Dilemas dos torcedores do time que venceu e do que perdeu



  

Quinta-feira de manhã. Abro os olhos, levanto da cama e me lembro! Ontem teve final de campeonato. A partir daquele momento será decidido seu humor no restante do dia, da semana, ou para os mais fanáticos, até do mês e do ano.

Campeão, eu sou campeão, meu time venceu! Sorriso, a quinta-feira na fábrica é azul, ou negra, ou tricolor. Teu chefe tá mais bonito. Aquela dura que você toma a cada 10 minutos não é nada. Ah, o almoço no refeitório. Aquele arroz, feijão, salada mal lavada, carne dura, macarrão empapado e com pouco molho estão uma delícia. Você come e repete e a cada mastigada você se lembra de quarta-feira à noite. Que jogada que foi aquela? O cara é um craque, devia estar na seleção. Podíamos ter vencido com muito mais gols se não fosse aquele juiz ladrão, anulou aquele gol, não marcou aquele pênalti. Mas e daí, e daí. Somos campeões, é isso que interessa, o título é nosso.

A tarde passa rápido, sua mente divaga, não acredita que seu time foi campeão. O expediente acaba. O bar, ah o bar! Ali eu me refestelo! Zoeira geral com os torcedores de outros times, entre um gole e outro mais risadas. Cadê o João seu Manoel? – pergunta o campeão – Ihhh, responde o dono do bar, hoje ele não passa aqui não. Nem é doido, o coitado não ia ter vida fácil com todos vocês na cabeça dele. Talvez na segunda ele apareça. As gargalhadas são tantas que você nem percebe que está na hora de ir embora.

Acordo, abro os olhos, lembro da quarta-feira à noite. Não acredito, não acredito. Nem vou trabalhar hoje. Não é possível que levamos aquela lavada. Tínhamos tudo para ganhar, tudo. Juiz ladrão, atacante safado, vendido! Como que não marcou aquele gol! Não posso faltar no serviço, senão cortam meu vale-alimentação. Resignado se veste e vai. Nem iria passar no bar hoje. Seja você campeão ou derrotado na quinta feira, lembre-se: quem perdeu foram eles, para você, a vida segue. 

Por Luciana Viturino





Torcidas

Torcidas

Fotos: Divulgação



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *