Exame anti-doping Deco – Contraprova dá positivo



  

Depois de ser flagrado no exame anti-doping, realizado na partida entre Fluminense e Boa Vista, no fim de março, o meia Deco, juntamente com o Fluminense, pediu contraprova do exame, porém, na sexta-feira, 03 de maio, recebeu a notícia de que realmente há a presença da substância "Furosemida" (diurético) em sua urina.

O jogador faz uso do diurético há três anos, e não havia tido problemas em momento algum, o que faz com que Deco planeje processar a farmácia manipuladora e também o químico responsável, que teria tido culpa na contaminação.

Em nota oficial, o meia, já em tom de defesa, alegou que em 18 anos de carreira jamais passou por algo similar, frisando que irá atrás de justiça até em última instância; com a confirmação do doping, o Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro (TJD/RJ) deverá suspender o atleta preventivamente por 30 dias.





Uma possível punição pode suspender o jogador por 2 anos, o que praticamente acabaria com a carreira do jogador, que já tem 35 anos; a defesa de Deco será feita por um advogado particular, mas a diretoria do Flu já colocou todo seu departamento jurídico à disposição.

Por Vinicius Cunha



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *