Depois de empatarem a primeira partida da final do Campeonato Goiano em 0 a 0, Goiás e Atlético Goianiense voltaram a se enfrentar, desta vez pelo jogo de volta da finalíssima. O Serra Dourada foi o palco mais uma vez, e depois de um novo empate, 2 a 2, o Verdão ganhou o título regional pela 24ª vez.

O Goiás tinha a vantagem de jogar por dois empates, e por isso o Dragão foi para cima do adversário, abrindo 2 a 0, gols Ednei e William Matheus (contra), o que dava o título para a equipe comandada por Enderson Moreira.

A derrota já parecia certa, mas o Goiás encontrou forças e conseguiu chegar ao empate; o primeiro gol saiu dos pés do atacante Walter, e a garantia de título veio no finalzinho da partida, aos 40 minutos, com Neto Baiano. Cerca de 35 mil torcedores compareceram ao estádio.

As duas equipes voltam a jogar no final de semana: o Goiás, no domingo, contra o Cruzeiro, pela Série A do Brasileirão; já o Atlético, no sábado, contra o Palmeiras, em partida válida pela Segunda Divisão do Campeonato Brasileiro.

Por Vinicius Cunha


Atlético Goianiense e Goiás fizeram no último domingo o primeiro jogo da final do Campeonato Goiano. Os 16.332 torcedores que compareceram ao estádio Serra Dourada esperavam mais dos times, que protagonizaram 6 das 8 últimas finais do Campeonato Goiano.

A tarde foi de poucas emoções e o jogo terminou em 0 a 0. Com isso, a decisão ficou mesmo para o segundo jogo, que irá ocorrer no próximo domingo, dia 19 de maio. Um novo empate, mesmo que seja sem gols, dá o título ao Goiás, que teve uma campanha melhor até a final. Já o Atlético Goianiense tem a obrigação da vitória.

O primeiro tempo foi bem estudado por ambas as equipes, que estavam em pé de igualdade. Porém, o time esmeraldino (Goiás) teve maior posse de bola e levou mais perigo ao gol adversário. Logo aos 13 minutos, Walter dominou no peito e chutou com a esquerda, mas não obteve sucesso. Durante o segundo tempo, poucas oportunidades foram aproveitadas por ambas as equipes que não alteraram o placar.

Durante a semana, o Goiás ainda enfrenta o Santo André pela Copa do Brasil, podendo perder por 1 a 0 ou 2 a 1. O Dragão já está classificado na Copa do Brasil e tem a semana para se concentrar no segundo jogo da final, no domingo.

Por Robson Quirino de Moraes


O Gampeonato Goiano, contou com um clássico no sábado, 23/03, quando o Atlético atropelou o Vila Nova e se firmou entre os quatro primeiros colocados, complicando ainda mais a situação do adversário.

Nem bem tinha terminado o primeiro tempo e o Vila já perdia por 3 a 0, sob gritos de olé da torcida atleticana, e gozações por parte desta em desfavor do adversário.

Os gols do Dragão foram marcados por Ricardo Jesus (dois), João Paulo e Robston, com Diego Barboza descontando para o Vila e fechando o placar em 4 a 1 para aquele. A vitória atleticana confirmou a discrepância existente nos últimos jogos entre as equipes, em que o Dragão venceu 13 dos últimos 21 jogos, empatando 7 e perdendo apenas uma para o Colorado.

A partida não contou com um bom público, comparecendo no estádio menos de 6 mil pessoas, ainda mais em se tratando de um dos clássicos mais tradicionais do Estado, foi sinônimo de decepção.

Com a vitória, o Dragão chega aos vinte pontos e já é o terceiro colocado, mas o adversário, Vila Nova, continua com 16 e fora do G-4.

Os dois clubes voltam a campo pelo Campeonato Goiano na quarta-feira, 27/03, quando o Atlético visita o Itumbiara, e o Vila o Aparecidense, em Aparecida de Goiânia.

Por Vinicius Cunha





CONTINUE NAVEGANDO: