Após grandes conquistas Palmeiras passa por situação difícil



  

O Palmeiras sempre dá notícia. E geralmente não das melhores, para tristeza de sua enorme torcida. Em 1914 quando o Palestra Itália foi fundado, nem o mais pessimista de seus fundadores imaginava quem 100 depois nada haveria para comemorar. Restou aos torcedores do século XXI torcer apenas para que o time não seja novamente rebaixado. Torcer que essa mancha novamente não recaia sobre a Sociedade Esportiva Palmeiras. Um grande clube, com uma torcida apaixonada, ídolos inesquecíveis.

Imaginar que um clube, como o Palmeiras, que já representou a seleção brasileira, torne-se apenas um clube medíocre. O atual presidente, Paulo Nobre, se diz um torcedor fanático, de arquibancada. Além disso, um empresário de sucesso. Aliar amor ao clube com sua experiência em gestão parecia o caminho certo para um glorioso centenário, com no mínimo o clube disputando as primeiras posições, uma vaga na libertadores, disputar os clássicos contra Corinthians, São Paulo, Santos e outros em pé de igualdade. Mas nada disso aconteceu. A diretoria se mostrou confusa, arriscou trazer um técnico argentino que conseguiu a pior sequência histórica de derrotas que jamais um técnico palmeirense conseguiu. Jogou a equipe na lanterna da competição. Deixou na equipe jogadores fracos, que somados aos já frágeis atletas do Palmeiras, resultou numa equipe medíocre, que provavelmente nem conseguiria se manter entre os 4 melhores da Série B.

Paulo Nobre gere o clube no ano do centenário, aliado a inauguração de um dos melhores estádios das Américas. Moderno, que combina com equipes europeias de ponta. E porque não montar uma equipe a altura da estrutura que o clube possui? Porque insistir em jogadores que são expurgos de outras equipes?

Se permanecer na série A de 2015, o Palmeiras terá de ser reinventado. Tanto na administração quanto no comando técnico. O torcedor não aguenta mais ser chacota constante de outros torcedores, principalmente torcedores de seus maiores rivais.





O Palmeiras enfrenta ainda neste mês uma nova eleição. Paulo Nobre disputa a reeleição. O que tem de bom a mostrar? Desta vez os sócios participam. Vamos aguardar.

Por Luciana Viturino

Palmeiras



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *