Obsessão, isso é o que o Arsenal tem pelo atacante uruguaio Luis Suárez, do Liverpool, e depois de inúmeras ofertas rejeitadas, o clube londrino preparou uma curiosa oferta pelo goleador no valor de 40 milhões de euros, mais 1 libra inglesa, valor que ultrapassa a quantia estipulada como multa rescisória, e faz com que a oferta seja levada, obrigatoriamente, ao jogador, que terá o poder de decidir se fica ou se sai dos "Reds".

Após receber a proposta do Arsenal, o presidente do Liverpool, John Henry, ironizou a mesma, perguntando o que os diretores do rival estariam fumando nos Emirados Árabes Unidos, local que fazem a pré-temporada.

Companheiro de Luis Suárez no Liverpool, o meia-atacante brasileiro Philippe Coutinho disse ter esperança de que o uruguaio permaneça no clube, comparando o goleador ao craque Neymar, e apesar de características distintas, afirmando que ambos são de suma importância nos clubes e países em que jogam, e são praticamente insubstituíveis.

Inicialmente, a vontade de Suárez era deixar a Inglaterra, onde não estaria se sentindo bem, alegando não ter sido muito bem recebido pelos ingleses, no entanto uma transferência para o Arsenal não seria descartada, e de acordo com alguns tablóides o jogador já até acertou salários com o time londrino, e lá passaria a ganhar 150 mil euros por semana, 30 mil euros a mais do que recebe no Liverpool.

Por Vinicius Cunha


O periódico esportivo "Daily Mirror" não brinca em serviço, e na quinta-feira, 20 de junho, publicou em seu site que Gonzalo Higuaín, atacante que jogou a última temporada pelo Real Madrid, entrou em acordo para defender o Arsenal, da Inglaterra, aceitando a proposta de 7,2 milhões de euros por temporada.

Agora resta ao time inglês chegar a um acordo com o Real Madrid, dono dos direitos federativos e econômicos do atacante. Os dois times já iniciaram as conversas para chegar a um desfecho, o Arsenal ofereceu 25 milhões de euros ao time espanhol, mas este quer um pouco mais, e só aceita liberar o atacante por 30 milhões da citada moeda europeia.

Dentro de 20 dias, mais ou menos, o Arsenal iniciará a pré-temporada no continente asiático, e o objetivo dos dirigentes londrinos é acertar a contratação de Higuaín antes da viagem, para que o jogador possa ir junto com o restante do grupo, com o intuito de facilitar o entrosamento.

Higuaín é tido como o jogador que pode chegar ao Arsenal e logo tornar-se uma referência, pelo menos este é o pensamento de Arsene Wenger, técnico do clube. Quem também estava interessada em Higuaín era a Juventus da Itália, mas a mesma teria desistido, devido ao alto valor pedido pelo Real Madrid.

Por Vinicius Cunha


Mesmo não tendo feito uma boa temporada no Real Madrid, acumulando mais partidas como reserva do que como titular, o atacante argentino Gonzalo Higuaín segue valorizado no futebol europeu, tornando-se no primeiro nome de possíveis reforços do Arsenal, para a iminente temporada.

O treinador dos "Gunners", alcunha do Arsenal, Arsene Wenger deposita todas suas fichas na contratação do artilheiro sul-americano, pelo menos de acordo com o jornal espanhol "Marca", que reiterou que Arsenal estaria disposto a pagar cerca de 30 milhões de euros para contar com o craque.

Mas com o moral ainda em alta, naturalmente outros clubes estão interessados em Higuaín, e quem já chegou a até iniciar contato com o atleta e Real Madrid foi a Juventus da Itália, ou seja, a concorrência será pesada; o que coloca o time inglês à frente é uma melhor oferta, e as condições de pagamento ao Real.

Antes de fechar o negócio, a equipe espanhola espera contratar um novo treinador, para que este dê o aval da transferência, já que pode chegar e optar por contar com o artilheiro. Carlo Ancelotti é o preferido a assumir o comando madrilenho, mas ainda não teve a negociação concluída.

Por Vinicius Cunha





CONTINUE NAVEGANDO: