Cercado de rumores que apontavam sua saída do Vasco, o zagueiro Dedé finalmente teve uma resposta sobre seu futuro.

Insatisfeito com os constantes atrasos salariais que ocorriam no cruzmaltino, o Mito (como é apelidado pelos torcedores do Vasco) não estava feliz e já expunha para pessoas mais próxima que não tinha o interesse em permanecer na equipe carioca, chamando a atenção de grandes equipes, como Cruzeiro e Corinthians.

O clube paulista entrou forte na briga. Favorito para levar o que muitos acham ser o melhor zagueiro do Brasil na atualidade, o Timão buscou parceiros, acertou bases salariais com o atleta, mas não agradou ao Vasco, que exigia o empréstimo de uma de suas estrelas, o que foi prontamente negado pelo alvinegro paulista. 

As negociações entre as duas equipes esfriaram e o Cruzeiro foi pra cima. A equipe mineira enviou um diretor ao Rio de Janeiro para negociar com a direção vascaína, que gostou da oferta da raposa. 

As especulações começaram a ficar cada mais fortes e a imprensa já colocava o defensor no clube celeste. E foi exatamente isso que ocorreu. O Cruzeiro enviou uma lista de atletas que interessaram ao Vasco, além de uma proposta financeira de cerca de R$ 12 milhões. A equipe carioca não endureceu e liberou o zagueiro para acertar.

Foi o fim da era do ídolo vascaíno no clube carioca. E que ele tenha o mesmo sucesso no mineiro azul-celeste.

Por Renato Benevenuto


A novela envolvendo Dedé, Cruzeiro e o Vasco chegou ao fim. O zagueiro enfim aceitou a proposta oferecida pelo clube mineiro e vai assinar contrato de quatro anos nos próximos dias. Autor de um gol na última partida do Cruzmaltino, na vitória por 3 a 1 sobre o Quissamã,  Dedé não deve mais voltar a vestir a camisa vascaína.

Ídolo da torcida vascaína, onde recebeu o apelido de Mito, Dedé foi um dos grandes destaques da excelente campanha da equipe nas últimas edições da Copa Sul-Americana e do Campeonato Brasileiro, boas atuações que lhe renderam inclusive convocações para a Seleção Brasileira.

Apesar dos pedidos da torcida do Vasco, o fraco para 2013 e a eliminação precoce do Campeonato Carioca contribuíram para a decisão. Além disso, fora dos gramados o clube convive com frequentes atrasos de salário, o que teria desanimado o jogador.

Com a negociação concluída e as bases acertadas, os próximos passos de Dedé será a assinatura do novo contrato e a realização de exames médicos já na Toca da Raposa, sede do Cruzeiro. O clube mineiro é um dos favoritos ao título Estadual e espera entrar na principal competição nacional com chances reais de título.

Por Júlio Abreu


A diretoria corintiana se pronunciou na quinta-feira, 11/04, sobre a "novela Dedé", dizendo que tem interesse no atleta, porém não irá abrir os cofres para contar com o jogador.

Para a cúpula corintiana, a única forma de Dedé vestir a camisa do Corinthians é a DIS comprar a parte que pertence ao Vasco e colocá-lo no Timão, como forma de valorizá-lo.

A parte que cabe ao Vasco está avaliada em torno de 5 milhões de Euros; também foi descartada a hipótese de envolver atletas do clube paulista na negociação.

O nome mais falado em uma possível "troca" foi o de Émerson Sheik, o que foi negado pela direção do Corinthians, tanto é que o atleta foi procurado e esclarecido sobre os rumores.

Outro clube interessado em Dedé é o Cruzeiro, porém a "novela" só deverá ter fim após o dia 1º de julho, quando expira a cláusula que impede a saída do jogador sem o aval do clube carioca.

Dedé não tem se pronunciado sobre o assunto, porém, segundo fontes sigilosas, a DIS tem interesse em adquiri-lo em definitivo e repassá-lo ao Corinthians, onde ganharia visibilidade e seria valorizado, devido à alta do time de Tite.

Por Vinicius Cunha





CONTINUE NAVEGANDO: