Derrota do São Paulo na Copa Sul-Americana



  

A fanática torcida do São Paulo tinha a certeza que estariam de volta a uma decisão de um título internacional e caso saíssem vitoriosos, levantariam a ambicionada taça da América. Mas o sonho acabou, deu tudo errado. E o erro saiu dos pés daquele que tinha a obrigação de resolver: Allan Kardec.

O ex-palmeirense preferiu o São Paulo há alguns meses atrás. Pulou o muro da academia e se juntou ao grupo tricolor. Foi muito bem recebido e até a presente data era um dos xodós da torcida, assim como foi no Palmeiras. Ah, mas como é o futebol, bastou uma noite para ser tido como responsável pela eliminação nas semifinais da Copa Sul-Americana. Estava nos pés dele a continuidade da competição ou a eliminação.

Mas na hora da batida decisiva – o jogo foi disputado nos pênaltis, pois o Atlético Nacional havia vencido o primeiro jogo por 1×0 – não é que o atacante escorregou e se atrapalhou todo com a bola? Mandou a bola para longe, mas muito longe do gol. Mesmo vencendo a partida a decisão foi para os pênaltis, pois os dois resultados foram iguais.

Agora não adianta lamentações. O técnico Muricy Ramalho diz que foi uma das maiores injustiças de sua vida. Logo após a partida, na entrevista coletiva na sala de imprensa do clube, o técnico diz não entender o motivo da eliminação, que o São Paulo teve muito mais volume de jogo e merecia a vitória. Em nenhum momento criticou Allan Kardec e até defendeu o jogador, enumerando suas qualidades, para tentar justificar o lançamento da bola como numa partida de Beisebol.





Paulo Henrique Gansotambém foi elogiado, pois foi o autor do gol da vitória no tempo regulamentar, por 1×0. Segundo o técnico, eles não estão procurando explicações, pois acredita que o time seja fantástico e que no futebol tem coisas que não se explicam. Ele atenta para o fato de o clube já estar classificado para a Libertadores, mas queriam o título. Porém, não deu.

Por Luciana Viturino

Alan Kardec

Foto: Divulgação



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *