Começou nessa quarta-feira, dia 10 de dezembro de 2014, o Torneio Internacional de Futebol Feminino, sendo realizado em Brasília, no estádio Mané Garrincha.

O torneio tem a participação de quatro seleções: Brasil, Argentina, China e Estados Unidos. Ele é uma preliminar e uma preparação para a Copa do Mundo Feminina da FIFA Canadá 2015, assim como para as Olimpíadas que serão realizadas no Rio de Janeiro em 2016.

O torneio, que teve sua primeira edição no ano de 2009, começou com o jogo entre China e Estados Unidos, acabando em empate por 1 x 1.

Logo após o jogo inicial, a Seleção Brasileira entrou em campo contra a Argentina, em um clássico das Américas.

O jogo iniciou com o Brasil bastante ofensivo, mostrando sua superioridade sobre as adversárias logo nos primeiros momentos. Como já era esperado, a torcida ficou bastante animada todas as vezes que a Marta, grande craque do time, tocava na bola.

A Seleção Brasileira saiu na frente, com o primeiro gol saindo aos 13 minutos, com uma jogada de cabeça de Debinha. A seleção continuou pressionando e a goleira Luciana do Brasil não teve quase nenhum trabalho. O segundo gol do jogo veio de uma cobrança de falta de Maurine, que deixou Formiga para completar de cabeça e fazer 2 x 0 para o Brasil.

Formiga, que foi homenageada no início da partida, está completando 20 anos de história na Seleção Brasileira.

Na volta do intervalo, logo no segundo minuto de jogo, Marta teve uma grande chance de aumentar o placar, mas pegou mal na bola e chutou para fora. Porém, o terceiro gol saiu apenas aos 32 minutos, com uma roubada de bola de Beatriz, que passou para Raquel. A ideia da jogadora brasileira era passar a bola para o meio da área, porém houve desvio na zagueira Barroso, cortando a goleira e entrando no gol.

Aos 36 minutos do segundo tempo, Formiga acertou um belo chute de fora da área, aumentando a vantagem para 4 x 0. Mesmo ganhando com ampla vantagem, o Brasil apertou a Argentina até o último minuto de jogo.

A Seleção Brasileira enfrentará os Estados Unidos no domingo, dia 14 de dezembro, às 18h45.

Por Rannier Ferreira Mendes

Brasil x Argentina

Foto: Divulgação


Na rodada de amistosos de seleções realizada nessa terça-feira, dia 18 de novembro de 2014, na qual o Brasil venceu a Áustria por 2 x 1, a Argentina enfrentou Portugal em um jogo muito esperado pelos fãs do futebol. Mesmo com tanta expectativa, o jogo foi bastante fraco, com uma vitória discreta de Portugal sobre o time sul-americano por 1 x 0.

A partida aconteceu no Estádio Old Trafford, em Manchester, iniciando às 17h45 (horário de Brasília). A Seleção de Portugal vem de uma atuação bem aquém do esperado na Copa do Mundo de 2014, realizada no Brasil, na qual não passou nem da Fase de Grupos, com uma vitória, uma derrota e um empate. Por outro lado, a Argentina vem de uma boa atuação na Copa do Mundo, na qual ficou em segundo lugar após perder a final para a Alemanha.

As duas grandes estrelas do jogo, Cristiano Ronaldo do lado português e Lionel Messi do lado argentino, não tiveram uma boa exibição. Poupados e jogando apenas 45 minutos, os dois jogadores que representam uma grande rivalidade entre times espanhóis comandaram suas seleções no primeiro tempo, porém com atuações bastante apagadas. Vale lembrar que a rivalidade não se dá apenas pelos clubes Real Madrid e Barcelona, mas pelo fato desses jogadores concorrerem ao título de melhor jogador do mundo desde o ano de 2008.

A partida esteve sob o domínio da Argentina na maior parte do tempo, com chutes na trave ou sobre o gol, porém o gol não saiu no primeiro tempo. O jogo prosseguiu com diversas substituições e a Argentina contou com as estrelas Di María e Tévez, além de Messi, mas não foi capaz de abrir o placar. Já aos 46 minutos do segundo tempo, quando muitos torcedores já deixavam o estádio pela fraca exibição das duas equipes, Raphael Guerreiro recebeu uma bola na área, após uma falha da defesa argentina e cabeceou sozinho para o fundo do gol.

Por Rannier Ferreira Mendes

Argentina x Portugal

Foto: Divulgação


A Argentina é uma das maiores seleções do futebol mundial, razão pela qual, assim como o Brasil, sempre faz parte do grupo de seleções que estão aptas para ganhar o mundial. Devido ao fato do torneio ser realizado no país vizinho, o favoritismo do nosso maior rival aumenta ainda mais, principalmente pela presença certa de sua apaixonada torcida.

O técnico Alejando Sabella parece já ter definido o grupo de jogadores que desembarcarão no Brasil, para a frustração de Carlos Alberto Tevez. O ex-corintiano é um dos maiores ídolos dos argentinos dos últimos tempos, contudo, não agrada o atual treinador, uma vez que o atacante da Juventus não foi convocado sequer para um amistoso.

Outro ponto que favorece a seleção é que, ao contrário das Copas anteriores, o setor defensivo não está fragilizado. Pablo Zabaleta (Manchester City), Garay (Benfica) e Otamendi (Valência) serão os responsáveis por freiarem os poderosos ataques adversários.

A Argentina conta com um acervo de craques e, principalmente, com Lionel Messi, o melhor jogador do mundo da atual década. O atacante do Barcelona não vive um bom momento no futebol, mas ninguém discute que, se o craque brilhar, as chances de título serão grandes.

Os meia-atacantes Javier Pastore e Angel Dí Maria vivem grandes momentos em seus clubes atuais, os quais também podem desequilibrar facilmente qualquer partida. No ataque, se destaca Kum Aguero que deverá ter ao seu lado Higuain ou Lavezzi.

Não obstante, os argentinos realizaram uma ótima campanha nas eliminatórias, ganhando facilmente a maioria dos jogos. Messi parece ter deslanchado vestindo a camisa da seleção nacional, entretanto, na época, o jogador vivia um momento bem melhor no seu clube.

Os deuses do futebol parecem, pelo menos em um primeiro momento, favorecer a seleção em comento, considerando o sorteio da fase de grupos da Copa do Mundo. O adversário mais forte que eles irão enfrentar será a Nigéria, razão pela qual o técnico Sabella deverá entrar no último jogo da fase de grupos já classificado.

Por Renan Valmeida do Nascimento


Hoy es partido entre Vélez Sarsfield vs San Lorenzo por la Liga de Fútbol Argentino (primera división). El juego comienza a las 19h (GMT -2:00), y forma parte de la 19 ª ronda de la competición.

El juego debe estar muy ocupado, ya que los dos equipos tienen diferencia sólo 2 puntos en la clasificación.

Vélez Sarsfield con 30 puntos de, y ganado sus últimos 3 partidos que jugó.

San Lorenzo es ahora el líder de la liga de fútbol de Argentina, y tiene 32 puntos. Los últimos 5 partidos que jugó, dibuja 3 y ganó 2.

El último partido entre los dos equipos se produjo el 6 de abril de 2013, y los dos equipos con el marcador empatado 1-1.

velez-sarsfield-vs-san-lorenzo-en-vivo-argentina


Hoy es partido entre Lanus vs Newells Old Boys de la Argentina Football League (primera división). El juego comienza a las 19h (GMT -2:00), y forma parte de la 19 ª ronda de la competición.

Este promete ser un gran juego debido a que ambos equipos tienen los mismos puntos. Ambos equipos consiguieron 30 puntos en 18 partidos.

Los dos equipos no se han hecho buenos partidos …

Por el lado Newells Old Boys, los últimos 5 partidos, logró 3 empates y 2 derrotas.

Ya Lanús, que fue campeón de la Sudamericana, sacó sus últimos 2 juegos, ganando otros 3.

newells-vs-lanus-argentino-futebol


No amistoso que acontece entre Argentina e Itália, o jogador Montillo não estará presente. Mesmo com partidas impecáveis e com bom desempenho no Santos, o atleta não foi convocado. A partida, que acontecerá no dia 14 de agosto em Roma, não terá o meia em campo, visto que o técnico Alejandro Sabella já fez a escalação e o jogador não está entre os 22 convocados.

Na época da sua última escalação na Seleção Argentina, o meia não estava tendo uma boa atuação pelo time santista. Foi em março deste ano que Montillo atuou pela última vez com a camisa da Argentina, nas partidas contra a Venezuela e contra a Bolívia, pelas eliminatórias da Copa do Mundo de 2014.

Outros hermanos que ficaram de fora da lista de Sabella são: Guiñazu, Barcos e D’Alessandro, confirmando que nenhum dos argentinos que atua no Brasil foi convocado pelo comandante.

O técnico do selecionado argentino decidiu não usar desta vez jogadores que atuam por aqui, há predominantemente atletas que estão jogando na Europa. O comandante terá a sua disposição alguns nomes como Messi, Mascherano, Di Maria e Higuaín.

Por Melina Menezes


Argentina e Colômbia ficaram no empate em 0 a 0, na quarta-feira, 5 de junho, em jogo válido pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2014, a ser disputada no Brasil. O craque do Barcelona, Lionel Messi, esteve em campo durante apenas 30 minutos, mas sem muito ritmo de jogo, teve muitas dificuldades, sentindo o esforço.

O motivo do craque ter ficado no banco de reservas foi devido ao longo tempo parado, por conta de uma lesão na perna direita; o próprio Messi, em entrevista, admitiu que não está bem, no entanto o mau condicionamento não impediu que o craque fizesse boas jogadas, inclusive dando assistência para um gol anulado de Aguero.

As duas seleções supracitadas lideram as Eliminatórias Sul-Americana, a Argentina em primeiro, com 25 pontos, e a Colômbia em segundo, com 20 pontos; as quatro seleções com melhor colocação garantirão vaga na próxima Copa do Mundo, enquanto a quinta jogará uma repescagem contra um país de outro continente.

Na próxima rodada, a Colômbia enfrenta o Peru, enquanto a Argentina visita o Equador; Messi não confirmou se estará ou não em campo, devido às suas atuais condições físicas, reiterando que na altitude terá ainda mais dificuldades, caso jogue.

Por Vinicius Cunha


Jogo Brasil x Argentina - Sul-Americano sub-17Brasil e Argentina se enfrentaram pela terceira rodada do hexagonal final do Sul-Americano sub-17. A partida foi muito movimentada, com chances de gols para ambas as seleções, porém ninguém conseguiu tirar o 0 do placar.

Nos primeiros 45 minutos a Argentina dominou a partida, enquanto na segunda etapa a seleção canarinho mudou a postura e teve mais chances de encontrar a vitória.

Com o empate o Brasil chegou aos 5 pontos e ocupa a terceira colocação do Hexagonal; a Argentina tem a mesma quantidade de pontos, porém tem um gol de saldo superior e é a segunda colocada.

A líder do campeonato é a Venezuela, que venceu o Peru e chegou aos 7 pontos; Uruguai com 4, Peru com 3, e Paraguai com 0 completam a classificação. O Sul-Americano sub-17 dá quatro vagas para o Mundial da categoria.

Na próxima rodada os brasileiros enfrentarão os peruanos, na quarta-feira, 24/04. Os outros dois jogos da competição serão os seguintes: Argentina x Paraguai, e Venezuela x Uruguai. Argentinos e brasileiros secam os venezuelanos.

O Brasil é o país que mais tem títulos da competição, num total de 10, a Argentina tem 2, e Colômbia e Bolívia têm 1 cada.

Por Vinicius Cunha


A vitória por 2 a 1 da Seleção Brasileira sobre a Argentina teve um sabor de decepção para um jogador em especial. Depois de dois anos, o atacante Luis Fabiano voltou a vestir a camisa verde amarela. Um dos artilheiros do Campeonato Brasileiro, o fabuloso não conseguiu arrematar muitas vezes no gol argentino e passou em branco na noite desta quarta-feira, no estádio Serra Dourada, no Superclássico das Américas.

A última vez que havia disputado um jogo pela seleção, foi ainda na Copa de 2010, na África do Sul, na eliminação para a Holanda.

Agora, ele espera que na Argentina as coisas sejam diferentes e que ele contribua mais para a equipe do técnico Mano Menezes. E o atacante tem razão de se cobrar. Ele jogou ao lado de Lucas e Neymar, mas o ataque não conseguiu transpor a eficiente defesa dos argentinos. Os gols brasileiros saíram com Paulinho (de cabeça) e Neymar (cobrando pênalti perto do fim do jogo).

Luis Fabiano volta ao São Paulo para disputar o jogo contra o Cruzeiro, pelo Campeonato Brasileiro. Mas ele espera ser lembrado novamente para a partida marcada para o dia 3 de outubro, na casa dos hermanos.

"Sei da minha capacidade e sei que nas próximas a coisa vai ser bem diferente", afirmou o jogador na saída do gramado.

Por Paulo B.


Quatro grandes times brasileiros tiveram jogadores argentinos convocados para a seleção. No domingo, o site da AFA (Associação de Futebol Argentino) publicou que o volante Guiñazu (Internacional), o meia Montillo (Cruzeiro), o atacante Martínez (Corinthians) e o centroavante Barcos (Palmeiras) deveriam estar à disposição do técnico Alejandro Sabella para o amistoso contra o Brasil, que ocorre na quarta-feira, na cidade de Goiânia (Goiás).

Os quatro convocados que atuam no futebol brasileiro vão se juntar aos outros 19 jogadores selecionados, formando um grupo de 23 atletas.

O técnico da seleção argentina está priorizando o sistema defensivo durante os treinamentos, sendo assim, o volante Guiñazu tem grandes chances de iniciar jogando. Ele e o atacante Barcos marcaram presença no elenco que disputou os dois últimos jogos pelo torneio eliminatório para a Copa do Mundo de 2014, contra os times do Peru e do Paraguai.

De acordo com informações da AFA, a seleção argentina sai às 18:00 do Aeroporto de Ezeiza, rumo à Goiânia. A primeira atividade em grupo será feita na terça-feira.

Por Marcelo Araújo


A noite desta quarta-feira terá um grande evento. Um dos maiores clássicos mundiais entre seleções está marcado para às 22h. Brasil e Argentina entram em campo para se enfrentarem no "Superclássico das Américas", ostentando uma rivalidade histórica e incomparável.

Podendo utilizar apenas jogadores que atuam em algum desses dois países, o Brasil é franco favorito para a partida. Isso porque várias estrelas da seleção principal continuam a jogar por aqui.

Dedé, Paulinho, Lucas, Damião e Neymar são grandes exemplos disso. Esse último, inclusive, é o principal jogador em atividade no país. Além disso, outros novos jogadores convocados vêm em boa fase e podem brilhar na seleção, como por exemplo os meias Bernard e Wellington Nem. Luís Fabiano, veterano de seleção, é outro que pode jogar esta partida. O artilheiro foi convocado após um tempo afastado da seleção e espera poder formar uma boa dupla com Neymar.

Já a Argentina, com certeza sentirá falta de suas estrelas. Jogadores como Dí Maria, Higuaín, Aguero e Mascherano, não jogarão por atuarem fora. Mas, sem dúvidas, a maior ausência sentida será de Messi.

Melhor jogador do mundo, o argentino atua na Europa e, assim como os já citados, não pode ser convocado. Para o clássico, o treinador Alejandro Sabella convocou 4 argentinos bem conhecidos do torcedor brasileiro: Guinazu, Montillo, Martínez e Barcos, que podem ser ameaças para o time de Mano Menezes.

Com a expectativa de casa cheia, o Serra Dourada será o palco desse grande duelo, que promete dar alegrias ao torcedor brasileiro. 

Por Augusto Cesar


Logo depois da goleada contra a China, o treinador Mano Menezes esteve na sala de imprensa para anunciar a lista de atletas convocados para o confronto contra a Argentina, dia 19 de setembro

Podendo utilizar somente jogadores que atuam no Brasil, o treinador fez uma lista sem grandes anormalidades. Talvez a única ausência que possa vir a ser cobrada seja a do goleiro Diego Cavalieri, que vem em ótima fase no Fluminense.

Nas outras posições, os destaques vão para a convocação de Bernard, revelação do Atlético-MG e Luís Fabiano, que volta a seleção depois de um período ausente. Fred, que havia dito que não esperava chances com Mano Menezes, não foi convocado. Outro jogador que foi deixado de lado foi Ronaldinho, que mesmo em boa fase, não foi chamado pelo técnico.

Com um time jovem, o Brasil é muito favorito para essa partida, pois as principais estrelas argentinas atuam fora de seu país.

Confira a lista completa de relacionados:

Goleiros: Cássio (Corinthians) e Jefferson (Botafogo)

Laterais: Carlinhos (Fluminense); Marcos Rocha (Atlético-MG); Lucas (Botafogo) e Fábio Santos (Corinthians)

Zagueiros: Dedé (Vasco); Rodolfo (São Paulo) e Réver (Atlético-MG)

Volantes: Ralf e Paulinho (Corinthians); Arouca (Santos) e Fernando (Grêmio)

Meias: Lucas e Jádson (São Paulo); Thiago Neves (Fluminense) e Bernard (Atlético-MG)

Atacantes: Neymar (Santos); Leandro Damião (São Paulo); Welington Nem (Fluminense) e Luis Fabiano (São Paulo).

Por Augusto Cesar


Feliz com a convocação de Barcos para a Seleção Argentina, os torcedores palmeirenses têm mais um motivo para ficarem satisfeitos. Afinal, quem não gostaria de ver o melhor do mundo posar com a camisa do seu time?

Mesmo sem ter jogado o primeiro amistoso com a Seleção, contra o Paraguai, Barcos teve uma tarefa importante. O atacante levou a camisa do clube e apresentou ao melhor jogador do mundo, o também argentino Lionel Messi.

A ideia do departamento de marketing palmeirense era aumentar a visibilidade do clube a nível mundial, e o primeiro passo foi conquistado. Messi, com seu nome escrito atrás da camisa, posou para uma foto segurando-a,  para alegria do torcedor alviverde. O técnico Alejandro Sabella também ganhou a sua, e repetiu o feito de Messi. A Adidas, fornecedora de material do Palmeiras, é também a patrocinadora de Messi e da Seleção Argentina. Sendo assim, apoiou a iniciativa.

Sem timidez por ser a primeira vez com a Seleção, o goleador ainda falou sobre a história do clube com os argentinos. A esperança agora é que ele faça sua estreia com a seleção, diante do Peru, nesta terça-feira (11/09).

Por Augusto Cesar


Na quarta-feira (08/08), Londres será o cenário de uma das maiores rivalidades esportivas do mundo. A partir das 16h (horário de Brasília), Brasil e Argentina se enfrentarão no basquete em jogo pelas quartas de final nas Olimpíadas.

Ambas as seleções entram em quadra com seus times  titulares. O Brasil conta com a direção do experiente técnico argentino Rubén Magnano, além de grandes nomes atuantes na  NBA, dentre eles Tiago Splitter, Leandrinho, Nenê e  Anderson Varejão.

O time brasileiro entrou sem grandes favoritismos  na competição, mas segundo Magnano, o Brasil pode estar na luta por medalhas. O maior rival no próximo jogo, de acordo com o técnico, é vencer a fome de vitória e experiência da Argentina, pois para ele é difícil lutar contra um time assim.

Amanhã, as duas seleções podem sofrer desfalques importantes. A dúvida do lado brasileiro é a presença do pivô Nenê Hilário, que ainda não está totalmente recuperado de dores no pé. Em contrapartida, na Argentina, o importante armador Pablo Prigioni pode não atuar, devido à lesão sofrida no penúltimo jogo.

Vale destacar que quem vencer o confronto sul-americano passará para as semifinais e continuará na disputa por medalhas.

Por Larissa Mendes de Oliveira





CONTINUE NAVEGANDO: