Novos gestores do Botafogo tentam recuperar antigos jogadores



  

Oposição à presidência de Maurício Assumpção no Botafogo, o grupo de Carlos Eduardo Pereira, novo presidente do Fogão, se diz contrário às últimas decisões tomadas por Assumpção, principalmente às dispensas de quatro jogadores: Emerson Sheik, Júlio César, Edílson e Bolívar; estes dois últimos já tiveram seus contratos rescindidos formalmente e a situação é um pouco mais complexa.

De acordo com Carlos Eduardo Pereira, uma de suas principais tarefas será se encontrar com os quatro jogadores supracitados e tentar fazer com que eles voltem a fazer parte do grupo alvinegro. Apesar de não anunciado oficialmente, Antônio Carlos Mantuano deve ser o vice-presidente de futebol e o responsável direto por aproximar esses atletas ao clube, que vive uma situação financeira delicada e não terá missão fácil na aquisição de reforços.

Se por um lado o novo grupo de gestores do Botafogo tenta repatriar atletas, por outro tem a missão de segurar um dos principais jogadores do elenco, o goleiro da seleção brasileira Jefferson, que já declarou publicamente a sua insatisfação com a diretoria e comando de Maurício Assumpção; troca de "farpas" aconteceram recentemente e foram anunciadas na mídia.

Carlos Eduardo Pereira afirmou categoricamente que Jefferson é um elemento fundamental nos planos do clube a partir de 2015. O atual presidente disse que o goleiro só sai do Botafogo caso queira, dando sinais que no que depender da nova direção não haverá empecilhos para segurar o camisa um, que em entrevista anterior alegou não ver problemas em disputar a Série B na próxima temporada, apesar de especulado em outras agremiações, como o São Paulo.

Série B que está cada vez mais próxima do Botafogo, penúltimo colocado no Brasileirão 2014, com apenas 33 pontos em 36 jogos disputados; as duas próximas partidas do Fogão são contra o Santos, fora de casa, e contra o Atlético Mineiro, em casa, pela última rodada do campeonato. De acordo com matemáticos, o Botafogo está 99% já rebaixado, ou seja, só um milagre livra o time da Segunda Divisão.





Por Vinicius Cunha

Botafogo

Jogadores Botafogo

Fotos: Divulgação



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *