Estádio do Mineirão pode ser Fechado pela Justiça



  

O Ministério Público de Minas Gerais entrou na Justiça para fechar o Estádio Governador Magalhães Pinto, conhecido popularmente como Mineirão. O MPMG entrou com uma ação civil para cessar o funcionamento da arena em caráter liminar. A promotoria alega que as atividades devem ser suspensas, pois a Minas Arena (gestora do local) não cumpriu as normas obrigatórias para facilitação do acesso de deficientes físicos ao ambiente dos jogos.

O problema teve início na conturbada reinauguração do estádio, que recebeu a partida entre Cruzeiro e Atlético Mineiro. Naquela partida houve reclamações devido à falta de sinalização e a retirada de torcedores das cadeiras especiais (que desembolsaram R$ 130 por estes lugares).

Agora, de acordo com o promotor Rodrigo Filgueira de Oliveira, a empresa responsável pelo Mineirão será obrigada a se encarregar de todas as melhorias necessárias para acomodar dignamente os portadores de deficiência.





O Ministério Público já havia cobrado na data do primeiro acontecimento que a situação deveria ser regularizada. A Minas Arena informou que seriam realizadas mudanças até o dia 31 de janeiro, mas pouco tempo depois solicitou o adiamento para o dia 31 de março.

O processo segue alegando que o Mineirão, da forma que está, descumpre diversos artigos da Constituição Federal e desrespeita a convenção sobre acessibilidade da ONU. 

Por Natália De Lazzari



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *