A temporada na Europa ainda não começou de forma oficial, mas os grandes clubes já voltaram aos treinamentos e na quarta-feira, dia 24, dois dos maiores clubes do continente europeu, Bayern de Munique e Barcelona, se enfrentaram em um amistoso. E com um time espanhol sem suas principais estrelas, deu o atual campeão da Liga dos Campeões por 2 a 0.

O amistoso foi realizado em Munique, na moderna Allianz Arena, e o vencedor teve direito à taça Uli Hoeness (em homenagem ao presidente do Bayern de Munique). Sob o comando do treinador Pep Guardiola, o time da casa tocou a bola no melhor estilo espanhol e fez a alegria dos torcedores presentes.

Diferentemente dos jogos da semifinal da Liga dos Campeões, quando o Bayern de Munique ficou com a vaga na final após fazer 7 a 0 (no placar agregado), na partida amistosa os dois times fizeram muitas substituições, apesar do Barça ter contado com a presença de Messi em campo.

Ainda sobre o Barcelona, no próximo dia 29 os jogadores que disputaram a Copa das Confederações voltam a treinar com o restante do grupo e entre eles está o brasileiro Neymar. No dia 30, um dia após a apresentação do craque brasileiro, o time da Catalunha faz um amistoso na Polônia contra o Lechia Gdansk. Para esta partida, a imprensa polonesa dá como certa a estreia do craque brasileiro com a camisa do Barcelona.

Por Vinicius Cunha


Thiago Alcântara é o mais novo reforço do Bayern de Munique para a continuação da temporada 2013. O meia, que era do Barcelona, assinou contrato com o time alemão graças ao empenho do treinador Pepe Guardiola.

O jogador disse que queria mudar de ares, que o Bayern é uma grande equipe e que precisa de uma mudança extrema para  melhorar ainda mais seu futebol.  Thiago foi chamado para integrar o grupo da equipe alemã assim que terminou a copa sub-21 de seleções.

Guardiola, já conhecedor do estilo de jogo do meia, ficou interessado e entrou em contato com o atleta hispano-brasileiro.  Thiago Alcântara deve ficar no time de Munique até o fim de 2017. Seja como for, ele destacou a habilidade de Guardiola como técnico e agradeceu ao Barça pelos últimos anos e por tudo o que fez por sua carreira. Outro fator que permitiu a contratação e o desejo do jogador de atuar no futebol alemão foi que, segundo suas próprias palavras, o Bayern de Munique vem sendo um dos melhores e mais competitivos times do mundo há bastante tempo.

Por Madson Lima de Oliveira


No final de julho, mais precisamente a partir do dia 31, o São Paulo irá disputar um minitorneio na Europa, conhecido como Copa Audi, e o time brasileiro já sabe quem vai enfrentar na semifinal: nada mais nada menos que o Bayern de Munique, atual campeão da Liga dos Campeões da Europa.

A partida será disputada na Allianz Arena, estádio do Bayern, e o vencedor enfrentará, na final, o ganhador da outra semifinal, disputada entre Manchester City e Milan. O objetivo da Copa Audi, realizada pela montadora automobilística alemã, que dá nome ao torneio, é preparar os times europeus para a temporada.

Como o São Paulo estará no meio da temporada, a competição, que dá boa premiação em dinheiro, ainda servirá para que o time brasileiro valorize sua marca perante o público internacional. A Copa Audi será realizada pela terceira vez na história; na primeira, em 2009, o Bayern de Munique ficou com o título; na segunda, em 2011, deu Barcelona.

Será a segunda vez que um time brasileiro participará da competição. O primeiro time do Brasil a disputar a Copa Audi foi o Internacional, em 2009, quando ficou com a terceira colocação, vencendo o Milan nos pênaltis, após empate em 2 a 2, no tempo normal.

Por Vinicius Cunha


Após doze anos, o time alemão do Bayern de Munique ergue a taça da competição mais importante do futebol europeu. O último título havia sido conquistado em Londres no ano de 2001. Agora, o time alemão é a terceira equipe que mais venceu a competição e de quebra vai disputar o Mundial de Clubes no fim do ano no Japão. O placar de 2 a 1 em cima do Borussia Dortmund deu o título ao Bayern.

O jogo começou com as duas equipes se estudando, mas logo o cenário mudou e ambos os times foram para frente e levaram perigo ao gol adversário. O Bayern forçou com Mandzukic e Javi Martínez, que jogou boa chance para fora.

O segundo tempo foi mais empolgante e logo aos 15 minutos Robben deu o passe para o croata Mandzukic abrir o placar, mas pouco depois o Borussia empatou de pênalti, em cobrança feita por Gündogan.

Esse placar levava a decisão para os pênaltis, mas o holandês Robben tratou de fazer mais um gol para o Bayern. A jogada do gol começou pelos pés de Ribéry, que tocou de calcanhar para o holandês dar um toque e tirar do goleiro.

Com isso, o Bayern conquistou o título depois de dois vice-campeonatos. 

Por Robson Quirino de Moraes


Amanhã, dia 25 de maio de 2013, acontece a Final da Liga dos Campeões. O jogo decisivo será disputado no estádio de Wembley, em Londres, às 15:00. O time alemão do Bayern de Munique, em busca do seu quinto título, enfrenta o também alemão Borussia Dortmund, que busca o bicampeonato.

Durante a competição, a equipe do Bayern se mostrou mais qualificada, vencendo todos os seus confrontos com superioridade. Já o Borussia, não venceu nenhum confronto fora de casa no mata-mata, mas contou com a força da sua apaixonada torcida para garantir todos os resultados em casa.

O time de Munique, que perdeu a final do ano passado em casa, deve jogar a sua vida na Inglaterra. E em um estádio neutro, provavelmente prevalecerá a superioridade técnica de seus jogadores sobre o bom time de Dortmund, que sempre busca o ataque.

O time bávaro deve jogar com o tradicional 4-2-3-1, escalando Neuer, Lahm, Dante, Boateng, Alaba, Javi Martínez, Schwesteigger, Robben, Muller, Ribéry e Mario Gómez. Já o Borussia deve entrar em campo com Weidenfeller, Piszczek, Hummels ou Felipe Santana, Subotic, Schmelzer, Bender, Gündogan, Kuba, Grosskreutz ou Sahin, Reus e Lewandowski.

O favorito é o Bayern, embora o confronto entre os dois não seja tão favorável assim. A única verdade é que teremos um bom jogo, ou você dúvida?

Por BCC


Depois de vencer a partida de ida por 4 a 0, o Bayern de Munique voltou a "arrasar" novamente o Barcelona, no jogo de volta das oitavas de final da Champions League, e desta vez na casa do time catalão, o Camp Nou, que estava lotado.

Está certo que os bávaros não chegaram a repetir a goleada, mas fizeram 3 a 0 e se classificaram para a final da competição, dia 25 de maio, em Wembley, quando enfrentará o também alemão Borussia Dortmund, em final inédita. Três brasileiros estiveram presentes na partida: Dante e Luiz Gustavo para o Bayern e Daniel Alves defendendo o Barcelona.

O francês Franck Ribery foi o principal destaque da partida, ditando o ritmo durantes os 90 minutos; Arjen Robben e Thomas Muller deixaram suas marcas, além de Piqué que fez gol contra. Messi ficou no banco de reservas, e nem entrou em campo, talvez por não estar 100% e correr algum risco de lesão.

A torcida do Bayern esteve presente no Camp Nou, e em vários momentos era audível os gritos de "olé" e também de "Super Bayern"; antes da finalíssima da Champions contra o Borussia, o confronto acontecerá também pelo Campeonato Alemão, que já está definido e tem o Bayern como campeão.

Para a final da Champions, não há jogadores suspensos em nenhuma das duas equipes, porém Gotze, meia do Borussia, ainda é dúvida, por estar machucado.

Por Vinicius Cunha


A goleada de 4 a 0 aplicada pelo Bayern de Munique sobre o Barcelona, no primeiro jogo da semifinal da Liga dos Campeões da UEFA 2013, evidenciou a diferença técnica atual entre as equipes europeias.

O Barcelona, que possuía um jogo muito claro de posse de bola, marcação sob pressão na saída do time adversário e muita objetividade quando encontrava os espaços, hoje ainda mantém a posse de bola, mas com pouquíssima objetividade e nenhuma marcação para pressionar a saída de jogo adversária. Embora possua o melhor jogador do mundo, a equipe não possui um técnico a altura, que faça o time apresentar o melhor futebol.

Enquanto isso, o Bayern de Munique, tetracampeão da liga dos campeões da UEFA, atualmente tem construído a base da seleção alemã com jogadores jovens de boa técnica, com bom toque de bola, marcação forte e ótimo entrosamento.

Hoje (dia 1º de maio), o Bayern de Munique venceu a segunda partida contra o Barcelona por 3 a 0 e segue para o provável pentacampeonato europeu.

A partir da próxima temporada, com Pep Guardiola, a equipe promete liderar uma nova era de vitórias, semelhante ao que o próprio Pep fez com o Barcelona nos últimos tempos. A passagem de bastão no futebol europeu está feita, cabe ao clube alemão aproveitar este momento ao máximo. 

Por BCC


Comemoração dos jogadores do Bayern de MuniqueNa terça-feira, 23/04, o Bayern de Munique recebeu o Barcelona no Allianz Arena, pela primeira partida de uma das semifinas da Champions League. O estádio estava lotado e quem compareceu ao mesmo viu uma grande partida de futebol.

O time catalão é a grande sensação do futebol mundial nos últimos anos, porém a partida contra o Bayern é para Messi e companhia esquecerem, pois o time alemão foi superior durante os 90 minutos e goleou o "Barça" por 4 a 0.

Para variar, o Barcelona teve mais posse de bola, porém pouco chegou na área do clube alemão, que quando tinha a pelota, era objetivo e levava muito perigo ao gol de Víctor Valdés, que não consegui evitar a goleada.

Os gols do B.Munique foram marcados pelos seguintes jogadores: Muller (dois), Mario Gomez e Robben; Gomez estava impedido no momento de seu gol, porém o árbitro não marcou um pênalti cometido por Piqué, na primeira etapa.

A próxima partida entre Barcelona e Bayern de Munique será na quarta-feira, 1º/05, em Barcelona, no estádio Camp Nou. Para se classificar o Barcelona precisa vencer por uma diferença superior a 5 gols, se o placar de 4 a 0 se repetir, mas em favor do Barcelona, a decisão vai para a prorrogação, e se necessário para os pênaltis.

Por Vinicius Cunha





CONTINUE NAVEGANDO: