ocupam pouco armazenamento do seu dispositivo e serão ótimos como forma de entretenimento nos horários vagos.

Os jogos de console e PC estão invadindo cada vez mais a plataforma mobile, e está sendo cada vez mais comum ver jogos constituídos com história e mundo aberto em smartphones, pois as empresas produtoras de games progressivamente se voltam para a plataforma mobile pelo grande público e facilidade em lançar e produzir jogos para o segmento.

Utilizando esse gancho, apresentamos 3 jogos de mundo aberto que irão lhe possibilitar algo a mais do que simplesmente “zerar um jogo”, sendo que ocupará pouco armazenamento do seu dispositivo e serão ótimos como forma de entretenimento nos horários vagos.

O primeiro jogo da lista é o Missão Berlim, o mais leve entre os três, com o tamanho de 61 MB. Com mais de 1.000.000 de downloads na Play Store, o jogo roda em Android 4.0 ou superiores e mostra a realidade de um espião russo ou americano, dependo do que o usuário escolher, realizando missões em Berlim durante a Guerra Fria. Pelo fato do jogo rodar em mundo aberto, é possível que o jogador se locomova pela cidade europeia com diversos veículos e use diferentes tipos de armas.

Ocupando a segunda posição da lista temos o Block City Wars, que é um jogo baseado em blocos como em Minecraft e com uma história de gangsters semelhante ao de GTA. Pondo de lado as semelhanças, o jogo traz como diferencial armas bem inusitadas e a possibilidade de lutar até mesmo com zumbis. O game chegar a incrível marca de 5.000.000 de downloads, com tamanho de 151 MB está disponível para Android 2.3 e superiores.

E finalmente o terceiro jogo da lista é o Assassin’s Creed Pirates, o jogo mais pesado entre os três, com tamanho de 807 MB. Criado pela Ubisoft que conta a história de um protagonista, o pirata Alonzo Batilla, um jovem ambicioso e que deseja adquirir cada vez mais riquezas, nem que seja necessário quebrar regras e desafiar impérios. O jogo de mundo aberto é retratado no Caribe onde o jogador poderá se desdobrar em batalhas navais e utilizar de manobras e armas para se desviar e atacar o adversário. Também com 5.000.000 de downloads, o jogo está disponível para o Android 4.1 e superiores.

E você tem alguma dica para gente? Conta aí?

Por Denisson Soares

Jogo Missão Berlim


Confira aqui algumas dicas de processador para utilizar em seu PC para jogos.

Agora o assunto no blog é para quem deseja um computador ideal para games. O primeiro de tudo que os gamers pensam é em uma placa de vídeo dedicada. Porém, os jogadores devem saber que não é apenas uma GPU com qualidade que vai possibilitar um grande desempenho, caso o seu processador seja limitado. Os dois devem trabalhar de “mãos dadas”, digamos assim.

Modelo do processador

Um processador que seja Dual Core poderá rodar os games atuais, mas um CPU com quatro a seis núcleos serão essenciais para que o seu PC fique cada vez mais potente. Não se atente somente ao nome da empresa que fabrica o processador, uma vez que um Intel Core i3 pode contar com somente dois núcleos físicos. Quando se fala em CPUs com quatro ou mais núcleos, isso vai do jogo que poderá não rodar no computador devido ao fato que não reconhece que há os requisitos mínimos.

Arquitetura

A arquitetura do processamento é importante também para rodar jogos com grande desempenho. Há modelos com qualidade de 32 bits, mas são os 64 bits que vão garantir uma bela margem em termos de folga. Da mesma forma como acontece com os núcleos, a arquitetura em 64 bits é aconselhada para que o usuário não se depare com um jogo que não reconheça a compatibilidade frente ao seu PC.

Mas e qual o melhor processador para os games?

Processador Intel Core i5 4670K: Ele apresenta um custo de mercado por volta dos R$ 800. Como foi apresentado, nem sempre será necessário um processador com mais de quatro núcleos, uma vez que o processamento dos gráficos vai ser função da GPU e o CPU é praticamente coadjuvante no processo. O Intel Core i5 4670K tem quatro núcleos e é uma boa pedida. Com uma boa refrigeração esse processador da Intel poderá passar dos 3.8 GHz. Com uma bela GPU que se encontra hoje no mercado aliado a esse processador, o desempenho em jogos vai ser igual a um processador Intel Core i7, por exemplo, que custa bem mais caro.

  • Processador AMD FX 6300: Esse tem um custo por volta dos R$ 500 e conta com um desempenho menor em relação aos processadores da linha Core i5 de quatro núcleos. Os pontos positivos são o preço menor, o multiplicador que é destravado e a quantidade dos núcleos. Outra boa notícia para esse processador é que, devido a fabricação da AMD, o FX 6300 é compatível com a maioria de placas-mães.
  • Intel Core i3 4130: Processador com um preço estimado em R$ 400. Ele se apresenta nessas dicas, uma vez que boa parte dos jogos contam com configurações mínimas em somente dois núcleos, o caso do i3 4130. Quando ao lado de uma boa placa de vídeo, ele poderá rodar jogos em qualidade boa.
  • Processador Intel Core i7 4930K: Preço em torno dos R$ 2 mil. Ele não é o topo de linha marca. A sua configuração fica em 3.9 GHz (modo turbo) e 12 MB (memória cache). O processador aliado a placa-mãe poderá suportar pentes em Quad Channel 1866 (até 64 GB).
  • Processador AMD FX 8350: O seu preço fica por volta dos R$ 600. Mais uma vez a relação de custo-benefício aparece. Mesmo assim, o desempenho não é melhor em relação ao Core i5. Ao lado de uma boa GPU o frame rate em games mais pesados pode se mostrar muito bom.


Para quem gosta de um bom jogo instalado em seu smartphone saiba que você pode aumentar agora mesmo sua lista de jogos, pois a grande indicação é o Storm of Darkness. Caso ainda não saiba, este é um jogo com muitas ação e aventura e será um de seus preferidos em pouco tempo. Conheça um pouco mais a respeito do jogo na continuação desta matéria.

Trata-se de um jogo de tiro em primeira pessoa e o game usa a ficção científica para dar ênfase a sua história. Vale ressaltar que o que não irá faltar em seu game é ação, pois, desde o início do jogo você terá a sua disposição um arsenal muito variado e com armas bastante avançadas, com diferentes habilidades que irão permitir a você destruir os seus inimigos com muita eficiência.

A história do jogo é bastante interessante, haja vista que o objetivo do personagem é proteger o seu planeta, Eona, e a cidade de Meredith dos Scythes. Esses tais Scythes são nada menos que criaturas maléficas devoradoras de mundo e que possuem como próximo alvo o planeta Eona.

Além disso, outro destaque é que o jogo dispõe de muitos personagens importantes, onde cada um deles tem uma forma diferente de influenciar a história, logo, o jogo pode ter muitos rumos diferentes.

No decorrer do jogo você deverá ir destruindo os seus inimigos, com isso, é possível ganhar prêmios. Com esse dinheiro é possível comprar novos itens, upgrades em geral, que vão deixar seu personagem ainda mais forte.

O game possui gráficos bastante detalhados e com visuais incríveis, além disso, as músicas de fundo são bem envolventes e vão deixar o jogador ainda mais dentro da história.

Para quem gostou e deseja instalar o quanto antes o game, saiba que isso é bem simples, acesse agora mesmo o site oficial Baixaki. A ferramenta é disponibilizada de forma gratuita e é compatível com Android 2.3 ou superior.

Por Bruno Henrique

Foto: divulgação


O jogo StarCraft II para PC, lançado em Julho pela Blizzard tem um pequeno bug que causa o superaquecimento da placa de vídeo. A causa está no código que processa imagens, curiosamente, com poucos detalhes, quando na verdade esperaria-se o contrário. Isso acontece porque a engine do jogo faz o redesenho da tela várias vezes, sem necessidade.

Segundo a produtora do jogo não há risco de que o bug possa danificar a placa de vídeo, a não ser que haja algum problema no resfriamento, já que é normal as placas de vídeo esquentarem. Aliás, como quase todos os componentes internos de um PC.

Para resolver o problema há um dica muito simples, que pode ser feita por qualquer pessoa. Ela consiste em editar o arquivo “variables.txt”, que fica dentro da pasta do jogo, normalmente em “Documents/Startcraft II” e acrescentar as seguinte variáveis:

frameratecapglue=30
frameratecap=60

Isso deve resolver o problema enquanto a Blizzard não lança uma correção para jogo.

Por Maximiliano da Rosa


Antes de tudo, defina o que você quer. Ação e suspense sozinho ou diversão entre amigos?

O PS3 da Sony, sem dúvida é a melhor escolha para quem gosta de ficar atirando, explodindo e matado no quarto sozinho. Os gráficos são ótimos, bem como os efeitos sonoros. O enredo dos jogos é, na maioria das vezes, espetacular.

Tive o prazer de experimentar “Star Wars: The Force Unleashed”. Sempre fui uma amante de Guerra nas Estrelas, e o enredo do jogo me deixou maravilhado. Na primeira fase você controla o próprio Darth Vader. Nas fases seguintes você assume o seu real papel no jogo: um discípulo do vilão. O jovem está aos poucos descobrindo a verdade sobre seu mestre. O Play tem essa magia de te colocar no lugar do personagem como nenhum outro vídeo-game faz.

O Wii é o vídeo game da família. É claro que tem jogos de ação e com ótimo enredo, mas o que mais encontramos na diversidade de jogos do Wii são jogos divertidos e simples. Sou apaixonado pelo Wii Sports e Wii Sports Resort. A emoção de empunhar um controle como se fosse uma raquete de tênis é insubstituível. Considero a versão para Wii do jogo de Guerra nas Estrelas citado acima mais emocionante que a própria versão original. Jogar com o joystick do PS3 é menos dinâmico. No Wii o jogador tem a sensação de realmente estar empunhando o sabre de luz.

Além disso, o Wii não acaba depois da primeira compra. Pelo contrário: Começamos a comprar as extensões como loucos! Novos controles, Wii Fit, Wii Action Pack, e por aí vai.

Porém o que notamos no Wii é um “lenga-lenga” com relação à variedade de jogos. Temos a sensação de sempre estar jogando jogos do mesmo estilo, o que é um pouco entediante.

O Wii é mais barato, mais “aprimorável” e mais divertido que o Play 3.

O Play 3 é mais popular, tem mais ação e mais variedade de jogos.

Agora é com você! Escolha aquele com o qual você mais se identifica.

Por Isac Silva





CONTINUE NAVEGANDO: