A Chapecoense apresentou na última segunda-feira, 6 de outubro, dois reforços para o Brasileirão. Os atletas Junior Timbó eJussandro foram apresentados na Arena Condá. Na ocasião eles vestiram por primeira vez a camisa do time.

Os novos contratados são os últimos reforços que entrarão neste ano na equipe. Durante a apresentação ocorrida na Arena Condá, os jogadores concederam uma entrevista coletiva.  Na entrevista, Timbó conta que foi escolhido pela Chapecoense para estruturar o seu time a modo de continuar na Série A do Brasileirão no próximo ano e também pela influência do treinador Jorginho. Na ocasião, ele agradeceu o voto de confiança do clube e disse que este será mais um desafio para a sua carreira.

Durante a coletiva Jussandro comentou da sua recente lesão e acrescentou que já se encontra na sua forma física ideal para alcançar bons resultados na equipe de Santa Catarina. Afirmou que mesmo estando há um mês fora, ele continuava treinando com os jogadores. Ele aproveitou a oportunidade e se coloca à disposição do time catarinense.

A Chapeacoense não teve custos para negociar com os atletas visto que tanto o meia Junior Timbó quanto o lateral esquerdo Jussandro tinham rescindido contrato com os seus respectivos times. Jussandro estava na Portuguesa e Junior estava vinculado ao ABC-RN. 

Outra contratação da Chape foi Danny Morais, zagueiro. O time estava disposto a recrutar um novo atacante, no entanto, o clube não conseguiu contratar.

A situação atual da Chapecoense não é muito boa, sendo assim, os reforços chegam em uma boa hora. Segundo a entrevista coletiva, ambos estão ansiosos para estrear no clube. 

O próximo jogo da Chapecoense será nesta quinta-feira, 9 de outubro, contra o Internacional. Atualmente o time catarinense está na 16ª posição, ou seja, o que separa o time da zona de rebaixamento é apenas um ponto.  

Por Melina Menezes

Refor?os do Chapecoense

Foto: Cleberson Silva/Chapecoense


A 20ª rodada do Campeonato Brasileiro teve início ontem. E logo na primeira rodada do segundo turno, um confronto entre alviverdes chamou a atenção: Coritiba e Chapecoense enfrentaram-se nesta quarta-feira, às 21h (de Brasília), no Couto Pereira.

Depois de ter sido eliminado da Copa do Brasil pelo Flamengo, na semana passada, graças à marcação de dois pênaltis polêmicos durante o tempo regulamentar, resta ao Coxa apenas o Campeonato Brasileiro, em que está na zona de rebaixamento, no 17º lugar. A Chape ocupa a 16ª colocação do Brasileirão, empatada em pontos com o time paranaense. Após empate sem gols entre as equipes no primeiro turno da competição, outra igualdade no placar seria ruim para ambos os lados. Por isso, torcedores esperavam muita entrega e vontade das duas equipes na busca pela vitória, o que de fato ocorreu para o Coritiba, que venceu a Chapecoense por 3 a 0.

Para a partida de ontem, o Coritiba não pode contar com o ídolo Alex, o atacante Geraldo e o volante Germano, que estão machucados. A Chapecoense estava desfalcada de vários atletas: o lateral Rodrigo Biro, que está suspenso, além de André Paulino, Ednei, Rafael Lima Tiago Saletti, Nenén e Fabinho Gaúcho, que estão entregues ao Departamento Médico.

O técnico do time paranaense, Marquinhos Santos, resolveu fechar os portões ao longo da semana para preparar a equipe. Apesar de não dar pistas acerca da formação iria iniciar a partida, o Coxa podia contar com Vanderlei; Norberto, Leandro Almeida, Welinton e Carlinhos; Hélder (ou Rosinei), Gil, Elber e Robinho; Martinuccio e Zé Love.

O técnico da Chapecoense, Celso Rodrigues, também não confirmou a escalação. Existia a possibilidade de uma equipe mais defensiva, com três volantes, ou mais ofensiva, como no empate sem gols, em casa, diante do Goiás. A provável escalação era: Danilo; Fabiano, Grolli, Jaílton e Neuton; Wanderson, Diones (ou Dedé), Abuda, Zezinho (ou Tiago Luis) e Camilo; Bruno Rangel.

O árbitro foi Devarly Lira do Rosário, auxiliado por Fabiano da Silva Ramires e Vanderson Antônio Zanotti – todos do Espírito Santo.

Por Renan Milaré Olivio

Coritiba x Chapecoense

Coritiba x Chapecoense

Fotos: Divulgação


Depois do vexame da Copa do Brasil e perder para o Botafogo no final de semana, o Fluminense joga nesta quarta, dia 20 de agosto, contra o time da Chapecoense precisando da vitória para acalmar os ânimos. O jogo é válido pela 16° rodada do Campeonato Brasileiro e acontece no Estádio da Arena Condá, em Chapecó, às 22 horas.

Links para o jogo ao vivo no Google.

O Fluminense está na quarta colocação com 26 pontos e um revés hoje pode tirar o time carioca do G4 do Brasileirão, o que agravaria o clima na equipe. No lado do Chapecoense, a equipe de Santa Catarina briga para se afastar cada vez mais da zona do rebaixamento da competição. Os catarinenses estão na 13° colocação com 16 pontos.

Para o jogo de hoje, o técnico do Fluinense, Cristóvão Borges não poderá contar com o jogador Wagner, que sentiu uma lesão. Com isso, o treinador deverá manter a base do time que perdeu para o Botafogo no final de semana. Fred continua no time, mas está sendo muito questionado pela torcida.

Os catarinenses de Chapecó empataram na última rodada fora de casa e agora querem fazer o serviço dentro de seus domínios. O técnico Celso Rodrigues poderá contar com o zagueiro Rafael Lima que volta de suspensão. Na lateral direita, Fabiano é dúvida devido a dores que sentiu no jogo passado do Brasileirão.

O jogo contará com a arbitragem de Francisco Carlos do Nascimento, de Alagoas.

A provável escalação da Chapecoense conta com Danilo; Fabiano, Enrique Meza, Rafael Lima e Ednei (Neuton); Wanderson, Dedé, Abuda, Camilo e Zezinho; Bruno Rangel.

O Fluminense deve entrar escalado com Diego Cavalieri; Bruno, Henrique, Elivelton e Carlinhos; Valencia, Jean, Cícero e Conca; Rafael Sobis e Fred.


Palmeiras campeão. Será? Chapecoense, quem sabe? Não sei! Fato é que querem empurrar um campeão antes da hora.

Uma vez me ensinaram que não dá pra cantar vitória antes do tempo. A vida nos surpreende, as pessoas nos surpreendem, e o que poderia ser impossível pode virar possível, de acordo com a conjuntura de alguns fatos. Já diriam os ilustres Galvão Bueno e Arnaldo César Coelho: “O futebol é uma caixinha de surpresas”.

Por que estou dizendo isso? Porque o Palmeiras está falando de título da série B faz uns 5 jogos, e até agora não conseguiu encaçapar de uma vez por todas esse título. Mas está fácil, não está? Será? Vamos fazer alguns pequenos cálculos…

O Palmeiras tem 73 pontos; Chapecoense tem 65 pontos. Apenas 8 pontos separam as duas equipes. Pois bem. Se o Palmeiras perder as próximas 3 partidas e a Chapecoense vencer as 3 partidas, quem será campeão? A Chapecoense. Não é tão improvável assim, haja vista que muitos times estão loucos para entrar no G4 e outros a fim de sair da zona de rebaixamento. Foi o caso do Paysandu, que comandou o jogo e arrancou uma vitória contra o Palmeiras por 1 a zero lá no Pará.

bola-dentes

Se olharmos só as derrotas no campeonato, as duas equipes estão absolutamente empatadas, com 6 derrotas para cada lado. O que realmente muda é que a Chapecoense empatou mais, porém, não tira os méritos da equipe catarinense. Perder só 6 partidas em 35 jogos é pra poucos. Assim, não vamos desmerecer.

Na série A estamos vendo absolutamente o mesmo, com a diferença que ainda faltam 4 jogos. Se o Atlético vencer todas e o Cruzeiro perder todas, o Furacão será campeão. Impossível? Eu diria improvável, mas não impossível. Jogador brasileiro fala demais. Querem empurrar o grito de campeão antes da hora. Mania de apressadinho.

Alguém aí quer comer o peru de Natal em novembro? Por enquanto, sirva-nos um porco à milanesa.


O Chapecoense disparou na liderança do campeonato brasileiro da série B. O Time catarinense enfrentou o Asa em arapiraca e conquistou mais três pontos no certame num convincente 2×0. A erquipe alagoana, embora contasse com o apoio de todo o estádio, sofreu muito com a ausência de  Lúcio Maranhão, uma das principais peças do esquema tático do treinador Ricardo Silva.

Fabiano, na metade do segundo tempo, marcou de cabeção para os catarinenses. O Chapecoense dominava a partida com facilidade e, pouco tempos depois, ampliou o marcador com Paulinho Dias. O jogador lançou a bola na área e, ao desviar no defensor, acabou tirando o goleiro da jogada e ampliando a vantagem dos visitantes.

Com o resultado, o Chapecoense continua sendo o único time incvicto da competição, além de chegar aos 19 pontos ganhos emoito rodadas até aqui. O Asa, por sua vez, está apenas na décima sexta colocação,uma acima da zona de rebaixamento.

Na próxima rodada, e muitas emoções devem surgir por aí, os alagoanos enfrentam o Ceará. O Chapecoense encara o Joinville num jogo entre dois times do Estado de Santa Catarina.

Por Madson Lima de Oliveira


O Chapecoense perdeu por 2 a 1 para o Atlético-PR no jogo-treino que foi realizado no último dia 27, no CT do Caju. O meia Everton e o atacante Éderson marcaram os dois gols do Atlético-PR. Já o gol do Chapecoense foi marcado pelo atacante Rodrigo Gral. Todos os gols foram marcados nos primeiros 25 minutos de jogo.

Depois de uma confusão entre os jogadores, Dudu Figueiredo e Fran Mérida foram expulsos.

O Chapecoense começou o jogo com Rodrigo Gral, Tiago Luis, Danilinho, Paulinho Dias, Augusto, Glaydon, Dão, Alan, Alemão, Juliano e Anderson Pico. O Atlético-PR começou com Éderson, Everton, Felipe, Zezinho, João Paulo, Bruno Silva, Juninho, Luiz Alberto, Manoel, Jonas e Weverton.

Os times farão outro jogo-treino no domingo, dia 30, às 10:00 da manhã, na Arena Condá. Nesse jogo-treino, o time paranaense irá jogar com sua equipe sub-23, que é comandada pelo treinador Arthur Bernardes.

O time comandado por Ricardo Drubscky irá disputar mais um jogo-treino antes da volta do Campeonato Brasileiro. O jogo será no dia 2 de julho, contra o Cuiabá.

O Atlético-PR é o 15° colocado na Série A, enquanto o Chapecoense lidera a Série B.

Por Jéssica Posenato





CONTINUE NAVEGANDO: