Após um excelente primeiro turno, o Ceará vive fase conturbada no começo da segunda metade da Série B do Campeonato Brasileiro. Vencendo apenas uma das últimas três partidas (5 a 2 no América-MG), a equipe cearense deixou escapar a chance de assumir a liderança da competição e agora busca recuperar a regularidade que lhe deu a atual 4ª colocação da competição.

As derrotas contra Oeste e Náutico por 3 a 1 e 2 a 1, respectivamente, expuseram uma séria preocupação para o restante da competição: a defesa. O artilheiro do Brasil no momento, Magno Alves, comentou em entrevista ao Globo Esporte sobre as dificuldades e sobre a má fase da zaga da equipe: "O Anderson (zagueiro) está passando uma má fase. Tem condições de jogar, mas não está vindo bem. Mas os culpados somos todos nós", disse o atacante. Ainda sobre as falhas comprometedoras o artilheiro cravou: "Em futebol, não adianta tomar gols seguidos em uma partida. Você não tem como recuperar. Então, não adianta fazer muitos gols se toma muitos lá atrás".

O meia Ricardinho também comentou sobre as falhas, muito ocorridas na derrota contra o Náutico. "Perdemos as chances de fazer gol e voltamos novamente a tomar gol no momento errado. Isso já vem acontecendo em alguns jogos. Tivemos alguns momentos de desatenção e o adversário aproveitou. Tivemos oportunidades de empatar. Se tivéssemos feito um gol no primeiro tempo, poderíamos ter conseguido pelo menos o empate", explicou.

Mesmo com as inconstâncias atuais, o Ceará se mantém na quarta colocação do campeonato com 38 pontos, um a mais que a Ponte Preta, primeiro time fora do G4. Entretanto, o desempenho no segundo turno apenas é um fraco 13º lugar.

Após uma dura geral no elenco após o treino da última segunda-feira, o técnico Sérgio Soares espera uma resposta imediata da equipe. A chance da volta por cima acontece já nesta terça-feira, quando o Ceará enfrenta o Paraná, no Durival de Britto. Para o duelo, o time tem quatro desfalques certos: João Marcos, Assisinho, Magno Alves e Sandro.

Por Torquato Vinício Guimarães

Cear?

Foto: Divulgação


A série B do campeonato Brasileiro está de ''férias'' esperando o fim da Copa das Confederações. E, nesse intervalo, a dança dos técnicos começa a rolar em todo o país. O Ceará Sporting Club, o time que mais disputou a segunda divisão do Brasileirão, foi uma das primeiras equipes a mudar de treinador. O vozão de Porangabussu contratou o ex-goleiro Sérgio Guedes que, entre outras equipes, já treinou o Sport de recife e a Ponte Preta, onde foi vice campeão paulista de 2008.

O novo treinador do Ceará mostrou-se feliz e preparado para lutar pelo acesso à primeira divisão do futebol nacional. Sérgio Guedes elogiou o elenco alvinegro e promoteu tirar o ceará da 16º colocação no campeonato. O vozão está apenas uma posição acima da zona de rebaixamento.

Nesta quarta-feira, Sérgio Guedes comandará seu primeiro treino como técnico do Ceará. Os dirigentes do alvinegro declararam que possuem plena confinça no treinador que, entre outros jogadores, terá em seu plantel figuras experientes como Mota, Magno Alves, Lulinha, o goleiro Fernando Henrique etc.

O Ceará, mesmo no começo da Série B, já foi terinada por Leandro Campos e pelo ''soldado alvinegro'', o funcionário com mais jogos pelo clube, Dimas Filgueiras.

Por Madson Lima de Oliveira


O jogo desta quarta-feira (15/05) no Estádio do Junco entre as equipes de Guarany de Sobral e Ceará terminou empatada em 1 a 1 e a decisão vai ficar mesmo para o jogo de volta no domingo, dia 20 de maio.

Na casa do Guarany, o jogo foi quente e a torcida não se decepcionou com o que viu.

O primeiro tempo foi bem disputado, mas nenhuma das equipes balançou as redes, porém o segundo tempo foi determinante.

Logo no primeiro minuto o Guarany abriu o placar com Marciel, que recebeu a bola na grande área e tocou na saída do goleiro Fernando Henrique. Aos 6 minutos, nova oportunidade do Guranay, desta vez  Cláudio Allax driblou dois jogadores do Ceará e tocou para Marciel, mas este não conseguiu vencer a zaga. Aos 24 minutos veio o troco. Luiz Henrique lançou a bola para Rafael Cruz, que passou para Mota marcar na entrada da grande área que empatou, dando números finais à partida.

Até o fim da partida, as duas equipes criaram oportunidades, mas o placar terminou em 1 a 1.

Agora a vantagem é do Ceará que, além da vantagem de do 0 a 0 1 do 1 a 1 ainda vai jogar em casa, com o apoio da torcida.

Para ser campeão, o Guarany terá que vencer na casa do Vovô ou empatar por 2 a 2 ou um placar maior.

Por Robson Quirino de Moraes


No domingo, 5 de maio, o Ceará venceu o Fortaleza por 3 a 0, na primeira partida de uma das semifinais do Campeonato Cearense. A partida foi disputada no Estádio Presidente Vargas, e foi visível a superioridade do "Vozão", que teve como autores de seus gols os seguintes jogadores: Mota, Rafael Vaz e Magno Alves.

A vitória por 3 gols de diferença coloca o Ceará bem perto da classificação à final da competição, já que é dono de melhor campanha que o Fortaleza, e joga por empate no número de pontos e saldo de gols para se classificar. O Fortaleza precisará vencer por 4 gols de diferença, para avançar à final.

Na outra partida da semifinal, o placar se repetiu, com o Guarany de Sobral fazendo os mesmos 3 gols sobre o Icasa, porém no confronto, quem tem a vantagem do empate é o Icasa, que precisará de uma diferença na mesma quantidade de gols para ir à final.

Os próximos dois jogos das semifinais serão no domingo, 12 de maio, ambos às 16h. Dos quatro semifinalistas, o "Vozão" é o time que mais conquistou o Campeonato Cearense, 41 no total; seguido pelo Fortaleza com 39; Guarany de Sobral e Icasa ainda não foram campeões da competição.

Por Vinicius Cunha


A derrota para o Atlético Paranaense, na última rodada, não desanimou o time do Ceará, que busca retomar o caminho das vitórias neste sábado contra um dos piores times do Campeonato Brasileiro da Série B, o Ipatinga.

Os cearenses acumularam uma invencibilidade de seis partidas no segundo turno, que foi interrompida pelos paranaenses. Mas a arrancada fez o time alcançar a sétima posição, com 41 pontos. Em contrapartida, com a derrota para o Furacão, a distância para o G4 voltou a ficar grande. São oito pontos de diferença para o quarto colocado.

Porém, a obrigação da vitória pode ser um empecilho. O perigo é que uma equipe descompromissada atrapalhe os planos do Ceará na competição. O Ipatinga perdeu 18 das 26 partidas que fez no campeonato. A equipe está na penúltima posição, com 16 pontos. No último jogo, foi a vez do Criciúma vencer os mineiros por 3 a 1, em Minas Gerais.

O técnico do alvinegro, Paulo Cesar Gusmão, tem dúvidas quanto ao time que terá à disposição. O volante Eusébio pode desfalcar a equipe por contusão e Juca está suspenso.

No primeiro turno, no Ipatingão, o Ceará venceu os donos da casa por 2 a 1.

Por Paulo B.


Depois de somar nove jogos de invencibilidade, o Atlético Paranaense não conseguiu segurar a pressão do Goiás e perdeu por 3 a 2. Agora, a equipe busca não se abater pelo resultado do confronto direto para continuar firme na competição. Os paranaenses estão na quinta posição com 43 pontos e enfrentam o Ceará, no Ecoestádio, em Curitiba.

O jogo é importante e envolve um adversário direto na luta pelo acesso à primeira divisão do Campeonato Brasileiro.

O Ceará vem animado depois da conturbada vitória por 4 a 3 em cima do Joinville. Com o resultado, a equipe chegou a sétima colocação, com 41 pontos. Os cearenses estão invictos há seis jogos (a última derrota foi para o Vitória, na 19ª rodada).

Questionado, o técnico Ricardo Drubscky afirmou que o Furacão garantirá o acesso até o fim da temporada e que a derrota para o Goiás não ocorreu por uma queda de rendimento. Na visão do treinador, o Atlético merecia ter vencido.

Já o Ceará quer aproveitar a boa fase e repetir o resultado do primeiro turno, quando conseguiu vencer os paranaenses por 1 a 0.

Por Paulo B.





CONTINUE NAVEGANDO: