Novos processadores da AMD são projetados para Games



  

A AMD lançará sua nova linha revolucionária de processadores, chamada de Kaveri. Segundo o vice-presidente corporativo da empresa, ela irá marcar o início de uma nova era. Seus chips serão muitos mais poderosos, comparados aos da sua concorrente Intel. Eles serão 24% mais rápidos e 87% superiores em qualidade gráfica, comparado ao Core i5-4670K da Intel.

Os novos chips terão, em uma única peça de silício, de quatro a oito núcleos de processamento gráfico. Além disso, vem integrado a Graphics Core Next (GCN), arquitetura projetada para rodar jogos de última geração com uma ótima qualidade de imagem.

A empresa implantou nesses processadores uma tecnologia intitulada de Heterogenous Systems Architecture (HSA). Esta dá autonomia à GPU, não necessitando aguardar a CPU para o envio de dados para o processamento. A GPU poderá ser utilizada também em computadores não-gráficos. O analista da Moor Insights & Strategy, Patrick Moorhead, afirma que “há anos a AMD não apresentava um processador tão interessante quanto o Kaveri”. Segundo ele, o chip está impressionando em todos os testes realizados até o momento.





O Kaveri terá 2,4 bilhões de transistores, sendo 47% destinados ao processamento de gráficos de alta resolução. Para o analista da Insight 64, Nathan Brookwood, essa tecnologia é bem parecida com a das memórias virtuais apresentadas em 1970, quando descobriram formas de gerenciamento mais eficientes da memória do computador. Para o sucesso dessa nova linha de processadores, a AMD contará com o apoio do Google e da Microsoft para otimizarem seus sistemas operacionais com a tecnologia HSA. Depois que isso acontecer, as vendas vão decolar, segundo Moohead.

A linha A-Series de processadores AMD já está disponível nos EUA, custando entre US$ 199 e US$ 173. A frequência de CPU inicia em 3,1 GHz e pode chegar em 4,0 GHz, consumindo energia em torno de 45 a 95 watts. Para quem deseja ter uma computador com alta qualidade de imagem, o Kaveri é realmente uma ótima opção.

Por Danilo Gonçalves



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *