Olimpíadas 2012 – Atletismo corre risco de não conquistar nenhuma medalha



  

Desde as Olimpíadas de 1992, em Barcelona, o Brasil segue ganhando medalhas no Atletismo em todas as edições dos jogos olímpicos. Entretanto, a atuação desanimadora de atletas favoritos ao pódio reduziu as chances do país em 2012.

Em Londres, Maurrer Maggi e Fabiana Murer, ambas saltadoras de destaque, não conquistaram nenhuma medalha, não passando nem das eliminatórias.

Nos anos anteriores, o Brasil conquistou duas medalhas no revezamento 4x100m masculino, bronze em 1996 e prata em 2000, um bronze na maratona em 2004 e um ouro no salto em distância em 2008. Ao todo foram quatro Olimpíadas medalhando consecutivamente. Em Londres, salvo surpresas e revelações, será difícil manter a série.





Ainda há chances na maratona e no revezamento 4×100 m, porém, o Brasil não entra nas disputas dessas modalidades como favorito, afinal, nenhum dos velocistas brasileiros chegou sequer às semifinais das provas individuais. Será realmente bem complicado  correr de igual para igual com os americanos e jamaicanos.

O experiente  maratonista Marilson Gomes dos Santos é a maior esperança do país. No entanto, mesmo sendo bicampeão em maratona (2006 e 2008), há bastante tempo ele não conquista nenhum título de relevância mundial. Agora é esperar para ver o desfecho na última prova dos Jogos Olímpicos.

Por Larissa de Oliveira



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *