São Paulo FC envergonha até o presidente do clube após ser goleado



  

A ressaca da quinta-feira ao presidente Carlos Miguel Aidar não foi fácil. Ele teve que se recompor para voltar ao Morumbi depois da noite de quarta-feira, quando São Paulo perdeu para o Fluminense por 5 X 2, no Maracanã, Rio de Janeiro.

Aidar disse que não fosse o compromisso que tinha com Pelé seria difícil ir ao Morumbi. Vale ressaltar que a presidência encontrou o rei do futebol para firmar acordo sobre a exposição histórica do jogador, que vai acontecer no estádio do Morumbi, durante a Copa do Mundo FIFA Brasil 2014.

Em entrevista à Gazeta Esportiva, Aidar indicou que não estava em um dos melhores dias da vida. Tudo por causa do fraco desempenho que o time demonstrou no jogo contra os tricolores cariocas. A surpresa aconteceu com maior força ao levar em conta a performance impecável que o time apresentou no jogo anterior, contra o Flamengo, também no Rio de Janeiro.

Apesar da derrota vexatória que sofreu do rival tricolor carioca, o técnico do São Paulo, Muricy Ramalho, não tem perigo de perder seu cargo, conforme afirmou Aidar de forma pública. Ao presidente, o treinador tem emprego garantido até acabar os anos de mandato presidencial.

Não se pode ignorar o fato de que esta não foi a primeira vez que Aidar defende Muricy em público após jogos com baixo desempenho por parte do São Paulo. No empate que o clube teve contra o Corinthians a confiança do presidente no atual técnico se demonstrou inabalável.





Carlos Miguel Aidar indica que Muricy tem algo a mais do que os outros técnicos, ou seja, consegue revelar garotos da base e vender por alto preços aos principais clubes da Europa, o que ajuda em aumentar o caixa do clube. Presidente do São Paulo indica que o time vai ter altos e baixos por causa da grande quantidade de jogadores jovens no plantel principal.

Por Renato Duarte Plantier

S?o Paulo x Fluminense

Foto: Divulgação



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *