Vasco – Cortes e redução na folha salarial



O Vasco parece iniciar sua reformulação no elenco e principalmente na folha salarial do elenco, considerada alta pela diretoria. Enfim de contrato, o meia Carlos Alberto recebeu a notícia de um possível corte superior a 50% em seu salário caso queira renovar e a tendência é que não atue mais em São Januário.

Com julgamento marcado pela Procuradoria do TJD/RJ com a acusação de dopping, o meia Carlos Alberto deve mesmo encerrar sua trajetória pelo Vasco da Gama. Vinculado ao cruzmaltino por mais de quatro anos (somando suas passagens), o jogador recebeu de seu empresário Carlos Leite a notícia sobre a meta de redução salarial por parte da diretoria, que passa por um momento de corte em suas despesas e colocou Carlos Alberto como um de seus problemas.



Com as conversas estagnadas entre diretoria e atleta, o diretor executivo de futebol Ricardo Gomes sinalizou com a possibilidade remota de permanência do meia-atacante, que terá seu contrato encerrado no dia 2 de agosto.

Com o maior salário do elenco, cerca de R$300 mil, o jogador de 28 ano terá de enfrentar o novo julgamento e se encaixar na nova folha salarial de R$150 mil para permanecer na Colina histórica. Mesmo que deixe o Vasco, a advogada do clube, Luciana Lopes, assegurou continuar no caso de Carlos Alberto, que em caso de condenação, poderá ir a Corte Arbitral do Esporte, na Suíça.

Por Marcos Junior





Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *