Itaquerão enfrenta dificuldades para cumprir prazo para Copa do Mundo



Neste mês de dezembro começaram a ser realizadas entregas dos primeiros estádios prontos para a Copa do Mundo de 2014, mas um deles provavelmente irá atrasar os prazos definidos para este evento.

Esta situação diz respeito ao estádio do Corinthians – o Itaquerão – que vem enfrentando problemas para obter os recursos financeiros necessários para as obras.



Isto acontece porque a Odebrecht e o Banco do Brasil – empresas responsáveis pela reforma do estádio – estão com diversos impasses junto ao BNDES para conseguir os empréstimos necessários.

O grande impasse se refere às garantias dadas para a liberação do financiamento, pois a Odebrecht quer oferecer as receitas futuras do estádio e o Banco do Brasil – que está intermediando a negociação – não aceita projeção de receitas futuras como garantia que iria contra as práticas bancárias vigentes.

Em troca, a entidade bancária quer que seja dado como garantia algo físico ou uma fiança para suportar o empréstimo no valor total de R$400 milhões ou então que a Odebrecht se torne a controladora do fundo monetário com direitos sobre o estádio.



Deste modo a questão estaria resolvida, certo? Não, errado! Porque a Odebrecht não aceita nenhuma das opções disponibilizadas pelo Banco do Brasil já que é responsável apenas pela construção do estádio e que o Corinthians não abre mão de controlar o fundo monetário de seu estádio.

Diante desta situação, a Odebrecht já solicitou prorrogação do prazo para que o BNDES conceda o financiamento até 2013, sendo que a possível solução para esta história seriam os chamados naming rights do Itaquerão.

Agora é preciso aguardar e torcer para um desfecho feliz e rápido desta pendência envolvendo a reforma do estádio do Corinthians.

Por Ana Camila Neves Morais



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *