Palmeiras tentou uma negociação com o Coritiba para conseguir a contratação do genérico Robinho para a temporada de 2015, mas na primeira tentativa a diretoria recebeu um "não" como resposta. O clube paranaense considera o jogador como prata da casa e não pretende perdê-lo para o verdão. A diretoria do Coxa diz que vai resistir nas investidas do Palmeiras, mas empresários que têm parte dos direitos econômicos de Robinho não pretendem desistir em uma nova investida.

Um dos "donos" do jogador, o empresário Luiz Alberto confirmou o interesse em negociar Robinho e que o Palmeiras tentou realmente levar o jogador, mas que a princípio o Coritiba não demonstrou interesse em nenhuma oferta. Segundo ainda Luiz Alberto, parece que há um interesse do jogador para a transferência, mas tudo depende da liberação do Coxa.

Robinho tem 27 anos e está desde 2012 no Coritiba e ainda tem mais dois anos de contrato no Clube. Ele já passou por times como Santos, Avaí e Internacional. E o verdão não quer parar por aí. O Palmeiras ainda tenta a contratação de mais um armador, o Cleiton Xavier, do Metalist da Ucrânia, um sonho de consumo do Palmeiras já alguns anos. Também a tentativa de trazer o Conca, do Fluminense. Alguns consideram que as negociações não irão se concretizar, já que os dois últimos jogadores citados são caros e Robinho está nos planos do Coritiba como "indispensável" para a temporada 2015.

Os jogadores que já estão acertados com o Palmeiras são o Zé Roberto, de 40 anos, o lateral-direito Lucas, o zagueiro Vitor Hugo, os volantes Amaral, Andrei Girotto e Gabriel. O atacante Leandro Pereira também está nos planos do time paulista. O Palmeiras também deve anunciar em breve o atacante Rafael Marques e o lateral-esquerdo João Paulo. O verdão tenta ainda uma negociação com o zagueiro Réver do Atlético-MG, que foi destaque na conquista da Taça Libertadores 2013 do time mineiro.

Por Carolina Costa

Robinho do Coxa

Foto: Divulgação


A 20ª rodada do Campeonato Brasileiro teve início ontem. E logo na primeira rodada do segundo turno, um confronto entre alviverdes chamou a atenção: Coritiba e Chapecoense enfrentaram-se nesta quarta-feira, às 21h (de Brasília), no Couto Pereira.

Depois de ter sido eliminado da Copa do Brasil pelo Flamengo, na semana passada, graças à marcação de dois pênaltis polêmicos durante o tempo regulamentar, resta ao Coxa apenas o Campeonato Brasileiro, em que está na zona de rebaixamento, no 17º lugar. A Chape ocupa a 16ª colocação do Brasileirão, empatada em pontos com o time paranaense. Após empate sem gols entre as equipes no primeiro turno da competição, outra igualdade no placar seria ruim para ambos os lados. Por isso, torcedores esperavam muita entrega e vontade das duas equipes na busca pela vitória, o que de fato ocorreu para o Coritiba, que venceu a Chapecoense por 3 a 0.

Para a partida de ontem, o Coritiba não pode contar com o ídolo Alex, o atacante Geraldo e o volante Germano, que estão machucados. A Chapecoense estava desfalcada de vários atletas: o lateral Rodrigo Biro, que está suspenso, além de André Paulino, Ednei, Rafael Lima Tiago Saletti, Nenén e Fabinho Gaúcho, que estão entregues ao Departamento Médico.

O técnico do time paranaense, Marquinhos Santos, resolveu fechar os portões ao longo da semana para preparar a equipe. Apesar de não dar pistas acerca da formação iria iniciar a partida, o Coxa podia contar com Vanderlei; Norberto, Leandro Almeida, Welinton e Carlinhos; Hélder (ou Rosinei), Gil, Elber e Robinho; Martinuccio e Zé Love.

O técnico da Chapecoense, Celso Rodrigues, também não confirmou a escalação. Existia a possibilidade de uma equipe mais defensiva, com três volantes, ou mais ofensiva, como no empate sem gols, em casa, diante do Goiás. A provável escalação era: Danilo; Fabiano, Grolli, Jaílton e Neuton; Wanderson, Diones (ou Dedé), Abuda, Zezinho (ou Tiago Luis) e Camilo; Bruno Rangel.

O árbitro foi Devarly Lira do Rosário, auxiliado por Fabiano da Silva Ramires e Vanderson Antônio Zanotti – todos do Espírito Santo.

Por Renan Milaré Olivio

Coritiba x Chapecoense

Coritiba x Chapecoense

Fotos: Divulgação


O Internacional empatou com Coritiba no estádio Couto Pereira em 1 a 1, na sexta rodada do Campeonato Brasileiro 2014. Para a grande parte dos clubes, obter empate jogando fora de casa representa bom negócio. Porém, representantes do time gaúcho se demonstraram insatisfeitos com o resultado, de forma principal por causa da baixa qualidade na arbitragem.

O Internacional abriu placar com Wellington Paulista e jogou melhor na grande parte da partida. Porém, em pênalti duvidoso, marcado depois que Dida supostamente derrubou Keirrison, aconteceu o empate no placar. Elmo Alves Resende Cunha, árbitro da partida, apitou e apontou à linha da grande área com grande convicção no momento do lance. Porém, parte dos comentaristas ao analisar o replay em câmera lenta disse que não foi nada.

Depois de saber das dúvidas do lance, o técnico Abel Braga começou a reclamar com raiva ao trio de arbitragem, mas não adiantou e o Internacional voltou ao Rio Grande do Sul apenas com um ponto adicional na tabela.

Interessante notar que o goleiro Dida, do Internacional, jurou não ter tocado no atacante do Coritiba. Jogador do time gaúcho, Wellington Paulista, que fez o gol do Inter, disse aos jornalistas depois de jogo que a vitória apenas não aconteceu aos colorados por causa de erros por parte do árbitro.

Paulista acredita que o Inter poderia ter matado a partida no primeiro tempo caso tivesse aproveitado melhor as oportunidades. Valdívia, jovem meio-campo do Internacional, sentiu-se satisfeito com o placar e lamentou as chances perdidas de ganhar três pontos e subir na tabela do Brasileirão.

Valdívia indica que tem expectativas positivas ao time no segundo semestre em consequência da qualidade que engloba o plantel. “Aqui, todos são titulares”, afirmou o meio-campo depois do empate.

Por Renato Duarte Plantier

Inter e Coxa

Foto: Divulgação


O Coritiba não conseguiu passar do empate no penúltimo jogo, contra o Internacional, e continua mantendo o jejum de vitórias, seguindo na zona de rebaixamento. Durante o jogo o time perdeu gols, porém teve mais ação que o Internacional. Com a chegada da Copa do Mundo que se encontra cada vez mais próxima, o Coxa estará longe de ter seu objetivo alcançado e o fantasma do rebaixamento já é uma realidade a qual o time tem de se preocupar.

O autor do gol alviverde durante a cobrança de pênalti, o meia Alex, está ciente de que, embora haja esta dificuldade para o time, eles irão conseguir sair de onde estão e transformarão em gols as oportunidades criadas. Segundo ele a evolução é visível e dá ótimas perspectivas para o futuro, além de confiança para continuar trabalhando firme.

Diante disso, o garoto de ouro coxa-branca afirma que o time está demorando a reagir, porém, irão dar a volta por cima e vão dar mais ênfase na área de defesa. O importante, segundo o jogador, é que o time é bem unido e está trabalhando firme para reverter esse quadro. Todavia, nem tudo acontece como eles imaginam e os gols não foram trabalhados pelos adversários, mas oferecidos pelo próprio time.

O meia-atacante Jajá também voltou ao time nos últimos minutos do primeiro tempo e ajudou a equipe com o lance em que resultou a penalidade marcada sobre Keirrison. O jogador evitou mais um tropeço em casa e acredita que o time irá mudar assim que tiverem as próximas vitórias. Diante disso, Jajá diz que o jogo valeu a pena, uma vez que a equipe jogou com bastante garra e o jogo não foi dos mais fáceis, porém, eles estão de olhos fixos no clássico de domingo e os jogadores poderão sim sair com a vitória para reverter a situação.

Por Luciana Viturino

Coxa e Inter

Foto: Divulgação


Após uma boa apresentação no segundo tempo, o Atlético Paranaense buscou o empate em 1 x 1 contra o Corinthians. O jogo ocorreu no Estádio do Canindé, somando um ponto importante na classificação do Campeonato Brasileiro 2014. Para Sueliton, o Fucarão desperdiçou uma grande chance de aproveitar o momento de instabilidade do Timão e subir na classificação.

Desta forma, o jogador afirmou que o Corinthians não estava tendo bons momentos e o time também precisava ganhar o jogo. O resultado não foi bom, porque eles esperavam a vitória e precisam dela. Porém, agora tem o clássico. Disse também que não viu mudanças após a saída de Miguel Ángel Portugal ter entrado no comando do time. Com isso, a melhor forma para não cair ainda mais é buscar a melhor pontuação até as proximidades da Copa. Durante o jogo, a participação das duas equipes ocorreu de igual para igual e com o Internacional não há diferença.

O atacante Douglas Coutinho, o qual foi o autor do gol atleticano, entrou na segunda etapa e quase foi o herói da noite. Só não conseguiu essa benesse pelo fato de ter perdido um gol inacreditável dois minutos antes de finalmente balançar as redes. Todavia, só de ter participado da partida, já o deixa ciente de que terá um lugar na equipe. Assim, o principal objetivo do time é lutar pela titularidade e focar em fazer gols nos próximos jogos. Ressalte-se que, tudo ocorrerá de forma que sejam respeitados todos os companheiros da equipe.

Outro diferencial rubro-negro ocorreu com o goleiro Weverton, o qual conseguiu duas grandes defesas no primeiro tempo. O goleiro exaltou o ponto conquistado fora de casa, porém, para o fim de semana a expectativa é que sejam vitoriosos durante o clássico com o Coritiba. Desta vez, o time pretende ir com tudo e levar a vitória para casa.

Por Luciana Viturino

Atletiba

Foto: Divulgação


O time do Coritiba venceu o São Paulo pelo placar de 1 a zero, em Itu, interior de São Paulo, pela última rodada do Brasileirão 2013.

Melhores momentos do jogo São Paulo x Coritiba

Jogo São Paulo x Coritiba ao Vivo Brasileirao 2013 série A

Pelo Coritiba teve um grande desfalque: Deivid não joga, pois recebeu o terceiro amarelo, e cumpre suspensão automática.

Quem apitou a partida SPFC x Coxa foi o juiz Pablo dos Santos Alves que será assistido pelos bandeiras Alessandro Rocha de Matos e Fabiano da Silva Ramires.

Começaram jogando no São Paulo

Rogério Ceni; Paulo Miranda, Antônio Carlos, Rodrigo Caio e Reinaldo; Denilson, João Schimidt, Douglas e Paulo Henrique Ganso; Ademílson (Aloísio) e Luís Fabiano.

Começaram jogando no Coritiba (Coxa)

Vanderlei; Victor Ferraz, Luccas Claro, Chico e Diogo Goiano; Willian, Júnior Urso, Gil e Alex; Carlinhos e Julio Cesar.


Coritiba x Botafogo-RJ tem jogo pelo Brasileirão 2013 da série A na tarde deste domingo, dia 1º de dezembro. A partida será disputada no Estádio Couto Pereira, em Curitiba, casa do Coxa.

Com o sofrido empate entre Fluminense e Atlético-MG ontem, o Coxa ganhou uma excelente chance de sobrevida neste jogo contra o Botafogo. Ganhando a partida, sairá da zona de rebaixamento, e colocará o Fluminense em seu lugar. O mesmo pode acontecer com o Vasco, que pode ir a 44 pontos. O Coritiba tem 42 pontos, e pode caminhar até 45.

Para o Botafogo, é um jogo de suma importância por conta de sua existência no G4. Se perder hoje, complicará bastante a sua situação, já que não terá mais chances de ir a Libertadores da América em 2014.

O Coritiba, que começou o campeonato a todo vapor, hoje é um time que realmente tem decepcionado a sua torcida. Só pra termos ideia da “tragédia”, nos últimos 5 jogos, não ganhou nenhuma partida, tendo perdido 3 e empatado 2. Podemos lembrar, ainda, que o Coritiba estava a quase 10 pontos na frente do São Paulo, enquanto este se encontrava na zona de rebaixamento cerca de 15 rodadas atrás.

Botafogo está com 58 pontos, e ainda sonha em chegar ao G4. As chances são boas, já que o time paranaense parece morto, e Grêmio e Goiás se enfrentam hoje, também pela 37ª rodada.

jogo-coritiba-x-botafogo-brasileirao-2013-serie-A-37-rodada

O jogo será apitado pelo árbitro Ricardo Marques Ribeiro, com assistência de Janette Mara Arcanjo e Pablo Almeida da Costa, todos eles do Estado de Minas Gerais.

Escalação do Coritiba

Vanderlei, Luccas Claro, Bonfim e Chico; Victor Ferraz, Júnior Urso, Willian Farias (Germano), Alex e Carlinhos; Geraldo (Julio César) e Deivid.

Escalação do Botafogo

Jéfferson, Gilberto, Dória, Bolívar e Julio Cesar; Marcelo Mattos, Gabriel, Seedorf, Hyuri e Rafael Marques; Bruno Mendes.


A temporada 2013 está chegando ao final e o Coritiba precisa enfrentar mais um jogo duro dentro e fora dos campos. O motivo é por conta de a Nike ter atrasado a entrega dos uniformes da coleção 2013, o que fez a comissão técnica ter de improvisar com o que encontrou pela frente.

Atualmente, a maioria dos jogadores está treinando com os uniformes de 2012 e houve até um rodízio de jaqueta entre os jogadores durante uma entrevista à imprensa.

O que parece cômico é na verdade mais um descaso da marca patrocinadora. Vale lembrar que em 2012, assim que o acordo foi fechado com a empresa, a Nike também não foi capaz de entregar as remessas da coleção e o Coritiba se viu obrigado a treinar com os uniformes que estampavam a marca do seu antigo patrocinador, a Lotto.

Até os mais desligados já perceberam que o relacionamento entre clube e patrocinador não vai lá muito bem das pernas. Enquanto clube e patrocinador não se acertam, quem sofre são os jogadores e comissão técnica, que precisam treinar em climas adversos sem a proteção contra o frio adequada.

Por Fernando Setoue


O jogador Bill voltou para o time do Coritiba afirmando estar mais maduro e com a cabeça no lugar.

Na sua primeira atuação pelo clube, entre os anos de 2010 e 2011, ele deu muita dor de cabeça à diretoria do clube com sua vida fora dos gramados.

A autorização já foi feita pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) para que o jogador já comece a defender a camisa da equipe paranaense, porém ele não atuará na partida contra o Vitória, visto que está um pouco fora do ritmo de jogo porque esteve dois meses sem treinar.

O técnico do Coritiba, Marcos Santos, poderá utilizar o jogador no time somente no dia em que o time enfrenta a Ponte Preta, em 31 de Julho, no Estádio Couto Pereira.

O atleta é ciente de que deverá competir com outros excelentes atacantes pela posição de titular. Entre os rvais de posição estão: Anderson Costa, Anderson Aquino, Everton, Geraldo, Julio César, Arthur, Deivd, Keirrison e Rafhael Lucas. Segundo sua opinião, essa disputa entre atacantes pela vaga de titular é sadia e que o time tem só a ganhar.

Por Melina Menezes.


O jogador Bill voltou para o time do Coritiba afirmando estar mais maduro e com a cabeça no lugar.

Na sua primeira atuação pelo clube, entre os anos de 2010 e 2011, ele deu muita dor de cabeça à diretoria do clube com sua vida fora dos gramados.

A autorização já foi feita pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) para que o jogador já comece a defender a camisa da equipe paranaense, porém ele não atuará na partida contra o Vitória, visto que está um pouco fora do ritmo de jogo porque esteve dois meses sem treinar.

O técnico do Coritiba, Marcos Santos, poderá utilizar o jogador no time somente no dia em que o time enfrenta a Ponte Preta, em 31 de Julho, no Estádio Couto Pereira.

O atleta é ciente de que deverá competir com outros excelentes atacantes pela posição de titular. Entre os rvais de posição estão: Anderson Costa, Anderson Aquino, Everton, Geraldo, Julio César, Arthur, Deivd, Keirrison e Rafhael Lucas. Segundo sua opinião, essa disputa entre atacantes pela vaga de titular é sadia e que o time tem só a ganhar.

Por Melina Menezes.


O jogador Alex depois de nove anos no futebol da Turquia retornou para o Brasil a seis meses atrás e afirma que não está correndo atrás de uma convocação para defender a camisa da Seleção do Brasil. O veterano com mais de 18 anos de futebol, está mais do que adaptado ao time paranaense. Ele chegou na equipe do Coritiba em outubro, porém não pode vestir a camisa imediatamente por restrições dadas pelo regulamento.

O jogador do Coritiba disse que já não pensa em atuar pela Seleção Brasileira, indo em contra aos diversos discursos de atletas brasileiros que voltam a defender a camisas dos times do pais. Sobre questões táticas do futebol brasileiro, ele disse que está se aproximando ao estilo europeu de jogar.

Numa entrevista concedida ao jornal Estado de São Paulo, o meio-campista, ex-Fenerbahçe, disse que ele não tem chances de ir para a Copa e esclareceu o motivo, desde 2006 ele não é convocado.

Questionado acerca das recentes manifestações de torcedores na Turquia e confrontos de índole religiosa, ele disse que espera que no Brasil as manifestações continuem e que consigam mudanças para o país.

Por Melina Menezes.


O Campeonato Brasileiro de 2013 está chegando à oitava rodada e alguns favoritos já são indicados, tanto ao título como ao rebaixamento.

Como o campeonato é muito longo, ter um plantel qualificado e com peças de reposição qualificadas é obrigatório para uma jornada regular e sem muitas oscilações. Diferentemente de outros anos, tomara que em 2013 a arbitragem não influencie tanto nos resultados. Este ano ainda teremos alguns clubes que irão sofrer com a falta de estádio, como o Internacional e o Atlético Paranaense.

O atual líder do campeonato é o Coritiba, liderado pelo craque Alex, recém-repatriado da Turquia e com 36 anos. O time titular do Coxa é qualificado e bem ajustado, mesclando jogadores novos e experientes. A grande dúvida é em relação à regularidade da equipe, caso algum jogador (em especial Alex) tenha que ser substituído por suspensão ou contusão.

Na outra ponta da tabela o grande favorito ao rebaixamento é o Náutico. Até agora a equipe não apresentou qualidades para a permanência na Série A. Até a sétima rodada, dos 21 pontos disputados, o clube ganhou apenas 4 pontos. Além disso, o Náutico possui a pior defesa (já sofreu 14 gols) e tem o pior ataque, com apenas 4 gols marcados.

Por José Alberi


O líder do Campeonato Brasileiro de 2013 é o Coritiba, mas nem mesmo as últimas campanhas da equipe na Copa do Brasil qualificariam o Coxa como favorito ao título antes da bola rolar.

O time está bem equilibrado e apesar de não contar com um elenco milionário e nem muito grande, mostra muita consistência.

As inovações e a modernidade na postura do clube podem refletir a sua atual situação: o clube aboliu as concentrações dos jogadores, o técnico é um funcionário do clube que veio das categorias de base, grande parte do elenco é formada no próprio clube, os salários estão em dia e o clube garante sempre bom público devido ao grande número de sócios.

A grande dúvida em relação ao Coritiba está residindo na sequência de Alex, o grande jogador da equipe que já tem 36 anos. O meia decidiu os jogos contra o Atlético Mineiro, Flamengo e Atlético Paranaense. Não bastasse isso, a sua presença em campo garante qualidade e poder de definição. Apesar disso, o time ainda não foi testado sem a presença dele, mas se mesmo assim a equipe mantiver o equilíbrio, será sim um grande favorito ao título.

Por José Alberi


Um dos maiores beneficiados com a pausa do Campeonato Brasileiro foi o atacante Arthur, pois ele conseguiu mostrar oportunismo nos amistosos contra as equipes do Figueirense e Taubaté.

Arthur é reserva do Coritiba, mas nos últimos jogos ele teve sua moral elevada e mostrou que pode ser decisivo nos próximos jogos do Campeonato Brasileiro, principalmente depois de marcar gols nas disputas de intertemporada.

Na partida contra o Taubaté, Arthur marcou o único gol do time e garantiu a vitória por 1 a 0. Nesse jogo, apenas os reservas jogaram, sendo assim, o atacante pode mostrar boa movimentação dentro de campo e sua capacidade de envolver a defesa do time rival.

No amistoso contra o Figueirense, o atacante entrou no lugar de Rafinha, formando o ataque junto com Geraldo e Alex. A equipe perdia por 2 a 1 quando o ataque mostrou a que veio e Arthur fez o gol responsável por impedir a derrota do Coritiba.

Em partidas oficiais, o jogador de 21 anos foi responsável por marcar dois gols, sem contar os gols dos amistosos.

O próximo jogo do Coritiba será contra o Flamengo e a previsão é de que Arthur permaneça no banco reserva, pois Geraldo e Everton Costa também estão na briga pela vaga no ataque.

Por Jéssica Posenato


No próximo sábado, no jogo contra o Flamengo, o Coritiba pode ter uma baixa em seu retorno ao Brasileirão. No amistoso contra o Figueirense, que aconteceu no dia 28 de junho, o zagueiro Leandro Almeida teve uma lesão. De acordo com a assessoria de imprensa do clube, o jogador sofreu uma entorse no tornozelo esquerdo e por isso teve que deixar o campo.

O departamento médico declarou que ainda é cedo para fazer uma avaliação definitiva, pois o jogador precisa passar por exames de imagem visando complementar o diagnóstico.

Com apenas uma semana para se recuperar, dificilmente o zagueiro estará bem para o combate com o Flamengo. Por isso, já é considerado um desfalque no time do técnico Marquinhos Santos.

A evolução do jogador durante a próxima semana é que vai definir se ele será relacionado para o jogo ou não. Se Leandro não se recuperar, uma das opções de Marquinhos Santos para a zaga é o jogador Luccas Claro. Outra opção é Emerson, que está voltando ao time depois de ficar onze meses em recuperação por conta de uma fratura no pé.

Por Jéssica Posenato


No amistoso com o Figueirense, o técnico do Coritiba, Marquinhos Santos, colocou o zagueiro Emerson em campo. Emerson ficou mais de onze meses em processo de recuperação para curar uma rara fratura no dedão do pé direito.

Marquinhos Santos colocou Emerson no início do jogo e o substituiu no segundo tempo por Chico. O jogo terminou empatado em 2 a 2.

Segundo o treinador, deixar Emerson jogar por 45 minutos teve o objetivo de dar mais ritmo de jogo ao jogador. Nos últimos treinamentos realizados em Foz do Iguaçu, Emerson mostrou que está totalmente curado do problema e já mostrou um bom desempenho.

A expectativa é que Emerson volte a ser titular do time, conforme recupere o seu desempenho e o ritmo de jogo. O próximo jogo do Coritiba é contra o Flamengo e a previsão é de que o jogador volte para o banco de reservas. Ele será utilizado no segundo tempo, porém, o tempo em campo será menor do que no jogo contra o Figueira.

Para Emerson, a ansiedade de voltar a jogar como titular é grande. Em entrevista, o jogador afirmou que depois de ficar onze meses de recuperação, se sentiu como se estivesse em seu primeiro jogo como profissional.

Por Jéssica Posenato


Felipe Carrilho, empresário do jogador Deivid, usou a mídia para reclamar da dívida que o Coritiba tem com o atacante. Segundo ele, o time não pagou seis parcelas do uso de imagem e o salário do mês de junho está atrasado.

O empresário não informou o valor devido ao atacante, mas deixou claro que o salário do mês de junho deveria ter sido pago até o quinto dia útil, porém o mês está acabando e isso ainda não foi feito. Carrilho fez questão de esclarecer que a situação chata vem se repetindo há alguns meses, mas que o desempenho do jogador não será afetado em função disso.

Essa não é a primeira vez que Carrilho leva até a imprensa os problemas entre o Coritiba e Deivid. Em janeiro o jogador se atrasou para sua reapresentação devido a forte chuva em Angra dos Reis, o empresário aproveitou o momento para falar do atraso do pagamento do direito de imagem e chegou a especular a saída do jogador.

Segundo Vilson Ribeiro de Andrade, o Coritiba tem ciência das suas pendências com Deivid e isso já está sendo resolvido, afirmou ainda que o empresário não está agindo de maneira correta.

Por Jéssica Posenato


Terminou o primeiro turno do disputadíssimo Campeonato Paranaense, e depois de vencer o Londrina por 1 x 0, com gol de Alex, o Coxa faturou o título.

O jogo com o time do café foi marcado por muitas confusões e chances de gols desperdiçadas por ambos os lados.

Compareceram ao estádio cerca de 31 mil torcedores e a renda chegou a quase a R$ 1 milhão. Quem esteve presente sentiu fortes emoções do início ao fim do jogo.

O regulamento do Campeonato Paranaense é de simples entendimento: participam 12 clubes, que se enfrentam em dois turnos, e os vencedores de cada um deles se enfrentam na final. Caso o vencedor do primeiro, também, vença o segundo, o mesmo será decretado campeão paranaense.

O Coritiba começa a colher os frutos pós volta do ídolo Alex e o time tem grandes condições de fazer bonito em todos os campeonatos que irá disputar, do estadual ao Brasileirão.

Um dos sonhos de consumo do Coxa é vencer a Copa do Brasil, pois nos últimos anos o título bateu na trave, perdendo as finais para Vasco e Palmeiras, respectivamente, 2012 e 2013.

Por Vinicius Cunha


No último domingo, 24/02, a torcida do Coritiba vibrou com a vitória do time no clássico contra o Atlético-PR, o famoso Atletiba.

Com essa vitória, o Coritiba marca 24 pontos no Campeonato  Paranaense, ficando então na liderança. Já o Atlético aparece em oitavo lugar com apenas 11 pontos.

Rafinha, Robinho e Deivid foram responsáveis pelas boas jogadas do Coritiba no último domingo, já o grande destaque do Atlético foi o Renan Foguinho na marcação. 

Aos 30 minutos do primeiro tempo, Alex bateu escanteio na marca do pênalti, Pereira cabeceou. Logo depois, Deivid ampliou após a jogada de contra-ataque do Rafinha. Ainda antes do segundo tempo, David e o lateral-direito Leo foram expulsos por trocarem empurrões. 

No segundo tempo, o Atlético arriscou com a entrada de Taiberson, que acabou garantindo um gol para o time, ajudando assim a diminuir a diferença no placar.

Enquanto a situação do Coritiba está ótima, o Atlético possui apenas duas vitórias de dez jogos. No primeiro turno, o time perdeu nos dois clássicos (Paraná e Coritiba).

O técnico do time, Arthur Bernardes apesar de saber que a situação atual do Atlético é complicada, não perde as esperanças.

"É difícil o torcedor entender o projeto do clube, mas, se eu aceitei o desafio, é porque eu acredito. Tenho certeza que o torcedor ainda vai entender e acreditar muito", disse o técnico a respeito dos últimos jogos do time. 

Para o torcedor atleticano os próximos jogos serão decisivos. O time enfrentará o Operário em Curitiba na próxima rodada, enquanto o Coritiba disputa com o Londrina a decisão do título do primeiro turno. 

Por Jonathan Alves


Um ano que começou a todo vapor e terminou de maneira melancólica. Está poderia ser a frase retratando a temporada 2012 do Coritiba. Primeiro, a alegria da conquista do Paranaense. Em seguida, a decepção pelo vice-campeonato da Copa do Brasil. Por fim, o drama de uma campanha entre altos e baixos pelo Campeonato Brasileiro. Mesmo assim, alguns jogadores encerram suas atividades com moral junto a diretoria e a comissão técnica. Um deles é o volante Willian Farias.

Aos 23 anos, ele mostra que para conquistar a confiança do elenco não é necessário ser um veterano. No ano, lá se foram 47 partidas vestindo o manto do Coxa. Camisa 5 da equipe, Willian Farias ganhou a chance de ser titular após o antigo dono da posição – Leandro Donizete – se transferir para o Atlético-MG. Diferenciado, ele garante não fazer o estilo "xerifão" (brigar e esbravejar com todos). Atleta das categorias de base, diz não ter sentido o peso de substituir seu antecessor.

"Ninguém erra porque quer. Sempre quero ser positivo e não gosto de dar duras. Neste ano pude atuar mais após a saída do Leandro", ressalta o atleta ao Jornal Gazeta do Povo.

O elenco comandado pelo técnico Marquinhos Santos possui outros cinco jogadores que atuam na mesma posição de Willian Farias. São eles Artur, Chico, Gil, Junior Urso e Sérgio Manoel. Por nem mesmo as duas lesões sofridas em 2012, que culminaram em dois meses a menos de jogos que os companheiros, o fizeram perder espaço no grupo, é certo que será um dos integrantes da espinha dorsal do meio-campo na temporada que vem, quando o Coritiba terá a volta do craque Alex como armador.

Por Thiago Viana


O Coritiba receberá o Vasco pela trigésima sexta rodada do Campeonato Brasileiro 2012. O jogo será realizado no dia 17 de novembro, no estádio Couto Pereira, às 19h30.

O Coxa, time que joga em casa com o apoio de sua torcida, apresenta 45 pontos em 35 rodadas, com aproveitamento de 42,9%. Mais próximo da zona de rebaixamento do que do G4, o time paranaense precisa dos 3 pontos para continuar se distanciando do Z4 e terminar o torneio em uma posição melhor.

O artilheiro da equipe na competição é Deivid, que balançou as redes por oito vezes. Para a próxima temporada, o Coritiba contará com o repatriado meia Alex, cria da casa, em seu elenco.

Pelo lado do Vasco, que viu o G4 ficar cada vez mais distante nas últimas 5 rodadas, o objetivo é conseguir uma vitória fora de casa para terminar o torneio em uma boa posição. O clube carioca apresenta 51 pontos em 25 séries de jogos e tem aproveitamento de 48,6%.

Para vencer o Coritiba, o Vasco conta com os gols do artilheiro da equipe no Brasileirão, Alecsandro, que marcou 10 gols. Para a próxima temporada, a equipe busca contratar novos jogadores e renovar o elenco.

Por Marcelo Araújo


Em novo teste antes do Mundial do Japão, o Corinthians enfrentou o Coritiba no Pacaembu (SP) e venceu com facilidade a equipe paranaense. 

Mesmo sem qualquer aspiração no campeonato, o Timão segue em ritmo forte, fazendo uma preparação para competir no Mundial de Clubes que acontecerá no Japão. A vítima da vez foi o Coritiba, que saiu goleado com facilidade pelo alvinegro paulista. 

Com início intenso, o Timão definiu o jogo com pouco menos de 20 minutos, ao fazer 3 gols. Envolvente, a equipe paulista era melhor na partida e achava com tranquilidade os espaços deixados pelo Coxa. 

Após estar perdendo por três gols de diferença, o Coritiba descontou com Deivid. Mas a equipe do Corinthians não se abateu e fez mais 2 gols, fechando o placar com a vitória paulista por 5×1 sobre os paranaenses. A vitória foi fácil para o Timão.

Pelo lado do Corinthians, os gols foram marcados por Chicão, Fábio Santos, Guerreiro, Martínez e Paulinho. Pelo lado do Coritiba, como dito anteriormente, o gol foi marcado por Deivid.

De gritos de "olé" da Fiel a provocações sobre o rival Palmeiras, esse é o Corinthians em preparo para o Mundial.

Confira no vídeo os melhores momentos da partida:

Por Renato Benevenuto


Desde o ano de 2001 um clube do Paraná não consegue tomar posse do título do Campeonato Brasileiro. Aliás, o último do Estado a conseguir tal façanha foi o Atlético-PR, atualmente na Série B. O Coritiba, por sua vez, teve o melhor escrete nacional em 1985. Muito pouco se comparado aos 18 títulos dos paulistas ou dos 13 de equipes cariocas.

Porém, se depender das palavras do vice de futebol do Coxa, Paulo Thomaz de Aquino, 2013 terminará com o time alviverde fazendo uma nova volta olímpica em sua história. Pouco conhecido pela torcida, o dirigente é homem de confiança do presidente Vilson Ribeiro de Andrade.

“Meus momentos de lazer são dedicados ao Coritiba e o nosso objetivo é conquistar o Brasileirão”, anuncia Aquino ao Jornal Gazeta do Povo, lembrando que ter repatriado o craque veterano Alex é apenas um dos pontos visando um próximo ano de alegrias para os adeptos do clube.

Atualmente, o Coritiba é apenas o 12º colocado no Brasileiro, com 42 pontos em 33 jogos. Porém, vale lembrar que no segundo turno a campanha da equipe é muito boa, sendo a terceira melhor dentre os 20 clubes. São 23 pontos em 14 jogos, o que afastou qualquer possibilidade de rebaixamento do clube paranaense.

“Ganharmos o segundo turno é uma espécie de compromisso moral que o elenco deve ter”, conclui o dirigente que acredita na força do grupo.

À frente do Coxa, nesta segunda parte da competição, temos o Fluminense (30 pontos) e o São Paulo (27 pontos).

Por Thiago Viana


Três vitórias consecutivas e nove pontos ganhos. Os resultados positivos contra Ponte Preta e Palmeiras (ambos por 1 a 0), além do Bahia (2 a 1), deixam o Coritiba em 12º lugar no Campeonato Brasileiro, com 38 pontos ganhos.

Os momentos de fuga do rebaixamento parecem que foram deixados para trás, levando-se em conta que o alviverde está 11 pontos à frente do Sport, o primeiro na zona da degola. Afirmativa correta? Não para o técnico Marquinhos Santos.

Mesmo faltando apenas oito rodadas para o fim do torneio, o comandante do Coxa segue com medo da Série B. Nem mesmo obtendo – até o momento – a quarta melhor campanha do returno (19 pontos em 11 partidas), o faz relaxar.

"Precisamos pensar jogo a jogo. Não dá para relaxar e ficar tranquilo. Em 2009, a queda veio depois que relaxamos. Quem daqui que estava naquela época sabe do que venho falando", sentencia o treinador.

Realmente, o fantasma de 2009 assola o Couto Pereira. Vale lembrar que, na ocasião da reta final, o time obteve 3 vitorias, 2 empates e 3 derrotas. Ou seja, aproveitamento de 45%. No geral, o Coritiba acabou em 17º lugar, com 45 pontos, um a menos do que o Fluminense, que escapou da Segundona.

Por sua vez, o Tricolor das Laranjeiras, nos últimos oito jogos, conseguiu 6 vitórias e 2 empates, conquistando 83% dos pontos.

Por Thiago Viana


O Coritiba conseguiu voltar a respirar no Campeonato Brasileiro. Após três partidas consecutivas sem vitória, o time paranaense viu o fantasma do rebaixamento mais próximo. Com a vitória desta quinta-feira (04/10), porém, o Coxa consegue se manter um pouco afastado da zona de descenso.

Por quase todo o primeiro tempo o ritmo do jogo foi lento. Até os 35 primeiros minutos, apenas duas chances de gol aconteceram, uma para cada equipe. Mas, no final da primeira etapa, o time da casa resolveu pressionar e chegou ao gol. Aos 39 e 40 minutos, Deivid criou duas boas oportunidades para os mandantes. Aos 41 minutos, de peixinho, o atacante balançou as redes, marcando o gol do Coritiba.

O cenário do primeiro tempo se repetiu no segundo. Já com a vantagem no placar, o time do Paraná não se expôs para não correr perigos e o jogo ficou bastante preso. A Ponte Preta teve um gol anulado aos 17 minutos, e foi só o que a Macaca conseguiu fazer. Bem postado, o time do Coritiba anulou o ímpeto paulista e assegurou a importante vitória.

Com os 3 pontos conquistados, o Coritiba chega a 32 pontos, 5 longe da zona de rebaixamento, na 16ª posição. A Ponte Preta se mantém com 34, na 15ª colocação.

Por Augusto Cesar


Já está definida a nova 'casa' do Palmeiras. Pelo menos para a próxima partida. Araraquara, que fica há 270 km de São Paulo, foi a cidade escolhida pelo treinador e diretoria palmeirense para receber o jogo contra o Coritiba, no dia 11.

Tendo sido punido com a perda de quatro mandos de campo, o Palmeiras precisaria mandar seus jogos em alguma cidade que ficasse há mais de cem quilômetros da capital. A decisão foi anunciada na manhã desta segunda-feira (1º/10). A cidade era a preferida do treinador, pois já havia jogado no estádio quando ainda dirigia a Ponte Preta. Com um bom número de torcedores palmeirenses na região, espera-se que o público compareça e apoie o time. 

Se tudo sair como o planejado, Araraquara deverá também receber os outros jogos em que a equipe paulista foi punida, contra Cruzeiro, Botafogo e Fluminense. Isso porque Gilson Kleina disse ser melhor jogar apenas em um estádio, para facilitar a vida dos jogadores e a preparação para as partidas. O comandante também disse gostar da estrutura do local.

Atualmente, o Palmeiras encontra-se na décima oitava colocação e luta para conseguir escapar da zona de rebaixamento.

Por Augusto Cesar


O desgaste pode ser o principal adversário do São Paulo no próximo domingo, dia 30 de setembro, quando a equipe enfrenta o Coritiba no Couto Pereira, pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro.

A equipe Tricolor fez uma longa viagem, de mais de 20 horas, para o Equador, onde empatou com a LDU de Loja na última quarta-feira, pela Copa Sul-Americana. A equipe enfrentou o mesmo trajeto de volta, desembarca em São Paulo e depois terá que partir para Curitiba, agora, para enfrentar os donos da casa e continuar firme na luta por uma vaga na Libertadores.

Na quinta posição com 42 pontos, um resultado positivo pode colocar os são-paulinos dentro do G4. Porém, o Couto Pereira não traz boas recordações ao elenco tricolor. Foi lá que o Coxa bateu o São Paulo por 2 a 0 no primeiro semestre, eliminando o time da Copa do Brasil. A eliminação, dias depois, resultaria na queda do técnico Émerson Leão.

Do lado do alviverde a partida é crucial para fugir da zona de rebaixamento. O time ocupa a 16ª colocação e tem apenas um ponto a mais que o Sport, que hoje seria o primeiro rebaixado.

No primeiro turno, no Morumbi, o São Paulo levou a melhor e venceu 3 a 1.

Por Paulo B.


Clubes das regiões Nordeste e Sul do Brasil enfrentam-se pela vigésima sexta série de jogos do Campeonato Brasileiro do ano de 2012. Apesar da distância geográfica que separa os dois times, suas posições na tabela de classificação do torneio nacional são bem parecidas.

O Coritiba apresenta 28 pontos acumulados em 25 rodadas, ocupa a décima quinta posição na classificação e tem aproveitamento de 37,3%. Pelo lado do Sport, que ocupa a décima sétima posição (primeira do Z4), foram 24 pontos acumulados em 25 séries de jogos, alcançando um aproveitamento de 32 pontos percentuais.

O jogo será realizado no dia 23 de setembro, às 18h30, na Ilha do Retiro. Por estar jogando em casa, o Sport conta com a torcida apoiando durante todo o jogo para somar três pontos e sair da Zona de Rebaixamento.

Para isso, o time do Recife conta com o faro de gol do artilheiro Felipe Azevedo, que já marcou por cinco vezes na competição. Já o Coxa, que quer continuar se mantendo longe da Zona da Degola, aposta na experiência do meia Lincoln e nos gols de Anderson Aquino, que já fez quatro gols em 25 rodadas.

Por Marcelo Araújo


Domingo, dia 23 de setembro, o Sport irá enfrentar o Coritiba pela 26ª Rodada do Campeonato Brasileiro. A partida será disputada na Ilha do Retiro, às 18h30.

Os dois clubes lutam contra o alto risco de rebaixamento. Especialistas apontam que entre os times com maior risco de queda, Sport e Coritiba são as duas equipes com futebol mais qualitativo em campo, fato que pode apimentar ainda mais a partida disputada em Recife. Os paranaenses possuem 28 pontos, apenas 04 pontos a mais do que o Sport, situado no topo da lista da zona da decola.

Na última partida, os pernambucanos conquistaram um empate histórico contra o Cruzeiro, em Minas Gerais. Para a partida contra o Coritiba, o Sport não poderá contar com três jogadores de sua equipe principal: Edcarlos (suspenso), Magrão (lesionado) e Reinaldo (também lesionado).

O Sport deve entrar em campo com o seguinte time: Saulo, Cicinho, Bruno Aguiar, Diego Ivo, Renê, Topi, Rithelly, Moacir, Hugo, Felipe Azevedo e Gilsinho.

O Coritiba tem oito desfalques no departamento médico: Sérgio Manoel, Roberto, Rafinha, Keirrison, Jackson, Emerson, Cleiton e Bonfim. A direção do clube paranaense não ambiciona fazer novos investimentos para repor as peças lesionadas.

Por Renato Duarte Plantier


Na tarde deste domingo, o Coritibá ira receber o Santos, no Paraná, em confronto válido pela 25ª rodada do Brasileirão.

Vindo de uma vitória na éstreia do novo técnico Marquinhos do Santos, o Coritiba tentará embalar uma sequência de vitórias para escapar das últimas posições. Sem nenhum jogador suspenso, o time paranaense poderá ainda ter a volta do meia Lincoln, que não atuou na última partida.

A dúvida na escalação fica entre Ruidíaz e Everton Costa. Deivid, que começou bem no time, é certeza no time inicial. Por outro lado, machucados, Emerson e Rafinha serão baixas muito sentidas na equipe.

Já o Santos, que também venceu seu último confronto, aposta suas fichas em Neymar. Com a jovem estrela, o time santista tem um rendimento muito superior do que quando joga sem ele.

O time da baixada não poderá contar com o zagueiro Durval e o meia Felipe Anderson, suspensos, nem com Léo e Miralles, vetados pelo DM. Edu Dracena, ainda machucado, é outro desfalque importante do Santos.

A partida será às 16h, no estádio Couto Pereira. A arbitragem fica a cargo de Ronan Marques da Rosa.

Por Augusto Cesar


Parece até que é talismã. Desde que Deivid chegou e começou a atuar pelo Coritiba, o Alviverde evoluiu no Campeonato Brasileiro. As vitórias contra Flamengo (3 a 0) e Atlético-GO (2 a 1) diminuíram o perigo da proximidade da zona da degola e devolveu a confiança ao elenco.

Confiante, o atacante crê que ainda poderá render mais e chegar ao ápice na competição. Atualmente, o Coxa possui 28 pontos e ocupa a 13ª colocação.

Contra o Dragão, Deivid fez o seu primeiro gol pelo time do Couto Pereira. Com o tento marcado, ele chegou aos 80 gols na história da competição, na qual possui 182 jogos realizados e dois títulos conquistados: em 2003 (pelo Cruzeiro) e em 2004 (pelo Santos). Esta é a décima edição do torneio que ele atua na carreira.

"Alcancei um número legal. A minha história no Coritiba ainda está só começando. Posso conquistar muita coisa positiva ainda", assegura o camisa 9 por intermédio da Tática Assessoria de Comunicação.

Visando a terceira vitória consecutiva no Brasileiro, o Coritiba terá um novo desafio no próximo domingo. O time irá enfrentar o Santos, no Couto Pereira, às 16h, pela 25ª rodada.

Por Thiago Viana


O Coritiba começa a respirar no Campeonato Brasileiro. Ontem, a equipe paranaense venceu a segunda partida consecutiva, passou pelo lanterna Atlético Goianiense por 2 a 1, e abriu cinco pontos de diferença para a zona do rebaixamento.

Já o time goiano perdeu mais uma em casa e segue na lanterna e cada vez mais perto da Série B – está a 10 pontos do primeiro time a escapar do rebaixamento.   Vice campeão da Copa do Brasil, o Coxa demorou para reagir no Brasileirão e sofreu, durante algumas rodadas, na zona de rebaixamento.

Mas pouco a pouco vai encontrando seu futebol. As vitórias sobre o Flamengo no fim de semana (2 a 0) e a de ontem, fizeram o time chegar aos 28 pontos e a 13ª colocação.  

As duas equipes precisavam da vitória, e logo foram pra cima. Em dez minutos, dois gols já haviam saído. Inclusive, o mais rápido do campeonato. Aos 26 segundos de partida, Robinho aproveitou saída errada da defesa goiana, e abriu o placar do jogo.

Aos 10, o Atlético empatava com Patric de cabeça.  Mas no segundo tempo, surgiu a estrela de Deivid. O atacante que estava no Flamengo com jejum de cinco meses sem marcar, desencantou, e garantiu a vitória do time do Paraná.   

O coxa agora busca manter a boa fase contra o Santos, no Couto Pereira, enquanto o Atlético tem vida durissima: recebe o líder Fluminense.

Por Paulo B.


Um duelo de dois times que não vêm bem no campeonato. Esse será o jogo entre Coritiba e Flamengo, neste sábado, pela 23ª rodada do Brasileirão.

Perto da zona de rebaixamento, o Coritiba estreará sua nova comissão técnica neste fim de semana. Marquinhos Santos chega para substituir Marcelo Oliveira e com a ajuda de Tcheco tentará fazer o Coritiba voltar a somar pontos, o que não acontece há dois jogos. Para isso, o novo treinador poderá contar com dois reforços importantes: os atacantes Deivid (recém-contratado junto ao próprio Flamengo) e Ruidíaz. A história também está ao lado do Coxa. O time paranaense não perde para o Flamengo desde 1998, sendo que nos últimos 8 jogos no Couto Pereira foram 8 vitórias paranaenses.

Pelos lados da Gávea, Dorival Júnior, que também precisa da vitória para tentar melhorar a classificação do Flamengo na competição, optou por não relacionar Liedson para o jogo. Com isso, Negueba vai para o seu lugar. Sem poder contar também com o lateral Ramón, suspenso, o treinador confirmou que utilizará o jovem Magal na posição. Adryan, fora dos últimos 2 jogos, voltou a ser relacionado.

O jogo acontece às 18h30, no estádio Couto Pereira, com arbitragem de Sandro Meira Ricci e auxílio de Altemir Hausmann e Fabiano da Silva Ramires.

Por Augusto Cesar


Depois de 1 ano e 9 meses no Coritiba, o técnico Marcelo de Oliveira foi demitido do cargo. Com a campanha ruim no Brasileirão, o treinador não conseguiu se sustentar no cargo e já tem até substituto: Marquinhos dos Santos, da seleção brasileira sub-15.

Marcelo conseguiu bons resultados ao longo de seu trabalho no Coxa. Foi bicampeão paranaense, duas vezes vice campeão da Copa do Brasil, ao perder os títulos para Vasco e Palmeiras e no Brasileirão de 2011 também conseguiu boa campanha. O treinador esteve presente na sequência histórica de vitórias, 24 seguidas, que veio a se tornar a maior sequência da história do futebol mundial.

Sendo assim, Marcelo de Oliveira sai com o sentimento dever cumprido e orgulhoso do que conquistou no clube. Por agora, o treinador disse que irá descansar, pois o futebol brasileiro é muito desgastante. Para o ano que vem, aguarda um possível convite de algum clube, para que possa voltar a trabalhar regularmente.

O novo contratado, Marquinhos dos Santos, terá o apoio do ex-jogador Tcheco, como auxiliar. Conhecendo bem o Coxa, último time em que atuou, Tcheco poderá explorar cada caracterisca de qualquer jogador.

A dupla já deve estrear no final de semana, quando o Coritiba receberá o Flamengo, no Couto Pereira, para buscar a reabilitação.

Por Augusto Cesar


O Campeonato Brasileiro entrou em sua fase de returno, em que todas as equipes se enfrentam novamente. Contando com as rodadas do primeiro turno, a próxima será a vigésima segunda. Para esta rodada, a Portuguesa recebe o Coritiba no estádio do Canindé.

A Lusa ocupa a décima quarta posição e tem 25 pontos acumulados em 21 rodadas. O time do Canindé vem de derrota contra o Vasco da Gama na última rodada e tenta se reabilitar para continuar mantendo-se longe da zona de rebaixamento. A Portuguesa de Desportos conta com os gols do artilheiro Marcelo Cordeiro, que retorna ao time. Além dele, o atacante Bruno Mineiro tem seis gols na competição.

O Coritiba está em uma situação um pouco mais complicada do que a do time paulista. O Coxa está a apenas três pontos acima do Sport, o primeiro no grupo da degola. Apesar de vir de derrota de 2 a 0 contra o Botafogo na última rodada, o Coxa investiu com a contratação do artilheiro David, ex-atacante do Flamengo, mas que não joga contra a Lusa. Além disso, haverá o retorno dos jogadores Chico e Escudero.

O jogo ocorre no dia cinco de setembro, às 19h30.

Por Marcelo Araújo


Se existe um time que teria tudo para brilhar no Campeonato Brasileiro, este seria o Botafogo.

Uma série de erros de planejamento contribuíram para a queda do time, como a venda de Maicossuel, Herrera e Louco Abreu entre outros. Oswaldo de Oliveira contribuiu muito com isso, pois afirmava que o esquema adotado não compreendia o futebol de Louco Abreu e sugeriu a contratação de Rafael Marques, que se machucou e deixa o elenco sem atacantes de ofício.

Um esquema sem centroavante de ofício não está funcionando, apesar de um meio campo de extrema qualidade, mas as falhas defensivas ainda comprometem todo o planejamento.

O jogo será no péssimo gramado do Engenhão contra o Coritiba, que mostra uma evolução e vem de uma grande vitória contra o Internacional e parece ter acertado o sistema defensivo.

Será um jogo da defesa mais vazada, a do Coxa, contra um ataque ineficiente, o do Fogão, mas por outro lado, o ataque alviverde é muito bom e enfrentará uma das piores defesas do Brasileirão, pois o Botafogo não inspira confiança, nem segurança.

O Botafogo está sob muita pressão e novo fracasso pode gerar uma crise ainda maior entre torcida e jogadores, visto que nos últimos jogos a torcida grita o nome de Louco Abreu.

Por José Alberi


Reabilitação é a palavra-chave do confronto entre paranaenses e gaúchos em Curitiba, no início do segundo turno do Brasileirão 2012.

Jogando no Couto Pereira, o Coxa tenta manter a sua força, apesar de vir de uma derrota acachapante contra o lanterna Figueirense, em Florianópolis. Até a derrota para os catarinenses, o time acumulava bons resultados, mas a derrota parece ter desanimado os comandados de Marcelo Oliveira. Everton Ribeiro, expulso no último jogo, deverá ser substituído por Lincoln.

Já os colorados vêm de derrota dentro do Beira Rio para o Grêmio, o que distanciou a equipe da disputa pelo título, já que ficou a 12 pontos do Atlético Mineiro. O Internacional deve levar a campo Juan, Forlán e Leandro Damião, e certamente irá procurar a vitória. A equipe gaúcha não poderá contar com Dagoberto (suspenso) e D’Alessandro (lesionado).

O jogo promete muita disposição devido aos resultados ruins do final de semana e uma resposta ao torcedor deve ser dada. Partidas com o Coritiba normalmente são jogos de muitos gols, afinal, o time tem o segundo melhor ataque (perde apenas para o líder, Atlético Mineiro) e tem a pior defesa do Brasileirão, com 37 gols sofridos em 19 jogos.

Por José Alberi


Felipe jogará hoje contra o Coxa.

Nesta quinta-feira (16) Vasco e Coritiba vão se enfrentar em um duelo de opostos. O jogo, que é válido pela 17° Rodada do Campeonato Brasileiro, traz o time carioca que briga ponto a ponto pelas primeiras posições com Fluminense e Atlético Mineiro, enquanto o Coritiba hoje está na zona do rebaixamento e precisa de pontos para sair da degola.

O Coxa está a três rodadas somente com derrotas, tanto fora como em casa. O técnico Marcelo Oliveira, mesmo com o respaldo da diretoria, vê o seu cargo começando a ter mais criticas duras vindas da torcida.

O Vasco, que perdeu na última rodada para o Galo, o atual líder, agora quer vencer para não deixar o time mineiro abrir uma maior vantagem na primeira colocação.

O time vascaíno hoje é o terceiro colocado com 34 pontos somados, atrás do Fluminense e Atlético Mineiro.

O Jogo terá a transmissão do canal Sportv, menos para o Rio de Janeiro. O PFC transmite também em pay per view.

Confira a programação no site oficial – http://sportv.globo.com/site/programacao/ – ou – http://pfci.globo.com/programacao.

Clique aqui para conferir a matéria sobre as escalações.


Vasco x Coritiba.

Vasco e Coritiba não tiveram boas atuações no final de semana e perderam seus jogos. Nesta quinta-feira (16) as duas equipes se enfrentam em partida que é válida pela 17° Rodada do Campeonato Brasileiro.

O Vasco conta com 34 pontos e perdeu para o líder Atlético Mineiro, na última rodada. Uma vitória hoje é de extrema importância para continuar perto do ponta do Brasileirão.

No Coxa, o time está com apenas 15 pontos, perdendo os seus três últimos jogos que disputou. Hoje ele se encontra na zona do rebaixamento e precisa de, no mínimo um empate para sair da zona da degola.

Os dois times se enfrentam no estádio São Januário, no Rio de Janeiro, a partir das 21 horas (horário de Brasília).

Cristóvão Borges do Vasco deve fazer algumas mudanças no time. Ele não poderá contar com o atacante Éder Luís, lesionado, nem com seu substituto, o equatoriano Tenório, que se machucou na panturrilha.

No lado do Coxa, o técnico Marcelo Oliveira não terá o zagueiro Emerson, os atacantes Leonardo e Everton Costa, que foram vetados pelo departamento médico, ficando fora do time.

Porém, o treinador poderá contar com a volta de William, Rafinha e Robinho, que cumpriram suspensão na última rodada.

Confira a ficha técnica –

Local: São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 16 de agosto de 2012 (Quinta-feira)
Horário: 21 horas (de Brasília)
Árbitro: Jailson Macedo Freitas (BA)
Assistentes: Luiz Carlos Teixeira (BA) e José Carlos dos Santos (BA)

VASCO: Fernando Prass; Auremir, Douglas, Fabrício e William Matheus; Nilton, Wendel, Juninho Pernambucano e Felipe; Carlos Alberto e Alecsandro
Técnico: Cristovão Borges

CORITIBA: Vanderlei, Ayrton, Pereira, Escudero e Lucas Mendes; Junior Urso, William, Gil (Robinho) e Rafinha; Roberto e Anderson Aquino
Técnico: Marcelo Oliveira


Na próxima quinta-feira, dia 16 de agosto, Vasco e Coritiba reeditam o confronto que marcou a final da Copa do Brasil em 2011. Naquele ano, o Vasco ganhou de 1 a 0 e garantiu o título com o placar agregado em Curitiba.

Até hoje os paranaenses relembram um erro de arbitragem, um pênalti claro não marcado, que se convertido, faria do Coxa campeão da Copa do Brasil.

Mas para este confronto, pouco mais de um ano se passou e os times são bem diferentes. As estrelas daquele confronto já não fazem mais parte dos elencos das equipes. Diego Souza e Fagner saíram do Vasco, enquanto Bill, Marcos Aurélio, Leandro Donizete e Léo Gago saíram do Coritiba.

Os times ainda mantiveram a base e os técnicos, o que garante ainda um sentimento de rivalidade e a vontade paranaense em devolver o resultado negativo aos cariocas.

Na tabela de classificação, entretanto, não há equilíbrio entre as campanhas. O Vasco atualmente é o 3º colocado com 34 pontos, enquanto o Coxa é o 15º com apenas 15 pontos.

A partida dificilmente terminará sem gols, pois a equipe paranaense está com a pior defesa do Brasileirão, com 24 gols sofridos, enquanto os cruz-maltinos tem um dos ataques mais positivos da competição.

Por José Alberi


No próximo dia 12 de agosto, domingo, o Coritiba recebe o Corinthians e terá que ganhar de qualquer maneira para não figurar na zona de rebaixamento.

O Coxa terá o retorno de Ayrton e Chico, que voltam de suspensão automática, mas continua sem contar com Anderson Aquino e Rafinha, que continuam contundidos.

O Timão não terá nenhum desfalque para a escalação e Tite poderá levar o que há de melhor no elenco, que deve ser o mesmo que vem atuando nas últimas partidas.

O jogo, que será disputado no estádio Couto Pereira, deve contar com bom público, pois o Coritiba tem um bom número de sócios e o atual campeão da Libertadores sempre serve como atrativo.

O Corinthians, neste Campeonato Brasileiro, mostra certa desconcentração, o que pode ser motivada pelo título da Libertadores. O grande destaque do time é Paulinho, que já marcou 2 vezes. O baixo número de gols da equipe paulista, faz com que o time tenha um saldo de gols zero, pois a defesa continua segura, apesar de não ser a menos vazada.

Números diferentes do Coritiba, que faz muitos gols, mas não se mostra tão eficiente na defesa, tanto é que já sofreu 29 gols, o que dá um saldo negativo de 6.

O jogo parece que será de um time buscando o ataque (Coritiba), contra um time consistente que irá buscar ganhar o jogo no contra-ataque (Corinthians).

Por José Alberi


No próximo domingo, dia 05 de agosto, Coritiba e Fluminense se enfrentam pela 14ª rodada do Brasileirão 2012.

O Coritiba voltou a jogar bem depois de um começo muito ruim no Campeonato Brasileiro. A qualidade do elenco é reconhecida por torcedores, cronistas e adversários, mas com a classificação para a final da Copa do Brasil, o time não priorizava o Brasileirão e escalava times recheados de reservas, o que gerou uma série de resultados ruins.

Invicto há quatro jogos, a equipe vem de duas vitórias e tem grande chance de alcançar a terceira vitória seguida, pois jogará diante de sua torcida e com poucos desfalques.

Porém, o Fluminense é o terceiro colocado e tem um dos melhores elencos do Brasil, com Fred, Deco e Wellington Nem em excelente fase.

O jogo promete ser equilibrado, ofensivo e de muita emoção. Os dois ataques fazem muitos gols, o Coxa já fez 23 gols e o Fluminense 22, mas a grande diferença está na defesa, onde o Coxa sofreu 19 gols a mais que a equipe carioca e isso atrapalhou na campanha.

O destaque da partida deve ser o confronto entre Emerson e Fred, pois são os capitães e ídolos de suas respectivas torcidas.

Por José Alberi


Um dos confrontos mais disputados desta 13ª rodada do Campeonato Brasileiro deve ser entre Coritiba e Grêmio, que será disputado no Couto Pereira, em Curitiba (PR)

Os dois times foram semifinalistas da Copa do Brasil, sendo que o Coritiba chegou à final enquanto o tricolor caiu diante do campeão Palmeiras.

Os dois times vêm de vitórias e devem mostrar muita disposição, apesar de estarem com objetivos distintos no momento, enquanto o Grêmio tenta encostar nos líderes e firmar sua condição de favorito ao título, o Coritiba tenta se recuperar, e nada melhor que uma vitória diante de sua torcida.

A presença de Robinho melhorou muito o poderio ofensivo do time paranaense, enquanto Kleber desfalca a equipe gaúcha.

Destaque negativo para o valor do ingresso: varia de R$ 95,00 a R$ 190,00. Menores, estudantes e idosos pagam meia-entrada. Se levarmos em conta o tempo de jogo, é mais de R$ 1,00 por minuto de futebol, um absurdo levando em conta o nível do futebol brasileiro e a média de renda do povo brasileiro.

O jogo deverá ser disputado com muito frio e chuva. E como inicia às 18h30 a previsão é de que termine com baixas temperaturas.

Favorito: Grêmio.

Destaque: Zé Roberto.

Pode desequilibrar: Émerson.

Por José Alberi


O centroavante da Ponte Preta, Roger só faltou fazer chover no sábado (14/07), contra o Coritiba, em partida disputada no Moises Lucarelli, pela nona rodada do Brasileirão 2012. O jogador está em frequente teste pelos críticos esportivos que hora criticam, hora elogiam.

No primeiro gol, João Paulo tocou a bola ao centroavante Roger que bateu rasteiro com o pé direito no canto do goleiro e abriu o placar em Campinas, aos 35 minutos da primeira etapa. A bola chegou a desviar no poste direito.

O Coxa empatou o jogo com cabeçada do zagueiro Pereira após cobrança de escanteio executada por Roberto, aos 39 minutos.

Ricardinho colocou a macaca novamente na frente, aos três minutos do segundo tempo, após linda jogada de Renê que deixou Ricardinho livre de marcação para bater no alto depois de escorregar na área.

O terceiro gol saiu depois da bobeada da zaga coritibana, Roger aproveitou e tocou rasteiro na saída do goleiro. No último score, o centroavante aproveitou outro desleixo dos zagueiros do Coritiba para crucificar o placar: Ponte Preta 4×1 Coritiba.

Por Renato Duarte Plantier


Para a décima rodada do Campeonato Brasileiro de 2012, que ocorrerá nos dias 18 e 19 de julho, o Coritiba, atual campeão paranaense, joga contra o Palmeiras no Couto Pereira.

Está em jogo nesta partida a revanche do time curitibano contra a equipe alviverde. O último confronto entre as equipes foi a final da Copa no Brasil, onde o Palmeiras derrotou o time paranaense, deixando-o pela segunda vez com o vice-campeonato do torneio.

Já pelo lado do Palmeiras, que ganhou respaldo da torcida e da diretoria após vencer a Copa do Brasil, a responsabilidade vem crescendo cada vez mais, pois o time oscila, a cada rodada, entre a zona de rebaixamento e as posições próximas à área da degola. O time alviverde, apesar de já estar na Copa Libertadores 2013, busca seu nono título brasileiro e conta a experiência de jogadores como Valdivia, Marcos Assunção e Barcos.

Na história do jogo entre as duas equipes no Campeonato Brasileiro, são 13 vitórias do Palmeiras, 10 vitórias do Coritiba e 10 empates. O time paulista marcou 40 gols e o time curitibano marcou 30. 

Por Marcelo Araújo


Mesmo sem Valdivia e Hernán Barcos, o Palmeiras conseguiu impor seu ritmo de jogo para cima do Coritiba em pleno Couto Pereira, na segunda partida da final. O palestra se consagrou bicampeão, primeiro título também conquistado por Luiz Felipe Scolari, em 1998.

Ritmo de jogo:

Aconteceu uma falta aos quatro segundos de jogo, tempo recorde que explicitava o nervosismo da partida já esperado pelos principais analistas da imprensa esportiva.

No primeiro tempo que terminou em 0x0, o Coritiba não conseguiu chegar à área palmeirense liderada pelo xerife Henrique que atuou em dupla função, como zagueiro e volante. O jogador além de ter sido campeão no desarme, também desempenhou com frequência algumas arrancadas ao ataque.

Na segunda metade do jogo os cruzamentos do Coritiba começaram a entrar na área de ataque embora suas conclusões tenham sido imprecisas. Todavia, os coritibanos se demonstravam nervosos, fator visto com a bola que Lincoln jogou na cara de Marcus Assunção.

Ayrton acertou um chute fulminante em cobrança de perto da grande área, colocando o time da casa na frente. Porém, a alegria paranaense durou pouco! Aos vinte minutos, Bentinho empatou o jogo, após uma cobrança de falta do Marcus Assunção, eleito por grande parte dos críticos como melhor homem em campo.

O Palmeiras demorou mais de dez anos para ganhar um novo título nacional.

O bicampeonato atual foi conquistado de forma invicta.

Por Renato Duarte Plantier   


Palmeiras x Coritiba.

Palmeiras e Coritiba se enfrenam na noite desta quarta-feira (11) na Decisão da Copa do Brasil 2012 para acabar com um grande jejum de um dos dois times em títulos de competições nacionais.

De um lado o Palmeiras, que não vence nada importante em âmbito nacional desde 2000, quando conseguiu conquistar a Copa dos Campeões. Do outro o Coritiba, que não desde 1985, quando foi Campeão Brasileiro, vive somente de estaduais e no quase, como aconteceu ano passado, perdendo o título da mesma Copa do Brasil para o Vasco.

A partida de hoje vai acontecer no Estádio Major Antônio Couto Pereira, em Curitiba, a partir das 21h50 (horário de Brasilia).

Como perdeu o jogo de ida na Arena Barueri, pelo placar de 2 a 0, o Coxa precisa de três gols para ficar com a taça direto, ou então dos mesmos 2 a 0 para levar a decisão da Copa do Brasil para a temida cobranças de pênaltis.

A vida do Palmeiras é mais fácil, o time paulista pode empatar ou até perder por um gol de diferença que fica com o título.

Os torcedores do Coxa relembram da vitória por goleada no ano passado por 6 a 0 no Palmeiras, o que faz com que eles tenham esperança que o time pode repetir, nem que seja pela metade, o placar da partida.

E você, quem deve ser o campeão: Coritiba ou Palmeiras?


Coritiba e Palmeiras começam a decidir na noite desta quinta-feira (05), quem ficará com o título da Copa do Brasil 2012.

A partida acontece na Arena Barueri, na cidade de Barueri, a partir das 21h50(horário de Brasília).

Os dois times querem muito a taça da competição, uma vez que estão há longos anos sem conquistar um título de expressão nacional. O Coxa não vence uma competição de elite do nacional desde 1985. Já o Palmeiras não conquista uma competição destas desde 2000, quando venceu a Copa dos Campeões.

De lá para cá, as duas equipes só conseguiram um título da Série B do nacional, o que não é elegante para ninguém. Com o estádio lotado, a partida promete ser quente, já que o Porco quer garantir um bom resultado para o jogo da volta.

O Palmeiras também quer esquecer a goleada de 6 a 0, sofrida pela mesma Copa do Brasil de 2011, frente ao Coxa.

Para a partida de logo mais, o Coritiba terá o desfalque de Aytron, vetado pelo departamento médico, dando lugar a Jonas. No ataque, a dúvida é entre Anderson Aquino e Roberto para fazer companhia a  Everton Costa.

No Palmeiras, Felipão perdeu Barcos, pois o jogador sofreu com uma crise de apendicite, e terá que fazer cirurgia ainda nesta quinta. Maikon Leite deve entrar em seu lugar. Outro que fica de fora é Henrique, que cumpre suspensão e dará lugar a Márcio Araújo.

Confira as informações da partida –


Para chegar a mais uma final da Copa do Brasil, o Coritiba terá que vencer o São Paulo, no jogo desta quarta-feira (20), válido pela semifinal da competição.

O jogo acontece no Estádio Couto Pereira, em Curitiba, a partir das 21h50 (horário de Brasília). O São Paulo venceu de forma dramática o primeiro jogo por 1 a 0, e agora pode empatar a partida de hoje que se classifica para a decisão.

O Coritiba precisa vencer por dois gols de diferença para ficar com a vaga. Caso vença pelo mesmo placar, a vaga vai ser decidida nas cobranças de pênaltis. Se o tricolor paulista fizer um gol, o coxa terá que vencer por 3 a 1, e assim por diante.

O Coxa contará com o apoio total de sua torcida apaixonada. Essa será a grande arma do time alviverde para poder dar a volta por cima nesta verdadeira decisão.

Para esse jogo, o técnico do São Paulo, Emerson Leão, deverá escalar três zagueiros. Ele não terá Paulo Miranda, que cumpre suspensão, e pode dar uma chance para Edson Silva e Bruno Uvini jogando ao lado de Rhodolfo e tirar do time Casemiro.

Na capital paranaense, o clima é de total otimismo. O time do Coritiba quer repetir a campanha de 2011, quando foi o vice-campeão da Copa do Brasil, perdendo para o Vasco da Gama.

A grande novidade pode ser a volta de Rafinha para o meio de campo do time coxa branca. Ele já está recuperado de lesão e pode ser o grande trunfo do Coritiba. Caso ainda fique no banco, Tcheco, Gil e Lincoln brigam por uma vaga no time titular.

Confira o quadro com as informações de Coritiba e São Paulo – 





CONTINUE NAVEGANDO: