Na rodada de amistosos de seleções realizada nessa terça-feira, dia 18 de novembro de 2014, na qual o Brasil venceu a Áustria por 2 x 1, a Argentina enfrentou Portugal em um jogo muito esperado pelos fãs do futebol. Mesmo com tanta expectativa, o jogo foi bastante fraco, com uma vitória discreta de Portugal sobre o time sul-americano por 1 x 0.

A partida aconteceu no Estádio Old Trafford, em Manchester, iniciando às 17h45 (horário de Brasília). A Seleção de Portugal vem de uma atuação bem aquém do esperado na Copa do Mundo de 2014, realizada no Brasil, na qual não passou nem da Fase de Grupos, com uma vitória, uma derrota e um empate. Por outro lado, a Argentina vem de uma boa atuação na Copa do Mundo, na qual ficou em segundo lugar após perder a final para a Alemanha.

As duas grandes estrelas do jogo, Cristiano Ronaldo do lado português e Lionel Messi do lado argentino, não tiveram uma boa exibição. Poupados e jogando apenas 45 minutos, os dois jogadores que representam uma grande rivalidade entre times espanhóis comandaram suas seleções no primeiro tempo, porém com atuações bastante apagadas. Vale lembrar que a rivalidade não se dá apenas pelos clubes Real Madrid e Barcelona, mas pelo fato desses jogadores concorrerem ao título de melhor jogador do mundo desde o ano de 2008.

A partida esteve sob o domínio da Argentina na maior parte do tempo, com chutes na trave ou sobre o gol, porém o gol não saiu no primeiro tempo. O jogo prosseguiu com diversas substituições e a Argentina contou com as estrelas Di María e Tévez, além de Messi, mas não foi capaz de abrir o placar. Já aos 46 minutos do segundo tempo, quando muitos torcedores já deixavam o estádio pela fraca exibição das duas equipes, Raphael Guerreiro recebeu uma bola na área, após uma falha da defesa argentina e cabeceou sozinho para o fundo do gol.

Por Rannier Ferreira Mendes

Argentina x Portugal

Foto: Divulgação


Nessa terça-feira, dia 18 de novembro de 2014, um clássico do futebol europeu aconteceu na cidade de Vigo (Espanha), no Estádio de Balaídos, entre as seleções da Espanha e Alemanha.

O jogo foi um amistoso de seleções que, mesmo sendo um clássico europeu, também foi o confronto entre os dois últimos campeões mundiais;  a Espanha campeã da Copa do Mundo de 2010, na África do Sul, e a Alemanha campeã da Copa do Mundo de 2014, realizada no Brasil. A partida foi uma reprise da semifinal disputada entre as seleções na Copa da África do Sul, porém o resultado foi o inverso, 1 x 0 para a Alemanha.

Como era de se esperar, mesmo com a Espanha não passando por um bom momento, a partida foi bem equilibrada, demonstrando que ambas as seleções possuem bons jogadores à sua disposição. A Espanha teve a primeira chance de gol, com uma jogada de Nolito, mas o goleiro Zieler espalmou a bola para a linha de fundo. O goleiro Casillas também foi testado aos 20 minutos do primeiro tempo, com uma jogada da dupla do Bayern de Munique, Götze e Müller, mas o goleiro espanhol defendeu bem o gol.  A primeira etapa do jogo terminou sem gols. Na volta do intervalo, as equipes tiveram chances de gol, mas a única que se concretizou foi já aos 43 minutos do segundo tempo, em um chute de fora da área de Toni Kroos, que finalizou o placar da partida em 1 x 0 para a Alemanha.

A Espanha, o time da casa, comandada por Vicente Del Bosque, entrou em campo com Casillas no gol, com os zagueiros Piqué e Sergio Ramos, os laterais Azpilicueta e Juan Bernat, os volantes Busquets e Bruno Soriano, no meio de campo Raúl Garcia (único que recebeu cartão amarelo no jogo) e Isco, enquanto que no ataque Morata e Nolito.

A seleção da Alemanha contou com Zieler como goleiro, Höwedes e Mustafi na zaga, os laterais Rüdiger e Durm, Khedira e Toni Kross como volantes, Götze, Sebastian Rudy e Thomas Müller no meio de campo e o atacante Volland. O time é comandado pelo técnico Joachim Löw.

Por Rannier Ferreira Mendes

Espanha x Alemanha

Foto: Divulgação


A Seleção Brasileira disputou nessa terça-feira, dia 18 de novembro de 2014, seu último jogo do ano, em uma atuação bastante discreta contra a Áustria. A partida aconteceu no Estádio Ernst Happel, em Viena (Áustria), começando às 16h (horário de Brasília).

O Brasil, que veio de uma sequência de vitórias desde o retorno do técnico Dunga à Seleção, sofreu o primeiro gol em seis jogos. Porém, conseguiu manter uma vantagem no placar no final da partida, vencendo por 2 x 1. Essa vitória fez com que o Brasil permanecesse com 100% de desempenho em partidas disputadas após o término da Copa do Mundo.

O jogo começou bastante parado, com o Brasil tocando muita bola no campo de defesa, porém conseguiu chegar poucas vezes com perigo na área do adversário. O primeiro tempo foi bem morno, com a Seleção da Áustria buscando mais jogo que os visitantes, inclusive colocando uma bola na trave após uma cobrança de falta, para assustar o time brasileiro. Logo aos 5 minutos do primeiro tempo, uma jogada curiosa aconteceu, com o camisa número 9 da Áustria, Okotie, tentando fazer um gol usando os dois braços sobre a cabeça, em uma jogada que foi vista pelo árbitro e punida com cartão amarelo. O gol só saiu aos 18 minutos do segundo tempo, após uma cobrança de escanteio de Oscar pela esquerda e uma linda cabeceada de David Luiz. Porém, essa alegria durou pouco, já que aos 28 minutos, Oscar derrubou Weimann na grande área e entregou um pênalti para a Áustria. A cobrança de Dragovic foi certeira, empatando a partida. A resposta brasileira só veio mais para o final, aos 37 do segundo tempo, em um lindíssimo chute de fora da área de Roberto Firmino, consolidando o placar de 2 x 1 e garantindo o aproveitamento de 100%  da Seleção Brasileira.

Por estar em um momento decisivo no Campeonato Brasileiro, Dunga contou apenas com atletas que atuam em clubes fora do país. Dentre os convocados, o Brasil entrou em campo com Diego Alves, Danilo, Miranda, David Luiz, Filipe Luís, Luiz Gustavo, Fernandinho, Oscar, Willian, Luiz Adriano e Neymar.

A Áustria, comandada pelo técnico Marcel Koller, começou o jogo com Almer, Klein, Dragovic, Hinteregger, Fuchs, Ilsanker, Kavlak, Harnik, Junuzovic , Arnautovic  e Okotie.

Por Rannier Ferreira Mendes

Brasil x ?ustria

Foto: Divulgação


A Seleção Brasileira de futebol entrou em campo nessa quarta-feira, dia 12 de novembro de 2014, em um amistoso internacional contra a Seleção da Turquia.

O jogo ocorreu em Istambul, no Estádio Sukru Saracoglu, casa do Fenerbahçe. Esse foi o primeiro jogo desde que o técnico Dunga assumiu novamente a seleção que ocorreu na casa de um adversário.

A seleção da Turquia não passa por um bom momento, já que está com dificuldades em seu grupo de Eliminatórias da Eurocopa e não vence em casa há dois anos. O jogo terminou em 4 x 0 para o Brasil, repetindo o placar do último amistoso contra o Japão.

O primeiro tempo começou com bastante movimentação, com ambos os times marcando bem. Neymar esteve bem marcado, mas em um belo lançamento vindo de trás, teve a oportunidade de abrir o placar para a Seleção Brasileira aos 19 minutos do primeiro tempo. A pressão do Brasil desestabilizou a zaga da Turquia, que acabou fazendo um gol contra aos 24 minutos, marcado por Kaya. Logo antes do final do primeiro tempo, aos 43 minutos, Neymar driblou os zagueiros e deixou William na cara da gol, para fazer 3 x 0 para o Brasil. Após voltar do intervalo, a seleção da Turquia tentou impor pressão, ganhando alguns escanteios, mas o gol não saiu. Aos 19 minutos do segundo tempo, Neymar marca mais um gol, fechando o placar do jogo com 4 x 0.

O Brasil, comandado pelo técnico Dunga, entrou em campo com Matheus Inácio no gol, com os zagueiros Miranda e David Luiz, os laterais Danilo e Filipe Luís, os volantes Luiz Gustavo e Fernandinho, no meio de campo Oscar e no ataque Neymar, William e Luiz Adriano como centroavante

A seleção da casa contou com Volkan Demirel como goleiro, Köybasi e Bekir Irtegün na zaga, os laterais Kaya e Mehmet Topal, Kisa como volantes, Hamit Altintop, Arda Turan e Mevlut Erdinç no meio de campo e os atacantes Tufan e Umut Bulut. O time é comandado pelo técnico Fatih Terim.

A Seleção Brasileira enfrentará na próxima semana, terça-feira, dia 18 de novembro, a Seleção da Áustria. Será o último jogo do Brasil neste ano e acontecerá em Viena, a partir das 16h30 (horário de Brasília).

Por Rannier

Brasil x Turquia

Foto: Divulgação


O amistoso do Brasil contra a África do Sul será o último jogo da seleção brasileira antes da Copa do Mundo de 2014. Seja como for, o fato é que a convocação do time será feita na terça-feira, dia 11/02.

Pois bem, o treinador Luiz Felipe Scolari possui alguns problemas para essa escalação. A questão é que Fred, o camisa 9 da equipe, ainda está se recuperando de contusão e, por conta disso, uma pergunta fica no ar: quem será o substituto desse jogador? Outra questão de suma relevância é sobre o Goleiro Júlio César que, há muito sem jogar, acaba trazendo questionamentos e hipóteses sobre a sua convocação para o Brasil. Aliás, diferente do que muitos pensavam, essa convocação estará envolta por surpresas e expectativas, afinal muitos jogadores estão se destacando no futebol europeu e pode, por assim dizer, aparecer nessa lista de Felipão.

A convocação, em todo o caso, será realizada a partir do meio dia, horário de Brasília. No mais, o fato é que, além do ataque e do goleiro, uma vaga de zagueiro também pode surpreender nessa lista. Aliás, o técnico da seleção brasileira afirmou, por meio de entrevista à Rede Globo que, na verdade, não haverá tanta dificuldade assim na definição do time.

O jogo contra a seleção da África do Sul será disputado em Joanesburgo, capital  sul-africana, no Estádio Soccer City. Agora é esperar para ver quais serão as novidades nessa derradeira convocação antes da Copa do Mundo Brasil FIFA 2014. No mais, a CBF também tinha informado que apenas jogadores de fora do Brasil seriam convocados, mas isso não irá acontecer.

Por fim, em meio a toda essa expectativa, vale dizer que o jogo acontecerá na data de 5 de março de 2014.

Será que teremos novos nomes a serem convocados por Felipão? Agora é esperar para ver o que vai acontecer.

Por Juan Wihelm


chile-brasil

Eis uma partida a ser assistida: Brasil x Chile, na noite desta terça-feira, dia 19/11. Duas Seleções que tem apresentado um ótimo futebol irão se enfrentar em um amistoso de tirar o fôlego. A partida será transmitida ao vivo pela TV Globo e pelo SporTV (canal fechado), após a novela Amor à Vida. O jogo será realizado no Canadá, na cidade de Toronto, a uma temperatura que deve beirar os 5ºC. Se comparado ao calor de Miami do jogo contra Honduras, os brasileiros irão sofrer um pouco.

De um lado está o Chile, que vem de vitória contra a poderosa Inglaterra pelo placar de 2 tentos a zero, em jogo realizado no último dia 15/11, lá na casa dos ingleses. De outro, o Brasil, que venceu a fraca Seleção de Honduras pelo placar de 5 a zero. Aliás, Honduras não dá pra dizer que é uma Seleção de Futebol. Está mais pra futebol americano, de tanta violência em campo.

Nos últimos cinco jogos, o time do Chile venceu 3 partidas (contra Inglaterra, Equador e Venezuela) e empatou outras duas (contra Colômbia e a forte seleção da Espanha).

Do lado do Brasil, são 5 vitórias em 5 jogos, contra Honduras, Zâmbia, Coreia do Sul, Portugal e Austrália. Considerando as últimas partidas destas seleções, o Brasil só empatou a última (que aconteceu em abril de 2013); no restante, a vitória sempre foi do lado canarinho.

Para o jogo desta terça-feira, no Brasil retornam ao gol o goleiro Júlio César e também o zagueiro Thiago Silva. Já Daniel Alves, voltou a sentir dores, e será novamente poupado.

Escalação extra-oficial do Brasil

Julio César, Maicon, Thiago Silva, David Luiz e Maxwell; Luiz Gustavo, Paulinho e Oscar; Bernard, Neymar e Jô.


alemanha-x-inglaterra-amistoso

Duas grandes seleções do futebol mundial se enfrentam em Amistoso nesta terça-feira, a partir das 18h (horário de Brasília): Inglaterra x Alemanha. Este é um verdadeiro clássico na Europa, e certamente deverá ser uma brilhante partida, com ótimos jogadores em campo, que se preparam para a Copa do Mundo no Brasil em 2014.

De um lado está a equipe inglesa, criadora do futebol, que possui um retrospecto razoável em seus últimos 5 jogos. Ganhou 3 partidas (contra Polônia, Montenegro e Moldávia), empatou uma (contra a Ucrânia) e perdeu uma (para o Chile, que será adversário do Brasil na noite desta terça-feira também). Portanto, é importante que a Seleção do Brasil fique atenta, pois o Chile está em ótima fase.

Do outro lado está a excepcional seleção da Alemanha, que conta com muitos craques em seu elenco. Não foi à toa que em seus últimos jogos, empatou apenas uma partida contra a Itália (1 a 1), e ganhou as outras 4 partidas (contra Suécia, Irlanda, Áustria e Ilhas Faroe (norte da Escócia)).

Nos confrontos entre as duas seleções, o retrospecto mais recente é favorável à Alemanha, que venceu por 4 a 1 seu último embate contra a Inglaterra. No entanto, historicamente, desde 2000, foram 4 vitórias da Inglaterra e apenas 1 da Alemanha.

O confronto será bastante acirrado, já que este será o último amistoso de 2013 para ambas as delegações.


espanha-x-africa-do-sul

Nesta terça-feira, dia 19/11, mais um amistoso irá agitar o futebol mundial, como preparação para a Copa do Mundo Brasil 2014. O confronto será entre as equipes da Espanha e da África do Sul, que jogarão em sólo africano a partir das 17h (horário de Brasília).

A Espanha, que é um dos favoritos a conquistar novamente o mundial em 2014, espera realizar um ótimo jogo, pois ótimos jogadores já possui. Sua derrota para o Brasil por 3 a zero, no último confronto entre os dois países, parece ter sido um deslize em seu caminho.

Nos últimos 5 jogos, a Espanha foi arrasadora. Venceu 4 partidas (contra Guiné, Geórgia, Bielorússia e Finlândia) e empatou com a Seleção do Chile, que enfrentará o Brasil também nesta terça-feira, um pouco mais tarde; partida esta que será transmitida ao vivo pelo TV Globo.

O caso da África do Sul não é tão saudável: das últimas 5 partidas, perdeu 3 delas (contra o Zimbabwe, Nigéria e Etiópia), venceu a Seleção de Botswana e empatou com Marrocos. Portanto, percebe-se que a Espanha deve ter larga vantagem nesse jogo, e deve ocorrer um goleada nas cores vermelho e amarelo.


As seleções da Itália e Nigéria se enfrentam na tarde desta segunda-feira, dia 18/11 às 17h45 (horário de Brasília) em jogo a ser realizado na casa do time italiano. O último jogo entre as duas seleções ocorreu em 1994, tendo a Itália vencido a Nigéria pelo placar de 2 a 1.

Nas últimas 5 partidas, o retrospecto da Itália não é dos melhores (empatou 3 e ganhou 2). Os empates foram contra Alemanha, Armênia e Dinamarca, e as vitórias contra República Tcheca e Bulgária.

No caso da Nigéria, o retrospecto é bem melhor: das últimas 5 partidas, ganhou todas. Os jogos foram contra a Etiópia, Burkina Faso, Malawi e África do Sul. Lógico que os adversários foram de bem inferior qualidade, se comparado aos que Itália enfrentou, mas enfim. Acredita-se num excelente jogo no fim da tarde desta segunda-feira (noite na Itália).

Também faz amistoso hoje a Seleção da Argentina, que enfrentará em casa a Seleção da Bósnia, às 23h30 (horário de Brasília).

nigeria-x-italia


Brasil x Honduras é o destaque de hoje no futebol brasileiro. Este é um amistoso que será realizado nos Estados Unidos, em Miami, no majestoso estádio Sun Life, e começará às 22h30 (horário de Brasília). Este jogo visa treinar a equipe para a Copa de 2014, a ser realizada no Brasil. Na terça-feira, dia 19/11, o Brasil ainda enfrentará o Chile, e este então será o último amistoso do Brasil em 2013. Assim, o técnico Felipão tem cada vez mais próxima a sua lista de jogadores para irem à Copa.

No Brasil, o zagueiro Thiago Silva não entrará em campo, já que está retornando de lesão, e dará lugar para Dante. Outro desfalque é Daniel Alves, que também será poupado. No lugar dele, entra Maicon. Outro que não jogará será Marcelo, entrando Maxwell em seu lugar. E por fim, Bernard (o craque do Atlético Mineiro), entrará no lugar de Hulk. Portanto, o time deve vir um pouco modificado, porém, ainda sim contará com seus costumeiros craques de bola.

No lado de Honduras, o time deve ser exatamente o mesmo que terminou bem a Concacaf, e que se classificou para a Copa do Mundo.

O destaque do jogo, como sempre, é Neymar, que atuou em todos os jogos com Luiz Felipe Scolari.

O Brasil enfrentou em 2001 Honduras pela Copa América de 2001, e alguns dizem que foi o maior vexame da história do futebol brasileiro.

brasil-x-honduras

Honduras 2 x 0 Brasil – Copa América 2001

Escalação do Brasil

Victor, Maicon, David Luiz, Dante e Maxwell; Luiz Gustavo, Paulinho e Oscar; Bernard, Neymar e Jô.

Escalação de Honduras

Noel Valadares; Arnold Peralta, Víctor Bernárdez, Maynor Figueroa e Emilio Izaguirre; Wilson Palacios; Jorge Claros; Roger Espinoza e Boniek García; Jerry Bengtson e Carlo Costly.

Trio de arbitragem para Brasil x Honduras

Não foi divulgado nem quem apitará este amistoso, e nem quem serão os assistentes (bandeirinhas).

Foto: Mowa Press
Foto: Mowa Press

No amistoso que acontece entre Argentina e Itália, o jogador Montillo não estará presente. Mesmo com partidas impecáveis e com bom desempenho no Santos, o atleta não foi convocado. A partida, que acontecerá no dia 14 de agosto em Roma, não terá o meia em campo, visto que o técnico Alejandro Sabella já fez a escalação e o jogador não está entre os 22 convocados.

Na época da sua última escalação na Seleção Argentina, o meia não estava tendo uma boa atuação pelo time santista. Foi em março deste ano que Montillo atuou pela última vez com a camisa da Argentina, nas partidas contra a Venezuela e contra a Bolívia, pelas eliminatórias da Copa do Mundo de 2014.

Outros hermanos que ficaram de fora da lista de Sabella são: Guiñazu, Barcos e D’Alessandro, confirmando que nenhum dos argentinos que atua no Brasil foi convocado pelo comandante.

O técnico do selecionado argentino decidiu não usar desta vez jogadores que atuam por aqui, há predominantemente atletas que estão jogando na Europa. O comandante terá a sua disposição alguns nomes como Messi, Mascherano, Di Maria e Higuaín.

Por Melina Menezes


O Campeonato Brasileiro ainda não voltou de "férias", pois a Copa das Confederações ainda está em disputa, e só voltará a ter bola rolando no mês de julho, mas não é por isso que os times do Brasileirão ficarão apenas treinando, e, assim, uns viajaram para o exterior, para disputar pequenos torneios, e outros farão amistosos, com o intuito de entrosar ainda mais seus jogadores.

Flamengoe São Paulo não se deram ao luxo de focar apenas nos trabalhos técnicos e táticos, e na sexta-feira, dia 21 de junho, representantes do dois clubes estiveram em Uberlândia, onde acordaram a disputa de um amistoso na cidade, no dia 29 de junho, às 19h, no Parque do Sabiá.

Os responsáveis por "costurar" o amistoso foram Paulo Pelaipe, diretor executivo do Flamengo, e Gilberto Ratto, diretor de marketing do São Paulo; de acordo com estes, os dois clubes colocarão em campo seus jogadores principais, tendo em vista a proximidade da volta dos jogos do Brasileirão.

A partida amistosa marcará a estreia oficial de Mano Menezes no comando do Rubro-Negro carioca, enquanto que para o São Paulo, é o teste que antecipa a disputa da final da Recopa Sul-Americana, contra o Corinthians, com data do primeiro jogo marcada para o próximo dia 3.

Por Vinicius Cunha


Felipão convocou os jogadores que defenderão a seleção brasileira em um dos últimos amistosos antes do início da Copa das Confederações; o adversário será o Chile.

A partida será realizada no dia 24 de abril, no Mineirão, em Belo Horizonte, e apenas jogadores que atuam no futebol brasileiro poderão envergar a amarelinha, pois a data não é específica para amistosos, de acordo com a FIFA.

O treinador brasileiro convocou 18 jogadores, e basicamente, Felipão chamou os mesmos jogadores que atuaram contra a Bolívia, quando o Brasil goleu o adversário por 4 a 0.

A lista, com suas poucas novidades é a seguintes:

– Goleiros: Jefferson (Botafogo) e Diego Cavalieri (Fluminense);

– Laterais: Marcos Rocha (Atlético-MG) e André Santos (Grêmio);

– Zagueiros: Dedé (Vasco), Réver (Atlético/MG) e Henrique (Palmeiras);

– Volantes: Ralf (Corinthians), Paulinho (Corinthians), Jean (Fluminense) e Fernando (Grêmio);

– Meias: Jadson (São Paulo) e Ronaldinho (Atlético-MG);

– Atacantes: Alexandre Pato (Corinthians), Leandro (Palmeiras), Leandro Damião (Internacional), Osvaldo (São Paulo) e Neymar (Santos).

A lista com os 23 convocados para a Copa das Confederações sai na primeira quinzena de maio. Os chilenos serão o quinto adversário da seleção sob o comando de Felipão, depois que este reassumiu o comando; até agora foram quatro jogos: 1 derrota, 2 empates e 1 vitória.

Por Vinicius Cunha


Na terça-feira,02/04, LuizFelipe Scolari convocou os jogadores que irão defender a seleção brasileira em amistoso contra a Bolívia, que irá ocorrer em homenagem à morte do jovem Kevin Espada, morto durante a partida entre Corinthians e San José, pela Copa Libertadores.

O treinador que só poderá contar com jogadores que atuam no futebol brasileiro, teve uma baixa: o volante do Santos,Arouca, foi cortado em virtude um estiramento na coxa direita. O santista era um dos mais experientes da lista, já que até jogadores da seleção sub-20 foram convocados.

A notícia foi dada em primeira mão pela CBF em seu site oficial, e de acordo com portal eletrônico, nenhum jogador será chamado para o lugar do meio-campista santista. Arouca também desfalcará o Santos, e é certo que não atua contra o São Caetano, pela 17ª rodada do Paulistão, apesar de já estar em tratamento.

O amistoso será realizado na cidade de Santa Cruz de la Sierra, no dia 06/04, sábado. A partida contra os bolivianos será o penúltimo "teste" do Brasil, antes da disputa da Copa das Confederações; o último será contra o Chile, no final de abril.

Por Vinicius Cunha


Na terça-feira, 02/04, Luiz Felipe Scolari convocou os jogadores que defenderão o Brasil no amistoso contra a Bolívia, em homenagem à morte do adolescente Kevin Espada.

Apesar da lista contar com nomes consagrados como Ronaldinho, Neymar e Pato; Felipão protagonizou algumas surpresas, dentre elas, senão a maior, foi a presença de Douglas Santos, lateral do Náutico.

O último jogador do time pernambucano convocado para a seleção brasileira foi o atacante Nado, em 1966, ou seja, há 47 anos atrás. A presença de Douglas no elenco de Felipão valoriza o jogador, o clube e principalmente o futebol nordestino.

Douglas Santos, que tem apenas 19 anos, concedeu entrevista coletiva após o anúncio de sua convocação, porém, tímido e visivelmente emocionado, pouco falou, dizendo que está realizando um sonho e que dará o seu melhor em prol da seleção brasileira.

Mesmo sendo o único lateral direito convocado, não é certeza de Douglas iniciar a partida contra os bolivianos como titular, porque Jean, jogador do Fluminense, joga tanto como volante como na direita, ou seja, ficará a cargo de Felipão definir, e isso dependerá mais do prestígio e necessidade do que de treinamento, que é mínimo e com pouco tempo.

Por Vinicius Cunha


O técnico Luiz Felipe Scolari anunciou  a relação dos jogadores convocados para o amistoso contra a Bolívia, neste sábado, em Santa Cruz de La Sierra.

Felipão selecionou para a partida apenas jogadores que atuam no futebol brasileiro. Dentre eles, destaque para o atacante Alexandre Pato, que retorna após oito meses afastado, e Jefferson, goleiro do Botafogo que costumava ser convocado por Mano Menezes.

Osvaldo(São Paulo), Ronaldinho Gaúcho (Atlético-MG), Matheus Vidotto (Corinthians), Dória (Botafogo) e Douglas Santos (Náutico) são as outras novidades da convocação. As ausências notadas foram Fred, poupado pelo treinador, e Paulo Henrique Ganso, que vem tendo bom desempenho no São Paulo.

O amistoso contra a Bolívia não estava previsto no calendário de jogos da seleção brasileira, mas ocorreu para homenagear o jovem Kevin Spada, que morreu vítima de um sinalizador disparado pela torcida do Corinthians no jogo contra o San José. Parte da renda do jogo será doada à família do garoto.

No último jogo da seleção brasileira, a equipe apenas empatou com a Rússia, em 1 a 1, com gol salvador de Fred nos últimos minutos. Vencer no jogo contra a Bolívia pode trazer a tranquilidade que Felipão precisa.

Por Julio Abreu


Em contato com a diretoria do Timão, a CBF, através de manifestação do técnico Felipão, anunciou que pretende convocar Alexandre Pato para o amistoso contra a Bolívia, dia 06/04, em Santa Cruz de la Sierra.

Apesar de não ter jogado as últimas partidas do Corinthians, o DM do clube afirma que o atleta não está lesionado, e que apenas passa por um processo de fortalecimento muscular e com intuito preventivo, devendo voltar a campo logo após a partida contra o Guarani de Campinas.

Com Luís Felipe Scolari, o atacante corintiano ainda não teve oportunidades com a amarelinha, porém, vale ressaltar que após o jogo contra a Rússia, Felipão terá feito apenas três jogos após a sua volta para a seleção.

O ex-jogador do Milan participou das Olimpíadas e faz parte da geração que ficou com a medalha de prata, inclusive, fazendo bons jogos ao lado do craque Neymar. Faltando pouco tempo para a Copa das Confederações 2013, a parte técnica não será problema para o corintiano convencer o treinador da seleção, porém, precisa se mostrar em boas condições físicas para conquistar de vez o seu lugar no selecionado brasileiro.

Por Vinicius Cunha


Em jogo realizado quinta-feira, 21/03, no Estádio de Genebra, na Suíça, enfrentaram-se os países que mais venceram Copas do Mundo, Brasil e Itália, esta com quatro títulos, aquele com cinco.

A partida foi disputadíssima do início ao fim, com ambas as equipes desperdiçando várias chances de gols, porém nem só de desperdícios foi o jogo, pois cada seleção marcou dois gols e no final deu empate; para o Brasil marcaram Fred e Oscar, para a Itália os autores foram De Rossi e Balotelli.

Foi a segunda partida de Luís Felipe Scolari no comando da seleção, depois que a reassumiu, porém até o momento a vitória não veio, sendo uma derrota para a Inglaterra e o empate com os italianos.

Desde a era Mano Menezes que o Brasil não vence uma grande seleção do mundo, já totalizando seis jogos. Contra a Itália o jejum dava pintas que seria quebrado, porém mesmo abrindo dois gols de diferença no primeiro tempo, na segunda etapa a seleção canarinho não suportou a pressão e acabou cedendo o empate, quase levando a virada em várias oportunidades, que Júlio César defendeu.

Dia 25/03 o time de Felipão volta a campo mais uma vez, na oportunidade o adversário será a Rússia, em jogo a ser realizado em Londres. É mais uma chance para o treinador brasileiro observar os jogadores que têm à disposição e preparar a equipe para a disputa da Copa das Confederações.

Por Vinicius Cunha


O técnico Luís Felipe Scolari, Felipão, convocou na tarde desta última terça feira, 05/03, os jogadores que servirão ao Brasil nos amistosos contra a Itália e a Rússia, dia 21 e 25, respectivamente, ambos na Europa.

As novidades ficaram por conta da não convocação de Ronaldinho, jogador do Atlético/MG; das chamadas de Kaká, atleta do Real Madrid, e Diego Costa, atacante do Atlético de Madrid, maior surpresa da lista.

O Brasil está na iminência de uma disputa de torneio internacional, a Copa das Confederações, e até hoje o treinador brasileiro vem encontrando dificuldades e fazendo testes.

Felipão convocou 22 jogadores, que irão se reunir na Suíça dia 18 deste mês. São eles:

Goleiros: Júlio César e Diego Cavalieri

Laterais: Daniel Alves, Marcelo e Filipe Luiz

Zagueiros: Dedé, Thiago Silva, David Luiz e Dante

Meio-campistas: Hernanes, Fernando, Kaká, Lucas, Luiz Gustavo, Oscar, Paulinho, Ramires e Jean

Atacantes: Neymar, Fred, Hulk e Diego Costa

Além de Ronaldinho, nomes como Luis Fabiano, Diego Tardelli e Ralf, ficaram de fora, ambos porém com chances de envergar a amarelinha.

Oxalá o grupo convocado corresponda ao chamado, porque até o momento a seleção é uma incógnita e a Copa 2014 bate à porta.

Por Vinicius Cunha


Nem a homenagem feita pela Federação Holandesa a alguns ídolos holandeses serviu para inspirar as seleções de Holanda e Alemanha. 

Nessa quarta-feira (14), Holanda e Alemanha entraram em campo em um dos confrontos mais esperados pelos admiradores do futebol. Repletas de desfalques importantes, as duas equipes mostraram um futebol sofrível, o que ficou desenhado no placar, que não saiu do zero.

Escaladas ofensivamente, Holanda e Alemanha sentiram o peso dos desfalques e fizeram um primeiro abaixo do esperado por ser um duelo que envolveu os times que foram segundo (Holanda) e terceiro (Alemanha) colocados na última Copa do Mundo. As chances de gols foram poucas, com lances de perigo inexistentes.

A seleção alemã foi superior na maior parte do primeiro tempo, levando perigo aos 21 minutos com Götze, que foi travado por Heintinga (Holanda) no momento da finalização.

A partida esfriou após o lance alemão esfriou, até que Robben (Holanda) recebeu de Afellay, aos 31 minutos e driblou o goleiro alemão Neuer, chutando para fora. Já no momento final da primeira etapa, a equipe alemã surpreendeu e por pouco não abriu o placar em boa jogada de Réus, que chutou de fora da área e acertou uma bomba no travessão, que foi pra fora em seguida.

No segundo tempo do jogo, as duas equipes, mesmo após várias mudanças feitas pelos técnicos, não conseguiram mudar a cara do jogo. Ao término do jogo, o tom de melancolia prevaleceu sobre o resultado zerado.

Por Renato Benevenuto


Na noite dessa quarta-feira, a Seleção Brasileira entrou em campo para jogar sua partida de número mil, contra a seleção da Colômbia, que atualmente ocupa a terceira colocação nas Eliminatórias Sul-americanas para a Copa do Mundo de 2014.

Como era esperado pelos atletas e comissão técnica da seleção brasileira, a Colômbia pressionou e deu espaços também. A partida terminou com o empate de 1×1, que de qualquer forma manteve o bom momento da seleção canarinho.

A seleção do Brasil iniciou a partida com bom toque de bola e foi pra cima da seleção colombiana. O adversário, porém, usou o entrosamento a seu favor, dando trabalho na saída para os contra-ataques. E foi de um contra-ataque que saiu o gol da Colômbia, aos 43 minutos do primeiro tempo, com bela enfiada de Rodriguez para Cuadrado, que bateu cruzado, sem dar chances de defesa a Diego Alves, goleiro do Brasil. 

Na segunda etapa, o time brasileiro voltou para o jogo com vontade de empatar e logo partiu pra cima do adversário. E aos 18 minutos conseguiu chegar ao gol de igualdade. Neymar pegou a bola, driblou dois marcadores colombianos e bateu colocado, deixando a seleção brasileira viva no jogo.

Após o gol de empate, o Brasil continuou apertando a seleção colombiana e conseguiu um pênalti aos 33 minutos. Neymar pegou a bola e foi para a cobrança. Aos 35 minutos, o craque brasileiro tomou distância, correu em direção da bola e… isolou a bola. 

Foi o último lance de perigo da partida, que terminou no empate. 

O próximo jogo da seleção brasileira é na quarta-feira, contra a Argentina. Para esse confronto, só poderão ser convocados jogadores que atuam em ambos os países.

Por Renato Benevenuto


Estreando o uniforme que será utilizado na Copa das Confederações que será realizada no Brasil em 2013, a Espanha goleou sem dificuldades a seleção do Panamá por 5×1

O que chamou a atenção nesse confronto foi a comemoração feita pelo panamenho responsável por marcar o único gol de sua equipe. Ao fazer o gol de honra da seleção do Panamá, o volante Goméz comemorou o gol estilo Cristiano Ronaldo, pedindo calma à torcida, levando a mesma ao delírio, como se estivesse comemorando um título.

A grande novidade da tarde foi a presença do atacante Villa, presente na equipe após um ano exato longe dos gramados, pois estava em recuperação de uma fratura na tíbia, que o afastou dos gramados por cerca de 10 meses. O atacante iniciou a partida em grande estilo, sendo nomeado o capitão da fúria, pelo técnico Vicente Del Bosque.

Os gols da partida foram marcados por Pedro, aos 16 minutos; Villa, aos 29 minutos; Pedro novamente, aos 43 minutos; Sergio Ramos, aos 36 e Susaeta, aos 38 minutos definiram a partida a favor da Fúria, sendo que Gomés, aos 41 minutos da etapa final.

Apesar da goleada, a festa dos torcedores estava feita.

Por Renato Benevenuto


A Seleção Brasileira faz dois amistosos na Europa no mês de outubro e o técnico Mano Menezes anunciou quem serão os jogadores que defenderão o manto verde e amarelo contra a Suécia e o Japão.

A grande surpresa da lista de Mano foi o retorno do meia Kaká. Pouco aproveitado no Real Madrid, o jogador volta a ter uma chance na Seleção depois de dois anos. A última partida dele pela Seleção foi contra a Holanda, ainda na Copa de 2010, quando o Brasil disse adeus à Copa da Africa do Sul. Na época, o técnico ainda era o Dunga.

Quanto as demais posições não houve surpresas, com a excessão do técnico ter convocado apenas um jogador por clube brasileiro, para não atrapalhar muito a sequência dos clubes no Campeonato Brasileiro. O treinador afirmou que fez o possível para não interferir muito nas equipes nacionais, sem também causar prejuízo para a Seleção. Em novembro, época em que há mais uma data disponível para o amistoso, ele não convocará nenhum jogador que atua no Brasil, por já estar próximo da decisão do Campeonato.

Os jogadores que preocupam os clubes que estão na briga pelo título e pela Libertadores, são: Lucas, do São Paulo, Jeferson, do Botafogo, Victor, do Atlético Mineiro, Dedé, do Vasco da Gama, Fernando, do Grêmio, Leandro Damião, do Internacional e Thiago Neves, do Fluminense.

Por Paulo B.


Hoje, dia 3 de junho, no primeiro tempo do jogo contra o Brasil, o México fez dois gols, e deixou as coisas mais difíceis para o Brasil no segundo tempo.

O primeiro gol do México saiu de um cruzamento que virou gol. O jogador Giovani dos Santos (filho de um jogador de futebol brasileiro) foi cruzar a bola, e acabou encobrindo o guarda-metas do Brasil.

O segundo gol foi decorrente de um pênalti ridículo do zagueiro brasileiro Juan, que acabou derrubando o atacante mexicano. O resultado todos sabem: o segundo gol da Seleção do México.





CONTINUE NAVEGANDO: