Confira aqui os requisitos mínimos e recomendados para jogar Dishonored 2 no PC.

Dishonored 2, jogo de ação-aventura e stealth desenvolvido pela Arkane Studios e publicado pela Bethesda Softworks, famosa por franquias como Fallout e The Elder Scrolls, teve seus requisitos mínimos e recomendados divulgados no começo do mês de novembro, na página oficial do jogo na Steam. Exigindo um PC relativamente modesto, o jogo pede:

Requisitos Mínimos:

  • Sistema Operacional: Windows 7 ou posterior, versão de 64 bits
  • Processador: Intel Core i5-2400/AMD-FX-8320 ou melhor
  • RAM: 8 GB
  • VGA: NVIDIA GTX 660 2GB/AMD Radeon HD 7970 3GB ou melhor
  • Armazenamento: 60 GB de espaço disponível

Requisitos Recomendados:

  • Sistema Operacional: Windows 10, versão de 64 bits
  • Processador: Intel Core i7-4770/AMD-FX-8350
  • RAM: 16 GB
  • VGA: NVIDIA GTX 1060 6GB/AMD Radeon RX 480 8GB ou melhor
  • Armazenamento: 60 GB de espaço disponível

Dishonored 2 se passa quinze anos depois do primeiro título e tem como protagonistas Corvo Attano, que também foi protagonista do Dishonered original, e Emily Kaldwin, filha da rainha assassinada no começo do primeiro jogo da franquia e resgatada por Corvo, que a criou como filha.

O jogo se passará principalmente na cidade de Karnaca, onde os protagonistas tentarão combater uma conspiração que afetará fortemente o futuro das duas cidades e devolver o trono para Emily, sua herdeira por direito. Além disso, ainda haverá missões em Dunwall, onde foi ambientado o primeiro jogo da série.

O visual do jogo é bastante parecido com o do original, ainda com forte inspiração da Inglaterra vitoriana, contando com gráficos estonteantes e mantendo o estilo sombrio característico da franquia. Muita violência e muito sangue continuam presentes nesta versão do game.

Quanto à jogabilidade, Dishonored 2 mantém a liberdade do primeiro jogo, dando oportunidade para o jogador escolher por um estilo mais furtivo ou utilizar todo o poder e violência que suas habilidades permitirem. Além disso, as escolhas do jogador continuam a exercer grande impacto sobre o mundo e sobre a relação das personagens com os NPCs.

Disponível desde a madrugada do dia 10 de novembro para os jogadores que efetuaram a pré-reserva, como incentivo dado pela produtora aos jogadores, Dishonored 2 será lançado no dia 11 de novembro de 2016 para PC, Xbox One e PlayStation 4.

Gabriel Nunes.


Alto preço para a versão para PCs causa revolta dos gamers.

Se você espera pelo Battlefield 1, pode ficar de olho nos preços que foram divulgados pela Electronic Arts para os gamers no Brasil. Os consoles, Playstation 4 e Xbox One, ficarão com um custo pelo jogo de R$ 250. Porém, para o PC é que a coisa ficou polêmica, uma vez que o custo ficará com R$ 200. Os fãs de jogos em computador ficaram descontentes com a notícia, uma vez que os games geralmente são mais baratos para essa plataforma.

Nas redes sociais, principalmente na página da Warner Games, a empresa que distribui o jogo da EA em nosso país, muitas pessoas ficaram irritadas e contestaram o preço de Battlefield 1. Houve também a comparação entre o BF1 e o Mirror’s Edge – Catalyst, sendo que os dois são comercializados nos Estados Unidos pelo custo de US$ 60. No Brasil, o primeiro sai pelos R$ 200 e o segundo com um preço menos salgado de R$ 120.

Tudo ficou ainda pior quando os moderadores da página apagaram os comentários que apresentavam as críticas sobre o preço. A Electronic Arts não se pronunciou sobre o assunto, o que deixa os fãs ainda mais irritados.

Por outro lado, o preço não deve ser empecilho para o sucesso nas vendas, uma vez que o BF1 apresentou o seu trailer no Youtube e foi o mais curtido deste segmento no site. A ambientação do jogo acontecerá na Primeira Guerra Mundial e isso fez com que muitos gostassem da temática, muito mais que a do próximo Call of Duty, rival no estilo, que teve muitos deslikes no trailer.

Os fãs de Battlefield 1 terão a opção de comprar a edição convencional do game, além de também uma versão Deluxe com o preço de R$ 290. Ela vai contar com alguns itens cosméticos, pack de armas extras no game e a possibilidade de que os consumidores comecem a jogar três dias antes do jogo ter o seu lançamento oficial em todo o mundo. As vantagens são boas, mas o preço é ainda mais salgado para o bolso do gamer brasileiro.

O BF1 terá o seu lançamento com versões para o Playstation 4, Xbox One e para PCs. Ele estará disponível para os jogadores apreciarem em um primeiro momento na E3 2016. O evento ocorrerá em Los Anges, nos Estados Unidos, entre os dias 12 e 14 deste mês de junho.


Jogo surpreende e é considerado o melhor da série. Game está disponível para PS4, Xbox One e PC.

Dark Souls III foi alvo de muita propaganda e esperanças dos fãs. E agora que finalmente chegou, ele não deixa a desejar. A From Software está com mais um grande game em mãos, que inclusive foi indicado para o prêmio de melhor jogo do ano na BAFTA Awards, premiação britânica de televisão e vídeo.

Ficha Técnica:

Em questões técnicas, o terceiro jogo da série Dark Souls certamente supera todos seus antecessores. O jogo foi lançado para Playstation 4, Xbox One e também para PC, então quase qualquer um terá a oportunidade de testa-lo.

O estilo de jogo continua a ser RPG em terceira pessoa, seguindo o estilo da franquia. Isso garante muita ação para o jogador e também uma alta possibilidade de customização do personagem, que pode ser escolhido logo no começo do game.

Detalhes e Gameplay:

Dark Souls III abre com uma cena inicial impressionante. Abusando dos gráficos e da trilha sonora. A narrativa parece até parte de algum filme épico. O jogador é cativado desde o primeiro momento. Logo depois é possível escolher detalhes do personagem como gênero, classe (o jogo possui a maioria das classes comuns em RPGs desse tipo, como guerreiro, ladrão e feiticeiro).

Quanto ao gameplay, esse também agradou tanto fãs quanto novatos na série. Além de fluído e intuitivo, o jogador descobrirá que o novo Dark Souls é cheio de detalhes a serem experimentados. A batalha não fica somente no hack & slash costumeiro de RPGs de ação, é possível criar estratégias e utiliza-las contra inimigos fortes ou grupos grandes como atrai-los para um território perigoso ou para o confronto com outro grupo de inimigos.

Uma vantagem (ou desvantagem, depende da opinião do jogador) é como Dark Souls III não é limitador, apesar de ser um RPG com as classes usuais. Apesar de decidir a classe no começo do jogo, é possível aprender técnicas que são características de outras classes conforme a história se desenvolve.

Visual e Gráficos:

O design tanto dos personagens quanto das criaturas de Dark Souls III é bem puxado para o grotesco, algo que já é costume da série. Os cenários são bastante detalhados e bem animados, assim como as reações dos personagens e movimentos nas batalhas. Quem for jogar pode se preparar para ser impressionado pelo jogo com o melhor visual já visto na série Dark Souls.

Por Gizele Gavazzi


Novo game da Ubisoft possui excelente jogabilidade e envolve com sua trama criativa e próxima da realidade.

Neste novo jogo da Ubisoft em parceria com a Massive Entertainment, a aposta é em um estilo de jogo de tiro em terceira pessoa em um mundo aberto, onde o jogador pode tomar as decisões e seguir o caminho que achar melhor.

A história gira em torno de um soldado que com sua equipe (que dá nome ao jogo, "The Division"), precisa enfrentar os inimigos e desafios de Manhattan (Nova York). A cidade foi devastada por um ataque biológico, onde uma arma foi desenvolvida a partir da fusão dos vírus mais letais do mundo e a sua missão é encontrar amostras biológica dos vírus contidos na arma, para que se possa desenvolver uma vacina e também o antídoto para essa nova ameaça.

O jogo conta com uma boa história, mas falta um pouco de enriquecimento no desenrolar da trama. O personagem e sua trama encontra no caminho de sua aventura alguns sobreviventes que buscam por suprimentos na tentativa de sobreviver neste cenário caótico. O ponto forte do jogo é sua ligação com a realidade, a possibilidade de um ataque biológico é cada dia mais próxima e a trama que trata deste possível cenário nos aproxima mais do jogo e dos personagens. A ideia de criar uma cidade em estado pós-apocalíptico funcionou muito bem e faz com que o jogador fique envolvido nos cenários e reações dos elementos neles contidos, o jogador deverá coletar itens durante o jogo, itens que vão desde bilhetes e memorando até celulares e imagens de drones, contando como tudo aconteceu antes da Divisão chegar, estes itens irão ajuda-lo a acumular pontos de experiência e aumentar seu nível, podendo achegar até o limite máximo do nível 30.

Alguns ficaram um pouco decepcionados com os gráficos do jogo, desde que foi anunciado em 2013, o jogo teve alguns cortes na questão gráfica, o que sinceramente não o deixou ruim, mas a amostra anterior gerou expectativas que para muitos foram frustradas.

The Division se apropriou de elementos dos estilos RPG, Shotter e Survivor  para criar a jogabilidade que podemos acompanhar durante a trama. Os inimigos que os personagens acertam com tiros têm barras que medem sua “life” e como os tradicionais fãs de jogos do estilo Shotter estranharam, alguns inimigos não morrem com um tiro na cabeça ou uma bomba, por exemplo. Para que o inimigo morra é necessário que a sua barra de “life” chegue até o fim. Para cada inimigo morto, itens como munição, armas, gravações e os mais variados itens para seu desenvolvimento no jogo são deixados no chão. Também é importante informar que mesmo que um item pareça uma coisa inútil naquele momento, a equipe poderá precisar muito deste item no decorrer do jogo, para combinação ou para desvendar algum mistério.

Em geral, o jogo agrada e muito pela jogabilidade, criatividade e liberdade de ações e movimentações proporcionadas pelo universo aberto, deixa um pouco a desejar pela expectativa gerada, mas nada que comprometa a experiência desse jogo incrível, vale a pena mergulhar nessa trama.

Por Davy Beiral


Jogo será lançado em 2016 e foi desenvolvido entre a parceria da Nintendo com a DeNA.

Miitomo é o primeiro game gratuito para smartphones que será lançado no ano de 2016. Este jogo para smartphones resulta da parceria entre Nintendo e a DeNA, e será grátis. Entretanto, a Nintendo ressaltou que os futuros jogos para smartphones serão pagos.

A princípio, a Nintendo tinha intenção de lançar o game antes do final do ano, entretanto, a empresa ressaltou que seus desenvolvedores precisam de mais tempo para promover o jogo e explicar seu conceito, que além de servir como um jogo propriamente dito, ele também serve como um meio interativo de telecomunicação entre os avatares do game.

Conforme a empresa, Miitomo foi desenvolvido para atrair uma grande quantidade de utilizadores de smartphones, com o intuito de introduzi-los às experiências virtuais da Nintendo. A proposta do game é parecida com a do game “Second Life”. O aplicativo vai permitir que os usuários criem seus próprios perfis virtuais (avatares), que devem se chamar Miis.

Através do controle virtual dos Miis, será possível se conectar afetivamente as pessoas, casar, constituir uma família e ter filhos, ou seja, construir uma vida alternativa. Além da possibilidade de personalização de uma vida alternativa, o jogo deve oferecer uma ferramenta de conversação virtual, para uma telecomunicação entre os Miis.

A proposta deste jogo é bem diferente do que muita gente imaginava, sobretudo os fãs da Nintendo, talvez pelo fato dos personagens do jogo terem se distanciado bastante do conceito e da imagem dos outros personagens típicos dos jogos da Nintendo. E isso mostra que a Nintendo e a DeNA, ao que parece, estão mais interessados em aproveitar as potencialidades, os recursos sociais e interativos que os aparelhos de smartphone propõem do que propriamente a sua popularidade ou até mesmo a sua vendagem, até porque o jogo será disponibilizado de forma gratuita.

Por Felipe Pancheri Colpani

Miitomo

Foto: Divulgação


Empresa divulgou vários jogos e pacotes que o Xbox One disponibilizará aos gamers no final do ano.

A Microsoft, empresa detentora do Xbox, fez várias revelações no evento Brasil Game Show 2015 que aconteceu nos últimos dias.

A empresa mostrou que entende de novidades e Phil Spencer, Chefe da Divisão do Xbox na Microsoft, esteve presente e revelou os jogos que marcarão o fim de ano e os pacotes que o Xbox One possibilitará. O diretor também demonstrou entusiasmo e reconheceu o espírito positivo dos gamers brasileiros.

No momento de anunciar os lançamentos da empresa, alguns famosos desenvolvedores de jogos subiram no palco, incluindo Emerson Fittipaldi, figura de peso na Fórmula 1 e que revelou uma campanha de Forza 6, a deia promete reunir os melhores jogadores mundiais de games de corrida (incluindo os brasileiros) e coloca-los em uma espécie de reality show que pretende utilizar carros reais na competição.

Desenvolvedores de Halo 5, Rise of the Tomb Raider, Quantum Break puderam exibir amostras dos gameplays e explicar um pouco sobre jogabilidade, gráficos, cenários e novidades.

A Microsoft confirmou também a informação de que disponibilizará 8 pacotes de Xbox One para o final do ano, com características e singularidades que pretendem atender diversos perfis de gamers. Os preços não foram revelados.

Outro momento de destaque ficou com o ID@Xbox, programa instaurado com foco nos desenvolvedores brasileiros independentes que obteram ótima aceitação por parte do público. Persis Duaik, responsável pelo lançamento de Aritana e a Pena de Harpia recebeu um troféu de Phil Spencer e Eduardo Giordano que reconheceram a qualidade e criatividade do trabalho.

A comunidade brasileira de gamers finalmente está alcançando reconhecimento internacional e sendo vista como um mercado lucrativo por centenas de investidores ao redor do mundo. Eventos como a Brasil Game Show são de extrema importância para a categoria, para os gamers, para os fãs, para os profissionais da área, para divulgação e também para a nossa economia, que precisa encontrar novos caminhos de sair do vermelho.

Por Beatriz 

Xbox

Foto: Divulgação


Para evitar problemas com os times brasileiros e jogadores que atuam neles, a Eletronic Arts optou por não incluí-los no novo Fifa 15.

O game Fifa 15 será lançado em setembro e no final de julho a Eletronic Arts afirmou que o novo jogo não terá os times do Campeonato Brasileiro e nem os jogadores que atuam nos times da competição. O motivo que causou a retirada dos clubes e jogadores brasileiros é porque há riscos legais com relação ao direito de uso das imagens dos atletas. Os jogadores brasileiros não têm uma associação representativa, que faça a negociação dos direitos de imagem em conjunto. Dessa forma, é necessário que empresa precise negociar com cada clube de forma separada, incluindo os atletas. 

Enquanto não há uma solução para isso, para que não exista nenhum risco, a solução encontrada foi retirar os times e os jogadores da edição do game. 

Jogadores que atuam fora do Brasil e a Seleção Brasileira :

Os jogadores que jogam em times do exterior terão seu lugar garantido no game. Isso porque a imagem deles é negociada por uma associação única, que é responsável pela representação dos jogadores em cada país. Phillippe Coutinho, Neymar ou Lucas, por exemplo, poderão ser escalados pelo jogador, eles estão em seus times, o Liverpool, o Barcelona e o Paris Sant Germain, respectivamente. 

Com relação aos jogadores da Seleção Brasileira, a EA Sports afirma que a imagem da equipe tem seus direitos negociados em separado com a CBF, mas somente os jogadores que jogam fora do País farão parte do game. 

Enquanto o Fifa 2015 enfrenta esse entrave, o seu concorrente direto, PES 2015, terá todos os times e jogadores do Campeonato Brasileiro e também todas as equipes da Libertadores da América. 

A previsão de lançamento do Fifa 2015 é 25 de setembro de 2015 e o jogo estará disponível para Xbox 360 e One, Playstation 3 e 4, além da versão para PC.  

Torcer para que o próximo, o Fifa 2016, consiga trazer o Brasileirão, para alegria dos gamers fanáticos por futebol.

Por Elia Macedo

Fifa 2015


No novo jogo é possível não só usar a roupa de Tony Stark, mas também voar pela cidade utilizando seus superpoderes.

Os brasileiros são conhecidos no mundo dos games pela sua irreverência e bom humor. Tal fama acabou criando uma nova modificação no jogo GTA V que estará disponível para download nas versões do Game voltadas para PC. Segundo a desenvolvedora do jogo, novos “mods” são essenciais para dar continuidade à vida do jogo.

Agora é possível não só usar a roupa de Tony Stark, mas voar pela cidade de San Andreas, utilizando seus superpoderes e disparando lasers da mão e do peito e ser tão poderoso que será possível destruir um carro com apenas um único soco.

O feito do novo mod é do programador brasileiro, da cidade de Maringá, Julio Cesar Schwab, de apenas 27 anos.

A façanha só é possível, pois a versão do GTA V é compatível com os mods que são modificações criadas por fãs que conseguem alterar e personalizar o jogo em certos aspectos.

O responsável pela modificação do Homem de Ferro é um “modder” desde o ano de 2012 e em uma entrevista afirmou ter passado cerca de um mês, com 3 horas de trabalho por dia para conseguir realizar a façanha do mod que traz o Homem de Ferro para dentro do GTA V.

O mod promete agradar os fãs do filme, que nunca tiveram um jogo voltado exclusivamente para o super-herói, a matarem um pouco a vontade de jogar usando a armadura de Stark. Todas as funcionalidades incríveis da armadura de Stark são permitidas, com a física realista e já conhecida do GTA V.

O desenvolvedor conta ainda, que mesmo com seus conhecimentos anteriores de programação (Schwab passou dois anos no curso de Sistemas de Informação), ele aprendeu a modificar o jogo sozinho e que sua vontade vem de muitos anos antes. Segundo ele, o aprendizado maior foi de tutoriais da internet e da ajuda de outros modders amigos. Ele afirma que sempre gostou de montar e desmontar seus brinquedos eletrônicos e que nenhum deles ficava como veio de fábrica perto dele.

Por Patrícia Generoso

Homem de Ferro no GTA 5

Homem de Ferro no GTA 5

Fotos: Divulgação


Lançamento oficial do jogo no Brasil será em 17 de novembro.

Se você é um apaixonado pela série "Star Wars", uma novidade a mais lhe espera no segundo semestre de 2015. Além do sexto filme da série, que será lançado no Brasil em dezembro e já vem despertando a curiosidade da legião de fãs brasileiros, temos a previsão de uma novidade a mais na saga: o jogo Stars Wars Battlefront tem previsão de lançamento oficial no país no dia 17 de novembro.

Esse jogo terá versões exclusivas para Xboz One, PS4 e PC. As imagens e o novo trailer do filme já foram divulgados e estão disponíveis na internet em sites de busca e de vídeo. No começo deste ano aconteceu um evento chamado Star Wars Celebration, que reúne milhares de fãs da série, e terá sua próxima edição no ano que vem, no continente Europeu. Durante este evento, o jogo foi apresentado para um grupo de jornalistas, para que pudessem posteriormente divulgar mais detalhes sobre o game.  

O Site IGN publicou a seguir que quando jogado no modo singleplayer o game não apresentará o modo campanha. O foco do jogo é a experiência miltiplayer, o que levará o usuário para vários planetas conhecidos pela trilogia dos filmes. Mas para que o modo singleplayer não fique tão desestimulante, algumas missões online serão liberadas para serem feitas em estilo solo. Segundo o publicado por Patrick Back, diretor geral da DICE, a ideia inicial do jogo seria resgatar as origens, onde o jogo era somente multiplayer.

Outras fontes informam que o jogo se passará no período da trilogia clássica, e chegará até o planeta Jakku, anunciado em alguns trailers de "O Despertar da Força". O trailer do game já está disponível, para fazer com que os fãs fiquem ainda mais empolgados e ansiosos pela chegada do novo game da série. Se você quer ter uma noção do que lhe espera, confira o trailer abaixo.

O jogo promete grandes surpresas aos fãs da série e promete ser uma febre para o segundo semestre do ano de 2015.

Por Patrícia Generoso

Stars Wars Battlefront

Foto: Divulgação


Sons of Winter é o novo jogo da série, que conta com bastante ação e gráficos com reprodução quase perfeita dos atores da série da TV.

Se você e fã de série Game of Thrones e também amante dos jogos digitais da série,  uma novidade vem por aí: a empresa responsável pelo jogos da série, Telltale Games divulgou o novo trailer do mais novo jogo da série, intitulado de Sons of Winter. O jogo, que será o quarto da série, foi lançado no dia 26 de maio, com versões para Playstation 3 e 4, PC e Mac. Os usuários do Xbox 360 e One tiveram o jogo disponível já no dia seguinte. Já os usuários de Android e iOS tiveram que esperar um pouco mais, e só tiveram acesso à novidade para download  no dia 28.

A novidade foi anunciada mais de um mês depois do lançamento do terceiro jogo da série: The Sword in The Darkness. No quarto episódio do jogo, continuaremos contando com bastante ação, provavelmente causada pela tomada de Meereeen (e Beshka), além de Daenerys e Gared que encontrarão uma esposa de lança.

Quem é fã dos jogos da série não ficará decepcionado, já que os vídeos e imagens já divulgados pela empresa têm gráficos que não deixam nada a desejar aos outros jogos atuais semelhantes, com reprodução quase que perfeita dos atores da série na TV.

Os trailers e teasers do jogo já podem ser encontrados facilmente no YouTube, e pelo que se percebe, a série de jogos continuará agradando aos fãs com as batalhas épicas em busca do objetivo principal da trama: a conquista do trono de ferro!

Se você gosta de inovações no mundo dos games e está à procura de um jogo com bastante ação e boa jogabilidade, Sons of Winter pode ser a opção para sua próxima aquisição. Mesmo que você não seja fã nem acompanhe a série, o jogo conta com uma boa jogabilidade e é possível entender a trama perfeitamente, para conquistar os objetivos de cada fase.

Por Patrícia Generoso

Game of Thrones Sons of Winter

Foto: Divulgação


Angry Birds VR ganhará dimensão 3D com óculos virtuais.

Um dos jogos mais populares da atualidade, Angry Birds, vai ganhar uma nova versão. A Rovio, produtora responsável pelo jogo, anunciou uma medida ambiciosa. Segundo a empresa o jogo vai ganhar a dimensão 3D com óculos virtuais. Mesmo com poucos detalhes divulgados dá para ver que as modificações serão muito interessantes.

A nova denominação para o jogo será “Angry Birds VR”. A Rovio disponibilizou uma breve demonstração no festival Rock in Rio Lisboa, realizado na cidade de Las Vegas. Foi divulgado ainda que a interatividade do jogo será em 1ª pessoa, sendo assim, a direção da tela modificará com os movimentos do jogador, mas tudo isso sem perder suas características clássicas.

A suposição, com base nas informações divulgadas, é que o jogador possa navegar através de movimentos com a cabeça para alternar entre as aves. A ideia é válida, pois o jogo ganha uma outra dimensão após o sucesso alcançado nos dispositivos móveis como Smartphones e Tablets.

Uma dúvida que paira é se Angry Birds VR será realmente lançado como um jogo oficial ou se foi estratégia de marketing da empresa para lançar os próprios produtos com os produtos da marca Samsung.

Um aspecto negativo para a franquia Angry Birds é a limitação que o próprio jogo tem. A Rovio já apostou em inúmeras variações para manter o sucesso inicial. Contudo, diante dessa limitação o jogo pode estar fadado a fazer parte do passado, assim como tantos outros. A aposta pode ser uma tentativa de perpetuação do jogo ou até mesmo uma despedida.

Um sinal de que as coisas não vão bem é o anuncio da empresa Rovio em 2014 sobre a decisão de demitir 110 funcionários e fechar um estúdio. As medidas, tomadas para cortar gastos reflete o momento ruim da empresa.

Esperamos que a nova versão do jogo se torne um lançamento oficial para agradar a todos os fãs desse game que virou febre pelo mundo.

Por André César

Angry Birds VR

Foto: Divulgação





CONTINUE NAVEGANDO: